SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Baixar para ler offline
Graça e Salvação
Como seres humanos, sempre corremos o perigo de assumir
posições extremas. Este perigo ocorre também no âmbito
religioso. Sempre quando estudamos a Lei de Deus, precisamos
nos precaver de dois erros:
1º) - Tentar pelos próprios
esforços agradar a Deus.
Isto resulta numa grande
falha que está no senso de
justiça própria, onde
julgamos obter salvação
pelos nossos atos.
2º) - É pensar que a fé em Jesus
isenta da obediência. Este erro é tão
prejudicial como o primeiro.
Os apóstolos que, inspirados por
Deus, escreveram vários livros da
Bíblia, que nos ajudam a compreender
onde está o ponto de equilíbrio neste
assunto.
Em Efésios 2:8 a 10 - "Porque pela
graça sois salvos mediante a fé; e
isto não vem de vós, é dom de Deus;
não de obras, para que Ninguém se
glorie. Pois somos feituras dEle,
criados em Cristo Jesus, para boas
obras, as quais Deus de antemão
preparou para que nandássemos
nelas".
Se atentarmos bem para o
texto, poderemos ver que a
primeira declaração é que
somos salvos pela graça de
Deus, e este dom não vem de
nós.
Isto coloca de imediato a
verdade, que o ato de salvar a
humanidade procede de Deus.
A salvação, portanto é uma
dádiva de Deus para o homem.
A Salvação não brota a partir do coração humano. Por mais que uma pessoa
seja dada a fazer o bem, por mais que suas obras sejam excelentes, a
salvação não vem de si mesma. A Salvação é um ato da graça de Deus.
Aí, meus irmãos vocês perguntam: O que é a graça divina? E como esta
graça atua em nossa vida?
•Graça é definida como favor, misericórdia, perdão. A graça é um
atributo, uma característica divina exercida para com os seres humanos.
Não a buscamos, porque ela nos foi dada por Deus.
Ao cair em pecado, o homem
experimentou as amargas
consequências da transgressão.
Não fosse a intervenção divina, e
a humanidade estaria condenada

a uma miserável existência e por
fim a morte, sem
nenhuma esperança de vida.
A graça de Deus que foi primeiramente
oferecida a Adão e Eva, e, por extensão
à toda humanidade, provê uma porta de
saída para a condição pecaminosa do
homem.

Deus, sabendo que o homem por si só
nada poderia fazer, já havia
estabelecido um plano para a
salvação, caso o pecado entrasse no
mundo.
Deus em sua misericórdia
executou fielmente o seu
plano, e Jesus veio até nós.

Pagou o preço que o pecado exigia: a morte.
Com Sua vida santa e sem pecado, e com
Sua morte em sacrifício, Jesus adquiriu o
direito de salvar perfeitamente a todos
quantos crerem no Seu nome.
Tudo o que Deus poderia fazer para salvar a humanidade da condição de
pecadores, Deus realizou. O sacrifício, a ressurreição e ascensão de
Jesus confirmam e provam isto.
Assim, o homem, não poderia fazer nada para se salvar, porque era
impossível para ele, mas Deus providenciou de maneira maravilhosa. E
esta maravilhosa graça Deus oferece a todos.
Somente um amor inexplicável é capaz
de executar este plano maravilhoso e
oferecer gratuitamente, sem que
precisemos fazer absolutamente nada.
Afirmamos que receber da graça de
Deus a salvação em Cristo Jesus,
sem acrescentar a isto qualquer
coisa mais, é o único meio que a
Bíblia apresenta pelo qual devemos
ser salvos.

Agora que entendemos que somos salvos
gratuitamente eu pergunto:
•O fato de termos sido agraciados com a salvação
em Jesus, elimina ou isenta a vida de obediência do
crente?
A segunda parte do texto lido no princípio esclarece a nossa pergunta. É
nos dito que, somos feitura de Jesus, criados para boas obras,
preparadas por Deus para andarmos nelas.
O fato de termos recebido a salvação em Cristo Jesus pela fé, não isenta
de termos uma vida de obediência.
Os mandamentos de Deus
retratam o Seu plano de vida, a
Sua vontade para o ser humano.
Deus deseja que sigamos por
esse caminho. Justamente é isso
que o homem não consegue fazer
separado de Jesus.
Mas, quando a pessoa aceita a Sua
graça salvadora, não só recebe o
perdão dos pecados, mas recebe
também poder para viver segundo a
vontade do Senhor.
Assim sendo, a vida de obediência não
compra a salvação. A vida de
obediência é uma consequência natural
de alguém que está salvo em Jesus.

