SlideShare uma empresa Scribd logo
Seminário
Pós-Graduação
Marketing na Gestão
CENERTEC
Hotel Holliday Inn – VN Gaia - 19Abr2013
Contextualização
O Terceiro Ecrã no enquadramento de
Marketing das Organizações faz parte do
presente. A utilização da tecnologia móvel em
particular as ações de Mobile Marketing,
abrem um novo horizonte de possibilidades
exigindo que as organizações invistam em
Mobile Marketing para acompanhar as
mudanças de comportamento de seus
consumidores fortalecendo o seu
relacionamento com eles.
Contextualização
No mundo, o Mobile Marketing é já
amplamente utilizado como ferramenta de
Comunicação de Marketing. Em Portugal,
o rácio de dispositivos móveis por
habitante é superior a 2, onde começam a
imperar os Smartphones.
Contextualização
Neste contexto, vamos falar sobre as
relações existentes entre os dispositivos
móveis e sua utilização como uma
ferramenta de Marketing, bem como
analisar conceitos de Mobile Marketing, e
as tecnologias mais utilizadas nas ações
de marketing e os seus benefícios.
As Bases do Mobile Marketing
Mobile Marketing
Mobile Marketing, de acordo com a Mobile Marketing
Association (www.mmaglobal.com), é:
"um conjunto de práticas que permitem às
organizações comunicar e interagir com
seu público de forma interativa e relevante
através de qualquer dispositivo móvel ou
rede.”
A negrito: 5 elementos que compõe a definição de Mobile
Marketing
5 elementos Mobile Marketing
Organizações
Práticas
Envolvimento (Engagement)
Relevância
Dispositivos Móveis e Redes
5 elementos Mobile Marketing
Organizações
são entidades comerciais - marcas, agências,
comerciantes, sem fins lucrativos, empresas
(incluindo indivíduos) - com produtos,
serviços e ofertas que pretendam entregar ao
mercado.
*Mobile Marketing funciona para qualquer tipo
de negócio.
5 elementos Mobile Marketing
Práticas
Ou táticas, são todos os processos de
marketing, atividades, processos
institucionais, padrões de comunicação,
publicidade e media, gestão de
relacionamento, atendimento ao cliente, CRM
e Social CRM.
*Todos os tipos de práticas de marketing
podem ser aplicadas a Mobile Marketing.
5 elementos Mobile Marketing
Envolvimento (Engagement)
é o processo pelo qual a Organização e os
seus Clientes interagem em diálogo, nos dois
sentidos para construir “awareness”, realizar
operações de apoio, e “Encantarem”.
*Mobile Marketing é uma das formas mais
interessantes de Marketing, porque é feito
através de um dispositivo Pessoal.
5 elementos Mobile Marketing
Relevância
As interações móveis podem fornecer
informações (eg. localização de um utilizador,
a hora do dia, a atividade, etc). Estas
informações devem ser usadas para entender
o contexto do ambiente atual do seu cliente, a
fim de adaptar e criar uma experiência
adequada que está intimamente ligada (e
relevante) ao seu contexto atual.
*Mobile Marketing é extremamente relevante.
5 elementos Mobile Marketing
Dispositivo Móveis e Redes
referem-se a qualquer dispositivo portátil,
independentemente do fator de forma ou
de rede. Apesar de alguns tipos de
dispositivos terem as suas limitações,
existe sempre um tipo de campanha de
marketing passível de ser usada em
qualquer tipo de dispositivo móvel.
Dispositivos
Telemóveis
Smartphones
Dispositivos Portáteis
Modelo Básico de Redes Móveis
Mobile ISP
• Optimus
• Vodafone
• TMN
Conexão
• Wi-fi
• WiMAX
Frequência
• Bluetooth
• RFID
• NFC
Tipos de Mobile Marketing
Marketing Direto
(Mobile)
Tradicional / Digital
Media Marketing
Produtos e Serviços
Marketing Direto (Mobile)
Marketing Direto (Mobile) refere-se ao envio de mensagens
diretamente ao consumidor ou receber mensagens a partir
de um consumidor. O canal móvel fornece duas formas
básicas de mensagens móveis para envolver o seu cliente
✓ Emissão: Quando o marketer inicia o compromisso com o
consumidor - por exemplo, envia uma mensagem, faz uma
chamada, ou empurra um alerta de aplicação – Push
Marketing.
✓ Recepção: Quando o consumidor inicia o envolvimento
com o Marketer - por exemplo, as visitas a um website
através de um dispositivo móvel, faz uma chamada,
downloads de um aplicativo, entre outros – Pull Marketing
Marketing Direto (Mobile)
Marketing Direto (Mobile) é uma prática de
marketing direto extremamente eficaz:
 Taxas de resposta de 8-14% (em
comparação com menos de 1% para os
canais tradicionais de Marketing
Directo).
Tradicional / Digital Media
Marketing
Digital Media Marketing (Mobile) refere-se
à integração dos meios tradicionais nos
dispositivos móveis (TV, Rádio, Imprensa,
Internet, E-mail, Voz e outros) como forma
de iniciar de incentivo ao uso de um Call-
to-action.
Prática de integração do Mobile nas
acções de Marketing tradicionais.
Tradicional / Digital Media
Marketing
 Exemplo:
Na televisão, por exemplo,
um Call-to-action pode
convidar o espectador a
enviar um código curto
para votar. Ou, pode pedir
para preencher um
formulário de internet
móvel, incluindo o seu
número de telemóvel, para
participar no programa.
Produtos e Serviços Móveis
Cada vez mais, as empresas entregam os
seus produtos/serviços via dispositivos
móveis.
Por exemplo, os bancos usam sites
móveis e aplicativos para aceder à sua
conta bancária, para verificar o seu saldo,
transferência de dinheiro, etc; as
empresas de media usam o Mobile como
uma nova forma para a entrega do seu
conteúdo.
Como chegar ao utilizador
Caminhos Mobile
 Dialling
 Texting
 Snapping e Scanning
 Submitting
 Location Based
Caminhos Mobile
SMS
 Serviço de mensagens curtas (SMS),
comumente referido como mensagens de
texto ou apenas texto, é um caminho
incrivelmente versátil para quase todos os
dispositivos móveis.
 Um SMS é uma mensagem digital
alfanumérica de 160 caracteres que pode
ser enviada para e a partir de um
telemóvel - isto é, consiste em letras (A, B,
C, D, a, b, c, d, ...) e ou números (1, 2, 3,
4,!, @, # $ ...)
MMS
 Multimedia Messaging Service (MMS) é por vezes referido
como mensagens de imagem ou mensagens de vídeo para
ajudar a diferenciá-lo de SMS,. MMS é entregue quase da
mesma maneira como mensagens de texto, mas pode incluir
objetos multimídia (imagens, áudio, vídeo ou texto rico), muitas
vezes num formato de apresentação de slides, o que significa
que os objectivos de multimídia são seqüenciados e
desempenhado para estabelecer um roteiro
 Porque uma imagem vale mais que mil palavras - com MMS,
podemos:
✓ Contar uma história com imagens cativantes, som e vídeo
em movimento total para entreter, informar e envolver
✓ Integrar as ligações para sites móveis na mensagem para
URA, serviços de call, lojas de aplicativos e mais, para que os
visitantes podem obter mais informação
✓ oferecer cupões convincentes com fotos, sons e até mesmo
vídeo
E-Mail
 Uma mensagem de e-mail pode ser criada e
entregue a partir de qualquer sistema de correio
electrónico ou através de redes de operadoras
móveis. E-mail pode ser uma forma eficaz de
entrega de mensagens para um dispositivo móvel.
 E-mail móvel é mais popular na classe de
smartphones, do BlackBerry, o iPhone da Apple, e
telefones com Android, do Google ou software
Symbian e / ou Microsoft.
 E-mail é raramente usado especificamente com o
Mobile Marketing em mente, porque é difícil
controlar a experiência do utilizador, e tem muitas
barreiras técnicas e legais que ainda precisam de
ser superadas.
IVR / Voz
Refere-se à capacidade do telefone padrão – o meio
pelo qual você fazer e receber chamadas telefônicas,
além de falar com uma pessoa viva.
Ou usar um sistema automático de resposta (IVR)
comumente usado no apoio ao cliente.
IVR pode ser um mecanismo de poder para atividades
de marketing além do apoio ao cliente. Um exemplo de
uso de voz para o marketing móvel é, após o envio de
uma mensagem de texto ou o clique num link ou
preenchimento de um formulário num site móvel, e de
repente o telefone toca. Ao atender, o utilizador pode
ser informado, incentivado ou obter alguma interacção.
Mobile Internet
A Internet móvel, você pode criar ricas e atraentes
experiências móveis.
Os websites profissionais podem e devem estar
adaptados para o Mobile, sejam eles responsivos ou
redesenhados para os dispositivos móveis.
Não é necessário criar um website para uma campanha
móvel, no entanto podemos criar um microsite ou
Landing Page - uma versão menor de um site de
Internet móvel. A diferença entre um microsite e um site
de Internet móvel é que o site de Internet móvel é
projetado para ser persistente - para durar no tempo -
enquanto um microsite ou Landing Page tende a ser
projetado para uma promoção de marketing específica
entre datas.
Aplicações
As Aplicações podem fornecer uma experiência interativa além das
limitações do navegador do dispositivo móvel. Algumas podem ser
instaladas num telefone para
servir de streaming de vídeo (TV) e áudio (rádio), serviços de
redes sociais, e uma vasta gama de outros serviços.
Nem todos os dispositivos permitem aplicações​​, no entanto,
quanto mais pessoas adotarem smartphones, a democratização da
utilização de aplicações vai ocorrer.
Aplicações são uma parte enorme e crescente do mercado de
Mobile Marketing.
Aplicações móveis (muitas vezes chamado apenas apps) estão a
crescer em número exponencialmente.
As aplicações devem ter funcionalidade, utilizade e muita
relevância - as necessidades do consumidor devem ser tomadas
em conta.
O desenvolvimento de Apps pode ser caro, daí a relevancia para a
experiência que deve ser colocada à disposição do utilizador.
Proximidade: Bluetooth e Wi-Fi
Bluetooth e Wi-fi podem ser usados para trabalhar com
dispositivos periféricos, e além disso, o Bluetooth e o Wi-Fi
podem ser usado para o mobile marketing - uma prática
chamada Bluecasting.
Por exemplo usar pontos de acesso e um transmissor
Bluetooth numa área pública (como um shopping, sala de
aeroporto, autocarrro, ou cinema) ou um evento ao vivo.
Quando um consumidor caminha pelo ponto de acesso, se o
seu telefone estiver configurado para receber pedidos de
Bluetooth automaticamente, o transmissor envia um pedido
de emparelhamento do ponto de acesso Bluetooth. Se ele
aceitar o pedido, o ponto de acesso Bluetooth pode enviar
uma imagem, ringtone, jogo, aplicação ou outra
comunicação para o dispositivo móvel.
Publicidade
Apesar de não ser necessariamente um caminho
autónomo ou canal, a publicidade móvel é também um
meio eficaz de envolver os clientes em potencial. A
publicidade móvel é a prática de colocar um patrocinador
pago ou mensagens promocionais dentro
um dos vários caminhos de media móvel listados
anteriormente. Com a publicidade móvel, você pode
✓ Construir a sua marca
✓ Adquirir novos clientes e gerar vendas
✓ Rentabilizar seus caminhos de media móvel e portais
Mobile Commerce
Mobile commerce, definido pela Mobile Marketing
Association (www.mmaglobal.com), é a de uma ou duas
vias de troca de valor facilitada por um dispositivo de
consumo eletrônico móvel (por exemplo, um telemóvel)
habilitado com tecnologias sem fio e redes de
comunicação.
Isto significa que milhões de euros são trocados todos os
dias através das transações que ocorrem através dos
caminhos de media móvel que falamos anteriormente.
As pessoas compram conteúdo (aplicativos, ringtones e
imagens), adquirem bens materiais e serviços, fazem
doações, e até mesmo compram bens virtuais.
Delinear uma estratégia para chegar ao utilizador
Mobile Marketing é
complementar
Marketing, na sua essência, é sobre comunicação e
envolvimento. Os nossos objetivos são comunicar e
envolver clientes, ou seja, transmitir informações e
notícias sobre marcas, produtos, serviços e atividades
relacionadas com o nosso público (prospetos, clientes,
parceiros e sociedade em geral), de modo a que eles
possam saber o que fazemos e como se podem
envolver com as nossas ofertas.
Mobile Marketing é uma forma muito poderosa de
permitir a comunicação e envolvimento com os
prospetos e clientes em todo o tipo de interação, no
momento, e da forma mais pessoal possível.
Mobile é Complementar
Ao planear Mobile Marketing, devemos começar com
suas Objetivos Gerais e depois Objetivos Específicos,
antes de às Táticas e à Execução.
Devemos começar a pensar como vamos usar o Mobile
Marketing no Plano de marketing.
