SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
Baixar para ler offline
PARTE DA 5 REGIÃO
 A área e região beneficiada pelo Projeto:
População BENEFICIADA:
Diretamente: 33.347 habitantes ( CENSO 2000) ;
- 9,68% da população do município de Vila Velha
23 bairros constituem a 5 REGIÃO também conhecida
como Grande Terra Vermelha. Desses 23 bairros, 11 serão
beneficiados pelo projeto. São esses:
- Barramares
- Cidade da Barra
- João Goulart
- Residencial Jabaeté
- Morada da Barra
- Normília Cunha Azeredo
- Riviera da Barra
- São Conrado
- Terra Vermelha
- Ulisses Guimarães
- Vinte e Três de Maio
Totalizando 29.566 mil habitantes
(IBGE, 2000).
A Intervenção também beneficia
- Barra do Jucu,
- Praia da Concha
- Praia dos Recifes
Totalizando mais 3.781 habitantes
Morada da
Barra
Residencial
Jabaeté
Normília
João Goulart
Barramares
Res. Terra
Vermelha
Ulisses
Guimarães
São
Conrado
Cidade
da Barra
Riviera da
Barra
Barra do
Jucu
Praia das
Conchas
Praia dos
Recifes
23 de Maio
 Bairros que constituem a região:
 A bacia hidrográfica do Rio do Congo
- Localizada à margem direita do Rio Jucu o Canal
do Congo inicia a cerca de 8km do local onde
encontra o córrego da Mata para então formar o Rio
da Draga, com deságüe na Barra do Jucu.
- No projeto e nesta apresentação, todo o trecho é
denominado de Canal do Congo
- Atualmente 14 Sub-bacias drenam a região do projeto.
SUB-BACIA 1
SUB-BACIA 2
SUB-BACIA 3
SUB-BACIA 4
SUB-BACIA 5
SUB-BACIA 6
SUB-BACIA 8
SUB-BACIA 7
SUB-BACIA 9
SUB-BACIA 10
SUB-BACIA 11
SUB-BACIA 12
SUB-BACIA 13
SUB-BACIA 14
 Problemas e Desafios na Região:
- Os córregos e canais das sub-bacias se transformaram em
verdadeiros valões por onde correm os esgotos de milhares de
habitantes.
 Problemas e Desafios na Região:
- A região composta por solo arenoso;
- A exploração de areia é utilizada na
construção civil e nas indústrias.
- O sítio foi completamente deformado
pelas extrações ilegais ou não de areia.
- Certas áreas se encontram abaixo do nível do mar ;
 Problemas e Desafios na Região:
- A região vem sofrendo constantemente com enchentes, esse
seria o principal motivo da implantação do projeto de macro
drenagem da região.
 Problemas e Desafios na Região:
Problemas de queda e rachaduras de casas acontecem em
diversos bairros por causa das características do solo
composto de turfa sobre o qual é feito um aterro precário
para construção das residências.
- A 5 Região se encontra em sua maior parte numa planície
situada entre a Rodovia do Sol e o rio Jucu em zona inundável.
 Problemas e Desafios na Região:
- Ocupações Irregulares e em risco;
Ocupações
em Risco
 Problemas e Desafios na Região:
- Exemplos da situação atual:
Esgotos jogados
no canal
Entulhos nos
Cursos D’Água
 Problemas e Desafios na Região:
- Exemplos da situação atual:
Travessias
Precárias
Lixo e Contaminantes
PROJETO DE MACRO DRENAGEM
NA
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DO CONGO
- O projeto de macro drenagem na bacia hidrográfica do Rio do
Congo é um projeto de engenharia que tem por objetivo a
drenagem das águas pluviais de parte da bacia hidrográfica do
Rio do Congo.
- Obra de utilidade pública, pois atende uma grande população,
e tem um cunho social, pois grande parte dessa população é de
baixa renda;
PROJETO DE MACRO DRENAGEM
NA
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DO CONGO
-TRABALHO DE ANÁLISE AMBIENTAL;
- REASSENTAMENTOS DE FAMÍLIAS;
- DRENAGEM DO CANAL PRINCIPAL E DRENAGEM
SECUNDÁRIAS;
- OBRAS DE DRAGAGEM, ESTABILIZAÇÃO DE MARGENS,
PAVIMENTAÇÕES;
TRABALHO DE ANÁLISE AMBIENTAL
- Antes do projeto, foi realizado uma estudo ambiental na área
(DIA: Declaração de Impacto Ambiental), no qual foram
levantados os impactos e benefícios da implantação do projeto
na área.
- Esse estudo gerou uma Licença Ambiental Prévia, atestando
que o local estava apto à implantação dessa obra de engenharia.
O projeto foi concebido em sub-bacias, sendo a bacia principal a