Em, Mateus 7:20 a Palavra de Deus nos
lembra: "Pelos seus frutos, os conhecereis".
Uma boa árvore frutífera, bem enraizada,
deverá produzir bons frutos. Só saberemos, no
entanto, se assim é, no momento em que ela
produzir.
Com o cristão não é diferente. Sua fé se assemelha à
raiz. Não pode ser vista. Mas quando a raiz do cristão
está bem aprofundada e bem plantada em Jesus, os
frutos surgirão. Os frutos de uma vida segundo a
vontade de Deus, são os frutos da obediência.
Uma vida sem Jesus é uma vida vazia. O problema
não está na lei. O problema não está em Jesus. A
dificuldade não está na obediência. O problema está
quando alguns querem obedecer a lei por suas
próprias forças, e pensam com isso estar agradando a
Deus e tornando-se merecedores da salvação.
A salvação é um presente de
Deus. E presente é de graça.
Aqueles que aceitam este
precioso presente, que é o
perdão divino, passam a viver
uma vida de conformidade com
a vontade do Senhor. Deus
também dá poder para que se
possa ter uma experiência
vitoriosa.

Quando isso acontece como
resultado da presença de Jesus na
vida, a obediência não é exercida
para salvar. Mas como
consequência, como resultado de
um coração renovado, e salvo pela
graça do Senhor Jesus Cristo.
Quando nos tornarmos semelhantes a Jesus, nossa conduta
refletirá o retrato do nosso relacionamento com o Salvador. A
obediência não se tornará um fardo, e sim alegria. O cristão
sabe que os mandamentos de Deus não são pesados, e que,
como um Pai amoroso, que só deseja o bem dos seus filhos,
nosso Pai celestial jamais nos pediria algo que não fosse para
nos tornar felizes. Que possamos refletir o amor de Cristo, e
que nossa vida produza o suave perfume que emana de
Jesus.
A salvação é recebida através da graça. É um dom de Deus.
Será que a graça anula a lei de Deus? A Bíblia diz em Romanos
3:31 “Anulamos, pois, a lei pela fé? De modo nenhum; antes,
estabelecemos a lei.
A graça de Deus é a nossa esperança. A Bíblia diz em Neemias
9:31 “Contudo pela tua grande misericórdia não os destruíste,
nem os abandonaste, porque és um Deus clemente e
misericordioso.”
A graça de Deus faz com que seja possível que nos salvemos. A
Bíblia diz em Efésios 1:7-8 “Que ele fez abundar para conosco em
toda a sabedoria e prudência, fazendo-nos conhecer o mistério da
sua vontade, segundo o seu beneplácito, que nele propôs.”
A graça de Deus é pacien
Deus oferece-nos salvação através de Jesus. A Bíblia diz em
Mateus 1:21 “Ela dará à luz um filho, a quem chamarás JESUS;
porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.” Atos 4:12 “E em
nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro
nome há, dado entre os homens, em que devamos ser salvos.”
Salvação significa que recebemos vida eterna se tivermos uma
relação pessoal com Deus. A Bíblia diz em João 17:3 “E a vida
eterna é esta: que te conheçam a ti, como o único Deus
verdadeiro, e a Jesus Cristo, aquele que tu enviaste.” João 3:16
“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho
unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas
tenha a vida eterna.”
Só há um caminho para a salvação e não é um caminho fácil. A Bíblia
diz em Mateus 7:13-14 “Entrai pela porta estreita; porque larga é a
porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os
que entram por ela; e porque estreita é a porta, e apertado o caminho
http://www.youtube.com/watch?v=_pvYO6hhwb4

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deusLição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deusErberson Pinheiro
 
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.Márcio Martins
 
LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deus
LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deusLBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deus
LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deusNatalino das Neves Neves
 
A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.Márcio Martins
 
Estudo27 justificacao pela-fe
Estudo27 justificacao pela-feEstudo27 justificacao pela-fe
Estudo27 justificacao pela-feHezir Henrique
 
A Bondade que Confere Vida.
A Bondade que Confere Vida.A Bondade que Confere Vida.
A Bondade que Confere Vida.Márcio Martins
 
Lição 11 - Adotados por Deus
Lição 11 - Adotados por DeusLição 11 - Adotados por Deus
Lição 11 - Adotados por DeusÉder Tomé
 
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de DeusLição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de DeusÉder Tomé
 
Lição 13 – Glorificados em Cristo
Lição 13 – Glorificados em CristoLição 13 – Glorificados em Cristo
Lição 13 – Glorificados em CristoÉder Tomé
 
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelouLição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelouErberson Pinheiro
 
Justificação, o ponto de partida da reforma
Justificação, o ponto de partida da reformaJustificação, o ponto de partida da reforma
Justificação, o ponto de partida da reformadimas campos
 
