SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
Baixar para ler offline
Polímeros Sintéticos
Trabalho de Química
O que são Polímeros?
• Os polímeros são compostos químicos de
elevada massa molecular, resultantes de reações
químicas de polimerização. Trata-se de
macromoléculas formadas a partir de unidades
estruturais menores (os monômeros). O número
de unidades estruturais repetidas numa
macromolécula é chamado grau de
polimerização.
Polímeros de Adição Comum
• São formados pela reação de
adição de um número muito
grande de monômeros iguais,
que originam uma única
molécula.
• A reação de polimerização
geralmente ocorre sob pressão,
na presença de catalisador e
aquecimento.
Polietileno
Policloreto de Vinila
Politetra-fluoretileno
Poliestireno
Polipropileno
Poliacrilonitrila
Polimetilmetacrilato
Poliacetato de Vinila
Polímeros de Adição 1,4
• A adição 1,4 ocorre por causa
da ressonância dos elétrons
das ligações duplas.
Borracha Natural
Borracha Sintética
Polineopreno
Vulcanização da Borracha
• O processo de vulcanização foi
criado em 1838
independentemente pelo
americano Charles Goodyear e
pelo inglês Thomas Hancock.
• A borracha possui
características que restringem
seu uso industrial.
• A vulcanização é a adição de
2% a 30% de enxofre à
borracha
• As ligações duplas na molécula
da borracha natural são
importantes no processo de
vulcanização.
• As pontes de enxofre
constituem ligações flexíveis
entre as moléculas.
• .
• A rigor, quanto à elasticidade,
não há diferença entra a
borracha vulcanizada e a crua.
• A quantidade de agentes
vulcanizantes em uma
borracha varia com o tipo de
aplicação do material
• As propriedades dos polímeros
podem ser ajustadas para a
aplicação que se deseja pela
adição de outras substancias
Copolímeros
• São resultantes da reação de
adição, na presença de
catalisador metálico.
• Na prática o copolímero não
apresenta necessariamente
uma estrutura uniforme.
Buna-S
Buna-N
ABS
Polímeros de condensação
• Os polímeros de condensação
são matérias resultantes da
reação de condensação entre
moléculas de substancias
iguais ou diferentes de um
composto que não fará parte
do polímero.
Poliuretano
• Alta resistência mecânica
• Isolante Acústico
• Extremamente inflamável
Baquelite
• Termoplástica e Termorígida
• Baixo custo
• Termorrígida atua como
isolante térmico e elétrico
• Termoplástica possui
resistência mecânica
Náilon
• Bastante resistente à abrasão
• Forte
• Fácil moldável
Kevlar
• Resistente ao impacto
• Resistente ao fogo
• Só queima aos 1000ºC
Poliéster
• Grande versatilidade
• Baixo custo de processamento
• Resistência térmica, mecânica
e química
• Boa transparência e brilho
Policarbonatos
• Transparente
• Fácil processamento
• Forte brilho superficial
• Semelhante ao vidro
• Resistente ao impacto
Silicone
Dados do grupo
• Nomes: Douglas Marques, Eduardo Alves,
Gabriel Santos, Luíse Gonçalves e Gustavo
Soares
• Nº: 05,06,13,15 e 22
• Turma: 1302
• Professor(a): Karine
• Disciplina: Química
• Trimestre: 3º

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Química: Propriedades dos Polímeros.
Química: Propriedades dos Polímeros.Química: Propriedades dos Polímeros.
Química: Propriedades dos Polímeros.Julia Maldonado Garcia
 
Polímeros - Classificações e Proriedades
Polímeros - Classificações e ProriedadesPolímeros - Classificações e Proriedades
Polímeros - Classificações e ProriedadesCarlos Alberto Alves
 
Apresentação plastico
Apresentação plasticoApresentação plastico
Apresentação plasticoarceariane87
 
Bioplásticos e biopolimeros
Bioplásticos e biopolimerosBioplásticos e biopolimeros
Bioplásticos e biopolimerosThiago Santos
 
Polímeros naturaisartificiaissintéticos mara_e_paulo
Polímeros naturaisartificiaissintéticos mara_e_pauloPolímeros naturaisartificiaissintéticos mara_e_paulo
Polímeros naturaisartificiaissintéticos mara_e_pauloPauloMaiaCampos
 
Treinamento Técnico em Polímeros - Módulo I
Treinamento Técnico em Polímeros - Módulo ITreinamento Técnico em Polímeros - Módulo I
Treinamento Técnico em Polímeros - Módulo ICENNE
 
Policloropreno
PolicloroprenoPolicloropreno
PolicloroprenoBorrachas
 
Quimica polimeros
Quimica polimerosQuimica polimeros
Quimica polimerosalexcueio
 
Lipídios
LipídiosLipídios
Lipídiosemanuel
 
Biomoleculas: Carboidratos, Aminoácidos e Lipídeos
Biomoleculas: Carboidratos, Aminoácidos e LipídeosBiomoleculas: Carboidratos, Aminoácidos e Lipídeos
Biomoleculas: Carboidratos, Aminoácidos e LipídeosJosé Nunes da Silva Jr.
 