MUITO IMPORTANTE: MOBILE É COMPLEMENTAR!!!
Os nossos objetivos globais podem incluir um ou mais
dos seguintes:
Objetivos
Brand Awareness
Aumentar a percepção da marca e
recall (branding):
Aumentar o número de potenciais clientes
que conhecem a marca, o número de
histórias de notícias ou posts escritos
sobre a marca, as taxas de cliques num
site móvel, recall do consumidor da marca,
etc
Obter Leads de Negócio
Objectivo
Geração de leads e identificação de
novas perspectivas (de aquisição):
O objetivo é preencher a base de dados
opt-in para que a marca se qualificou,
pessoas interessadas em fazer negócio no
futuro.
Novos Clientes
Objetivo
Aquisição de novos clientes
(aquisição):
Gerar transações iniciais de compradores
(first time buyers), preencher vagas num
evento ou gerar tráfego para lojas de
comercio (físicas).
Retenção de Clientes
Objetivo
Aumento de receitas e lucro na base
existente de clientes (retenção
e gestão de relacionamento):
Isto é, gerar repetição de compra nos
clientes existentes, tanto para os produtos
existentes como novos produtos e, desta
forma, criar sustentabilidade nos níveis de
lucro.
Fidelização de Clientes
Objetivo
Aumentar a fidelização dos clientes
existentes e atividades (retenção e
CRM):
Por exemplo, aumentar resgate de pontos
de fidelidade, estimular o boca-a-boca nas
atividades de Marketing, aumentar a
participação do cliente em campanhas,
atendimento de unidade para um evento,
loja, site, etc.
Pós-Venda
Objetivo
Melhorar o tempo de resolução de
todos os pedidos de clientes /
reclamações (apoio ao cliente /
assistência):
Fazer as pessoas mais felizes, interagindo
às questões e problemas numa relação
custo-benefício, com baixo stress e de
maneira oportuna.
Ser Viral
Objetivo
Estimular envolvimento em social
media através do word-of-mouth/viral:
Colocar o nosso público a falar
positivamente sobre a nossa marca,
evangelizando o serviço com o mercado e
oferecendo apoio.
Importante
Estes são Objetivos de Marketing!!!
O Mobile Marketing é um meio, é
simplesmente uma ferramenta para nos
ajudar a agregar valor ao cliente, ajuda-
nos no mercado a alcançar os objetivos a
que nos propomos.
Recursos
Experiência da Indústria:
Experiência no setor, a nossa e a dos nossos
parceiros que pertencem ao nosso setor, e.g.
Texteis, para a totalidade da indústria de Mobile
Marketing, e para a forma como o Mobile
Marketing pode ser utilizado no nosso setor.
Podemos acelerar o conhecimento e as
experiências por aderir a uma associação como
o Mobile Marketing Association
(www.mmaglobal.com) e uma associação
setorial.
Recursos
Dados históricos, tendências e previsões:
Colecionar dados (relatórios de pesquisa de
analistas, estudos de casos, tanto do setor de
atividade como outros, as nossas transações
com os clientes atuais, etc). Devemos recorrer a
informação interna e externa (E.g. artigos de
notícias da indústria,em associações comerciais
da indústria, em relatórios de analistas da
indústria, sites como o Slideshare
(www.slideshare.com), gráficos de marketing
(www.marketingcharts.com), Pew Internet
Research (www.pewinternet.com), etc)
Recursos
Análise da Concorrência:
Realizar uma análise da concorrência e
avaliar. Entender o que eles estão a fazer,
pensar sobre o que eles podem fazer, e
considerar a forma como estas ações vão
afetar a sua resposta no mercado.
Devemos ser um jogador de xadrez,
pensando e agindo não na próxima jogada,
mas várias jogadas à frente.
Recursos
Boas práticas da indústria e regras:
Devemos entender as melhores práticas
da indústria e regulamentos.
Falaremos mais à frente sobre Boas
Práticas e Regulamentação.
Plano de Mobile Marketing
7 Componentes Chave
Público-Alvo
Oferta
Objetivos Mensuráveis
Recursos
Esforços de Comunicação
Canais de Entrega
Proposta de Valor
Ciclo de Vida do Consumidor
Mobile
Ciclo de Vida do Consumidor
Mobile
Importância dos Prestadores de
Serviços em Mobile Marketing
Mobile Marketing não é algo que se possa planear
fazer sozinho. Torna-se necessário incluir outros
prestadores de serviços da indústria de Mobile
Marketing.
Prestadores de serviços em Mobile Marketing são
pessoas, empresas, práticas de negócios e Marketers
dispostos a ajudá-lo a alavancar cada um dos
caminhos de modo a que seja possível envolver os
clientes com fortes programas de Mobile Marketing.
Prestadores de serviços são uma parte do marketing
estratégico e do seu ecosistema.
Ecosistema Mobile Marketing
Prestadores de Serviço em
Mobile Marketing
Agências de Meios:
Torna-se necessário seguir certas regras e regulamentos
concebidos para oferecer ao consumidor um certo grau de
controlo. As Agências de Meios são agências bem
informadas ​​sobre estes regulamentos e orientações Os
tradicionais players de media incluem televisão, jornais,
revistas, estações de rádio, e-mail, Internet, e outros out-of-
home media players promocionais.
Por exemplo, a maioria dos aspectos legais de Mobile
Marketing exigem que o consumidor explicitamente opt-in
para receber as nossas mensagens. A menos que os nossos
clientes e prospetos já saibam como entrar em contato e
tomam a iniciativa, devemos obter o consentimento de um
assinante móvel através de um meio que não seja móvel.
Prestadores de Serviço em
Mobile Marketing
Operadores de telecomunicações Móveis
Neste momento, também comumente referidas como
operadoras de telecomunicações, redes sem fio, cabo
ou operadores fornecem a tubulação, torres, sistemas
de faturação, suporte, lojas, e muito mais, de modo que
possamos envolver os nossos clientes através do canal
móvel.
Existem literalmente centenas de operadoras de
telecomunicações móveis em todo o mundo.
Em Portugal, existem 3 operadoras principais:
- Vodafone
- TMN
- Optimus
Prestadores de Serviço em
Mobile Marketing
Agregadores de conexão:
São ponto de ligação entre nós e as Operadoras
de Telecomunicações Móveis e outros
Prestadores de Serviços (em Portugal este
serviço é prestado pelas próprias operadoras).
Agregadores de Conexão têm como missão
ajudar a tornar o mercado mais eficiente
diminuindo o número de contratos que possam
vir a existir entre nós e os restantes prestadores
de serviços.
Prestadores de Serviço em
Mobile Marketing (outros)
Os Produtores de conteúdos e editores:
Produtores de conteúdo são indivíduos e organizações
que produzem, detém os direitos para vender conteúdo.
Por exemplo, se quisermos construir uma aplicação
móvel, podemos precisar de obter uma licença de um
proprietário de conteúdo ou editor para usar os seus
documentos, apresentações, imagens, áudio e outros
formatos de media. Quando um Produtor de conteúdo
controla o canal de media que é usada para fornecer
conteúdo para o seu cliente, o proprietário do conteúdo
é considerada uma editora. Esta é uma distinção
importante quando se trata de publicidade móvel.
Prestadores de Serviço em
Mobile Marketing (outros)
Agências de Marketing e Publicidade:
São as empresas que ajudam as organizações, os
produtores de conteúdo, e mercado de editores a
promover os seus produtos e serviços aos clientes.
Fornecem estratégia de marketing, branding,
criatividade, relações públicas e de comunicação e
outros serviços de marketing para as organizações.
Ajudam a desenvolver e executar marketing em geral e
programas específicos de Mobile Marketing.
Prestadores de Serviço em
Mobile Marketing (outros)
Agências de Meios:
Acesso à media tradicional, rádio,
televisão, imprensa, media exterior,
embalagem, ponto-de-venda, telefone,
móvel, na loja, e outros meios de
comunicação onde você pode colocar uma
chamada móvel para a ação.
Prestadores de Serviço em
Mobile Marketing (outros)
Facilitadores:
Facilitadores incluem associações
comerciais, governos, organismos de
normalização, e fabricantes de dispositivos
móveis. Facilitadores são uma parte crítica, e
muitas vezes esquecida, fazem parte do
ecossistema de Marketing Móvel.
Incluir facilitadores ajuda-nos a ficar com as
melhores práticas e evitar violar as
regulamentações governamentais.
Prestadores de Serviço em
Mobile Marketing (outros)
Entidades Reguladoras:
As Entidades Reguladoras desempenham
um papel importante na indústria, uma vez
que ajudam a definir as leis que todos nós
devemos aderir e ajudam a estabelecer a
supervisão para a indústria.
Mobile Marketing – Custos Fixos
Estratégia e Recursos – Custos de formação da equipa,
desenvolvimento e manutenção da estratégia
Aplicação Mobile Marketing – Custos de utilização das
plataformas que permitem utilizar os caminhos de Mobile
Marketing
Agregadores/Operadoras – Custos a serem estimados se
optarmos por desenvolvimento interno da Aplicação de
Mobile Marketing, pois teremos de usar os serviços das
operadoras
Utilização de Shortcodes (nºs entre 4 e 6 digitos) – no caso
das sms, a opção deve recair na utilização de um shortcode
ou de um número normal atribuido pela operadora.
Mobile Marketing – Custos
Variáveis
Desenvolvimento do Plano Estratégico - Todas as atividades
necessárias para conceber a estratégia e delinear o plano.
Desenvolvimento Conceptual e Estratégico – Custos de
Design
Criação e Licenciamento de Conteúdo – Custos de
licenciamento de conteúdos (imagens, ringtones, videos,
outros)
Aplicação de Mobile Marketing - Custos de Hosting e
Reporting da aplicação durante o período da campanha
(quando falamos em aplicações desenvolvidas internamente
Mobile Marketing – Custos
Variáveis
Execução Tática – Custos de Criatividade, Certificação,
Implementação Técnica, Custos legais e outros custos
não recorrentes de desenvolvimento de software
Items transacionais – Custos de Messaging, Internet e
de Interação (mobile Internet page views, advertising
page views/click-throughs, downloads, minutos de IVR,
royalties de conteúdos, entre outros)
Promoção – Custos aplicados à promoção da
campanha via Media Tradicional (TV, Rádio, Imprensa,
etc)
Aplicabilidade das Campanhas
por mercado
Regulamentação e Boas Práticas
Seminário Mobile Marketing 2013
SMS, MMS e E-Mail
Seminário Mobile Marketing 2013
Campanha SMS
Mensagens de texto é mais do que apenas
um canal One-to-One, mensagens de texto
é a pedra angular do Mobile Marketing.
Podemos entregar conteúdo, notícias e
tempo, programas de voto e votação de
lançamento; envolver os consumidores em
promoção de ofertas e sorteios; recrutar
voluntários; entregar cupões e criar alertas
para clientes, e muito mais.
Campanha SMS - Requisitos
✓ Uma estratégia de marketing e plano que orienta suas
decisões sobre o que
enviar para fora
✓ Uma plataforma/aplicação de envio de mensagens que
gere todas as interações de texto entre nós e os
consumidores
✓ Um Shortcode, que é um número de telefone utilizado
para encurtar o endereçamento de mensagens de texto
comerciais
✓ Aprovação da Campanha por parte dos Operadores
Móveis
✓ Uma Campanha de Marketing para promover os planos
de mensagens de texto - não podemos enviar mensagens de
texto para pessoas que não efetuem opt-in para recebê-las
Fluxo SMS
Fluxo SMS
MO - Uma mensagem de origem móvel (MO) é uma
mensagem de texto que vem do cliente, o utilizador móvel.
AT - Uma mensagem rescindido aplicação (AT) é uma
mensagem de texto que é recebido e processada ou
denunciada por um aplicação de Mobile Marketing.
AO - Uma mensagem originada aplicação (AO) é uma
mensagem de texto que é enviado por uma aplicação de
Mobile Marketing para o cliente, o utilizador móvel.
MT - uma mensagem terminada móvel (MT) é uma
mensagem de texto que é recebido pelo cliente, o utilizador
móvel.
Seminário Mobile Marketing 2013
Seminário Mobile Marketing 2013
Seminário Mobile Marketing 2013
Escolher a Plataforma de envio
de SMS
Agência: Trabalhar com uma agência de
marketing que garante a prestação do
serviço.
Do-it-yourself: Desenvolver e manter a sua
própria solução (esforço bastante caro e
arriscado - os padrões de tecnologia e da
indústria mudam muitas vezes).
Plataforma: Obter licenças de acesso a uma
plataforma de Mobile Marketing (Ex. e-goi)
Base de Dados SMS
✓ Nº de telemóvel
✓ Operadora
✓ Modelo do telefone (se um URL da Web
está na mensagem e é clicada pelo
utilizador)
✓ Interesses
✓ Outros dados
Estes dados, podem e devem ser integrados
em CRM
Boas Práticas para SMS