Lição 03 A justiça de Deus
Lição 03   A justiça de DeusLição 03   A justiça de Deus
Lição 03 A justiça de DeusMárcio Pereira
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblicovalmarques
 
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoLição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoErberson Pinheiro
 
Benefícios da justificação Romanos5:1-11
Benefícios da justificação Romanos5:1-11Benefícios da justificação Romanos5:1-11
Benefícios da justificação Romanos5:1-11Fran Eduardo Oliveira
 
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaLição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaErberson Pinheiro
 

Mais procurados (20)

Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deusLição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
 
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
 
LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deus
LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deusLBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deus
LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deus
 
A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.A Abrangência Universal da Salvação.
A Abrangência Universal da Salvação.
 
Estudo27 justificacao pela-fe
Estudo27 justificacao pela-feEstudo27 justificacao pela-fe
Estudo27 justificacao pela-fe
 
A Bondade que Confere Vida.
A Bondade que Confere Vida.A Bondade que Confere Vida.
A Bondade que Confere Vida.
 
Lição 11 - Adotados por Deus
Lição 11 - Adotados por DeusLição 11 - Adotados por Deus
Lição 11 - Adotados por Deus
 
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de DeusLição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus
 
Lição 13 – Glorificados em Cristo
Lição 13 – Glorificados em CristoLição 13 – Glorificados em Cristo
Lição 13 – Glorificados em Cristo
 
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelouLição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
Lição 1 - O Deus todo poderoso se revelou
 
Justificação, o ponto de partida da reforma
Justificação, o ponto de partida da reformaJustificação, o ponto de partida da reforma
Justificação, o ponto de partida da reforma
 
Lição 03 A justiça de Deus
Lição 03   A justiça de DeusLição 03   A justiça de Deus
Lição 03 A justiça de Deus
 
O âmago do evangelho
O âmago do evangelhoO âmago do evangelho
O âmago do evangelho
 
estudo biblico
estudo biblicoestudo biblico
estudo biblico
 
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvaçãoLição 6 - A abrangência universal da salvação
Lição 6 - A abrangência universal da salvação
 
LBA LIÇÃO 11- Adotados por deus
LBA LIÇÃO 11- Adotados por deusLBA LIÇÃO 11- Adotados por deus
LBA LIÇÃO 11- Adotados por deus
 
Perdão
Perdão Perdão
Perdão
 
Benefícios da justificação Romanos5:1-11
Benefícios da justificação Romanos5:1-11Benefícios da justificação Romanos5:1-11
Benefícios da justificação Romanos5:1-11
 
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humanaLição 2 - Pecado uma realidade humana
Lição 2 - Pecado uma realidade humana
 
Pré revisão 1
Pré revisão 1Pré revisão 1
Pré revisão 1
 

Destaque

Perdão e graça (ministério vineyard)
Perdão e graça (ministério vineyard)Perdão e graça (ministério vineyard)
Perdão e graça (ministério vineyard)Vania Martins Leite
 
A Necessidade Universal da Salvação em Cristo
A Necessidade Universal da Salvação em CristoA Necessidade Universal da Salvação em Cristo
A Necessidade Universal da Salvação em CristoMárcio Martins
 
Lei E GraçA Modulo 2
Lei E GraçA Modulo 2Lei E GraçA Modulo 2
Lei E GraçA Modulo 2fogotv
 
Comentários de joão Calvino sobre a lei
Comentários de joão Calvino sobre a leiComentários de joão Calvino sobre a lei
Comentários de joão Calvino sobre a leiEduardo Braz
 
2013 3 tri lição 5 - as virtudes dos salvos em cristo
2013 3 tri lição 5 - as virtudes dos salvos em cristo2013 3 tri lição 5 - as virtudes dos salvos em cristo
2013 3 tri lição 5 - as virtudes dos salvos em cristoNatalino das Neves Neves
 
Confissão de fé de westminster: do arrependimento para a vida
Confissão de fé de westminster: do arrependimento para a vidaConfissão de fé de westminster: do arrependimento para a vida
Confissão de fé de westminster: do arrependimento para a vidaIgreja Presbiteriana Emanuel
 
Catecismo igreja-catolica
Catecismo igreja-catolicaCatecismo igreja-catolica
Catecismo igreja-catolicaSilva Guthierre
 
O homem vestido de linho
O homem vestido de linhoO homem vestido de linho
O homem vestido de linhoMoisés Sampaio
 
COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA - Primeira Parte | Primeira Seção
COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA - Primeira Parte | Primeira SeçãoCOMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA - Primeira Parte | Primeira Seção
COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA - Primeira Parte | Primeira SeçãoGuardião Católico
 