do Canal do Congo, e as demais bacias espalhadas por parte da
5 Região, drenando diversos bairros.
1
1 Remoção de 15 famílias;
2
2 Remoção de 25 famílias;
33 Remoção de 03 famílias;
4
4 Remoção de 42 famílias;
REASSENTAMENTOS DE FAMÍLIAS
- Atualmente essas 85 famílias estão em local de
risco ou serão atingidas pela obra.
- Serão reassentadas no loteamento Jabaeté,
em residências novas.
A DRENAGEM
- As águas das bacias serão drenadas por dois canais secundários
e pelo próprio Canal do Congo (canal principal), sendo os
secundários ligados ao principal.
- Além dos canais secundários e do canal principal, estão
previstas ainda outras medidas estruturais como o aumento do
nível de 6 pontes, que hoje funcionam como "gargalos" para o
escoamento das águas da chuva. Essas pontes juntamente com os
três canais atenderão as bacias 1, 2, 3, 9, 10, 11, 12, 13 e 14, ficando
para a próxima etapa as bacias 4, 5, 6, 7 e 8.
SUB-BACIA 1
SUB-BACIA 2
SUB-BACIA 3
SUB-BACIA 4
SUB-BACIA 5
SUB-BACIA 6
SUB-BACIA 8
SUB-BACIA 7
SUB-BACIA 9
SUB-BACIA 10
SUB-BACIA 11
SUB-BACIA 12
SUB-BACIA 13
SUB-BACIA 14
 1 Etapa SUB-BACIA 10
SUB-BACIA 11
SUB-BACIA 12
SUB-BACIA 02
SUB-BACIA 01
SUB-BACIA 03
SUB-BACIA 13
SUB-BACIA 14
 2 Etapa
SUB-BACIA 09
SUB-BACIA 4
SUB-BACIA 8
SUB-BACIA 5
SUB-BACIA 7
SUB-BACIA 6
1- CANAIS SECUNDÁRIOS
1
1
2- CANAL PRINCIPAL
2
 ELEMENTOS USADOS PARA A DRENAGEM
TUBULAÇÃO
 ELEMENTOS USADOS PARA A DRENAGEM
GALERIA FECHADA
 ELEMENTOS USADOS PARA A DRENAGEM
GALERIA ABERTA
 ELEMENTOS USADOS PARA A DRENAGEM
CANAL GABIÃO
DRENAGEM
TUBULAÇÃO
GALERIA FECHADA
GALERIA ABERTA
CANAL GABIÃO
CANAL DE TERRA
GALERIA
EXISTENTE
PONTES
PONTE 01
PONTE 02
PONTE 03
PONTE 04
PONTE 05
PONTE 06
EXEMPLO DE COMO SERÁ FEITO
AS PONTES EXISTENTES SÃO VERDADEIROS GARGALOS PARA O
ESCOAMENTO DE ÁGUA EM DIAS DE CHUVA.
RUAS A SEREM PAVIMENTADAS
VIAS A SEREM PAVIMENTADAS – 1 ETAPA
PAVIMENTAÇÃO (BLOCO DE CONCRETO INTERTRAVADO e=10cm)
Nome da Via Etapa Localização Extensão (m) Larg. Pista (m)
Rua Marinhas 1 Bairro São Conrado 424,30 5,00 m
Rua Projetada 1 1 Bairro São Conrado 409,40 5,00 m
Rua Liberdade 1 Bairro Riviera da Barra 449,47 12,00 m
Av. Espírito Santo 1 Bairro Riviera da Barra 861,00 10,00 m
SUB-TOTAL 1 2.144,17 m
RUAS A SEREM PAVIMENTADAS
VIAS A SEREM PAVIMENTADAS – 1 ETAPA
PAVIMENTAÇÃO (C.B.U.Q) – Concreto Betuminoso Usinado Quente
Nome da Via Etap
a
Localização Extensão (m) Largura da pista (m)
Rua Pedro Álvares
Cabral
1 Bairro Barramares 955,61 7,00 m
Rua Antonio Elias
Esp. Santo
1 Bairro Terra Vermelha 697,67 12,00 m
SUB-TOTAL 2 1.653,28 m
TOTAL GERAL 3.797,45 m
RUAS A SEREM PAVIMENTADAS
Total de Pavimentação por Bairros na 1 Etapa:
São Conrado: 833,70m
Riviera da Barra: 1.310,47m
Ambos serão pavimentados com
blocos de concreto intertravado.
Barramares: 955,61m
Terra Vermelha: 697,67m
Ambos serão pavimentados com
Concreto Betuminoso Usinado Quente.
PROJETO DE MACRO DRENAGEM
NA
BACIA HIDROGRÁFICA DO CANAL DO CONGO
1 Etapa: Drenagem- Aprox. 8000m de drenagem
SUB-BACIA 10
SUB-BACIA 11
SUB-BACIA 12
SUB-BACIA 02
SUB-BACIA 01
SUB-BACIA 03
SUB-BACIA 13
SUB-BACIA 14
TOTAL GERAL 3.797,45 m
1 Etapa: Ruas a serem Pavimentadas
SUB-BACIA 09
PROJETO DE MACRO DRENAGEM
NA
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DO CONGO
1 Etapa: 85 famílias serão reassentadas no loteamento
Jabaeté, em residências novas.
Orçamento de Obras da 1 Etapa: 55,36 milhões
(precisamente: R$55.362.860,00)
Prazo de Execução: 24 meses (2 anos)
PROJETO DE MACRO DRENAGEM
NA
BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DO CONGO
2 Etapa
2 Etapa: Drenagem
SUB-BACIA 04
SUB-BACIA 08SUB-BACIA 05
SUB-BACIA 07
SUB-BACIA 06
TOTAL GERAL 5.243,86 m
2 Etapa: Ruas a serem Pavimentadas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exercício dimensionamento de lagoa facultativa (1)
Exercício dimensionamento de lagoa facultativa (1)Exercício dimensionamento de lagoa facultativa (1)
Exercício dimensionamento de lagoa facultativa (1)Giovanna Ortiz
 
