3 Spit e hospitalismo

1.994 visualizações

Publicada em

Elaboração a partir de outro PowerPoint e de pesquisas pessoais

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.994
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

3 Spit e hospitalismo

  1. 1. Relações precoces mãe/bebé CONTRIBUTOS DE RENÉ SPITZ
  2. 2. Bibliografia  Psicanalista austríaco;  Nasceu em 1887 e morreu 1974;  Estudou medicina;  Especializou-se em Psicologia Infantil;  Vai para os Estados Unidos da América onde leciona na área da Psiquiatria e da Psicanálise;  Estudou crianças órfãs e abandonadas e cria o conceito “Hospitalismo”.  http://www.youtube.com/watch?v=XvWBXR8UmQY
  3. 3. SPITZ - A Síndrome do Hospitalismo Consequências que resultam da perturbação da relação precoce 1. Depressão Anaclítica – Resulta da privação da relação afetiva parcial; 2. Síndrome do Hospitalismo – Resultada privação da relação afetiva total ou duradoira.
  4. 4. SPITZ - A Síndrome do Hospitalismo Depressão Anaclítica 3. Foi Spitz quem pela primeira vez, de forma clara, chamou a atenção para a dor psíquica (Depressão) em fases precoces de desenvolvimento; 4. A Depressão anaclítica (Spitz 1961) é a que resulta da privação afetiva parcial;
  5. 5. SPITZ - A Síndrome do Hospitalismo Síndrome do Hospitalismo 1. Resulta da rutura total e duradoura da relação afetiva precoce, durante os primeiros 18 meses de vida. 2. Caracteriza-se pelo atraso global de desenvolvimento (psíquico, relacional, mas também físico e biológico).
  6. 6. SPITZ - A Síndrome do Hospitalismo Síndrome do Hospitalismo Efeitos depressivos do Hospitalismo desenvolvem-se sequencialmente 1. No primeiro mês da separação a criança abandonada chora e procura a proximidade e o conforto de outros seres humanos.
  7. 7. SPITZ - A Síndrome do Hospitalismo Síndrome do Hospitalismo Efeitos depressivos do Hospitalismo desenvolvem-se sequencialmente 2. No segundo mês de separação, o choro contínuo vai dando progressivamente lugar ao lamento e ao gemido; a criança perde peso e o seu desenvolvimento psicomotor é interrompido.
  8. 8. SPITZ - A Síndrome do Hospitalismo Síndrome do Hospitalismo Efeitos depressivos do Hospitalismo desenvolvem-se sequencialmente 3. No terceiro meses de separação, a criança evita o contacto humano e a atividade motora; passa longas horas deitada (marasmo); sofre frequentemente de insónias.
  9. 9. O QUE É O HOSPITALISMO Trata-se de um conjunto de perturbações físicas e psíquicas que as crianças podem sofrer em consequência de um internamento prolongado em instituições como hospitais, orfanatos ou asilos, onde estão privadas do afecto materno.
  10. 10. O QUE É O HOSPITALISMO Foi descrito pelo psiquiatra René Spitz, que estudou o desenvolvimento psicoafetivo de cem crianças que viviam num orfanato perto de Nova Iorque, durante a Segunda Guerra Mundial. Apesar de serem bem tratados, os meninos entravam num estado de letargia e estupor que podia conduzi-los à morte. Curiosamente, voltavam ao seu estado normal quando viam as mães. Por isso, actualmente, os médicos têm muito em conta o contacto das crianças com os seus mais próximos.
  11. 11. Resiliência – Clarificação do conceito - A resiliência é um conceito psicológico emprestado da Física; - Pode ser definido como a capacidade de o indivíduo lidar com problemas, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas - choque, estresse, etc. - sem entrar em surto psicológico.
  12. 12. Resiliência – Clarificação do conceito - A resiliência é uma tomada de decisão quando alguém se depara com um contexto entre a tensão do ambiente e a vontade de vencer. - Essas decisões propiciam forças na pessoa para enfrentar a adversidade.
  13. 13. Resiliência – Clarificação do conceito Resiliência é um conceito que designa: o processo ou a capacidade de autorrestabelecimento e de resistência às doenças mentais e outros distúrbios no desenvolvimento, por parte de crianças que vivem em situações adversas ou indutoras de grande ansiedade.
  14. 14. Resiliência - clarificação do conceito Pode-se considerar que a uma combinação de fatores que propiciam ao ser humano condições para enfrentar e superar problemas e adversidades. Consultar no1º livro pp. 264 e 265.

×