DOUTRINA DA GRAÇA
DOUTRINA DA GRAÇADOUTRINA DA GRAÇA
DOUTRINA DA GRAÇAibpd
 
O Perdão
O PerdãoO Perdão
O Perdão-
 

Destaque (20)

0127
01270127
0127
 
Perdão e graça (ministério vineyard)
Perdão e graça (ministério vineyard)Perdão e graça (ministério vineyard)
Perdão e graça (ministério vineyard)
 
A Necessidade Universal da Salvação em Cristo
A Necessidade Universal da Salvação em CristoA Necessidade Universal da Salvação em Cristo
A Necessidade Universal da Salvação em Cristo
 
LIÇÃO 02 - A NECESSIDADE UNIVERSAL DA SALVAÇÃO EM CRISTO
LIÇÃO 02 - A NECESSIDADE UNIVERSAL DA SALVAÇÃO EM CRISTOLIÇÃO 02 - A NECESSIDADE UNIVERSAL DA SALVAÇÃO EM CRISTO
LIÇÃO 02 - A NECESSIDADE UNIVERSAL DA SALVAÇÃO EM CRISTO
 
Lei E GraçA Modulo 2
Lei E GraçA Modulo 2Lei E GraçA Modulo 2
Lei E GraçA Modulo 2
 
34. O Profeta Oséias
34. O Profeta Oséias34. O Profeta Oséias
34. O Profeta Oséias
 
Comentários de joão Calvino sobre a lei
Comentários de joão Calvino sobre a leiComentários de joão Calvino sobre a lei
Comentários de joão Calvino sobre a lei
 
Lição 03 1º mandamento
Lição 03   1º mandamentoLição 03   1º mandamento
Lição 03 1º mandamento
 
LIÇÃO 11 - O HOMEM VESTIDO DE LINHO
LIÇÃO 11 - O HOMEM VESTIDO DE LINHOLIÇÃO 11 - O HOMEM VESTIDO DE LINHO
LIÇÃO 11 - O HOMEM VESTIDO DE LINHO
 
2013 3 tri lição 5 - as virtudes dos salvos em cristo
2013 3 tri lição 5 - as virtudes dos salvos em cristo2013 3 tri lição 5 - as virtudes dos salvos em cristo
2013 3 tri lição 5 - as virtudes dos salvos em cristo
 
Confissão de fé de westminster: do arrependimento para a vida
Confissão de fé de westminster: do arrependimento para a vidaConfissão de fé de westminster: do arrependimento para a vida
Confissão de fé de westminster: do arrependimento para a vida
 
Catecismo igreja-catolica
Catecismo igreja-catolicaCatecismo igreja-catolica
Catecismo igreja-catolica
 
Lei e graça pp
Lei e graça ppLei e graça pp
Lei e graça pp
 
O homem vestido de linho
O homem vestido de linhoO homem vestido de linho
O homem vestido de linho
 
Santificação
SantificaçãoSantificação
Santificação
 
Deuteronômio
Deuteronômio Deuteronômio
Deuteronômio
 
COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA - Primeira Parte | Primeira Seção
COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA - Primeira Parte | Primeira SeçãoCOMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA - Primeira Parte | Primeira Seção
COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA - Primeira Parte | Primeira Seção
 
DOUTRINA DA GRAÇA
DOUTRINA DA GRAÇADOUTRINA DA GRAÇA
DOUTRINA DA GRAÇA
 
Catecismo em214slides
Catecismo em214slidesCatecismo em214slides
Catecismo em214slides
 
O Perdão
O PerdãoO Perdão
O Perdão
 

Semelhante a Como a graça e a salvação estão relacionadas à obediência

ebd-2o-trimestre-2018-licao-5-vivendo-uma-santa.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-5-vivendo-uma-santa.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-5-vivendo-uma-santa.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-5-vivendo-uma-santa.pptxKARINEVONEYVIEIRABAR
 
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 8B: O maior amor de todos - Salvação Eterna.pdf
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 8B: O maior amor de todos - Salvação Eterna.pdfAs 12 Pedras do Alicerce — Aula 8B: O maior amor de todos - Salvação Eterna.pdf
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 8B: O maior amor de todos - Salvação Eterna.pdfFreekidstories
 
A doutrina da Salvação
A doutrina da Salvação A doutrina da Salvação
A doutrina da Salvação Geversom Sousa
 
A suficiência de cristo (paulo brasil)
A suficiência de cristo (paulo brasil)A suficiência de cristo (paulo brasil)
A suficiência de cristo (paulo brasil)Deusdete Soares
 