✓ Obter sempre permissão pela obtenção de um opt-in
✓ Pensar no número de vezes que vamos enviar uma
mensagem para alguém. Verificar se o conteúdo é relevante
para a freqüência que escolhemos. Por exemplo, o clima é
um evento diário, assim que um alerta/dia é apropriado.
✓ Manter o conteúdo “fresco”.
✓ Manter o conteúdo relevante para o público, orientando e
segmentando
a base de dados
✓ Lembete: limites de caracteres e formatos. Mensagens de
texto somente cnter caracteres alfanuméricos (tais como A,
B, ..., 1, 2, 3 ...;!, @, #, etc).
Orientações sobre boas práticas em
www.mmaglobal.com/bestpractices.pdf
Seminário Mobile Marketing 2013
MMS
Multimedia Message System
 Texto
 Imagens
 Audio
 Animações
 Video
Criar uma Campanha MMS
Criação de um programa de MMS Mobile Marketing
pode ser simples, mas é mais complicado do que
apenas a criação de uma campanha de mensagens de
texto SMS.
Para executar corretamente uma campanha de
mensagem MMS para Mobile Marketing, é necessário o
seguinte:
✓ formato correto e ficheiros de conteúdo de script.
✓ Uma aplicação MMS (uma solução de software) para
criar a mensagem MMS.
✓ Um parceiro de Mobile Marketing para gerir a
campanha e ajudar a entregar aos utilizadores. (grau
de especialização elevado)
MMS é uma história
Um storyboard é um mapa da mensagem MMS
que inclui um inicio, um meio e um fim - como
uma história.
Criar um storyboard é fácil. Todas as melhores
histórias começam com um.
Tudo o que precisamos é de um lápis, um bloco
de papel, e de imaginação para começar.
Ou então, podemos usar um software free
(gratuitamente em www.atomiclearning.com)
MMS é uma história
✓ Determinar o objetivo da história - entreter,
informar, ou incentivar a uma ação específica
(como encorajar alguém a comprar algo?)
✓ Pensar em como contar uma história em 30
segundos ou menos. porque o tamanho da
mensagem tem alguns limites - cerca de trinta
segundos total
✓ Incluir um call to action no storyboard.
Garantir que a MMS diz ao utilizador a ação que
queremos que ele tome (Ex. visite a nossa nova
loja!)
O call-to-action deve ser simples, forte e fácil de
recordar para a impressão ser duradoura.
Seminário Mobile Marketing 2013
Website Mobile
Ter uma presença web efetiva implica ter um
website que seja transversal a todas as
plataformas. O website deve estar adaptado
para os dispositivos móveis:
 Ser Simples
 Não conter muitas imagens
 Ser responsivo ou Ser desenhado para
cada uma das plataformas
 Utilizar um sub-domínio “m”
(m.millenniumbc.pt)
Tipos de Websites Mobile
 Landing Page: construída para entregar
rapidamente informações básicas. Tráfego
frequentemente vem de anúncios online.
 Site promocional: sites promocionais são
construídos em torno de um produto
específico, evento ou promoção por tempo
limitado.
 Website Permanente: Site projetado em
evolução para atender às necessidades
contínuas de visitantes do site da Web
móveis.
Seminário Mobile Marketing 2013
Aplicações (Apps)
As Apps fizeram dos Smartphones um
fruto apetecido!
As Apps são versões em miniatura do
software que usamos no computador e
são a forma mais popular para melhorar a
estratégia de Mobile Marketing.
App Vs Website Mobile
Uma app pode ser um meio muito poderoso para envolver o
consumidor, no entanto, antes de começar a construção de uma
aplicação móvel, é boa ideia a considerar que as Apps não são
necessariamente a escolha certa para cada necessidade de
negócio ou empresa.
✓ Alcançar o máximo de pessoas possível? Se tentamos alcançar
o máximo de pessoas, uma App pode não ser a melhor escolha.
(A taxa de penetração dos smartphones em Portugal é de 32,5%.)
✓ App Vs Website Mobile? Nem todas as empresas precisam de
uma App. Se um website mobile pode satisfazer as necessidades
dos seus consumidores, porquê usar uma App? Um Website
Mobile tem um custo de desenvovimento mais baixo do que uma
App, sendo que o website deverá ser compatível com quase todos
os dispositivos e a App apenas funcionará nos Smartphones.
App Vs Website Mobile
✓ Temos o tempo necessário para manter e alimentar
uma aplicação móvel?
As Apps de sucesso, tal como Websites populares,
exigem manutenção e alimentação.
✓ Quais os telefones que os nossos clientes usam?
Smartphones diferentes e relacionados com
dispositivos móveis como o iPad da Apple requerem
desenvolvimento diferente, têm diferentes tamanhos de
tela, e, em alguns casos, padecem completamente de
desenvolvimento único para cada um. Se os nossos
clientes utilizam uma variedade de telefones alargada,
precisamos de desenvolver uma variedade de Apps
alargada ou então justificar o facto porque chegamos
apenas a uma parte do nosso público-alvo.
Apps Vs Sistemas Operativos
 Apple iOS
 Android (Google)
 RIM Blackberry
 Windows Mobile
Boas Práticas no Design de Apps
Interatividade - Se o conteúdo da
aplicação é apenas texto (jornal em vez de
TV), é melhor ter um Website Mobile. As
Apps vivem para serem tocadas, movidas,
sentidas.
Audio e Video - Se a App tem muito
áudio ou vídeo, vai funcionar bem num
ambiente de touchscreen.
Boas Práticas no Design de Apps
Jogável - Os melhores jogos são
direcionados para dispositivos
touchscreen e por uma boa razão. Com
tudo o que o espaço de ecrã, a
manipulação com os dedos, a capacidade
de agitar o dispositivo, ou mover para
ajustar a orientação do ecrã de horizontal
para vertical, faz com que ecrãs sensíveis
ao toque sejam o local perfeito para jogos.
Distribuir Apps
Uma App, depois de desenvolvida, não
vale nada sem que os usuários possam
obtê-la.
Para isso existem as lojas de Apps.
Como escolher a Loja
Qual o ambiente onde a App foi desenvolvida ?
Apple iOS, Google Android, RIM Blackberry
Qual a loja que oferece mais visibilidade
para a App?
Podemos determinar a presença numa loja, ou
várias, o número de Apps e quantos
downloads iremos permitir.
Lojas/ Download Direto
✓ Android Marketplace (for Google Android devices):
http://market.android.com/publish
✓ BlackBerry App World:
http://na.blackberry.com/eng/developers/resources/
✓ iPhone Developer Program (for iPhone, iPod Touch, and
iPad): http://developer.apple.com/programs/iphone/
No caso da iPhone, temos de seguir os passos da raiz do
“developer program”.
✓ Windows Marketplace for Mobile:
http://developer.windowsphone.com/Marketplace.aspx
✓ Distribuir a App através de Download Direto
Ex. Colocar um link no Website Mobile
Formatos e apresentação de Publicidade
Publicidade no Mobile
Com a proliferação de dispositivos móveis aumentou a
adoção de serviços como SMS, Internet móvel e
aplicações E cresceu um novo espaço para
Publicidade.
✓ Aumentar o Brand-Awareness - Aumentar o número
de pessoas que conhecem a Marca, Produtos ou
Serviços
✓ Aumentar a probabilidade de compra por parte dos
clientes
✓ Aumentar as vendas através de tráfego diretamente
para uma transação.
✓ Gerar novas fontes de receita, incluindo publicidade
nas suas mensagens, Sites de Internet e Aplicações.
Vantagens
✓ ALCANCE (Reach) é definido como o
número de indivíduos únicos que vêem
um anúncio num determinado espaço de
tempo.
No Mobile, tem o potencial de alcance
maior do que em qualquer outro meio
porque a maioria da população é
portadora de um dispositivo móvel e cada
vez mais usa medias móveis como SMS,
Internet móvel e Aplicações.
Vantagens
✓ RELEVÂNCIA refere-se à pertinência de um
anúncio ou produto anunciado para o público-
alvo. Se o produto ou mensagem dentro da
campanha não é direccionada para um público
relevante, a campanha publicitária será ineficaz.
Cada vez mais, as redes de anúncios são
capazes de ajustar o conteúdo e tipo de um
anúncio tendo em conta fatores como:
localizações físicas dos consumidores, tipos de
dispositivos móveis que usam, as suas
preferências e interesses declarados, a
demográfica, os comportamentos ou perfis.
Seminário Mobile Marketing 2013
Tipos de Anúncios
✓ Texto: Os anúncios de texto consistem
em texto alfanumérico, incluindo a URLs
de Internet Móvel e números de telefone.
✓ Banners: banners referem-se a
imagens estáticas ou animadas exibidas
em páginas de Internet móvel, em
aplicações, em vídeo e em animação
conteúdo
Tipos de Anúncios
✓ anúncios de áudio: Referem-se a publicidade
inserida no conteúdo de áudio, serviços de text-
to-speech, de música e rádio.
✓ anúncios Rich Media: Banners publicitários de
última geração, são suportados apenas pelos
mais recentes smartphones. Podem incluir texto,
imagens, vídeo, animação, e de áudio, podem
expandir-se para ecrã inteiro, flutuar no ecrã, etc,
podem ainda utilizar as capacidades avançadas
dos dispositivos móveis, como detecção de
localização, a interação através do touchscreen,
ou dos movimentos do dispositivo (como sacudi-
la).
Placing
Quase toda a Publicidade Móvel pode aparecer em
diferentes locais, com
meios de comunicação móvel, incluindo:
✓ Pré ou pós-anexado a uma mensagem de texto,
mensagem MMS, ou website mobile - Isso é no início ou no
final da mensagem ou site.
✓In-Line: O suplemento é colocado em linha dentro de uma
mensagem, uma página ou aplicação.
✓ Pré-ou Pós-Implementação: Neste caso, o anúncio é
colocado no início e no fim de um ou clipe de vídeo ou áudio.
Custos da Publicidade Mobile
A compra de publicidade móvel é em tudo
igual à publicidade online.
Os termos podem ditar o custo de cada
anúncio exibido ou o custo de várias
ações tomadas em resposta a um
anúncio.
Custos da Publicidade Mobile
✓ Custo por Mil impressões(CPM):
CPM é uma taxa baseada no custo de mil
impressões (cada vez que o anúncio
aparece).
Por exemplo, um CPM de 5€ significa que
pagamos 5€ por cada 1000 vezes que o
anúncio é exibido.
CPM não requer que exista interação,
alguém clicar no anúncio, ou mesmo olhar
para o anúncio. Significa apenas que ele é
exibido quando alguém visitar a página onde
o anúncio é colocado.
Custos da Publicidade Móvel
✓ Custo Por Clique (CPC):
CPC é uma taxa paga de cada vez que
alguém clica num anúncio (ou, no caso de
móveis, cada vez que alguém toca no
anúncio com o dedo). Por exemplo, um CPC
de 5€ significa que vamos pagar 5€ de cada
vez que alguém toca um dos anúncios.
Este método deve ser utilizado quando a
principal preocupação é direcionar o tráfego
para um site móvel e queremos converter
visitantes em clientes.
Custos da Publicidade Móvel
✓ Custo Por Ação (CPA):
CPA é uma taxa que pagamos de cada vez que alguém
conclui uma ação específica, como resultado de tocar
num anúncio, tal como visitar um site, preencher um
formulário ou enviar uma mensagem de texto com um
palavra código secreto encontrado no anúncio.
Devemos utilizar este método quando temos uma
agência ou outro parceiro, como responsável por
direcionar o tráfego para um website móvel e também
pela conversão de visitantes em clientes.
Custos da Publicidade Móvel
✓ Patrocínio: os compradores de publicidade
podem simplesmente pagar a um editor uma
quantia fixa e patrocinar o inventário de uma
propriedade de media para um período fixo
de tempo.
Por exemplo, patrocinar o desenvolvimento
de um aplicação e pagar um pouco mais para
ter o logotipo no ecrã principal ou de
carregamento durante um período de tempo.
ROIMM – Return On Investment
in Mobile Marketing
Obter um retorno sobre o dinheiro que
gastamos a comprar publicidade móvel,
tendo em atenção o peso da publicidade
em relação aos custos da mesma.
Se estamos a gastar muito, provavelmente
não é porque pagamos muito, mas sim
porque:
ROIMM – Return On Investment
in Mobile Marketing
✓ Não conseguimos atingir eficazmente o
nosso Público-Alvo.
✓ Pagamos a uma Agência por uma
distribuição errada
✓ Não convidamos/incentivamos o
Público a interagir da maneira correta nos
anúncios.
Exercício
 Queremos colocar um anúncio num
Website Móvel, temos de budget 1.000€
para um período de 20 dias.
1. Sabendo que o CPC, é de 0,50€,
quantos cliques iremos obter?
2. Se o Click nos direccionar para uma
Landing Page com um formulário de
recolha de dados, será este o método
mais eficaz?
Helder Barbedo
Tlm. 91 935 63 26
me@helderbarbedo.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Kanamobi apresentação final_v2
Kanamobi apresentação final_v2Kanamobi apresentação final_v2
Kanamobi apresentação final_v2
Alberto Apolinario
 
