Autenticidade, quem a quer
Autenticidade será a palavra-chave do século XXI, é esta a palavra que já começa a dominar o me...
Estes querem comprar o que alimenta a sua verdadeira identidade, o “eu autentico”. O mesmo
se passa com a geração X, ávido...
Autenticidade, quem a quer
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Autenticidade, quem a quer

258 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
258
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Autenticidade, quem a quer

  1. 1. Autenticidade, quem a quer Autenticidade será a palavra-chave do século XXI, é esta a palavra que já começa a dominar o meio empresarial e os negócios e porquê? Porque é isto que os consumidores querem, querem a Verdade. Atenção, o que o consumidor perceciona como Verdade, mas o que acontece hoje em dia é que a definição de produto/serviço para o consumidor é feita entre Falso ou Verdadeiro, ou seja, Autêntico. Várias são as razões que explicam esta nova necessidade, a falsidade de atitudes que se pede nas empresas, a venda de produtos/serviços que não fazem o que se diz que fazem, a descrença na classe politica por todos os casos que aparecem constantemente, o desrespeito com que se tem tratado a educação e por conseguinte as instituições de ensino em que o esforço e mérito tem vindo a ser reduzido nos últimos anos, os patrocínios às organizações não-governamentais que escondem sempre a retribuição de um favor futuro, o mundo deixou de ser transparente, as instituições desviaram-se dos seus caminhos iniciais e a perceção social é que tudo é muito Falso. Outra das razões, é a geração X (18-30 anos) e os Baby Boomers (nascidos pós 2º guerra mundial), estes últimos, nos últimos 20 anos os grandes responsáveis pelo consumo, em números, despesa e na determinação do que comprar. Estes querem comprar o que alimenta a sua verdadeira identidade, o “eu autentico”.
  2. 2. Estes querem comprar o que alimenta a sua verdadeira identidade, o “eu autentico”. O mesmo se passa com a geração X, ávidos de autenticidade, estão fartos de artifícios, como diz o presidente da Youth Intelligence, empresa de estudos de mercado de Nova York. Daí termos assistido nos últimos temos ao boom da Economia da Experiência, com várias empresas a oferecer experiências únicas, os consumidores querem experimentar por eles, querem ser ativos, mas muitas empresas há, que usam o termo Experiência mas mantém-se com práticas de gestão do modelo anterior, dizem que oferecem “experiências” mas não disponibilizam “experiências”. Contribuindo para aumentar a perceção do consumidor de falso e a procurar cada vez experiências que as pessoas considerem autênticas. Agora, mais do que nunca, o verdadeiro é aquilo que os clientes realmente querem. Começámos com a Economia Agrária depois a Industrial, depois a de Serviços e estamos a atingir a maioridade da Economia de Experiências a próxima é a Economia do Real. É esta a nova sensibilidade dos consumidores nos próximos tempos, um desafio para as empresas, vai enfrentá-lo?

×