SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
SERMÃO DE SANTO ANTÓNIO (AOS PEIXES) Disciplina de Português Profª:  Helena Maria Coutinho Padre António Vieira, Sermão de Santo António (aos Peixes) Brasil, 1654
Leitura da Epígrafe do  Sermão de Santo António (aos peixes)   Este Sermão (que todo é alegórico ) pregou o Autor três dias antes de se embarcar ocultamente para o Reino, a procurar o remédio da salvação dos Índios, pelas causas que se apontam no I. Sermão do I Tomo. E nele tocou todos os pontos da doutrina (posto que perseguida) que mais necessários eram ao bem espiritual e temporal daquela terra, como facilmente se pode entender das mesmas alegorias. *pequeno texto anteposto ao início da obra
[object Object],[object Object],[object Object],Leitura da Epígrafe do  Sermão de Santo António (aos peixes)   Este Sermão (que todo é  alegórico   ) pregou o Autor três dias antes de se  embarcar ocultamente para o Reino , a  procurar o remédio da salvação dos Índios.
Leitura da Epígrafe do  Sermão de Santo António (aos peixes)
ESTRUTURA DO SERMÃO Sermão
ESTRUTURA DO SERMÃO Organização do sermão
ESTRUTURA DO SERMÃO Organização do sermão
TEMÁTICA E ENQUADRAMENTO RELIGIOSOS DO SERMÃO Sermão de Santo António (aos Peixes )  Pregado a 13 de Junho, no dia de santo António, é um  sermão em louvor deste santo
TEMÁTICA E ENQUADRAMENTO RELIGIOSOS DO SERMÃO ,[object Object],Frade franciscano português do século XIII.  Nascido em Lisboa cerca de 1190, viveu em Itália a partir dos 31 anos, tendo-se notabilizado, aí e no Sul de França, como pregador e professor de Teologia. Morreu, em Pádua, na Itália, em 1231. Foi canonizado 11 meses apenas após a sua morte.
TEMÁTICA E ENQUADRAMENTO RELIGIOSOS DO SERMÃO Passo do Evangelho glosado no Sermão: uma frase de Cristo dirigida aos Apóstolos Tal como o sal evita que a carne e o peixe se estraguem, conservando-os sãos  assim  pela pregação da verdadeira doutrina  os apóstolos (e padres seus sucessores)  guardam a terra (os homens)  da corrupção do pecado
TEMÁTICA E ENQUADRAMENTO RELIGIOSOS DO SERMÃO Porquê o Sal?  Desde tempos remotos, elemento essencial à vida humana e de grande importância económica:  até final do século XIX, o SAL era o único meio disponível para preservar a carne e o peixe.
TEMÁTICA E ENQUADRAMENTO RELIGIOSOS DO SERMÃO Pensar nas palavras Salário  e  sal : que relação existe entre estas duas palavras? Salarius  era a palavra latina que designava o soldo ou vencimento dos soldados romanos, para comprar SAL.
TEMÁTICA E ENQUADRAMENTO RELIGIOSOS DO SERMÃO Sermão O Sermão de Santo António (aos Peixes) é um sermão que tem como tema de pregação a figura de Santo António, grande pregador da Igreja.

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Literatura portuguesa quadro sinóptico
Literatura portuguesa quadro sinópticoLiteratura portuguesa quadro sinóptico
Literatura portuguesa quadro sinópticoHelena Coutinho
 
Um mover de olhos brando e piadoso
Um mover de olhos brando e piadosoUm mover de olhos brando e piadoso
Um mover de olhos brando e piadosoHelena Coutinho
 
2. título à efabulação
2. título à efabulação2. título à efabulação
2. título à efabulaçãoHelena Coutinho
 
Felizmente Ha Luar 2003 Final
Felizmente Ha Luar 2003 FinalFelizmente Ha Luar 2003 Final
Felizmente Ha Luar 2003 Finalruycastroistec
 
Felizmente Há Luar
Felizmente Há LuarFelizmente Há Luar
Felizmente Há LuarAna Tapadas
 
Escrever um conto à maneira tradicional
Escrever um conto à maneira tradicionalEscrever um conto à maneira tradicional
Escrever um conto à maneira tradicionalHelena Coutinho
 