Bluetooth Marketing
Bluetooth MarketingBluetooth Marketing
Bluetooth Marketing
Terence Reis
 
Bluetooth Marketing
Bluetooth MarketingBluetooth Marketing
Bluetooth Marketing
Terence Reis
 
Mobile Marketing: conceitos, aplicações e tendências
Mobile Marketing: conceitos, aplicações e tendênciasMobile Marketing: conceitos, aplicações e tendências
Mobile Marketing: conceitos, aplicações e tendências
Ian Castro
 
MOBILE MARKETING
MOBILE MARKETINGMOBILE MARKETING
MOBILE MARKETING
Jorge Brandão
 
Aula Mobile Marketing - Digitalks
Aula Mobile Marketing - DigitalksAula Mobile Marketing - Digitalks
Aula Mobile Marketing - Digitalks
Guilherme Franco
 
Guia app-empresas! http://www.hpgmobileapps.com?ap_id=profleonardo
Guia app-empresas! http://www.hpgmobileapps.com?ap_id=profleonardoGuia app-empresas! http://www.hpgmobileapps.com?ap_id=profleonardo
Guia app-empresas! http://www.hpgmobileapps.com?ap_id=profleonardo
Leonardo Alves
 
10'Minutos Interactive / Nov 2006
10'Minutos Interactive / Nov 200610'Minutos Interactive / Nov 2006
10'Minutos Interactive / Nov 2006
Michel Lent Schwartzman
 
Palestra sobre Mobile Marketing
Palestra sobre Mobile MarketingPalestra sobre Mobile Marketing
Palestra sobre Mobile Marketing
danielpw
 
Mobile Marketing: O telefone celular como nova forma de mídia móvel
Mobile Marketing: O telefone celular como nova forma de mídia móvelMobile Marketing: O telefone celular como nova forma de mídia móvel
Mobile Marketing: O telefone celular como nova forma de mídia móvel
Fernanda Corrêa
 
Mobile marketing
Mobile marketingMobile marketing
Mobile marketing
Alexandre Henrique Souza
 
Mobile marketing: Mitos, verdades e a prática
Mobile marketing: Mitos, verdades e a práticaMobile marketing: Mitos, verdades e a prática
Mobile marketing: Mitos, verdades e a prática
Michel Lent Schwartzman
 
Estratégias para Mobile Marketing
Estratégias para Mobile MarketingEstratégias para Mobile Marketing
Estratégias para Mobile Marketing
Eduardo Storini
 
Ebook Mobile Marketing
Ebook Mobile MarketingEbook Mobile Marketing
Ebook Mobile Marketing
Fernando Coelho
 
Trabalho Mobile Mkt (Televisão) - MKT Digital FGV - Turma 2
Trabalho Mobile Mkt (Televisão) - MKT Digital FGV - Turma 2Trabalho Mobile Mkt (Televisão) - MKT Digital FGV - Turma 2
Trabalho Mobile Mkt (Televisão) - MKT Digital FGV - Turma 2
clelribeiro
 
Intensivo 80h - Mobile Marketing
Intensivo 80h - Mobile MarketingIntensivo 80h - Mobile Marketing
Intensivo 80h - Mobile Marketing
Escola do Marketing Digital
 
Trabalho cim tim
Trabalho cim timTrabalho cim tim
Trabalho cim tim
Daniela Mattos
 
Peopleway - Institucional Corporativa
Peopleway - Institucional CorporativaPeopleway - Institucional Corporativa
Peopleway - Institucional Corporativa
Zed
 
Mobile Marketing 2014 - Tudo o que você precisa saber
Mobile Marketing 2014 - Tudo o que você precisa saberMobile Marketing 2014 - Tudo o que você precisa saber
Mobile Marketing 2014 - Tudo o que você precisa saber
Renato Melo
 
Marketing mobile
Marketing mobileMarketing mobile
Marketing mobile
Renan Barroso
 

Mais procurados (20)

Kanamobi apresentação final_v2
Kanamobi apresentação final_v2Kanamobi apresentação final_v2
Kanamobi apresentação final_v2
 
Bluetooth Marketing
Bluetooth MarketingBluetooth Marketing
Bluetooth Marketing
 
Bluetooth Marketing
Bluetooth MarketingBluetooth Marketing
Bluetooth Marketing
 
Mobile Marketing: conceitos, aplicações e tendências
Mobile Marketing: conceitos, aplicações e tendênciasMobile Marketing: conceitos, aplicações e tendências
Mobile Marketing: conceitos, aplicações e tendências
 
MOBILE MARKETING
MOBILE MARKETINGMOBILE MARKETING
MOBILE MARKETING
 
Aula Mobile Marketing - Digitalks
Aula Mobile Marketing - DigitalksAula Mobile Marketing - Digitalks
Aula Mobile Marketing - Digitalks
 
Guia app-empresas! http://www.hpgmobileapps.com?ap_id=profleonardo
Guia app-empresas! http://www.hpgmobileapps.com?ap_id=profleonardoGuia app-empresas! http://www.hpgmobileapps.com?ap_id=profleonardo
Guia app-empresas! http://www.hpgmobileapps.com?ap_id=profleonardo
 
10'Minutos Interactive / Nov 2006
10'Minutos Interactive / Nov 200610'Minutos Interactive / Nov 2006
10'Minutos Interactive / Nov 2006
 
Palestra sobre Mobile Marketing
Palestra sobre Mobile MarketingPalestra sobre Mobile Marketing
Palestra sobre Mobile Marketing
 
Mobile Marketing: O telefone celular como nova forma de mídia móvel
Mobile Marketing: O telefone celular como nova forma de mídia móvelMobile Marketing: O telefone celular como nova forma de mídia móvel
Mobile Marketing: O telefone celular como nova forma de mídia móvel
 
Mobile marketing
Mobile marketingMobile marketing
Mobile marketing
 
Mobile marketing: Mitos, verdades e a prática
Mobile marketing: Mitos, verdades e a práticaMobile marketing: Mitos, verdades e a prática
Mobile marketing: Mitos, verdades e a prática
 
Estratégias para Mobile Marketing
Estratégias para Mobile MarketingEstratégias para Mobile Marketing
Estratégias para Mobile Marketing
 
Ebook Mobile Marketing
Ebook Mobile MarketingEbook Mobile Marketing
Ebook Mobile Marketing
 
Trabalho Mobile Mkt (Televisão) - MKT Digital FGV - Turma 2
Trabalho Mobile Mkt (Televisão) - MKT Digital FGV - Turma 2Trabalho Mobile Mkt (Televisão) - MKT Digital FGV - Turma 2
Trabalho Mobile Mkt (Televisão) - MKT Digital FGV - Turma 2
 
Intensivo 80h - Mobile Marketing
Intensivo 80h - Mobile MarketingIntensivo 80h - Mobile Marketing
Intensivo 80h - Mobile Marketing
 
Trabalho cim tim
Trabalho cim timTrabalho cim tim
Trabalho cim tim
 
Peopleway - Institucional Corporativa
Peopleway - Institucional CorporativaPeopleway - Institucional Corporativa
Peopleway - Institucional Corporativa
 
Mobile Marketing 2014 - Tudo o que você precisa saber
Mobile Marketing 2014 - Tudo o que você precisa saberMobile Marketing 2014 - Tudo o que você precisa saber
Mobile Marketing 2014 - Tudo o que você precisa saber
 
Marketing mobile
Marketing mobileMarketing mobile
Marketing mobile
 

Semelhante a Seminário Mobile Marketing 2013

Aula 5 - Mobile Marketing e Suas Estratégias - Disciplina Planejamento Estrat...
Aula 5 - Mobile Marketing e Suas Estratégias - Disciplina Planejamento Estrat...Aula 5 - Mobile Marketing e Suas Estratégias - Disciplina Planejamento Estrat...
Aula 5 - Mobile Marketing e Suas Estratégias - Disciplina Planejamento Estrat...
Pedro Cordier
 
Mobile advertising: uma possibilidade de mídia
Mobile advertising: uma possibilidade de mídiaMobile advertising: uma possibilidade de mídia
Mobile advertising: uma possibilidade de mídia
Jessica Castro
 
MobileYou - Mídia Kit 2010
MobileYou - Mídia Kit 2010MobileYou - Mídia Kit 2010
MobileYou - Mídia Kit 2010
Pablo Oruê
 
Dispositivos Móveis - Aplicações, Marketing, Futuro
Dispositivos Móveis - Aplicações, Marketing, FuturoDispositivos Móveis - Aplicações, Marketing, Futuro
Dispositivos Móveis - Aplicações, Marketing, Futuro
Hiran Eduardo Murbach
 
Flip chart Aplicativos Mobile
Flip chart Aplicativos MobileFlip chart Aplicativos Mobile
Flip chart Aplicativos Mobile
Richfp Anderson
 
Bizcool O novo marketing
Bizcool   O novo marketingBizcool   O novo marketing
Bizcool O novo marketing
Bizcool | Escola Aceleradora
 
HPG Mobile APPs – Aplicativos para seu Smartphone
HPG Mobile APPs – Aplicativos para seu SmartphoneHPG Mobile APPs – Aplicativos para seu Smartphone
HPG Mobile APPs – Aplicativos para seu Smartphone
MARCOS ANTONIO SILVA
 
ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO MARKETING MOBILE NO MARKETING DE RELACIONAMENTO
ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO MARKETING MOBILE NO MARKETING DE RELACIONAMENTOANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO MARKETING MOBILE NO MARKETING DE RELACIONAMENTO
ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO MARKETING MOBILE NO MARKETING DE RELACIONAMENTO
Felipe Wilemberg Antunes
 
Mobile Marketing
Mobile MarketingMobile Marketing
Mobile Marketing
Planno
 
Apresentação Encart.es
Apresentação Encart.es Apresentação Encart.es
Apresentação Encart.es
HandcomSlideshare
 
Mobile Business & Convergence
Mobile Business & ConvergenceMobile Business & Convergence
Mobile Business & Convergence
vincevader
 
O mkt digital aplicado no design de interfaces móveis de apps
O mkt digital aplicado no design de interfaces móveis de appsO mkt digital aplicado no design de interfaces móveis de apps
O mkt digital aplicado no design de interfaces móveis de apps
Alvaro Triano
 
Mobilix Presentation Complete
Mobilix  Presentation    CompleteMobilix  Presentation    Complete
Mobilix Presentation Complete
Bruno Gomes
 
Aula Mobile Marketing Trespontos - Como planejar campanhas de mídia mobile
Aula Mobile Marketing Trespontos - Como planejar campanhas de mídia mobileAula Mobile Marketing Trespontos - Como planejar campanhas de mídia mobile
Aula Mobile Marketing Trespontos - Como planejar campanhas de mídia mobile
Luana Rodrigues Segatto
 
Estratégia mobile: futuro não, agora e urgente
Estratégia mobile: futuro não, agora e urgenteEstratégia mobile: futuro não, agora e urgente
Estratégia mobile: futuro não, agora e urgente
E-commerce Brasil
 
UFRJ Marketing Digital
UFRJ Marketing DigitalUFRJ Marketing Digital
UFRJ Marketing Digital
Sergio Akash
 
Palestra Ufrj Marketing Digital
Palestra Ufrj Marketing DigitalPalestra Ufrj Marketing Digital
Palestra Ufrj Marketing Digital
Sergio Akash
 
Instruções de Publicidade Móvel - Mobile Advertising
Instruções de Publicidade Móvel - Mobile AdvertisingInstruções de Publicidade Móvel - Mobile Advertising
Instruções de Publicidade Móvel - Mobile Advertising
Eric Santos
 
Marketing Mobile.pdf
Marketing Mobile.pdfMarketing Mobile.pdf
Marketing Mobile.pdf
DanielaRocha510538
 
Mobile Business & Learning - IV Congresso Internacional de Tecnologia Educaci...
Mobile Business & Learning - IV Congresso Internacional de Tecnologia Educaci...Mobile Business & Learning - IV Congresso Internacional de Tecnologia Educaci...
Mobile Business & Learning - IV Congresso Internacional de Tecnologia Educaci...
João Teixeira de Carvalho
 

Semelhante a Seminário Mobile Marketing 2013 (20)

Aula 5 - Mobile Marketing e Suas Estratégias - Disciplina Planejamento Estrat...
Aula 5 - Mobile Marketing e Suas Estratégias - Disciplina Planejamento Estrat...Aula 5 - Mobile Marketing e Suas Estratégias - Disciplina Planejamento Estrat...
Aula 5 - Mobile Marketing e Suas Estratégias - Disciplina Planejamento Estrat...
 
Mobile advertising: uma possibilidade de mídia
Mobile advertising: uma possibilidade de mídiaMobile advertising: uma possibilidade de mídia
Mobile advertising: uma possibilidade de mídia
 
MobileYou - Mídia Kit 2010
MobileYou - Mídia Kit 2010MobileYou - Mídia Kit 2010
MobileYou - Mídia Kit 2010
 
Dispositivos Móveis - Aplicações, Marketing, Futuro
Dispositivos Móveis - Aplicações, Marketing, FuturoDispositivos Móveis - Aplicações, Marketing, Futuro
Dispositivos Móveis - Aplicações, Marketing, Futuro
 
Flip chart Aplicativos Mobile
Flip chart Aplicativos MobileFlip chart Aplicativos Mobile
Flip chart Aplicativos Mobile
 
Bizcool O novo marketing
Bizcool   O novo marketingBizcool   O novo marketing
Bizcool O novo marketing
 
HPG Mobile APPs – Aplicativos para seu Smartphone
HPG Mobile APPs – Aplicativos para seu SmartphoneHPG Mobile APPs – Aplicativos para seu Smartphone
HPG Mobile APPs – Aplicativos para seu Smartphone
 
ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO MARKETING MOBILE NO MARKETING DE RELACIONAMENTO
ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO MARKETING MOBILE NO MARKETING DE RELACIONAMENTOANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO MARKETING MOBILE NO MARKETING DE RELACIONAMENTO
ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO MARKETING MOBILE NO MARKETING DE RELACIONAMENTO
 
Mobile Marketing
Mobile MarketingMobile Marketing
Mobile Marketing
 
Apresentação Encart.es
Apresentação Encart.es Apresentação Encart.es
Apresentação Encart.es
 
Mobile Business & Convergence
Mobile Business & ConvergenceMobile Business & Convergence
Mobile Business & Convergence
 
O mkt digital aplicado no design de interfaces móveis de apps
O mkt digital aplicado no design de interfaces móveis de appsO mkt digital aplicado no design de interfaces móveis de apps
O mkt digital aplicado no design de interfaces móveis de apps
 
Mobilix Presentation Complete
Mobilix  Presentation    CompleteMobilix  Presentation    Complete
Mobilix Presentation Complete
 
Aula Mobile Marketing Trespontos - Como planejar campanhas de mídia mobile
Aula Mobile Marketing Trespontos - Como planejar campanhas de mídia mobileAula Mobile Marketing Trespontos - Como planejar campanhas de mídia mobile
Aula Mobile Marketing Trespontos - Como planejar campanhas de mídia mobile
 
Estratégia mobile: futuro não, agora e urgente
Estratégia mobile: futuro não, agora e urgenteEstratégia mobile: futuro não, agora e urgente
Estratégia mobile: futuro não, agora e urgente
 
UFRJ Marketing Digital
UFRJ Marketing DigitalUFRJ Marketing Digital
UFRJ Marketing Digital
 
Palestra Ufrj Marketing Digital
Palestra Ufrj Marketing DigitalPalestra Ufrj Marketing Digital
Palestra Ufrj Marketing Digital
 
Instruções de Publicidade Móvel - Mobile Advertising
Instruções de Publicidade Móvel - Mobile AdvertisingInstruções de Publicidade Móvel - Mobile Advertising
Instruções de Publicidade Móvel - Mobile Advertising
 
Marketing Mobile.pdf
Marketing Mobile.pdfMarketing Mobile.pdf
Marketing Mobile.pdf
 
Mobile Business & Learning - IV Congresso Internacional de Tecnologia Educaci...
Mobile Business & Learning - IV Congresso Internacional de Tecnologia Educaci...Mobile Business & Learning - IV Congresso Internacional de Tecnologia Educaci...
Mobile Business & Learning - IV Congresso Internacional de Tecnologia Educaci...
 

Último

Modelo de Ficha para cadastro de funcionários
Modelo de Ficha para cadastro de funcionáriosModelo de Ficha para cadastro de funcionários
Modelo de Ficha para cadastro de funcionários
sindiconet
 
FERRAMENTAS DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL PARA OS NEGÓCIOS.pdf
FERRAMENTAS DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL PARA OS NEGÓCIOS.pdfFERRAMENTAS DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL PARA OS NEGÓCIOS.pdf
FERRAMENTAS DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL PARA OS NEGÓCIOS.pdf
Maycon Souza
 
Brands Become Name - Marcas Sinônimos de Produtos - Humberto Waltrick.pdf
Brands Become Name - Marcas Sinônimos de Produtos - Humberto Waltrick.pdfBrands Become Name - Marcas Sinônimos de Produtos - Humberto Waltrick.pdf
Brands Become Name - Marcas Sinônimos de Produtos - Humberto Waltrick.pdf
Humberto Waltrick
 
Catálogo Campanha de Verão 2025 Miss Blue!
Catálogo Campanha de Verão 2025 Miss Blue!Catálogo Campanha de Verão 2025 Miss Blue!
Catálogo Campanha de Verão 2025 Miss Blue!
missb2315
 
460 Certificados - Humberto Waltrick.pdf
460 Certificados - Humberto Waltrick.pdf460 Certificados - Humberto Waltrick.pdf
460 Certificados - Humberto Waltrick.pdf
Humberto Waltrick
 
Lu, do Magalu, como Garota Propaganda do Burger King: O Que Você Achou Dessa ...
Lu, do Magalu, como Garota Propaganda do Burger King: O Que Você Achou Dessa ...Lu, do Magalu, como Garota Propaganda do Burger King: O Que Você Achou Dessa ...
Lu, do Magalu, como Garota Propaganda do Burger King: O Que Você Achou Dessa ...
Jorge Mariano
 

Último (6)

Modelo de Ficha para cadastro de funcionários
Modelo de Ficha para cadastro de funcionáriosModelo de Ficha para cadastro de funcionários
Modelo de Ficha para cadastro de funcionários
 
FERRAMENTAS DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL PARA OS NEGÓCIOS.pdf
FERRAMENTAS DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL PARA OS NEGÓCIOS.pdfFERRAMENTAS DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL PARA OS NEGÓCIOS.pdf
FERRAMENTAS DE INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL PARA OS NEGÓCIOS.pdf
 
Brands Become Name - Marcas Sinônimos de Produtos - Humberto Waltrick.pdf
Brands Become Name - Marcas Sinônimos de Produtos - Humberto Waltrick.pdfBrands Become Name - Marcas Sinônimos de Produtos - Humberto Waltrick.pdf
Brands Become Name - Marcas Sinônimos de Produtos - Humberto Waltrick.pdf
 
Catálogo Campanha de Verão 2025 Miss Blue!
Catálogo Campanha de Verão 2025 Miss Blue!Catálogo Campanha de Verão 2025 Miss Blue!
Catálogo Campanha de Verão 2025 Miss Blue!
 
460 Certificados - Humberto Waltrick.pdf
460 Certificados - Humberto Waltrick.pdf460 Certificados - Humberto Waltrick.pdf
460 Certificados - Humberto Waltrick.pdf
 
Lu, do Magalu, como Garota Propaganda do Burger King: O Que Você Achou Dessa ...
Lu, do Magalu, como Garota Propaganda do Burger King: O Que Você Achou Dessa ...Lu, do Magalu, como Garota Propaganda do Burger King: O Que Você Achou Dessa ...
Lu, do Magalu, como Garota Propaganda do Burger King: O Que Você Achou Dessa ...
 