Soteriologia ibaderj Prof. Dangelo Nascimento
Soteriologia ibaderj Prof. Dangelo NascimentoSoteriologia ibaderj Prof. Dangelo Nascimento
Soteriologia ibaderj Prof. Dangelo NascimentoDangelo Nascimento
 
Conheça o amor de Jesus por você!
Conheça o amor de Jesus por você!Conheça o amor de Jesus por você!
Conheça o amor de Jesus por você!JesusMeAma.com.br
 
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo JesusLição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo JesusÉder Tomé
 
Curso de Batismo e Novos Membros.pdf
Curso de Batismo e Novos Membros.pdfCurso de Batismo e Novos Membros.pdf
Curso de Batismo e Novos Membros.pdfDivinoHenriqueSantan
 
Curso de Batismo e Novos Membros.pdf
Curso de Batismo e Novos Membros.pdfCurso de Batismo e Novos Membros.pdf
Curso de Batismo e Novos Membros.pdfJooAlbertoSoaresdaSi
 
Lição 10 - Aspectos da Obra Redentora de Jesus Cristo
Lição 10 - Aspectos da Obra Redentora de Jesus CristoLição 10 - Aspectos da Obra Redentora de Jesus Cristo
Lição 10 - Aspectos da Obra Redentora de Jesus CristoÉder Tomé
 

Semelhante a Como a graça e a salvação estão relacionadas à obediência (20)

ebd-2o-trimestre-2018-licao-5-vivendo-uma-santa.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-5-vivendo-uma-santa.pptxebd-2o-trimestre-2018-licao-5-vivendo-uma-santa.pptx
ebd-2o-trimestre-2018-licao-5-vivendo-uma-santa.pptx
 
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 8B: O maior amor de todos - Salvação Eterna.pdf
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 8B: O maior amor de todos - Salvação Eterna.pdfAs 12 Pedras do Alicerce — Aula 8B: O maior amor de todos - Salvação Eterna.pdf
As 12 Pedras do Alicerce — Aula 8B: O maior amor de todos - Salvação Eterna.pdf
 
Entreguei minha vida pra jesus e-book
Entreguei minha vida pra jesus   e-bookEntreguei minha vida pra jesus   e-book
Entreguei minha vida pra jesus e-book
 
A doutrina da Salvação
A doutrina da Salvação A doutrina da Salvação
A doutrina da Salvação
 
27 os cinco presentes de deus
27 os cinco presentes de deus27 os cinco presentes de deus
27 os cinco presentes de deus
 
A suficiência de cristo (paulo brasil)
A suficiência de cristo (paulo brasil)A suficiência de cristo (paulo brasil)
A suficiência de cristo (paulo brasil)
 
Religião ou salvação
Religião ou salvaçãoReligião ou salvação
Religião ou salvação
 
Soteriologia ibaderj Prof. Dangelo Nascimento
Soteriologia ibaderj Prof. Dangelo NascimentoSoteriologia ibaderj Prof. Dangelo Nascimento
Soteriologia ibaderj Prof. Dangelo Nascimento
 
A predestinacao john stot
A predestinacao john stotA predestinacao john stot
A predestinacao john stot
 
Somos a justiça de deus
Somos a justiça de deusSomos a justiça de deus
Somos a justiça de deus
 
Conheça o amor de Jesus por você!
Conheça o amor de Jesus por você!Conheça o amor de Jesus por você!
Conheça o amor de Jesus por você!
 
Jormi - Jornal Missionário n° 73
Jormi  -  Jornal Missionário n° 73Jormi  -  Jornal Missionário n° 73
Jormi - Jornal Missionário n° 73
 
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo JesusLição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Lição 6 - A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
 
Curso de Batismo e Novos Membros.pdf
Curso de Batismo e Novos Membros.pdfCurso de Batismo e Novos Membros.pdf
Curso de Batismo e Novos Membros.pdf
 
Curso de Batismo e Novos Membros.pdf
Curso de Batismo e Novos Membros.pdfCurso de Batismo e Novos Membros.pdf
Curso de Batismo e Novos Membros.pdf
 
curso-de-batismo-pdf-free.pdf
curso-de-batismo-pdf-free.pdfcurso-de-batismo-pdf-free.pdf
curso-de-batismo-pdf-free.pdf
 
Pré revisão 3
Pré revisão 3Pré revisão 3
Pré revisão 3
 
Lição 10 - Aspectos da Obra Redentora de Jesus Cristo
Lição 10 - Aspectos da Obra Redentora de Jesus CristoLição 10 - Aspectos da Obra Redentora de Jesus Cristo
Lição 10 - Aspectos da Obra Redentora de Jesus Cristo
 
Os Dois Caminhos
Os Dois CaminhosOs Dois Caminhos
Os Dois Caminhos
 
Manual do-discipulado
Manual do-discipuladoManual do-discipulado
Manual do-discipulado
 