2. elementos paratextuais [título e contracapa]
2. elementos paratextuais [título e contracapa]2. elementos paratextuais [título e contracapa]
2. elementos paratextuais [título e contracapa]Helena Coutinho
 
Contexto histórico padre antónio vieira
Contexto histórico padre antónio vieiraContexto histórico padre antónio vieira
Contexto histórico padre antónio vieiraHelena Coutinho
 

Destaque (20)

Eurico, o presbítero
Eurico, o presbíteroEurico, o presbítero
Eurico, o presbítero
 
Capítulo ii
Capítulo iiCapítulo ii
Capítulo ii
 
Literatura portuguesa quadro sinóptico
Literatura portuguesa quadro sinópticoLiteratura portuguesa quadro sinóptico
Literatura portuguesa quadro sinóptico
 
Um mover de olhos brando e piadoso
Um mover de olhos brando e piadosoUm mover de olhos brando e piadoso
Um mover de olhos brando e piadoso
 
. Maias simplificado
. Maias simplificado. Maias simplificado
. Maias simplificado
 
1. génese do romance
1. génese do romance1. génese do romance
1. génese do romance
 
. Enredo
. Enredo. Enredo
. Enredo
 
P.ant vieira bio
P.ant vieira bioP.ant vieira bio
P.ant vieira bio
 
Hist l port
Hist l portHist l port
Hist l port
 
1. introd e estrutura
1. introd e estrutura1. introd e estrutura
1. introd e estrutura
 
2. título à efabulação
2. título à efabulação2. título à efabulação
2. título à efabulação
 
Felizmente Ha Luar 2003 Final
Felizmente Ha Luar 2003 FinalFelizmente Ha Luar 2003 Final
Felizmente Ha Luar 2003 Final
 
Romantismo breve introd
Romantismo breve introdRomantismo breve introd
Romantismo breve introd
 
3. intencionalidade
3. intencionalidade3. intencionalidade
3. intencionalidade
 
Sois uma dama
Sois uma damaSois uma dama
Sois uma dama
 
Fls figuras reais
Fls figuras reaisFls figuras reais
Fls figuras reais
 
Felizmente Há Luar
Felizmente Há LuarFelizmente Há Luar
Felizmente Há Luar
 
Escrever um conto à maneira tradicional
Escrever um conto à maneira tradicionalEscrever um conto à maneira tradicional
Escrever um conto à maneira tradicional
 
2. elementos paratextuais [título e contracapa]
2. elementos paratextuais [título e contracapa]2. elementos paratextuais [título e contracapa]
2. elementos paratextuais [título e contracapa]
 
Contexto histórico padre antónio vieira
Contexto histórico padre antónio vieiraContexto histórico padre antónio vieira
Contexto histórico padre antónio vieira
 

Semelhante a Sermão de Santo António pregado por Padre António Vieira em homenagem ao santo em 1654

Sermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixesSermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixesRaquel Tavares
 
ae_pag11_13_sermao_sto_ant (1).pptx
ae_pag11_13_sermao_sto_ant (1).pptxae_pag11_13_sermao_sto_ant (1).pptx
ae_pag11_13_sermao_sto_ant (1).pptxCidalia Silva
 
Sermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesSermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesPaula Oliveira Cruz
 
Sermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesSermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesPaula Oliveira Cruz
 
Contextualização histórico-literária - Sermão de Santo António aos Peixes.ppt
Contextualização histórico-literária - Sermão de Santo António aos Peixes.pptContextualização histórico-literária - Sermão de Santo António aos Peixes.ppt
Contextualização histórico-literária - Sermão de Santo António aos Peixes.pptsandraguerin6
 
Sermão de Santo António - Resumo
Sermão de Santo António - ResumoSermão de Santo António - Resumo
Sermão de Santo António - Resumocolegiomb
 
Sermão de sto antónio aos peixes resumo i e ii capítulos
Sermão de sto antónio aos peixes resumo i e ii capítulosSermão de sto antónio aos peixes resumo i e ii capítulos
Sermão de sto antónio aos peixes resumo i e ii capítulosCristina Leitão
 