Seminário Mobile Marketing 2013

  • 2. Contextualização O Terceiro Ecrã no enquadramento de Marketing das Organizações faz parte do presente. A utilização da tecnologia móvel em particular as ações de Mobile Marketing, abrem um novo horizonte de possibilidades exigindo que as organizações invistam em Mobile Marketing para acompanhar as mudanças de comportamento de seus consumidores fortalecendo o seu relacionamento com eles.
  • 3. Contextualização No mundo, o Mobile Marketing é já amplamente utilizado como ferramenta de Comunicação de Marketing. Em Portugal, o rácio de dispositivos móveis por habitante é superior a 2, onde começam a imperar os Smartphones.
  • 4. Contextualização Neste contexto, vamos falar sobre as relações existentes entre os dispositivos móveis e sua utilização como uma ferramenta de Marketing, bem como analisar conceitos de Mobile Marketing, e as tecnologias mais utilizadas nas ações de marketing e os seus benefícios.
  • 5. As Bases do Mobile Marketing
  • 6. Mobile Marketing Mobile Marketing, de acordo com a Mobile Marketing Association (www.mmaglobal.com), é: "um conjunto de práticas que permitem às organizações comunicar e interagir com seu público de forma interativa e relevante através de qualquer dispositivo móvel ou rede.” A negrito: 5 elementos que compõe a definição de Mobile Marketing
  • 7. 5 elementos Mobile Marketing Organizações Práticas Envolvimento (Engagement) Relevância Dispositivos Móveis e Redes
  • 8. 5 elementos Mobile Marketing Organizações são entidades comerciais - marcas, agências, comerciantes, sem fins lucrativos, empresas (incluindo indivíduos) - com produtos, serviços e ofertas que pretendam entregar ao mercado. *Mobile Marketing funciona para qualquer tipo de negócio.
  • 9. 5 elementos Mobile Marketing Práticas Ou táticas, são todos os processos de marketing, atividades, processos institucionais, padrões de comunicação, publicidade e media, gestão de relacionamento, atendimento ao cliente, CRM e Social CRM. *Todos os tipos de práticas de marketing podem ser aplicadas a Mobile Marketing.
  • 10. 5 elementos Mobile Marketing Envolvimento (Engagement) é o processo pelo qual a Organização e os seus Clientes interagem em diálogo, nos dois sentidos para construir “awareness”, realizar operações de apoio, e “Encantarem”. *Mobile Marketing é uma das formas mais interessantes de Marketing, porque é feito através de um dispositivo Pessoal.
  • 11. 5 elementos Mobile Marketing Relevância As interações móveis podem fornecer informações (eg. localização de um utilizador, a hora do dia, a atividade, etc). Estas informações devem ser usadas para entender o contexto do ambiente atual do seu cliente, a fim de adaptar e criar uma experiência adequada que está intimamente ligada (e relevante) ao seu contexto atual. *Mobile Marketing é extremamente relevante.
  • 12. 5 elementos Mobile Marketing Dispositivo Móveis e Redes referem-se a qualquer dispositivo portátil, independentemente do fator de forma ou de rede. Apesar de alguns tipos de dispositivos terem as suas limitações, existe sempre um tipo de campanha de marketing passível de ser usada em qualquer tipo de dispositivo móvel.
  • 14. Modelo Básico de Redes Móveis Mobile ISP • Optimus • Vodafone • TMN Conexão • Wi-fi • WiMAX Frequência • Bluetooth • RFID • NFC
  • 15. Tipos de Mobile Marketing Marketing Direto (Mobile) Tradicional / Digital Media Marketing Produtos e Serviços
  • 16. Marketing Direto (Mobile) Marketing Direto (Mobile) refere-se ao envio de mensagens diretamente ao consumidor ou receber mensagens a partir de um consumidor. O canal móvel fornece duas formas básicas de mensagens móveis para envolver o seu cliente ✓ Emissão: Quando o marketer inicia o compromisso com o consumidor - por exemplo, envia uma mensagem, faz uma chamada, ou empurra um alerta de aplicação – Push Marketing. ✓ Recepção: Quando o consumidor inicia o envolvimento com o Marketer - por exemplo, as visitas a um website através de um dispositivo móvel, faz uma chamada, downloads de um aplicativo, entre outros – Pull Marketing
  • 17. Marketing Direto (Mobile) Marketing Direto (Mobile) é uma prática de marketing direto extremamente eficaz:  Taxas de resposta de 8-14% (em comparação com menos de 1% para os canais tradicionais de Marketing Directo).
  • 18. Tradicional / Digital Media Marketing Digital Media Marketing (Mobile) refere-se à integração dos meios tradicionais nos dispositivos móveis (TV, Rádio, Imprensa, Internet, E-mail, Voz e outros) como forma de iniciar de incentivo ao uso de um Call- to-action. Prática de integração do Mobile nas acções de Marketing tradicionais.
  • 19. Tradicional / Digital Media Marketing  Exemplo: Na televisão, por exemplo, um Call-to-action pode convidar o espectador a enviar um código curto para votar. Ou, pode pedir para preencher um formulário de internet móvel, incluindo o seu número de telemóvel, para participar no programa.
  • 20. Produtos e Serviços Móveis Cada vez mais, as empresas entregam os seus produtos/serviços via dispositivos móveis. Por exemplo, os bancos usam sites móveis e aplicativos para aceder à sua conta bancária, para verificar o seu saldo, transferência de dinheiro, etc; as empresas de media usam o Mobile como uma nova forma para a entrega do seu conteúdo.
  • 21. Como chegar ao utilizador
  • 22. Caminhos Mobile  Dialling  Texting  Snapping e Scanning  Submitting  Location Based
  • 24. SMS  Serviço de mensagens curtas (SMS), comumente referido como mensagens de texto ou apenas texto, é um caminho incrivelmente versátil para quase todos os dispositivos móveis.  Um SMS é uma mensagem digital alfanumérica de 160 caracteres que pode ser enviada para e a partir de um telemóvel - isto é, consiste em letras (A, B, C, D, a, b, c, d, ...) e ou números (1, 2, 3, 4,!, @, # $ ...)
  • 25. MMS  Multimedia Messaging Service (MMS) é por vezes referido como mensagens de imagem ou mensagens de vídeo para ajudar a diferenciá-lo de SMS,. MMS é entregue quase da mesma maneira como mensagens de texto, mas pode incluir objetos multimídia (imagens, áudio, vídeo ou texto rico), muitas vezes num formato de apresentação de slides, o que significa que os objectivos de multimídia são seqüenciados e desempenhado para estabelecer um roteiro  Porque uma imagem vale mais que mil palavras - com MMS, podemos: ✓ Contar uma história com imagens cativantes, som e vídeo em movimento total para entreter, informar e envolver ✓ Integrar as ligações para sites móveis na mensagem para URA, serviços de call, lojas de aplicativos e mais, para que os visitantes podem obter mais informação ✓ oferecer cupões convincentes com fotos, sons e até mesmo vídeo
  • 26. E-Mail  Uma mensagem de e-mail pode ser criada e entregue a partir de qualquer sistema de correio electrónico ou através de redes de operadoras móveis. E-mail pode ser uma forma eficaz de entrega de mensagens para um dispositivo móvel.  E-mail móvel é mais popular na classe de smartphones, do BlackBerry, o iPhone da Apple, e telefones com Android, do Google ou software Symbian e / ou Microsoft.  E-mail é raramente usado especificamente com o Mobile Marketing em mente, porque é difícil controlar a experiência do utilizador, e tem muitas barreiras técnicas e legais que ainda precisam de ser superadas.
  • 27. IVR / Voz Refere-se à capacidade do telefone padrão – o meio pelo qual você fazer e receber chamadas telefônicas, além de falar com uma pessoa viva. Ou usar um sistema automático de resposta (IVR) comumente usado no apoio ao cliente. IVR pode ser um mecanismo de poder para atividades de marketing além do apoio ao cliente. Um exemplo de uso de voz para o marketing móvel é, após o envio de uma mensagem de texto ou o clique num link ou preenchimento de um formulário num site móvel, e de repente o telefone toca. Ao atender, o utilizador pode ser informado, incentivado ou obter alguma interacção.
  • 28. Mobile Internet A Internet móvel, você pode criar ricas e atraentes experiências móveis. Os websites profissionais podem e devem estar adaptados para o Mobile, sejam eles responsivos ou redesenhados para os dispositivos móveis. Não é necessário criar um website para uma campanha móvel, no entanto podemos criar um microsite ou Landing Page - uma versão menor de um site de Internet móvel. A diferença entre um microsite e um site de Internet móvel é que o site de Internet móvel é projetado para ser persistente - para durar no tempo - enquanto um microsite ou Landing Page tende a ser projetado para uma promoção de marketing específica entre datas.
  • 29. Aplicações As Aplicações podem fornecer uma experiência interativa além das limitações do navegador do dispositivo móvel. Algumas podem ser instaladas num telefone para servir de streaming de vídeo (TV) e áudio (rádio), serviços de redes sociais, e uma vasta gama de outros serviços. Nem todos os dispositivos permitem aplicações​​, no entanto, quanto mais pessoas adotarem smartphones, a democratização da utilização de aplicações vai ocorrer. Aplicações são uma parte enorme e crescente do mercado de Mobile Marketing. Aplicações móveis (muitas vezes chamado apenas apps) estão a crescer em número exponencialmente. As aplicações devem ter funcionalidade, utilizade e muita relevância - as necessidades do consumidor devem ser tomadas em conta. O desenvolvimento de Apps pode ser caro, daí a relevancia para a experiência que deve ser colocada à disposição do utilizador.
  • 30. Proximidade: Bluetooth e Wi-Fi Bluetooth e Wi-fi podem ser usados para trabalhar com dispositivos periféricos, e além disso, o Bluetooth e o Wi-Fi podem ser usado para o mobile marketing - uma prática chamada Bluecasting. Por exemplo usar pontos de acesso e um transmissor Bluetooth numa área pública (como um shopping, sala de aeroporto, autocarrro, ou cinema) ou um evento ao vivo. Quando um consumidor caminha pelo ponto de acesso, se o seu telefone estiver configurado para receber pedidos de Bluetooth automaticamente, o transmissor envia um pedido de emparelhamento do ponto de acesso Bluetooth. Se ele aceitar o pedido, o ponto de acesso Bluetooth pode enviar uma imagem, ringtone, jogo, aplicação ou outra comunicação para o dispositivo móvel.
  • 31. Publicidade Apesar de não ser necessariamente um caminho autónomo ou canal, a publicidade móvel é também um meio eficaz de envolver os clientes em potencial. A publicidade móvel é a prática de colocar um patrocinador pago ou mensagens promocionais dentro um dos vários caminhos de media móvel listados anteriormente. Com a publicidade móvel, você pode ✓ Construir a sua marca ✓ Adquirir novos clientes e gerar vendas ✓ Rentabilizar seus caminhos de media móvel e portais
  • 32. Mobile Commerce Mobile commerce, definido pela Mobile Marketing Association (www.mmaglobal.com), é a de uma ou duas vias de troca de valor facilitada por um dispositivo de consumo eletrônico móvel (por exemplo, um telemóvel) habilitado com tecnologias sem fio e redes de comunicação. Isto significa que milhões de euros são trocados todos os dias através das transações que ocorrem através dos caminhos de media móvel que falamos anteriormente. As pessoas compram conteúdo (aplicativos, ringtones e imagens), adquirem bens materiais e serviços, fazem doações, e até mesmo compram bens virtuais.
  • 33. Delinear uma estratégia para chegar ao utilizador
  • 34. Mobile Marketing é complementar Marketing, na sua essência, é sobre comunicação e envolvimento. Os nossos objetivos são comunicar e envolver clientes, ou seja, transmitir informações e notícias sobre marcas, produtos, serviços e atividades relacionadas com o nosso público (prospetos, clientes, parceiros e sociedade em geral), de modo a que eles possam saber o que fazemos e como se podem envolver com as nossas ofertas. Mobile Marketing é uma forma muito poderosa de permitir a comunicação e envolvimento com os prospetos e clientes em todo o tipo de interação, no momento, e da forma mais pessoal possível.