Aula 4 explicação decantadores dimensionamento
Aula 4 explicação decantadores dimensionamentoAula 4 explicação decantadores dimensionamento
Aula 4 explicação decantadores dimensionamentoGiovanna Ortiz
 
Nbr 12214 nb 590 projeto de sistema de bombeamento de agua para abastecimen...
Nbr 12214 nb 590   projeto de sistema de bombeamento de agua para abastecimen...Nbr 12214 nb 590   projeto de sistema de bombeamento de agua para abastecimen...
Nbr 12214 nb 590 projeto de sistema de bombeamento de agua para abastecimen...Laise Bastos
 
Mineração, Legislação Mineral e Requerimento de Pesquisa (The Brazilian Minin...
Mineração, Legislação Mineral e Requerimento de Pesquisa (The Brazilian Minin...Mineração, Legislação Mineral e Requerimento de Pesquisa (The Brazilian Minin...
Mineração, Legislação Mineral e Requerimento de Pesquisa (The Brazilian Minin...Saulo Melo
 
Saneamento - captação
Saneamento - captaçãoSaneamento - captação
Saneamento - captaçãowendellnml
 
Canais do recife_26-ago-11
Canais do recife_26-ago-11Canais do recife_26-ago-11
Canais do recife_26-ago-11Daniel Guedes
 
Hidrologia escoamento superficial
Hidrologia   escoamento superficialHidrologia   escoamento superficial
Hidrologia escoamento superficialmarciotecsoma
 
Dimensionamento de um Sistema de Bombagem para Abatecimento de água para a co...
Dimensionamento de um Sistema de Bombagem para Abatecimento de água para a co...Dimensionamento de um Sistema de Bombagem para Abatecimento de água para a co...
Dimensionamento de um Sistema de Bombagem para Abatecimento de água para a co...ISPG-CHOKWE CRTT
 
Equipamentos de uma sonda de perfuração
Equipamentos de uma sonda de perfuraçãoEquipamentos de uma sonda de perfuração
Equipamentos de uma sonda de perfuraçãoAnderson Pontes
 
Tabela de conversão de unidades
Tabela de conversão de unidadesTabela de conversão de unidades
Tabela de conversão de unidadesDaniel Nunes
 
Tratamento de esgotos infiltração rápida
Tratamento de esgotos infiltração rápidaTratamento de esgotos infiltração rápida
Tratamento de esgotos infiltração rápidaSilenezé Souza
 