Sermão de sto antónio aos peixes resumos capítulo I ao IV
Sermão de sto antónio aos peixes resumos capítulo I ao IVSermão de sto antónio aos peixes resumos capítulo I ao IV
Sermão de sto antónio aos peixes resumos capítulo I ao IVCristina Leitão
 
Sermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesSermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesCatarinaNeivas
 
Sermão de Santo António aos Peixes - Tópicos para estudo
Sermão de Santo António aos Peixes - Tópicos para estudoSermão de Santo António aos Peixes - Tópicos para estudo
Sermão de Santo António aos Peixes - Tópicos para estudoMargarida Tomaz
 
004c - POR QUE A ORDEM QUE JESUS REDENTORE
004c - POR QUE A ORDEM QUE JESUS REDENTORE004c - POR QUE A ORDEM QUE JESUS REDENTORE
004c - POR QUE A ORDEM QUE JESUS REDENTOREOrdineGesu
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 35-36
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 35-36Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 35-36
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 35-36luisprista
 
Jb news informativo nr. 2214
Jb news   informativo nr. 2214Jb news   informativo nr. 2214
Jb news informativo nr. 2214JB News
 
Transição idade média - idade moderna
Transição   idade média - idade modernaTransição   idade média - idade moderna
Transição idade média - idade modernaMax22Rodrigues
 
Estrutura do Sermão de Santo António aos Peixes
Estrutura do Sermão de Santo António aos PeixesEstrutura do Sermão de Santo António aos Peixes
Estrutura do Sermão de Santo António aos PeixesAntónio Fernandes
 

Semelhante a Sermão de Santo António pregado por Padre António Vieira em homenagem ao santo em 1654 (20)

Epígrafe sermao
Epígrafe sermaoEpígrafe sermao
Epígrafe sermao
 
Sermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixesSermão de santo antónio aos peixes
Sermão de santo antónio aos peixes
 
ae_pag11_13_sermao_sto_ant (1).pptx
ae_pag11_13_sermao_sto_ant (1).pptxae_pag11_13_sermao_sto_ant (1).pptx
ae_pag11_13_sermao_sto_ant (1).pptx
 
Sermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesSermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos Peixes
 
Sermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesSermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos Peixes
 
Contextualização histórico-literária - Sermão de Santo António aos Peixes.ppt
Contextualização histórico-literária - Sermão de Santo António aos Peixes.pptContextualização histórico-literária - Sermão de Santo António aos Peixes.ppt
Contextualização histórico-literária - Sermão de Santo António aos Peixes.ppt
 
Sermão de Santo António - Resumo
Sermão de Santo António - ResumoSermão de Santo António - Resumo
Sermão de Santo António - Resumo
 
Sermão de sto antónio aos peixes resumo i e ii capítulos
Sermão de sto antónio aos peixes resumo i e ii capítulosSermão de sto antónio aos peixes resumo i e ii capítulos
Sermão de sto antónio aos peixes resumo i e ii capítulos
 
Sermão de sto antónio aos peixes resumos capítulo I ao IV
Sermão de sto antónio aos peixes resumos capítulo I ao IVSermão de sto antónio aos peixes resumos capítulo I ao IV
Sermão de sto antónio aos peixes resumos capítulo I ao IV
 
Sermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos PeixesSermão de Santo António aos Peixes
Sermão de Santo António aos Peixes
 
Sermão de Santo António aos Peixes - Tópicos para estudo
Sermão de Santo António aos Peixes - Tópicos para estudoSermão de Santo António aos Peixes - Tópicos para estudo
Sermão de Santo António aos Peixes - Tópicos para estudo
 
Barroco em Portugal
Barroco em PortugalBarroco em Portugal
Barroco em Portugal
 
União europeia
União europeiaUnião europeia
União europeia
 
004c - POR QUE A ORDEM QUE JESUS REDENTORE
004c - POR QUE A ORDEM QUE JESUS REDENTORE004c - POR QUE A ORDEM QUE JESUS REDENTORE
004c - POR QUE A ORDEM QUE JESUS REDENTORE
 
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 35-36
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 35-36Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 35-36
Apresentação para décimo primeiro ano de 2015 6, aula 35-36
 