Mais de Márcio Melânia

Falando sobre relacionamentos
Falando sobre relacionamentosFalando sobre relacionamentos
Falando sobre relacionamentosMárcio Melânia
 
Maceió Antiga - Um resgate em imagens
Maceió Antiga - Um resgate em imagensMaceió Antiga - Um resgate em imagens
Maceió Antiga - Um resgate em imagensMárcio Melânia
 
O mercado de trabalho no futuro
O mercado de trabalho no futuroO mercado de trabalho no futuro
O mercado de trabalho no futuroMárcio Melânia
 
A importância da qualificação
A importância da qualificaçãoA importância da qualificação
A importância da qualificaçãoMárcio Melânia
 
Economia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painel
Economia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painelEconomia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painel
Economia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painelMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 11a aula
Desenvolvimento Regional - 11a aulaDesenvolvimento Regional - 11a aula
Desenvolvimento Regional - 11a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 10a aula
Desenvolvimento Regional - 10a aulaDesenvolvimento Regional - 10a aula
Desenvolvimento Regional - 10a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 9a aula
Desenvolvimento Regional - 9a aulaDesenvolvimento Regional - 9a aula
Desenvolvimento Regional - 9a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 8a aula
Desenvolvimento Regional - 8a aulaDesenvolvimento Regional - 8a aula
Desenvolvimento Regional - 8a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 7a aula
Desenvolvimento Regional - 7a aulaDesenvolvimento Regional - 7a aula
Desenvolvimento Regional - 7a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 6a aula
Desenvolvimento Regional - 6a aulaDesenvolvimento Regional - 6a aula
Desenvolvimento Regional - 6a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 5a aula
Desenvolvimento Regional - 5a aulaDesenvolvimento Regional - 5a aula
Desenvolvimento Regional - 5a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 4a aula
Desenvolvimento Regional - 4a aulaDesenvolvimento Regional - 4a aula
Desenvolvimento Regional - 4a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 3a aula
Desenvolvimento Regional - 3a aulaDesenvolvimento Regional - 3a aula
Desenvolvimento Regional - 3a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 2a aula
Desenvolvimento Regional - 2a aulaDesenvolvimento Regional - 2a aula
Desenvolvimento Regional - 2a aulaMárcio Melânia
 
Desenvolvimento Regional - 1a aula
Desenvolvimento Regional - 1a aulaDesenvolvimento Regional - 1a aula
Desenvolvimento Regional - 1a aulaMárcio Melânia
 
Sinais da Segunda Vinda de Jesus
Sinais da Segunda Vinda de JesusSinais da Segunda Vinda de Jesus
Sinais da Segunda Vinda de JesusMárcio Melânia
 
13 atitudes para uma liderança de sucesso
13 atitudes para uma liderança de sucesso13 atitudes para uma liderança de sucesso
13 atitudes para uma liderança de sucessoMárcio Melânia
 
10 dicas para sua apresentação
10 dicas para sua apresentação10 dicas para sua apresentação
10 dicas para sua apresentaçãoMárcio Melânia
 

Mais de Márcio Melânia (20)

Falando sobre relacionamentos
Falando sobre relacionamentosFalando sobre relacionamentos
Falando sobre relacionamentos
 
Maceió Antiga - Um resgate em imagens
Maceió Antiga - Um resgate em imagensMaceió Antiga - Um resgate em imagens
Maceió Antiga - Um resgate em imagens
 
Como estudar
Como estudarComo estudar
Como estudar
 
O mercado de trabalho no futuro
O mercado de trabalho no futuroO mercado de trabalho no futuro
O mercado de trabalho no futuro
 
A importância da qualificação
A importância da qualificaçãoA importância da qualificação
A importância da qualificação
 
Economia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painel
Economia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painelEconomia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painel
Economia e Desenvolvimento Regional - Elaboração do painel
 
Desenvolvimento Regional - 11a aula
Desenvolvimento Regional - 11a aulaDesenvolvimento Regional - 11a aula
Desenvolvimento Regional - 11a aula
 
Desenvolvimento Regional - 10a aula
Desenvolvimento Regional - 10a aulaDesenvolvimento Regional - 10a aula
Desenvolvimento Regional - 10a aula
 
Desenvolvimento Regional - 9a aula
Desenvolvimento Regional - 9a aulaDesenvolvimento Regional - 9a aula
Desenvolvimento Regional - 9a aula
 
Desenvolvimento Regional - 8a aula
Desenvolvimento Regional - 8a aulaDesenvolvimento Regional - 8a aula
Desenvolvimento Regional - 8a aula
 