Propagação de Cheias (Parte 2) - Reservatórios
Propagação de Cheias (Parte 2) - ReservatóriosPropagação de Cheias (Parte 2) - Reservatórios
Propagação de Cheias (Parte 2) - ReservatóriosHidrologia UFC
 
Aula 2 exercício od tratamento de águas residuárias
Aula 2   exercício od tratamento de águas residuáriasAula 2   exercício od tratamento de águas residuárias
Aula 2 exercício od tratamento de águas residuáriasGiovanna Ortiz
 

Mais procurados (20)

Capitulo 02 método racional
Capitulo 02  método racionalCapitulo 02  método racional
Capitulo 02 método racional
 
Exercício dimensionamento de lagoa facultativa (1)
Exercício dimensionamento de lagoa facultativa (1)Exercício dimensionamento de lagoa facultativa (1)
Exercício dimensionamento de lagoa facultativa (1)
 
Aula 4 explicação decantadores dimensionamento
Aula 4 explicação decantadores dimensionamentoAula 4 explicação decantadores dimensionamento
Aula 4 explicação decantadores dimensionamento
 
A Indústria do Petróleo
A Indústria do PetróleoA Indústria do Petróleo
A Indústria do Petróleo
 
coleta e transporte de esgoto - Tsutiya
coleta e transporte de esgoto - Tsutiya coleta e transporte de esgoto - Tsutiya
coleta e transporte de esgoto - Tsutiya
 
Nbr 12214 nb 590 projeto de sistema de bombeamento de agua para abastecimen...
Nbr 12214 nb 590   projeto de sistema de bombeamento de agua para abastecimen...Nbr 12214 nb 590   projeto de sistema de bombeamento de agua para abastecimen...
Nbr 12214 nb 590 projeto de sistema de bombeamento de agua para abastecimen...
 
Mineração, Legislação Mineral e Requerimento de Pesquisa (The Brazilian Minin...
Mineração, Legislação Mineral e Requerimento de Pesquisa (The Brazilian Minin...Mineração, Legislação Mineral e Requerimento de Pesquisa (The Brazilian Minin...
Mineração, Legislação Mineral e Requerimento de Pesquisa (The Brazilian Minin...
 
Saneamento
SaneamentoSaneamento
Saneamento
 
Saneamento - captação
Saneamento - captaçãoSaneamento - captação
Saneamento - captação
 
Canais do recife_26-ago-11
Canais do recife_26-ago-11Canais do recife_26-ago-11
Canais do recife_26-ago-11
 
Hidrologia Aula 1
Hidrologia Aula 1Hidrologia Aula 1
Hidrologia Aula 1
 
Hidrologia escoamento superficial
Hidrologia   escoamento superficialHidrologia   escoamento superficial
Hidrologia escoamento superficial
 
Aula 04
Aula 04Aula 04
Aula 04
 
Dimensionamento de um Sistema de Bombagem para Abatecimento de água para a co...
Dimensionamento de um Sistema de Bombagem para Abatecimento de água para a co...Dimensionamento de um Sistema de Bombagem para Abatecimento de água para a co...
Dimensionamento de um Sistema de Bombagem para Abatecimento de água para a co...
 
Microdrenagem.pdf
Microdrenagem.pdfMicrodrenagem.pdf
Microdrenagem.pdf
 
Equipamentos de uma sonda de perfuração
Equipamentos de uma sonda de perfuraçãoEquipamentos de uma sonda de perfuração
Equipamentos de uma sonda de perfuração
 
Tabela de conversão de unidades
Tabela de conversão de unidadesTabela de conversão de unidades
Tabela de conversão de unidades
 
Tratamento de esgotos infiltração rápida
Tratamento de esgotos infiltração rápidaTratamento de esgotos infiltração rápida
Tratamento de esgotos infiltração rápida
 
Propagação de Cheias (Parte 2) - Reservatórios
Propagação de Cheias (Parte 2) - ReservatóriosPropagação de Cheias (Parte 2) - Reservatórios
Propagação de Cheias (Parte 2) - Reservatórios
 
Aula 2 exercício od tratamento de águas residuárias
Aula 2   exercício od tratamento de águas residuáriasAula 2   exercício od tratamento de águas residuárias
Aula 2 exercício od tratamento de águas residuárias
 