Jb news informativo nr. 2214
Jb news   informativo nr. 2214Jb news   informativo nr. 2214
Jb news informativo nr. 2214
 
Transição idade média - idade moderna
Transição   idade média - idade modernaTransição   idade média - idade moderna
Transição idade média - idade moderna
 
Estrutura do Sermão de Santo António aos Peixes
Estrutura do Sermão de Santo António aos PeixesEstrutura do Sermão de Santo António aos Peixes
Estrutura do Sermão de Santo António aos Peixes
 
Barroco português
Barroco portuguêsBarroco português
Barroco português
 
Subsídio da lição 3 juvenis
Subsídio da lição 3 juvenisSubsídio da lição 3 juvenis
Subsídio da lição 3 juvenis
 

Mais de Helena Coutinho

Santo antónio e padre antónio vieira – diferenças e semelhanças
Santo antónio e padre antónio vieira – diferenças e semelhançasSanto antónio e padre antónio vieira – diferenças e semelhanças
Santo antónio e padre antónio vieira – diferenças e semelhançasHelena Coutinho
 
Cap v repreensões particular
Cap v repreensões particularCap v repreensões particular
Cap v repreensões particularHelena Coutinho
 
Cap iv repreensões geral
Cap iv repreensões geralCap iv repreensões geral
Cap iv repreensões geralHelena Coutinho
 
Cap iii louvores particular
Cap iii louvores particularCap iii louvores particular
Cap iii louvores particularHelena Coutinho
 
Ondados fios de ouro reluzente
Ondados fios de ouro reluzenteOndados fios de ouro reluzente
Ondados fios de ouro reluzenteHelena Coutinho
 
Sete anos de pastor jacob servia
Sete anos de pastor jacob serviaSete anos de pastor jacob servia
Sete anos de pastor jacob serviaHelena Coutinho
 
Oh! como se me alonga, de ano em ano
Oh! como se me alonga, de ano em anoOh! como se me alonga, de ano em ano
Oh! como se me alonga, de ano em anoHelena Coutinho
 
O dia em que eu nasci, morra e pereça
O dia em que eu nasci, morra e pereçaO dia em que eu nasci, morra e pereça
O dia em que eu nasci, morra e pereçaHelena Coutinho
 
Erros meus, má fortuna, amor ardente
Erros  meus, má fortuna, amor ardenteErros  meus, má fortuna, amor ardente
Erros meus, má fortuna, amor ardenteHelena Coutinho
 
Enquanto quis fortuna que tivesse
Enquanto quis fortuna que tivesseEnquanto quis fortuna que tivesse
Enquanto quis fortuna que tivesseHelena Coutinho
 
Aquela triste e leda madrugada
Aquela triste e leda madrugadaAquela triste e leda madrugada
Aquela triste e leda madrugadaHelena Coutinho
 
A formosura desta fresca serra
A formosura desta fresca serraA formosura desta fresca serra
A formosura desta fresca serraHelena Coutinho
 
6. sequências narrativas
6. sequências narrativas6. sequências narrativas
6. sequências narrativasHelena Coutinho
 

Mais de Helena Coutinho (20)

Santo antónio e padre antónio vieira – diferenças e semelhanças
Santo antónio e padre antónio vieira – diferenças e semelhançasSanto antónio e padre antónio vieira – diferenças e semelhanças
Santo antónio e padre antónio vieira – diferenças e semelhanças
 
Relato hagiografico
Relato hagiograficoRelato hagiografico
Relato hagiografico
 
P.ant vieira bio
P.ant vieira bioP.ant vieira bio
P.ant vieira bio
 
Cap vi
Cap viCap vi
Cap vi
 
Cap v repreensões particular
Cap v repreensões particularCap v repreensões particular
Cap v repreensões particular
 
Cap iv repreensões geral
Cap iv repreensões geralCap iv repreensões geral
Cap iv repreensões geral
 
Cap iii louvores particular
Cap iii louvores particularCap iii louvores particular
Cap iii louvores particular
 
Cap ii louvores geral
Cap ii louvores geralCap ii louvores geral
Cap ii louvores geral
 
. O texto dramático
. O texto dramático. O texto dramático
. O texto dramático
 
. A obra e o contexto
. A obra e o contexto. A obra e o contexto
. A obra e o contexto
 