Desenvolvimento Regional - 7a aula
Desenvolvimento Regional - 7a aulaDesenvolvimento Regional - 7a aula
Desenvolvimento Regional - 7a aula
 
Desenvolvimento Regional - 6a aula
Desenvolvimento Regional - 6a aulaDesenvolvimento Regional - 6a aula
Desenvolvimento Regional - 6a aula
 
Desenvolvimento Regional - 5a aula
Desenvolvimento Regional - 5a aulaDesenvolvimento Regional - 5a aula
Desenvolvimento Regional - 5a aula
 
Desenvolvimento Regional - 4a aula
Desenvolvimento Regional - 4a aulaDesenvolvimento Regional - 4a aula
Desenvolvimento Regional - 4a aula
 
Desenvolvimento Regional - 3a aula
Desenvolvimento Regional - 3a aulaDesenvolvimento Regional - 3a aula
Desenvolvimento Regional - 3a aula
 
Desenvolvimento Regional - 2a aula
Desenvolvimento Regional - 2a aulaDesenvolvimento Regional - 2a aula
Desenvolvimento Regional - 2a aula
 
Desenvolvimento Regional - 1a aula
Desenvolvimento Regional - 1a aulaDesenvolvimento Regional - 1a aula
Desenvolvimento Regional - 1a aula
 
Sinais da Segunda Vinda de Jesus
Sinais da Segunda Vinda de JesusSinais da Segunda Vinda de Jesus
Sinais da Segunda Vinda de Jesus
 
13 atitudes para uma liderança de sucesso
13 atitudes para uma liderança de sucesso13 atitudes para uma liderança de sucesso
13 atitudes para uma liderança de sucesso
 
10 dicas para sua apresentação
10 dicas para sua apresentação10 dicas para sua apresentação
10 dicas para sua apresentação
 

Último

ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...LizanSantos1
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 

Último (20)

ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 

Como a graça e a salvação estão relacionadas à obediência

  • 1.
  • 2. Graça e Salvação Como seres humanos, sempre corremos o perigo de assumir posições extremas. Este perigo ocorre também no âmbito religioso. Sempre quando estudamos a Lei de Deus, precisamos nos precaver de dois erros: 1º) - Tentar pelos próprios esforços agradar a Deus. Isto resulta numa grande falha que está no senso de justiça própria, onde julgamos obter salvação pelos nossos atos.
  • 3. 2º) - É pensar que a fé em Jesus isenta da obediência. Este erro é tão prejudicial como o primeiro. Os apóstolos que, inspirados por Deus, escreveram vários livros da Bíblia, que nos ajudam a compreender onde está o ponto de equilíbrio neste assunto. Em Efésios 2:8 a 10 - "Porque pela graça sois salvos mediante a fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não de obras, para que Ninguém se glorie. Pois somos feituras dEle, criados em Cristo Jesus, para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que nandássemos nelas".
  • 4. Se atentarmos bem para o texto, poderemos ver que a primeira declaração é que somos salvos pela graça de Deus, e este dom não vem de nós. Isto coloca de imediato a verdade, que o ato de salvar a humanidade procede de Deus. A salvação, portanto é uma dádiva de Deus para o homem. A Salvação não brota a partir do coração humano. Por mais que uma pessoa seja dada a fazer o bem, por mais que suas obras sejam excelentes, a salvação não vem de si mesma. A Salvação é um ato da graça de Deus.
  • 5. Aí, meus irmãos vocês perguntam: O que é a graça divina? E como esta graça atua em nossa vida? •Graça é definida como favor, misericórdia, perdão. A graça é um atributo, uma característica divina exercida para com os seres humanos. Não a buscamos, porque ela nos foi dada por Deus. Ao cair em pecado, o homem experimentou as amargas consequências da transgressão. Não fosse a intervenção divina, e a humanidade estaria condenada a uma miserável existência e por fim a morte, sem nenhuma esperança de vida.
  • 6. A graça de Deus que foi primeiramente oferecida a Adão e Eva, e, por extensão à toda humanidade, provê uma porta de saída para a condição pecaminosa do homem. Deus, sabendo que o homem por si só nada poderia fazer, já havia estabelecido um plano para a salvação, caso o pecado entrasse no mundo.
  • 7. Deus em sua misericórdia executou fielmente o seu plano, e Jesus veio até nós. Pagou o preço que o pecado exigia: a morte. Com Sua vida santa e sem pecado, e com Sua morte em sacrifício, Jesus adquiriu o direito de salvar perfeitamente a todos quantos crerem no Seu nome.
  • 8. Tudo o que Deus poderia fazer para salvar a humanidade da condição de pecadores, Deus realizou. O sacrifício, a ressurreição e ascensão de Jesus confirmam e provam isto. Assim, o homem, não poderia fazer nada para se salvar, porque era impossível para ele, mas Deus providenciou de maneira maravilhosa. E esta maravilhosa graça Deus oferece a todos.
  • 9. Somente um amor inexplicável é capaz de executar este plano maravilhoso e oferecer gratuitamente, sem que precisemos fazer absolutamente nada. Afirmamos que receber da graça de Deus a salvação em Cristo Jesus, sem acrescentar a isto qualquer coisa mais, é o único meio que a Bíblia apresenta pelo qual devemos ser salvos. Agora que entendemos que somos salvos gratuitamente eu pergunto: •O fato de termos sido agraciados com a salvação em Jesus, elimina ou isenta a vida de obediência do crente?
  • 10. A segunda parte do texto lido no princípio esclarece a nossa pergunta. É nos dito que, somos feitura de Jesus, criados para boas obras, preparadas por Deus para andarmos nelas. O fato de termos recebido a salvação em Cristo Jesus pela fé, não isenta de termos uma vida de obediência. Os mandamentos de Deus retratam o Seu plano de vida, a Sua vontade para o ser humano. Deus deseja que sigamos por esse caminho. Justamente é isso que o homem não consegue fazer separado de Jesus.
  • 11. Mas, quando a pessoa aceita a Sua graça salvadora, não só recebe o perdão dos pecados, mas recebe também poder para viver segundo a vontade do Senhor. Assim sendo, a vida de obediência não compra a salvação. A vida de obediência é uma consequência natural de alguém que está salvo em Jesus. Em, Mateus 7:20 a Palavra de Deus nos lembra: "Pelos seus frutos, os conhecereis". Uma boa árvore frutífera, bem enraizada, deverá produzir bons frutos. Só saberemos, no entanto, se assim é, no momento em que ela produzir.
  • 12. Com o cristão não é diferente. Sua fé se assemelha à raiz. Não pode ser vista. Mas quando a raiz do cristão está bem aprofundada e bem plantada em Jesus, os frutos surgirão. Os frutos de uma vida segundo a vontade de Deus, são os frutos da obediência. Uma vida sem Jesus é uma vida vazia. O problema não está na lei. O problema não está em Jesus. A dificuldade não está na obediência. O problema está quando alguns querem obedecer a lei por suas próprias forças, e pensam com isso estar agradando a Deus e tornando-se merecedores da salvação.
  • 13. A salvação é um presente de Deus. E presente é de graça. Aqueles que aceitam este precioso presente, que é o perdão divino, passam a viver uma vida de conformidade com a vontade do Senhor. Deus também dá poder para que se possa ter uma experiência vitoriosa. Quando isso acontece como resultado da presença de Jesus na vida, a obediência não é exercida para salvar. Mas como consequência, como resultado de um coração renovado, e salvo pela graça do Senhor Jesus Cristo.
  • 14. Quando nos tornarmos semelhantes a Jesus, nossa conduta refletirá o retrato do nosso relacionamento com o Salvador. A obediência não se tornará um fardo, e sim alegria. O cristão sabe que os mandamentos de Deus não são pesados, e que, como um Pai amoroso, que só deseja o bem dos seus filhos, nosso Pai celestial jamais nos pediria algo que não fosse para nos tornar felizes. Que possamos refletir o amor de Cristo, e que nossa vida produza o suave perfume que emana de Jesus.
  • 15. A salvação é recebida através da graça. É um dom de Deus. Será que a graça anula a lei de Deus? A Bíblia diz em Romanos 3:31 “Anulamos, pois, a lei pela fé? De modo nenhum; antes, estabelecemos a lei. A graça de Deus é a nossa esperança. A Bíblia diz em Neemias 9:31 “Contudo pela tua grande misericórdia não os destruíste, nem os abandonaste, porque és um Deus clemente e misericordioso.” A graça de Deus faz com que seja possível que nos salvemos. A Bíblia diz em Efésios 1:7-8 “Que ele fez abundar para conosco em toda a sabedoria e prudência, fazendo-nos conhecer o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito, que nele propôs.” A graça de Deus é pacien
  • 16. Deus oferece-nos salvação através de Jesus. A Bíblia diz em Mateus 1:21 “Ela dará à luz um filho, a quem chamarás JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.” Atos 4:12 “E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, em que devamos ser salvos.” Salvação significa que recebemos vida eterna se tivermos uma relação pessoal com Deus. A Bíblia diz em João 17:3 “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, como o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, aquele que tu enviaste.” João 3:16 “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” Só há um caminho para a salvação e não é um caminho fácil. A Bíblia diz em Mateus 7:13-14 “Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; e porque estreita é a porta, e apertado o caminho