Semelhante a Apresentação macro drenagem canal do congo

Pinheiro - O intrigante caso de movimentação do terreno
Pinheiro - O intrigante caso de movimentação do terrenoPinheiro - O intrigante caso de movimentação do terreno
Pinheiro - O intrigante caso de movimentação do terrenoedvaldorf
 
Minicurso_Noções básicas de revitalização de microbacias
Minicurso_Noções básicas de revitalização de microbaciasMinicurso_Noções básicas de revitalização de microbacias
Minicurso_Noções básicas de revitalização de microbaciasequipeagroplus
 
Programa drenar e as enchentes em são bernardo do campo (1)
Programa drenar e as enchentes em são bernardo do campo (1)Programa drenar e as enchentes em são bernardo do campo (1)
Programa drenar e as enchentes em são bernardo do campo (1)Katia Figueira
 
Ana Julante e Weba Quirimba - Impactos da variação climática sobre inundações...
Ana Julante e Weba Quirimba - Impactos da variação climática sobre inundações...Ana Julante e Weba Quirimba - Impactos da variação climática sobre inundações...
Ana Julante e Weba Quirimba - Impactos da variação climática sobre inundações...Development Workshop Angola
 
Trabalho de infraestrutura urbana- UFF
Trabalho de infraestrutura urbana- UFFTrabalho de infraestrutura urbana- UFF
Trabalho de infraestrutura urbana- UFFAline Naue
 
Manual de drenagem_urbana_-_volume_i
Manual de drenagem_urbana_-_volume_iManual de drenagem_urbana_-_volume_i
Manual de drenagem_urbana_-_volume_iPedroFilho97
 
Comissão resposta questionamentos oficinas_18-nov-2014
Comissão resposta questionamentos oficinas_18-nov-2014Comissão resposta questionamentos oficinas_18-nov-2014
Comissão resposta questionamentos oficinas_18-nov-2014Cassuruba
 
Drenagem na rmsp apresentação parcial dez 2014
Drenagem na rmsp  apresentação parcial dez 2014Drenagem na rmsp  apresentação parcial dez 2014
Drenagem na rmsp apresentação parcial dez 2014De Janks
 
Crise da água ou crise de gestão?
Crise da água ou crise de gestão? Crise da água ou crise de gestão?
Crise da água ou crise de gestão? CBH Rio das Velhas
 
Processo de dragagem no Porto Rio das mortes
Processo de dragagem no Porto Rio das mortesProcesso de dragagem no Porto Rio das mortes
Processo de dragagem no Porto Rio das mortesevadosreis
 
Recapeamento Asfáltico 2021 - Secretaria de Obras.pptx
Recapeamento Asfáltico 2021 - Secretaria de Obras.pptxRecapeamento Asfáltico 2021 - Secretaria de Obras.pptx
Recapeamento Asfáltico 2021 - Secretaria de Obras.pptxVictorCoelho54
 

Semelhante a Apresentação macro drenagem canal do congo (20)

Pinheiro - O intrigante caso de movimentação do terreno
Pinheiro - O intrigante caso de movimentação do terrenoPinheiro - O intrigante caso de movimentação do terreno
Pinheiro - O intrigante caso de movimentação do terreno
 
Minicurso_Noções básicas de revitalização de microbacias
Minicurso_Noções básicas de revitalização de microbaciasMinicurso_Noções básicas de revitalização de microbacias
Minicurso_Noções básicas de revitalização de microbacias
 
Programa drenar e as enchentes em são bernardo do campo (1)
Programa drenar e as enchentes em são bernardo do campo (1)Programa drenar e as enchentes em são bernardo do campo (1)
Programa drenar e as enchentes em são bernardo do campo (1)
 
Aula 2 - Alejandra Devecchi
Aula 2  - Alejandra DevecchiAula 2  - Alejandra Devecchi
Aula 2 - Alejandra Devecchi
 
Estudo de caso fev2019
Estudo de caso fev2019 Estudo de caso fev2019
Estudo de caso fev2019
 
Ana Julante e Weba Quirimba - Impactos da variação climática sobre inundações...
Ana Julante e Weba Quirimba - Impactos da variação climática sobre inundações...Ana Julante e Weba Quirimba - Impactos da variação climática sobre inundações...
Ana Julante e Weba Quirimba - Impactos da variação climática sobre inundações...
 