  • 35. Mobile é Complementar Ao planear Mobile Marketing, devemos começar com suas Objetivos Gerais e depois Objetivos Específicos, antes de às Táticas e à Execução. Devemos começar a pensar como vamos usar o Mobile Marketing no Plano de marketing. MUITO IMPORTANTE: MOBILE É COMPLEMENTAR!!! Os nossos objetivos globais podem incluir um ou mais dos seguintes:
  • 36. Objetivos Brand Awareness Aumentar a percepção da marca e recall (branding): Aumentar o número de potenciais clientes que conhecem a marca, o número de histórias de notícias ou posts escritos sobre a marca, as taxas de cliques num site móvel, recall do consumidor da marca, etc
  • 37. Obter Leads de Negócio Objectivo Geração de leads e identificação de novas perspectivas (de aquisição): O objetivo é preencher a base de dados opt-in para que a marca se qualificou, pessoas interessadas em fazer negócio no futuro.
  • 38. Novos Clientes Objetivo Aquisição de novos clientes (aquisição): Gerar transações iniciais de compradores (first time buyers), preencher vagas num evento ou gerar tráfego para lojas de comercio (físicas).
  • 39. Retenção de Clientes Objetivo Aumento de receitas e lucro na base existente de clientes (retenção e gestão de relacionamento): Isto é, gerar repetição de compra nos clientes existentes, tanto para os produtos existentes como novos produtos e, desta forma, criar sustentabilidade nos níveis de lucro.
  • 40. Fidelização de Clientes Objetivo Aumentar a fidelização dos clientes existentes e atividades (retenção e CRM): Por exemplo, aumentar resgate de pontos de fidelidade, estimular o boca-a-boca nas atividades de Marketing, aumentar a participação do cliente em campanhas, atendimento de unidade para um evento, loja, site, etc.
  • 41. Pós-Venda Objetivo Melhorar o tempo de resolução de todos os pedidos de clientes / reclamações (apoio ao cliente / assistência): Fazer as pessoas mais felizes, interagindo às questões e problemas numa relação custo-benefício, com baixo stress e de maneira oportuna.
  • 42. Ser Viral Objetivo Estimular envolvimento em social media através do word-of-mouth/viral: Colocar o nosso público a falar positivamente sobre a nossa marca, evangelizando o serviço com o mercado e oferecendo apoio.
  • 43. Importante Estes são Objetivos de Marketing!!! O Mobile Marketing é um meio, é simplesmente uma ferramenta para nos ajudar a agregar valor ao cliente, ajuda- nos no mercado a alcançar os objetivos a que nos propomos.
  • 44. Recursos Experiência da Indústria: Experiência no setor, a nossa e a dos nossos parceiros que pertencem ao nosso setor, e.g. Texteis, para a totalidade da indústria de Mobile Marketing, e para a forma como o Mobile Marketing pode ser utilizado no nosso setor. Podemos acelerar o conhecimento e as experiências por aderir a uma associação como o Mobile Marketing Association (www.mmaglobal.com) e uma associação setorial.
  • 45. Recursos Dados históricos, tendências e previsões: Colecionar dados (relatórios de pesquisa de analistas, estudos de casos, tanto do setor de atividade como outros, as nossas transações com os clientes atuais, etc). Devemos recorrer a informação interna e externa (E.g. artigos de notícias da indústria,em associações comerciais da indústria, em relatórios de analistas da indústria, sites como o Slideshare (www.slideshare.com), gráficos de marketing (www.marketingcharts.com), Pew Internet Research (www.pewinternet.com), etc)
  • 46. Recursos Análise da Concorrência: Realizar uma análise da concorrência e avaliar. Entender o que eles estão a fazer, pensar sobre o que eles podem fazer, e considerar a forma como estas ações vão afetar a sua resposta no mercado. Devemos ser um jogador de xadrez, pensando e agindo não na próxima jogada, mas várias jogadas à frente.
  • 47. Recursos Boas práticas da indústria e regras: Devemos entender as melhores práticas da indústria e regulamentos. Falaremos mais à frente sobre Boas Práticas e Regulamentação.
  • 48. Plano de Mobile Marketing 7 Componentes Chave Público-Alvo Oferta Objetivos Mensuráveis Recursos Esforços de Comunicação Canais de Entrega Proposta de Valor
  • 49. Ciclo de Vida do Consumidor Mobile
  • 50. Ciclo de Vida do Consumidor Mobile
  • 51. Importância dos Prestadores de Serviços em Mobile Marketing Mobile Marketing não é algo que se possa planear fazer sozinho. Torna-se necessário incluir outros prestadores de serviços da indústria de Mobile Marketing. Prestadores de serviços em Mobile Marketing são pessoas, empresas, práticas de negócios e Marketers dispostos a ajudá-lo a alavancar cada um dos caminhos de modo a que seja possível envolver os clientes com fortes programas de Mobile Marketing. Prestadores de serviços são uma parte do marketing estratégico e do seu ecosistema.
  • 53. Prestadores de Serviço em Mobile Marketing Agências de Meios: Torna-se necessário seguir certas regras e regulamentos concebidos para oferecer ao consumidor um certo grau de controlo. As Agências de Meios são agências bem informadas ​​sobre estes regulamentos e orientações Os tradicionais players de media incluem televisão, jornais, revistas, estações de rádio, e-mail, Internet, e outros out-of- home media players promocionais. Por exemplo, a maioria dos aspectos legais de Mobile Marketing exigem que o consumidor explicitamente opt-in para receber as nossas mensagens. A menos que os nossos clientes e prospetos já saibam como entrar em contato e tomam a iniciativa, devemos obter o consentimento de um assinante móvel através de um meio que não seja móvel.
  • 54. Prestadores de Serviço em Mobile Marketing Operadores de telecomunicações Móveis Neste momento, também comumente referidas como operadoras de telecomunicações, redes sem fio, cabo ou operadores fornecem a tubulação, torres, sistemas de faturação, suporte, lojas, e muito mais, de modo que possamos envolver os nossos clientes através do canal móvel. Existem literalmente centenas de operadoras de telecomunicações móveis em todo o mundo. Em Portugal, existem 3 operadoras principais: - Vodafone - TMN - Optimus
  • 55. Prestadores de Serviço em Mobile Marketing Agregadores de conexão: São ponto de ligação entre nós e as Operadoras de Telecomunicações Móveis e outros Prestadores de Serviços (em Portugal este serviço é prestado pelas próprias operadoras). Agregadores de Conexão têm como missão ajudar a tornar o mercado mais eficiente diminuindo o número de contratos que possam vir a existir entre nós e os restantes prestadores de serviços.
  • 56. Prestadores de Serviço em Mobile Marketing (outros) Os Produtores de conteúdos e editores: Produtores de conteúdo são indivíduos e organizações que produzem, detém os direitos para vender conteúdo. Por exemplo, se quisermos construir uma aplicação móvel, podemos precisar de obter uma licença de um proprietário de conteúdo ou editor para usar os seus documentos, apresentações, imagens, áudio e outros formatos de media. Quando um Produtor de conteúdo controla o canal de media que é usada para fornecer conteúdo para o seu cliente, o proprietário do conteúdo é considerada uma editora. Esta é uma distinção importante quando se trata de publicidade móvel.
  • 57. Prestadores de Serviço em Mobile Marketing (outros) Agências de Marketing e Publicidade: São as empresas que ajudam as organizações, os produtores de conteúdo, e mercado de editores a promover os seus produtos e serviços aos clientes. Fornecem estratégia de marketing, branding, criatividade, relações públicas e de comunicação e outros serviços de marketing para as organizações. Ajudam a desenvolver e executar marketing em geral e programas específicos de Mobile Marketing.
  • 58. Prestadores de Serviço em Mobile Marketing (outros) Agências de Meios: Acesso à media tradicional, rádio, televisão, imprensa, media exterior, embalagem, ponto-de-venda, telefone, móvel, na loja, e outros meios de comunicação onde você pode colocar uma chamada móvel para a ação.
  • 59. Prestadores de Serviço em Mobile Marketing (outros) Facilitadores: Facilitadores incluem associações comerciais, governos, organismos de normalização, e fabricantes de dispositivos móveis. Facilitadores são uma parte crítica, e muitas vezes esquecida, fazem parte do ecossistema de Marketing Móvel. Incluir facilitadores ajuda-nos a ficar com as melhores práticas e evitar violar as regulamentações governamentais.
  • 60. Prestadores de Serviço em Mobile Marketing (outros) Entidades Reguladoras: As Entidades Reguladoras desempenham um papel importante na indústria, uma vez que ajudam a definir as leis que todos nós devemos aderir e ajudam a estabelecer a supervisão para a indústria.
  • 61. Mobile Marketing – Custos Fixos Estratégia e Recursos – Custos de formação da equipa, desenvolvimento e manutenção da estratégia Aplicação Mobile Marketing – Custos de utilização das plataformas que permitem utilizar os caminhos de Mobile Marketing Agregadores/Operadoras – Custos a serem estimados se optarmos por desenvolvimento interno da Aplicação de Mobile Marketing, pois teremos de usar os serviços das operadoras Utilização de Shortcodes (nºs entre 4 e 6 digitos) – no caso das sms, a opção deve recair na utilização de um shortcode ou de um número normal atribuido pela operadora.
  • 62. Mobile Marketing – Custos Variáveis Desenvolvimento do Plano Estratégico - Todas as atividades necessárias para conceber a estratégia e delinear o plano. Desenvolvimento Conceptual e Estratégico – Custos de Design Criação e Licenciamento de Conteúdo – Custos de licenciamento de conteúdos (imagens, ringtones, videos, outros) Aplicação de Mobile Marketing - Custos de Hosting e Reporting da aplicação durante o período da campanha (quando falamos em aplicações desenvolvidas internamente
  • 63. Mobile Marketing – Custos Variáveis Execução Tática – Custos de Criatividade, Certificação, Implementação Técnica, Custos legais e outros custos não recorrentes de desenvolvimento de software Items transacionais – Custos de Messaging, Internet e de Interação (mobile Internet page views, advertising page views/click-throughs, downloads, minutos de IVR, royalties de conteúdos, entre outros) Promoção – Custos aplicados à promoção da campanha via Media Tradicional (TV, Rádio, Imprensa, etc)
  • 67. SMS, MMS e E-Mail
  • 69. Campanha SMS Mensagens de texto é mais do que apenas um canal One-to-One, mensagens de texto é a pedra angular do Mobile Marketing. Podemos entregar conteúdo, notícias e tempo, programas de voto e votação de lançamento; envolver os consumidores em promoção de ofertas e sorteios; recrutar voluntários; entregar cupões e criar alertas para clientes, e muito mais.
  • 70. Campanha SMS - Requisitos ✓ Uma estratégia de marketing e plano que orienta suas decisões sobre o que enviar para fora ✓ Uma plataforma/aplicação de envio de mensagens que gere todas as interações de texto entre nós e os consumidores ✓ Um Shortcode, que é um número de telefone utilizado para encurtar o endereçamento de mensagens de texto comerciais ✓ Aprovação da Campanha por parte dos Operadores Móveis ✓ Uma Campanha de Marketing para promover os planos de mensagens de texto - não podemos enviar mensagens de texto para pessoas que não efetuem opt-in para recebê-las
  • 72. Fluxo SMS MO - Uma mensagem de origem móvel (MO) é uma mensagem de texto que vem do cliente, o utilizador móvel. AT - Uma mensagem rescindido aplicação (AT) é uma mensagem de texto que é recebido e processada ou denunciada por um aplicação de Mobile Marketing. AO - Uma mensagem originada aplicação (AO) é uma mensagem de texto que é enviado por uma aplicação de Mobile Marketing para o cliente, o utilizador móvel. MT - uma mensagem terminada móvel (MT) é uma mensagem de texto que é recebido pelo cliente, o utilizador móvel.
  • 76. Escolher a Plataforma de envio de SMS Agência: Trabalhar com uma agência de marketing que garante a prestação do serviço. Do-it-yourself: Desenvolver e manter a sua própria solução (esforço bastante caro e arriscado - os padrões de tecnologia e da indústria mudam muitas vezes). Plataforma: Obter licenças de acesso a uma plataforma de Mobile Marketing (Ex. e-goi)
  • 77. Base de Dados SMS ✓ Nº de telemóvel ✓ Operadora ✓ Modelo do telefone (se um URL da Web está na mensagem e é clicada pelo utilizador) ✓ Interesses ✓ Outros dados Estes dados, podem e devem ser integrados em CRM