Ondados fios de ouro reluzente
Ondados fios de ouro reluzenteOndados fios de ouro reluzente
Ondados fios de ouro reluzente
 
Sete anos de pastor jacob servia
Sete anos de pastor jacob serviaSete anos de pastor jacob servia
Sete anos de pastor jacob servia
 
Oh! como se me alonga, de ano em ano
Oh! como se me alonga, de ano em anoOh! como se me alonga, de ano em ano
Oh! como se me alonga, de ano em ano
 
O dia em que eu nasci, morra e pereça
O dia em que eu nasci, morra e pereçaO dia em que eu nasci, morra e pereça
O dia em que eu nasci, morra e pereça
 
Erros meus, má fortuna, amor ardente
Erros  meus, má fortuna, amor ardenteErros  meus, má fortuna, amor ardente
Erros meus, má fortuna, amor ardente
 
Enquanto quis fortuna que tivesse
Enquanto quis fortuna que tivesseEnquanto quis fortuna que tivesse
Enquanto quis fortuna que tivesse
 
Aquela triste e leda madrugada
Aquela triste e leda madrugadaAquela triste e leda madrugada
Aquela triste e leda madrugada
 
Amor é fogo que arde
Amor é fogo que ardeAmor é fogo que arde
Amor é fogo que arde
 
A formosura desta fresca serra
A formosura desta fresca serraA formosura desta fresca serra
A formosura desta fresca serra
 
6. sequências narrativas
6. sequências narrativas6. sequências narrativas
6. sequências narrativas
 

Sermão de Santo António pregado por Padre António Vieira em homenagem ao santo em 1654

  • 1. SERMÃO DE SANTO ANTÓNIO (AOS PEIXES) Disciplina de Português Profª: Helena Maria Coutinho Padre António Vieira, Sermão de Santo António (aos Peixes) Brasil, 1654
  • 2. Leitura da Epígrafe do Sermão de Santo António (aos peixes) Este Sermão (que todo é alegórico ) pregou o Autor três dias antes de se embarcar ocultamente para o Reino, a procurar o remédio da salvação dos Índios, pelas causas que se apontam no I. Sermão do I Tomo. E nele tocou todos os pontos da doutrina (posto que perseguida) que mais necessários eram ao bem espiritual e temporal daquela terra, como facilmente se pode entender das mesmas alegorias. *pequeno texto anteposto ao início da obra
  • 3.
  • 4. Leitura da Epígrafe do Sermão de Santo António (aos peixes)
  • 6. ESTRUTURA DO SERMÃO Organização do sermão
  • 7. ESTRUTURA DO SERMÃO Organização do sermão
  • 8. TEMÁTICA E ENQUADRAMENTO RELIGIOSOS DO SERMÃO Sermão de Santo António (aos Peixes ) Pregado a 13 de Junho, no dia de santo António, é um sermão em louvor deste santo
  • 9.
  • 10. TEMÁTICA E ENQUADRAMENTO RELIGIOSOS DO SERMÃO Passo do Evangelho glosado no Sermão: uma frase de Cristo dirigida aos Apóstolos Tal como o sal evita que a carne e o peixe se estraguem, conservando-os sãos assim pela pregação da verdadeira doutrina os apóstolos (e padres seus sucessores) guardam a terra (os homens) da corrupção do pecado
  • 11. TEMÁTICA E ENQUADRAMENTO RELIGIOSOS DO SERMÃO Porquê o Sal? Desde tempos remotos, elemento essencial à vida humana e de grande importância económica: até final do século XIX, o SAL era o único meio disponível para preservar a carne e o peixe.
  • 12. TEMÁTICA E ENQUADRAMENTO RELIGIOSOS DO SERMÃO Pensar nas palavras Salário e sal : que relação existe entre estas duas palavras? Salarius era a palavra latina que designava o soldo ou vencimento dos soldados romanos, para comprar SAL.
  • 13. TEMÁTICA E ENQUADRAMENTO RELIGIOSOS DO SERMÃO Sermão O Sermão de Santo António (aos Peixes) é um sermão que tem como tema de pregação a figura de Santo António, grande pregador da Igreja.