Programa drenurbs prefeiturabh-ricardoaroeira
Programa drenurbs prefeiturabh-ricardoaroeiraPrograma drenurbs prefeiturabh-ricardoaroeira
Programa drenurbs prefeiturabh-ricardoaroeira
 
A1_ARTIGO_02.pdf
A1_ARTIGO_02.pdfA1_ARTIGO_02.pdf
A1_ARTIGO_02.pdf
 
Trabalho de infraestrutura urbana- UFF
Trabalho de infraestrutura urbana- UFFTrabalho de infraestrutura urbana- UFF
Trabalho de infraestrutura urbana- UFF
 
Manual de drenagem_urbana_-_volume_i
Manual de drenagem_urbana_-_volume_iManual de drenagem_urbana_-_volume_i
Manual de drenagem_urbana_-_volume_i
 
Comissão resposta questionamentos oficinas_18-nov-2014
Comissão resposta questionamentos oficinas_18-nov-2014Comissão resposta questionamentos oficinas_18-nov-2014
Comissão resposta questionamentos oficinas_18-nov-2014
 
Drenagem na rmsp apresentação parcial dez 2014
Drenagem na rmsp  apresentação parcial dez 2014Drenagem na rmsp  apresentação parcial dez 2014
Drenagem na rmsp apresentação parcial dez 2014
 
Unidade i
Unidade iUnidade i
Unidade i
 
Parte X - Adaptação e Vulnerabilidade de Zonas Costeiras Urbanas a Mudanças C...
Parte X - Adaptação e Vulnerabilidade de Zonas Costeiras Urbanas a Mudanças C...Parte X - Adaptação e Vulnerabilidade de Zonas Costeiras Urbanas a Mudanças C...
Parte X - Adaptação e Vulnerabilidade de Zonas Costeiras Urbanas a Mudanças C...
 
Crise da água ou crise de gestão?
Crise da água ou crise de gestão? Crise da água ou crise de gestão?
Crise da água ou crise de gestão?
 
Processo de dragagem no Porto Rio das mortes
Processo de dragagem no Porto Rio das mortesProcesso de dragagem no Porto Rio das mortes
Processo de dragagem no Porto Rio das mortes
 
Apresentação AQUA
Apresentação AQUAApresentação AQUA
Apresentação AQUA
 
Carta _ Dois lados da moeda
Carta _ Dois lados da moeda  Carta _ Dois lados da moeda
Carta _ Dois lados da moeda
 
Aula 12 - Jeferson Tavares
Aula 12 - Jeferson TavaresAula 12 - Jeferson Tavares
Aula 12 - Jeferson Tavares
 
Recapeamento Asfáltico 2021 - Secretaria de Obras.pptx
Recapeamento Asfáltico 2021 - Secretaria de Obras.pptxRecapeamento Asfáltico 2021 - Secretaria de Obras.pptx
Recapeamento Asfáltico 2021 - Secretaria de Obras.pptx
 

