Dst cveni capacita 2012

714 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
714
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
53
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dst cveni capacita 2012

  1. 1. Agravos de Notificação do Programa de DST/Aids• Aids em adultos (somente especialistas)• Aids em crianças (somente especialistas)• Gestante HIV• Crianças expostas ao HIV (somente especialistas)• Sífilis em gestante• Sífilis congênita (somente especialistas)• Hepatites B e C• Outras DST
  2. 2. Dados Gerais• Data da notificação• UF e Município de Notificação• Unidade de Saúde• Data do Diagnóstico• Nome do paciente• Data de Nascimento ou idade• Sexo• Nome da Mãe• Município de Residência• Endereço
  3. 3. Outras doenças sexualmente transmissíveis
  4. 4. DSTPoucos dados epidemiológicosDiscriminação dos portadoresPopulações mais vulneráveis têm pouco acesso Atendimento em farmáciasAtendimento inadequado comerciais
  5. 5. Atendimento das DST PSF + Unidades Básicas de SaúdeInterromper cadeia de transmissão Princípios básicos para o controlePrevenir novas recorrências das DST
  6. 6. Principais SinaisÚlcera Genital - Presença de úlcera na região genital, de origemnão-traumática (pode ser em outros locais)Corrimento Uretral em Homem - presença de corrimento, que saiespontaneamente como prepúcio retraído ou quando secompressão o pênis em direção à glande.Corrimento Cervical – Presença de corrimento cervical verificadono exame ginecológico.Verrugas
  7. 7. Doenças que causam úlcera  Herpes: Herpes vírus  Sífilis: Treponema pallidum  Cancro mole: Haemophilus ducreyi  Donovanose: Donovania granulomatis
  8. 8. Herpes genital
  9. 9. Herpes genital
  10. 10. Herpes genital
  11. 11. Sífilis
  12. 12. Sífilis
  13. 13. Cancro mole
  14. 14. Cancro mole
  15. 15. Donovanose
  16. 16. Doenças que causam corrimento Gonorréia: Neisseria gonorrhoeae Infecção por clamídia Tricomoníase: Trichomonas vaginallis
  17. 17. Principais sintomas Corrimento vaginal/cervical ou uretral Dor ao urinar Dor na relação sexual Coceira Odor fétido
  18. 18. Gonorréia
  19. 19. Clamídia
  20. 20. TricomoníaseGrande quantidade de corrimento amarelo- esverdeado com mau cheiro, coceira navagina ou no pênis, dor ao urinar e durantea relação sexual. O homem geralmente não apresenta sinais ou sintomas.
  21. 21. Problemas no diagnóstico???
  22. 22. Abordagem sindrômica Diagnóstico é clínico: síndromes Tratamento é feito na própria consulta Coleta de amostra para exame, se necessário
  23. 23. Síndromes Síndrome da úlcera genital Síndrome do corrimento uretral (homens) Síndrome do corrimento cervical (mulheres)
  24. 24. Infecção pelo Papilomavírus (HPV) Forma benigna: Condiloma ou verruga genital Forma maligna: Câncer no colo do útero, na região genital e no ânus
  25. 25. Condiloma
  26. 26. Condiloma
  27. 27. Outras formas de sífilis, exceto a sífilis primária (cancro)  Sífilis secundária  Sífilis terciária  Sífilis latente
  28. 28. Sífilis secundária
  29. 29. Atenção! Hepatite B é doença sexualmente transmissível Hepatite C pode ser transmitida por via sexual Candidíase NÃO é DST
  30. 30. Atenção! O(s) parceiros ou parceira(s) devem sempreser tratados junto com o(a) paciente O profissional deve sempre oferecer os teste para o HIV, para sífilis e hepatite Não procurar tratamento fora das unidades de saúde (ex. farmácias)
  31. 31. Dados Gerais• Data da notificação• UF e Município de Notificação• Unidade de Saúde• Data do Diagnóstico• Nome do paciente• Data de Nascimento ou idade• Sexo• Nome da Mãe• Município de Residência• Endereço
  32. 32. Exercícios
  33. 33. Caso 1Mulher, 16 anos, com queixa de ferida na região genital; foi pedido VDRL, com título de 1/128 Como notificar????
  34. 34. Caso 2Mulher, 22 anos, veio para a primeira consulta de pré-natal com aproximadamente 18 semanas degravidez; foi pedido VDRL, que veionegativo, e anti-HIV, que foi positivo Como notificar????
  35. 35. Caso 3Homem, 20 anos, chegou no posto de saúde com queixa de corrimento uretral Como notificar???? O que mais fazer????
  36. 36. Caso 4Homem, 26 anos, acompanhado peloprograma de saúde da família; referesegundo episódio de herpes genital Como notificar???? O que mais fazer????
  37. 37. Caso 5Mulher, 35 anos, refere coceira na região genital, com corrimento esbranquiçado; ao exame foi constatada candidíase vaginal O que fazer????
  38. 38. Caso 6Homem de 32 anos veio à unidade desaúde com queixa de enjôo, vômitos, mal estar; ao exame físico, foi constatada icterícia O que fazer????

×