A humanidade, a fim de obter recursos valiosos, causa um enorme impacto ao meio
ambiente.
A produção mundial de ouro por e...
A cada ano o mundo produz pelo menos 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico,
sendo grande parte deste volume descartad...
As questões ambientais são atualmente um problema global. O Japão com sua
excelente tecnologia envolvido na reciclagem de ...
Fundada em 1991, e desde então, procurando cada vez mais, melhorar a nossa
ligação “empresa colaborador”.
Exportamos um mo...
A Convenção de Basileia trata do controle da
movimentação transfronteiriça de resíduos
perigosos e seu depósito. O instrum...
Acreditamos firmemente que podemos contribuir de forma significativa para a
criação de condições para o desenvolvimento su...
“WIN WIN” é uma filosofia de gestão do grupo Hamaya, na qual, sempre procura a satisfação
(felicidade) dos colaboradores e...
1980 Inicio da empresa Kobayashi Shouten
1991 Fundação da empresa Hamaya Internacional
1996 Filial Kanazawa
1997 Filial Sa...
São exportados anualmente aproximadamente 3.100 container, distribuidas em
40 países dentro dos quatro continente.
O Brasil iniciou o processo de adesão a Convenção de Basiléia através da aprovação do Decreto Legislativo n.º
34 de 16 de ...
Hamaya do Brasil Reciclagem de Materiais
Hamaya do Brasil Reciclagem de Materiais
Hamaya do Brasil Reciclagem de Materiais
Hamaya do Brasil Reciclagem de Materiais
Hamaya do Brasil Reciclagem de Materiais
Hamaya do Brasil Reciclagem de Materiais
Hamaya do Brasil Reciclagem de Materiais
Hamaya do Brasil Reciclagem de Materiais
Hamaya do Brasil Reciclagem de Materiais
Hamaya do Brasil Reciclagem de Materiais
Hamaya do Brasil Reciclagem de Materiais
Hamaya do Brasil Reciclagem de Materiais
Hamaya do Brasil Reciclagem de Materiais
Hamaya do Brasil Reciclagem de Materiais
Hamaya do Brasil Reciclagem de Materiais
Hamaya do Brasil Reciclagem de Materiais
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Hamaya do Brasil Reciclagem de Materiais

202 visualizações

Publicada em

Folder Digital

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
202
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Hamaya do Brasil Reciclagem de Materiais