Apresentação macro drenagem canal do congo

  • 1.
  • 2. PARTE DA 5 REGIÃO  A área e região beneficiada pelo Projeto:
  • 3. População BENEFICIADA: Diretamente: 33.347 habitantes ( CENSO 2000) ; - 9,68% da população do município de Vila Velha 23 bairros constituem a 5 REGIÃO também conhecida como Grande Terra Vermelha. Desses 23 bairros, 11 serão beneficiados pelo projeto. São esses: - Barramares - Cidade da Barra - João Goulart - Residencial Jabaeté - Morada da Barra - Normília Cunha Azeredo - Riviera da Barra - São Conrado - Terra Vermelha - Ulisses Guimarães - Vinte e Três de Maio Totalizando 29.566 mil habitantes (IBGE, 2000). A Intervenção também beneficia - Barra do Jucu, - Praia da Concha - Praia dos Recifes Totalizando mais 3.781 habitantes Morada da Barra Residencial Jabaeté Normília João Goulart Barramares Res. Terra Vermelha Ulisses Guimarães São Conrado Cidade da Barra Riviera da Barra Barra do Jucu Praia das Conchas Praia dos Recifes 23 de Maio  Bairros que constituem a região:
  • 4.  A bacia hidrográfica do Rio do Congo - Localizada à margem direita do Rio Jucu o Canal do Congo inicia a cerca de 8km do local onde encontra o córrego da Mata para então formar o Rio da Draga, com deságüe na Barra do Jucu. - No projeto e nesta apresentação, todo o trecho é denominado de Canal do Congo
  • 5. - Atualmente 14 Sub-bacias drenam a região do projeto. SUB-BACIA 1 SUB-BACIA 2 SUB-BACIA 3 SUB-BACIA 4 SUB-BACIA 5 SUB-BACIA 6 SUB-BACIA 8 SUB-BACIA 7 SUB-BACIA 9 SUB-BACIA 10 SUB-BACIA 11 SUB-BACIA 12 SUB-BACIA 13 SUB-BACIA 14
  • 6.  Problemas e Desafios na Região: - Os córregos e canais das sub-bacias se transformaram em verdadeiros valões por onde correm os esgotos de milhares de habitantes.
  • 7.  Problemas e Desafios na Região: - A região composta por solo arenoso; - A exploração de areia é utilizada na construção civil e nas indústrias. - O sítio foi completamente deformado pelas extrações ilegais ou não de areia. - Certas áreas se encontram abaixo do nível do mar ;
  • 8.  Problemas e Desafios na Região: - A região vem sofrendo constantemente com enchentes, esse seria o principal motivo da implantação do projeto de macro drenagem da região.
  • 9.  Problemas e Desafios na Região: Problemas de queda e rachaduras de casas acontecem em diversos bairros por causa das características do solo composto de turfa sobre o qual é feito um aterro precário para construção das residências. - A 5 Região se encontra em sua maior parte numa planície situada entre a Rodovia do Sol e o rio Jucu em zona inundável.
  • 10.  Problemas e Desafios na Região: - Ocupações Irregulares e em risco; Ocupações em Risco
  • 11.  Problemas e Desafios na Região: - Exemplos da situação atual: Esgotos jogados no canal Entulhos nos Cursos D’Água
  • 12.  Problemas e Desafios na Região: - Exemplos da situação atual: Travessias Precárias Lixo e Contaminantes
  • 13. PROJETO DE MACRO DRENAGEM NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DO CONGO - O projeto de macro drenagem na bacia hidrográfica do Rio do Congo é um projeto de engenharia que tem por objetivo a drenagem das águas pluviais de parte da bacia hidrográfica do Rio do Congo. - Obra de utilidade pública, pois atende uma grande população, e tem um cunho social, pois grande parte dessa população é de baixa renda;
  • 14. PROJETO DE MACRO DRENAGEM NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DO CONGO -TRABALHO DE ANÁLISE AMBIENTAL; - REASSENTAMENTOS DE FAMÍLIAS; - DRENAGEM DO CANAL PRINCIPAL E DRENAGEM SECUNDÁRIAS; - OBRAS DE DRAGAGEM, ESTABILIZAÇÃO DE MARGENS, PAVIMENTAÇÕES;
  • 15. TRABALHO DE ANÁLISE AMBIENTAL - Antes do projeto, foi realizado uma estudo ambiental na área (DIA: Declaração de Impacto Ambiental), no qual foram levantados os impactos e benefícios da implantação do projeto na área. - Esse estudo gerou uma Licença Ambiental Prévia, atestando que o local estava apto à implantação dessa obra de engenharia. O projeto foi concebido em sub-bacias, sendo a bacia principal a do Canal do Congo, e as demais bacias espalhadas por parte da 5 Região, drenando diversos bairros.
