Interdisciplinaridade helio pinhogutterres

3.576 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.576
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
142
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Interdisciplinaridade helio pinhogutterres

  1. 1. INTERDISCIPLINARIDADE Professor: Helio Pinho Gutterres
  2. 2. Introdução <ul><li>Um pouco de História . </li></ul><ul><li>Segundo Ivani Fazenda, a interdisciplinaridade surgiu na França na Itália em meados da década de 60, num período marcado pelos movimentos estudantis que, dentre outras coisas, reivindicavam um ensino mais sintonizado com as grandes questões de ordem social, política e econômica da época. </li></ul><ul><li>A interdisciplinaridade teria sido uma resposta a tal reivindicação, na medida em que os grandes problemas da época não poderiam ser resolvidos por uma única disciplina ou área do saber. </li></ul><ul><li>No final da década de 60, a interdisciplinaridade chegou ao Brasil e logo exerceu influência na elaboração da Lei de Diretrizes e Bases Nº 5.692/71. Desde então, sua presença no cenário educacional brasileiro tem se intensificado e, recentemente, mais ainda, com a nova LDB Nº 9.394/96 e com os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN ). </li></ul>
  3. 3. Definição. <ul><li>Na palavra interdisciplinar está contida a proposição de ligação, isto é, conexão entre as disciplinas, territórios delimitados, e a possibilidade de intercâmbio e o deslocar-se entre elas. Ela conecta, permitindo comunicação e diálogo, relação e vínculo entre separados, diferentes, opostos. Isto nos leva a destacar duas categoria de interdisciplinaridade, apontadas por Fazenda: integração entre disciplinas , que pressupõe a interação entre sujeitos. O indivíduo é o construtor de pontes entre as áreas de conhecimento e é a própria ponte, quando interage com outros especialistas, viabilizando a teia/tecido de saberes. </li></ul>
  4. 4. <ul><ul><li>Interdisciplinaridade compreende a busca constante de novos caminhos, outras realidades, novos desafios, a ousadia da busca e do construir. É ir além da mera observação, mesmo que as realidades do cotidiano teimem em nos colocar perplexos e inseguros diante do desconhecido ou estimulando a indiferença para evitar maiores compromissos </li></ul></ul>
  5. 5. Níveis de interação entre as disciplinas <ul><li>Quando falamos em interdisciplinaridade, estamos de algum modo nos referindo a uma espécie de interação entre as disciplinas ou áreas do saber. </li></ul><ul><li>Todavia, essa interação pode acontecer em níveis de complexidade diferentes. E é justamente para distinguir tais níveis que termos como multidisciplinaridade, pluridisciplinaridade, interdisciplinaridade e transdisciplinaridade foram criados. </li></ul><ul><li>Em seguida, discorreremos sucintamente sobre cada um deles buscando esclarecer as distinções entre tais terminologias. Com isso, esperamos contribuir para um uso mais cuidadoso de tais termos no cotidiano escolar. </li></ul><ul><li>A classificação apresentada abaixo é a mais comum e foi proposta originalmente por Eric Jantsch e sofreu algumas adaptações de Hilton Japiassú (1976), um dos pioneiros da interdisciplinaridade no Brasil. </li></ul>
  6. 6. Metodologia do trabalho interdisciplinar <ul><li>A metodologia do trabalho interdisciplinar supõe atitude e método que implica: </li></ul><ul><li>1º integração de conteúdos; </li></ul><ul><li>2º passar de uma concepção fragmentária para uma concepção unitária do conhecimento; </li></ul><ul><li>3º superar a dicotomia entre ensino e pesquisa , considerando o estudo e a pesquisa, a partir da contribuição das diversas ciências; </li></ul><ul><li>4º ensino-aprendizagem centrado numa visão de que aprendemos ao longo de toda a vida (educação permanente </li></ul>
  7. 7. Prática da Interdisciplinaridade <ul><li>ETAPAS DE UM PROJETO INTERDISCIPLINAR </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>1ª FASE: PLANEJAMENTO </li></ul><ul><li>2ª FASE: EXECUÇÃO </li></ul><ul><li>3ª FASE: AVALIAÇÃO </li></ul>
  8. 8. ATIVIDADES INTERDISCIPLINARES <ul><li>Atividade 1 </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Com base nas informações , responda aos itens: </li></ul><ul><li>a)Qual o país com maior área de plantio de coco no mundo? E de quanto é essa área? </li></ul><ul><li>b)Qual a posição do Brasil no ranking mundial e quanto é a sua área de plantio? </li></ul><ul><li>c)Quais são os três estados brasileiros que mais produzem coco? </li></ul><ul><li>d) Quantos empregos diretos são gerados no Brasil com a produção de coco? Qual o faturamento anual do país? </li></ul><ul><li>e) Que tipo de coqueiro é o mais produtivo no Brasil e qual a sua produção? </li></ul>
  10. 10. Resolução da atividade 1 <ul><li>Essa atividade envolve as áreas de conhecimento como Matemática, Geografia e Biologia. </li></ul><ul><li>Conteúdos a serem trabalhado: </li></ul><ul><li>Matemática: </li></ul><ul><li>Estatística. </li></ul><ul><li>Área. </li></ul><ul><li>Geografia: </li></ul><ul><li>Localização de países. </li></ul><ul><li>Estados Brasileiros. </li></ul><ul><li>Biologia: </li></ul><ul><li>Plantas. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Solução: </li></ul><ul><li>a)Indonésia. Área: 3. 400.000 ha. </li></ul><ul><li>b)8º posição. Área de plantio: 300.000 ha. </li></ul><ul><li>c)Bahia, Pará e Ceará. </li></ul><ul><li>d)900 mil empregos. Faturamento: 700 milhões/ano. </li></ul><ul><li>e) Anão. Produção: 200 a 250 frutos por planta/ano. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Atividade 2 </li></ul>
  13. 13. Resolução da atividade 2 <ul><li>Essa atividade envolve as áreas de conhecimento como Matemática, Química e Biologia. </li></ul><ul><li>Conteúdos a serem trabalhado: </li></ul><ul><li>Matemática: </li></ul><ul><li>Funções. </li></ul><ul><li>Volume do Cilindro. </li></ul><ul><li>Química: </li></ul><ul><li>Composição química do óleo. </li></ul><ul><li>Biologia: </li></ul><ul><li>Meio Ambiente. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Solução: </li></ul><ul><li>h= 2,5 cm = 0,025 m </li></ul><ul><li>r(t)= r= r= 0,4 </li></ul><ul><li>V = 3. 0,4.0,4.0,025 </li></ul><ul><li>V = 0,012 m³ </li></ul>
  15. 15. Bibliografia. <ul><li>http://vsites.unb.br/ppgec/dissertacoes/proposicoes/proposicao_jairocarlos.pdf (acesso 29/06/2010) </li></ul><ul><li>http://www.educador.brasilescola.com/orientacoes/promovendo-interdisciplinaridade-na- escola.htm .%20Acesso%20em%2005/08/09 </li></ul><ul><li>(acesso 27/06/2010) </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Giovani, José Ruy </li></ul><ul><li>Matemática completa/ José Ruy Giovanni, José Roberto Bonjorno – 2 ed. Renov – São Paulo FTD. 2005. </li></ul><ul><li>PCN – Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano </li></ul><ul><li>PCN – Ensino Médio. </li></ul>

×