  1. 1. A humanidade, a fim de obter recursos valiosos, causa um enorme impacto ao meio ambiente. A produção mundial de ouro por exemplo, em 2000, foi de 2,5 mil toneladas, mas os resíduos gerados foram de cerca de 745 milhões de toneladas. Uma razão de quase 300 mil kg de resíduos para 1 kg de ouro, o que significa que 99,99967% da mineração de ouro é descartada em algum local. Na Serra Pelada era garimpado e purificado no próprio local, dotado de um tipo de maçarico para derreter o minério, ocorrendo vários tipos de contaminação, via uso inadequado do mercúrio, contaminação tóxica e a contaminação ambiental, pois o mercúrio é volatilizado e restos são descartados no meio ambiente.
  2. 2. A cada ano o mundo produz pelo menos 50 milhões de toneladas de lixo eletrônico, sendo grande parte deste volume descartada incorretamente, liberando substâncias químicas que penetram no solo, contaminando os lençóis freáticos, plantas, animais e causam inúmeras doenças ao ser humano. 1ton. 1500 gr 52.8 kg 140 gr
  3. 3. As questões ambientais são atualmente um problema global. O Japão com sua excelente tecnologia envolvido na reciclagem de refino, considerados um dos tops mundiais. O desenvolvimento da tecnologia de reciclagem promove a possível redução do impacto ambiental dos países em desenvolvimento, como a remoção de poluição ambiental devido à difusão. Consideramos uma questão importante, avançar na transferência de tecnologia de reciclagem para os países em desenvolvimento. O Japão acredita nessa missão, em relação à comunidade internacional. Através do cumprimento da Convenção da Basileia, tomando como base a “Declaração 3R ”, tem sido apropriado para a sustentabilidade da economia japonesa, reciclar materiais, ao invés de explorar os recursos naturais. O Grupo Hamaya, como pioneiro neste campo, promove em todo o mundo, sua contribuição para o desenvolvimento da reciclagem correta, envolvendo a comunidade nesta batalha.
  4. 4. Fundada em 1991, e desde então, procurando cada vez mais, melhorar a nossa ligação “empresa colaborador”. Exportamos um montante anual de 9,8 bilhões de ienes ano fiscal 2013, por meio de nossas várias filiais, expandidas pelo Japão. Tudo se deve ao bom relacionamento com nossos colaboradores. O grupo Hamaya, tem acompanhado as mudanças da sociedade da grande produção e a circulação em massa. Para colaborar com a contenção da destruição ambiental, a empresa promove a reutilização e a reciclagem de materiais. Para que a empresa Hamaya continue a expandir-se, ela conta com o seu apoio.
  5. 5. A Convenção de Basileia trata do controle da movimentação transfronteiriça de resíduos perigosos e seu depósito. O instrumento que estabelece mecanismos internacionais de controle desses movimentos, baseados no princípio do consentimento prévio e explícito para a importação, exportação e o trânsito de resíduos perigosos. A convenção procura coibir o tráfico ilegal e prevê a intensificação da cooperação internacional para a gestão ambientalmente adequada desses resíduos. http://www.basel.int/
  6. 6. Acreditamos firmemente que podemos contribuir de forma significativa para a criação de condições para o desenvolvimento sustentável das gerações vindouras. Nós fornecemos a comunidade soluções inovadoras de gestão para a recolha, tratamento e valorização de resíduos, ao mesmo tempo para converter resíduos em matérias-primas alternativas para diversas indústrias. Nós temos uma visão clara que nos guia em tudo o que fazemos e estamos cientes do fato de que nossas atividades influencia positivamente a um grande número de pessoas. Através da promoção de elevados padrões profissionais e fornecendo produtos e serviços de qualidade, com foco em inovação e convergência.
  7. 7. “WIN WIN” é uma filosofia de gestão do grupo Hamaya, na qual, sempre procura a satisfação (felicidade) dos colaboradores e os funcionários. Isto é alcançado quando se põe no lugar da outra pessoa, pensando realmente como se fosse ela, o que seria benéfico ou não. E também na gestão dos negócios, entre amigos, superiores e subordinados, ou relação familiar . É uma forma de pensamento encontrada em todas as relações humanas, se o parceiro é feliz, sera a sua felicidade. Na empresa não basta o quanto a pessoa é gabaritada, ou quanto ele trabalha bem, se não for ético e pensar no próximo, por que a “empresa”. A empresa Hamaya tem em seu quadro de colaboradores, pessoas preocupadas com o bem do próximo, por isso, continua a crescer e a expandir.
  8. 8. 1980 Inicio da empresa Kobayashi Shouten 1991 Fundação da empresa Hamaya Internacional 1996 Filial Kanazawa 1997 Filial Sapporo 1998 Filial Sakaide 1999 Mudança para Hamaya Corporation 2001 Filial Sendai, Shizuoka e a fundação da empresa Ecologytem 2002 Filial Osaka e Yokohama 2003 Filial Hiroshima e Ibaraki 2004 Filial chiba e Fundação da empresa Usednet 2006 Fundação da empresa Ranzan 2008 Filial Nishi-Tokyo, Kawasaki, Saitama Fundação da empresa Curves e Seguradora 2010 Fundação da empresa Lunas-Cosmetic 2011 Filial Brasil e Tokorozawa 2012 Fundação da empresa Mikasa -Bal 2013 Filial Philippine, Fundação da empresa Guima-Shouten
  9. 9. São exportados anualmente aproximadamente 3.100 container, distribuidas em 40 países dentro dos quatro continente.
  10. 10. O Brasil iniciou o processo de adesão a Convenção de Basiléia através da aprovação do Decreto Legislativo n.º 34 de 16 de junho de 1992, autorizando o Governo Brasileiro a assinar a Carta de Adesão a Convenção de Basiléia em 15 de outubro de 1992, passando a mesma a vigorar no Brasil em 30 de dezembro de 1992. O Brasil confirmou sua permanência como integrante da Convenção de Basiléia somente a partir de 19 de julho de 1993 com a promulgação de texto da Convenção através do Decreto n.º 875, quando então toda e qualquer movimentação e circulação internacional de resíduos perigosos entre o Brasil e outros países passaram a ser regulamentados. A legislação brasileira sobre resíduos perigosos evoluiu significativamente a partir da adesão do Brasil a Convenção de Basiléia, quando passou a discutir e elaborar leis para reduzir, tratar, armazenar, transportar e dispor de forma ambientalmente saudável os resíduos perigosos dentro do país. http://www.mma.gov.br/

×