  • 78. Boas Práticas para SMS ✓ Obter sempre permissão pela obtenção de um opt-in ✓ Pensar no número de vezes que vamos enviar uma mensagem para alguém. Verificar se o conteúdo é relevante para a freqüência que escolhemos. Por exemplo, o clima é um evento diário, assim que um alerta/dia é apropriado. ✓ Manter o conteúdo “fresco”. ✓ Manter o conteúdo relevante para o público, orientando e segmentando a base de dados ✓ Lembete: limites de caracteres e formatos. Mensagens de texto somente cnter caracteres alfanuméricos (tais como A, B, ..., 1, 2, 3 ...;!, @, #, etc). Orientações sobre boas práticas em www.mmaglobal.com/bestpractices.pdf
  • 80. MMS Multimedia Message System  Texto  Imagens  Audio  Animações  Video
  • 81. Criar uma Campanha MMS Criação de um programa de MMS Mobile Marketing pode ser simples, mas é mais complicado do que apenas a criação de uma campanha de mensagens de texto SMS. Para executar corretamente uma campanha de mensagem MMS para Mobile Marketing, é necessário o seguinte: ✓ formato correto e ficheiros de conteúdo de script. ✓ Uma aplicação MMS (uma solução de software) para criar a mensagem MMS. ✓ Um parceiro de Mobile Marketing para gerir a campanha e ajudar a entregar aos utilizadores. (grau de especialização elevado)
  • 82. MMS é uma história Um storyboard é um mapa da mensagem MMS que inclui um inicio, um meio e um fim - como uma história. Criar um storyboard é fácil. Todas as melhores histórias começam com um. Tudo o que precisamos é de um lápis, um bloco de papel, e de imaginação para começar. Ou então, podemos usar um software free (gratuitamente em www.atomiclearning.com)
  • 83. MMS é uma história ✓ Determinar o objetivo da história - entreter, informar, ou incentivar a uma ação específica (como encorajar alguém a comprar algo?) ✓ Pensar em como contar uma história em 30 segundos ou menos. porque o tamanho da mensagem tem alguns limites - cerca de trinta segundos total ✓ Incluir um call to action no storyboard. Garantir que a MMS diz ao utilizador a ação que queremos que ele tome (Ex. visite a nossa nova loja!) O call-to-action deve ser simples, forte e fácil de recordar para a impressão ser duradoura.
  • 85. Website Mobile Ter uma presença web efetiva implica ter um website que seja transversal a todas as plataformas. O website deve estar adaptado para os dispositivos móveis:  Ser Simples  Não conter muitas imagens  Ser responsivo ou Ser desenhado para cada uma das plataformas  Utilizar um sub-domínio “m” (m.millenniumbc.pt)
  • 86. Tipos de Websites Mobile  Landing Page: construída para entregar rapidamente informações básicas. Tráfego frequentemente vem de anúncios online.  Site promocional: sites promocionais são construídos em torno de um produto específico, evento ou promoção por tempo limitado.  Website Permanente: Site projetado em evolução para atender às necessidades contínuas de visitantes do site da Web móveis.
  • 88. Aplicações (Apps) As Apps fizeram dos Smartphones um fruto apetecido! As Apps são versões em miniatura do software que usamos no computador e são a forma mais popular para melhorar a estratégia de Mobile Marketing.
  • 89. App Vs Website Mobile Uma app pode ser um meio muito poderoso para envolver o consumidor, no entanto, antes de começar a construção de uma aplicação móvel, é boa ideia a considerar que as Apps não são necessariamente a escolha certa para cada necessidade de negócio ou empresa. ✓ Alcançar o máximo de pessoas possível? Se tentamos alcançar o máximo de pessoas, uma App pode não ser a melhor escolha. (A taxa de penetração dos smartphones em Portugal é de 32,5%.) ✓ App Vs Website Mobile? Nem todas as empresas precisam de uma App. Se um website mobile pode satisfazer as necessidades dos seus consumidores, porquê usar uma App? Um Website Mobile tem um custo de desenvovimento mais baixo do que uma App, sendo que o website deverá ser compatível com quase todos os dispositivos e a App apenas funcionará nos Smartphones.
  • 90. App Vs Website Mobile ✓ Temos o tempo necessário para manter e alimentar uma aplicação móvel? As Apps de sucesso, tal como Websites populares, exigem manutenção e alimentação. ✓ Quais os telefones que os nossos clientes usam? Smartphones diferentes e relacionados com dispositivos móveis como o iPad da Apple requerem desenvolvimento diferente, têm diferentes tamanhos de tela, e, em alguns casos, padecem completamente de desenvolvimento único para cada um. Se os nossos clientes utilizam uma variedade de telefones alargada, precisamos de desenvolver uma variedade de Apps alargada ou então justificar o facto porque chegamos apenas a uma parte do nosso público-alvo.
  • 91. Apps Vs Sistemas Operativos  Apple iOS  Android (Google)  RIM Blackberry  Windows Mobile
  • 92. Boas Práticas no Design de Apps Interatividade - Se o conteúdo da aplicação é apenas texto (jornal em vez de TV), é melhor ter um Website Mobile. As Apps vivem para serem tocadas, movidas, sentidas. Audio e Video - Se a App tem muito áudio ou vídeo, vai funcionar bem num ambiente de touchscreen.
  • 93. Boas Práticas no Design de Apps Jogável - Os melhores jogos são direcionados para dispositivos touchscreen e por uma boa razão. Com tudo o que o espaço de ecrã, a manipulação com os dedos, a capacidade de agitar o dispositivo, ou mover para ajustar a orientação do ecrã de horizontal para vertical, faz com que ecrãs sensíveis ao toque sejam o local perfeito para jogos.
  • 94. Distribuir Apps Uma App, depois de desenvolvida, não vale nada sem que os usuários possam obtê-la. Para isso existem as lojas de Apps.
  • 95. Como escolher a Loja Qual o ambiente onde a App foi desenvolvida ? Apple iOS, Google Android, RIM Blackberry Qual a loja que oferece mais visibilidade para a App? Podemos determinar a presença numa loja, ou várias, o número de Apps e quantos downloads iremos permitir.
  • 96. Lojas/ Download Direto ✓ Android Marketplace (for Google Android devices): http://market.android.com/publish ✓ BlackBerry App World: http://na.blackberry.com/eng/developers/resources/ ✓ iPhone Developer Program (for iPhone, iPod Touch, and iPad): http://developer.apple.com/programs/iphone/ No caso da iPhone, temos de seguir os passos da raiz do “developer program”. ✓ Windows Marketplace for Mobile: http://developer.windowsphone.com/Marketplace.aspx ✓ Distribuir a App através de Download Direto Ex. Colocar um link no Website Mobile
  • 97. Formatos e apresentação de Publicidade
  • 98. Publicidade no Mobile Com a proliferação de dispositivos móveis aumentou a adoção de serviços como SMS, Internet móvel e aplicações E cresceu um novo espaço para Publicidade. ✓ Aumentar o Brand-Awareness - Aumentar o número de pessoas que conhecem a Marca, Produtos ou Serviços ✓ Aumentar a probabilidade de compra por parte dos clientes ✓ Aumentar as vendas através de tráfego diretamente para uma transação. ✓ Gerar novas fontes de receita, incluindo publicidade nas suas mensagens, Sites de Internet e Aplicações.
  • 99. Vantagens ✓ ALCANCE (Reach) é definido como o número de indivíduos únicos que vêem um anúncio num determinado espaço de tempo. No Mobile, tem o potencial de alcance maior do que em qualquer outro meio porque a maioria da população é portadora de um dispositivo móvel e cada vez mais usa medias móveis como SMS, Internet móvel e Aplicações.
  • 100. Vantagens ✓ RELEVÂNCIA refere-se à pertinência de um anúncio ou produto anunciado para o público- alvo. Se o produto ou mensagem dentro da campanha não é direccionada para um público relevante, a campanha publicitária será ineficaz. Cada vez mais, as redes de anúncios são capazes de ajustar o conteúdo e tipo de um anúncio tendo em conta fatores como: localizações físicas dos consumidores, tipos de dispositivos móveis que usam, as suas preferências e interesses declarados, a demográfica, os comportamentos ou perfis.
  • 102. Tipos de Anúncios ✓ Texto: Os anúncios de texto consistem em texto alfanumérico, incluindo a URLs de Internet Móvel e números de telefone. ✓ Banners: banners referem-se a imagens estáticas ou animadas exibidas em páginas de Internet móvel, em aplicações, em vídeo e em animação conteúdo
  • 103. Tipos de Anúncios ✓ anúncios de áudio: Referem-se a publicidade inserida no conteúdo de áudio, serviços de text- to-speech, de música e rádio. ✓ anúncios Rich Media: Banners publicitários de última geração, são suportados apenas pelos mais recentes smartphones. Podem incluir texto, imagens, vídeo, animação, e de áudio, podem expandir-se para ecrã inteiro, flutuar no ecrã, etc, podem ainda utilizar as capacidades avançadas dos dispositivos móveis, como detecção de localização, a interação através do touchscreen, ou dos movimentos do dispositivo (como sacudi- la).
  • 104. Placing Quase toda a Publicidade Móvel pode aparecer em diferentes locais, com meios de comunicação móvel, incluindo: ✓ Pré ou pós-anexado a uma mensagem de texto, mensagem MMS, ou website mobile - Isso é no início ou no final da mensagem ou site. ✓In-Line: O suplemento é colocado em linha dentro de uma mensagem, uma página ou aplicação. ✓ Pré-ou Pós-Implementação: Neste caso, o anúncio é colocado no início e no fim de um ou clipe de vídeo ou áudio.
  • 105. Custos da Publicidade Mobile A compra de publicidade móvel é em tudo igual à publicidade online. Os termos podem ditar o custo de cada anúncio exibido ou o custo de várias ações tomadas em resposta a um anúncio.
  • 106. Custos da Publicidade Mobile ✓ Custo por Mil impressões(CPM): CPM é uma taxa baseada no custo de mil impressões (cada vez que o anúncio aparece). Por exemplo, um CPM de 5€ significa que pagamos 5€ por cada 1000 vezes que o anúncio é exibido. CPM não requer que exista interação, alguém clicar no anúncio, ou mesmo olhar para o anúncio. Significa apenas que ele é exibido quando alguém visitar a página onde o anúncio é colocado.
  • 107. Custos da Publicidade Móvel ✓ Custo Por Clique (CPC): CPC é uma taxa paga de cada vez que alguém clica num anúncio (ou, no caso de móveis, cada vez que alguém toca no anúncio com o dedo). Por exemplo, um CPC de 5€ significa que vamos pagar 5€ de cada vez que alguém toca um dos anúncios. Este método deve ser utilizado quando a principal preocupação é direcionar o tráfego para um site móvel e queremos converter visitantes em clientes.
  • 108. Custos da Publicidade Móvel ✓ Custo Por Ação (CPA): CPA é uma taxa que pagamos de cada vez que alguém conclui uma ação específica, como resultado de tocar num anúncio, tal como visitar um site, preencher um formulário ou enviar uma mensagem de texto com um palavra código secreto encontrado no anúncio. Devemos utilizar este método quando temos uma agência ou outro parceiro, como responsável por direcionar o tráfego para um website móvel e também pela conversão de visitantes em clientes.
  • 109. Custos da Publicidade Móvel ✓ Patrocínio: os compradores de publicidade podem simplesmente pagar a um editor uma quantia fixa e patrocinar o inventário de uma propriedade de media para um período fixo de tempo. Por exemplo, patrocinar o desenvolvimento de um aplicação e pagar um pouco mais para ter o logotipo no ecrã principal ou de carregamento durante um período de tempo.
  • 110. ROIMM – Return On Investment in Mobile Marketing Obter um retorno sobre o dinheiro que gastamos a comprar publicidade móvel, tendo em atenção o peso da publicidade em relação aos custos da mesma. Se estamos a gastar muito, provavelmente não é porque pagamos muito, mas sim porque:
  • 111. ROIMM – Return On Investment in Mobile Marketing ✓ Não conseguimos atingir eficazmente o nosso Público-Alvo. ✓ Pagamos a uma Agência por uma distribuição errada ✓ Não convidamos/incentivamos o Público a interagir da maneira correta nos anúncios.
  • 112. Exercício  Queremos colocar um anúncio num Website Móvel, temos de budget 1.000€ para um período de 20 dias. 1. Sabendo que o CPC, é de 0,50€, quantos cliques iremos obter? 2. Se o Click nos direccionar para uma Landing Page com um formulário de recolha de dados, será este o método mais eficaz?
  • 113. Helder Barbedo Tlm. 91 935 63 26 me@helderbarbedo.com