  • 16. 1 1 Remoção de 15 famílias; 2 2 Remoção de 25 famílias; 33 Remoção de 03 famílias; 4 4 Remoção de 42 famílias; REASSENTAMENTOS DE FAMÍLIAS - Atualmente essas 85 famílias estão em local de risco ou serão atingidas pela obra. - Serão reassentadas no loteamento Jabaeté, em residências novas.
  • 17. A DRENAGEM - As águas das bacias serão drenadas por dois canais secundários e pelo próprio Canal do Congo (canal principal), sendo os secundários ligados ao principal. - Além dos canais secundários e do canal principal, estão previstas ainda outras medidas estruturais como o aumento do nível de 6 pontes, que hoje funcionam como "gargalos" para o escoamento das águas da chuva. Essas pontes juntamente com os três canais atenderão as bacias 1, 2, 3, 9, 10, 11, 12, 13 e 14, ficando para a próxima etapa as bacias 4, 5, 6, 7 e 8.
  • 18. SUB-BACIA 1 SUB-BACIA 2 SUB-BACIA 3 SUB-BACIA 4 SUB-BACIA 5 SUB-BACIA 6 SUB-BACIA 8 SUB-BACIA 7 SUB-BACIA 9 SUB-BACIA 10 SUB-BACIA 11 SUB-BACIA 12 SUB-BACIA 13 SUB-BACIA 14  1 Etapa SUB-BACIA 10 SUB-BACIA 11 SUB-BACIA 12 SUB-BACIA 02 SUB-BACIA 01 SUB-BACIA 03 SUB-BACIA 13 SUB-BACIA 14  2 Etapa SUB-BACIA 09 SUB-BACIA 4 SUB-BACIA 8 SUB-BACIA 5 SUB-BACIA 7 SUB-BACIA 6
  • 19. 1- CANAIS SECUNDÁRIOS 1 1 2- CANAL PRINCIPAL 2
  • 20.  ELEMENTOS USADOS PARA A DRENAGEM TUBULAÇÃO
  • 21.  ELEMENTOS USADOS PARA A DRENAGEM GALERIA FECHADA
  • 22.  ELEMENTOS USADOS PARA A DRENAGEM GALERIA ABERTA
  • 23.  ELEMENTOS USADOS PARA A DRENAGEM CANAL GABIÃO
  • 24. DRENAGEM TUBULAÇÃO GALERIA FECHADA GALERIA ABERTA CANAL GABIÃO CANAL DE TERRA GALERIA EXISTENTE
  • 25. PONTES PONTE 01 PONTE 02 PONTE 03 PONTE 04 PONTE 05 PONTE 06 EXEMPLO DE COMO SERÁ FEITO AS PONTES EXISTENTES SÃO VERDADEIROS GARGALOS PARA O ESCOAMENTO DE ÁGUA EM DIAS DE CHUVA.
  • 26. RUAS A SEREM PAVIMENTADAS VIAS A SEREM PAVIMENTADAS – 1 ETAPA PAVIMENTAÇÃO (BLOCO DE CONCRETO INTERTRAVADO e=10cm) Nome da Via Etapa Localização Extensão (m) Larg. Pista (m) Rua Marinhas 1 Bairro São Conrado 424,30 5,00 m Rua Projetada 1 1 Bairro São Conrado 409,40 5,00 m Rua Liberdade 1 Bairro Riviera da Barra 449,47 12,00 m Av. Espírito Santo 1 Bairro Riviera da Barra 861,00 10,00 m SUB-TOTAL 1 2.144,17 m
  • 27. RUAS A SEREM PAVIMENTADAS VIAS A SEREM PAVIMENTADAS – 1 ETAPA PAVIMENTAÇÃO (C.B.U.Q) – Concreto Betuminoso Usinado Quente Nome da Via Etap a Localização Extensão (m) Largura da pista (m) Rua Pedro Álvares Cabral 1 Bairro Barramares 955,61 7,00 m Rua Antonio Elias Esp. Santo 1 Bairro Terra Vermelha 697,67 12,00 m SUB-TOTAL 2 1.653,28 m TOTAL GERAL 3.797,45 m
  • 28. RUAS A SEREM PAVIMENTADAS Total de Pavimentação por Bairros na 1 Etapa: São Conrado: 833,70m Riviera da Barra: 1.310,47m Ambos serão pavimentados com blocos de concreto intertravado. Barramares: 955,61m Terra Vermelha: 697,67m Ambos serão pavimentados com Concreto Betuminoso Usinado Quente.
  • 29. PROJETO DE MACRO DRENAGEM NA BACIA HIDROGRÁFICA DO CANAL DO CONGO 1 Etapa: Drenagem- Aprox. 8000m de drenagem SUB-BACIA 10 SUB-BACIA 11 SUB-BACIA 12 SUB-BACIA 02 SUB-BACIA 01 SUB-BACIA 03 SUB-BACIA 13 SUB-BACIA 14 TOTAL GERAL 3.797,45 m 1 Etapa: Ruas a serem Pavimentadas SUB-BACIA 09
  • 30. PROJETO DE MACRO DRENAGEM NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DO CONGO 1 Etapa: 85 famílias serão reassentadas no loteamento Jabaeté, em residências novas. Orçamento de Obras da 1 Etapa: 55,36 milhões (precisamente: R$55.362.860,00) Prazo de Execução: 24 meses (2 anos)
  • 31. PROJETO DE MACRO DRENAGEM NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DO CONGO 2 Etapa 2 Etapa: Drenagem SUB-BACIA 04 SUB-BACIA 08SUB-BACIA 05 SUB-BACIA 07 SUB-BACIA 06 TOTAL GERAL 5.243,86 m 2 Etapa: Ruas a serem Pavimentadas