Mais procurados (20)

Polímeros
PolímerosPolímeros
Polímeros
 
Química: Propriedades dos Polímeros.
Química: Propriedades dos Polímeros.Química: Propriedades dos Polímeros.
Química: Propriedades dos Polímeros.
 
Polímeros
PolímerosPolímeros
Polímeros
 
Polímeros - Classificações e Proriedades
Polímeros - Classificações e ProriedadesPolímeros - Classificações e Proriedades
Polímeros - Classificações e Proriedades
 
Polímeros
PolímerosPolímeros
Polímeros
 
Apresentação plastico
Apresentação plasticoApresentação plastico
Apresentação plastico
 
Polimeros slide pdf
Polimeros slide pdfPolimeros slide pdf
Polimeros slide pdf
 
PolíMeros - Prof Thaiza
PolíMeros - Prof ThaizaPolíMeros - Prof Thaiza
PolíMeros - Prof Thaiza
 
Bioplásticos e biopolimeros
Bioplásticos e biopolimerosBioplásticos e biopolimeros
Bioplásticos e biopolimeros
 
Polímeros naturaisartificiaissintéticos mara_e_paulo
Polímeros naturaisartificiaissintéticos mara_e_pauloPolímeros naturaisartificiaissintéticos mara_e_paulo
Polímeros naturaisartificiaissintéticos mara_e_paulo
 
Polímeros e o plástico
Polímeros e o plásticoPolímeros e o plástico
Polímeros e o plástico
 
Treinamento Técnico em Polímeros - Módulo I
Treinamento Técnico em Polímeros - Módulo ITreinamento Técnico em Polímeros - Módulo I
Treinamento Técnico em Polímeros - Módulo I
 
Reações de polimerização
Reações de polimerização Reações de polimerização
Reações de polimerização
 
Policloropreno
PolicloroprenoPolicloropreno
Policloropreno
 
Polímeros
PolímerosPolímeros
Polímeros
 
Polímeros 3a3
Polímeros 3a3Polímeros 3a3
Polímeros 3a3
 
Quimica polimeros
Quimica polimerosQuimica polimeros
Quimica polimeros
 
Lipídios
LipídiosLipídios
Lipídios
 
Biomoleculas: Carboidratos, Aminoácidos e Lipídeos
Biomoleculas: Carboidratos, Aminoácidos e LipídeosBiomoleculas: Carboidratos, Aminoácidos e Lipídeos
Biomoleculas: Carboidratos, Aminoácidos e Lipídeos
 
Polimeros 3
Polimeros 3Polimeros 3
Polimeros 3
 

Destaque

Quimica polimeros sintéticos
Quimica polimeros sintéticosQuimica polimeros sintéticos
Quimica polimeros sintéticosKarol Teixeira
 
Aula introdução ciências_dos_materiais-parte1
Aula introdução ciências_dos_materiais-parte1Aula introdução ciências_dos_materiais-parte1
Aula introdução ciências_dos_materiais-parte1Breno Felipe Lopes
 
Slide 1 aplicação – filmes finos
Slide 1   aplicação – filmes finosSlide 1   aplicação – filmes finos
Slide 1 aplicação – filmes finosJeová Farias
 
Introdução aos materiais
Introdução aos materiaisIntrodução aos materiais
Introdução aos materiaisPublicaTUDO
 
TRABALHO DE EMBALAGENS
TRABALHO DE EMBALAGENSTRABALHO DE EMBALAGENS
TRABALHO DE EMBALAGENSDemi Lee
 
Aula6 materiais
Aula6 materiaisAula6 materiais
Aula6 materiaisTiago Cruz
 
Aula3 materiais
Aula3 materiaisAula3 materiais
Aula3 materiaisTiago Cruz
 
Aula1 materiais
Aula1 materiaisAula1 materiais
Aula1 materiaisTiago Cruz
 
Aula4 materiais
Aula4 materiaisAula4 materiais
Aula4 materiaisTiago Cruz
 
Aula3 anafuncmorf
Aula3 anafuncmorfAula3 anafuncmorf
Aula3 anafuncmorfTiago Cruz
 
Acoe chefia nre_maringa_2015
Acoe chefia nre_maringa_2015Acoe chefia nre_maringa_2015
Acoe chefia nre_maringa_2015claudiavo
 
Treino quimica organica
Treino quimica organicaTreino quimica organica
Treino quimica organicaFernando Lucas
 
Situacoes Problemas
Situacoes  ProblemasSituacoes  Problemas
Situacoes Problemasclaudiavo
 
Situacoes Problemas
Situacoes ProblemasSituacoes Problemas
Situacoes Problemasclaudiavo
 

Destaque (20)

Polímeros
PolímerosPolímeros
Polímeros
 
Polímeros naturais
Polímeros naturaisPolímeros naturais
Polímeros naturais
 
Quimica polimeros sintéticos
Quimica polimeros sintéticosQuimica polimeros sintéticos
Quimica polimeros sintéticos
 
Aula introdução ciências_dos_materiais-parte1
Aula introdução ciências_dos_materiais-parte1Aula introdução ciências_dos_materiais-parte1
Aula introdução ciências_dos_materiais-parte1
 
Slide 1 aplicação – filmes finos
Slide 1   aplicação – filmes finosSlide 1   aplicação – filmes finos
Slide 1 aplicação – filmes finos
 
Introdução aos materiais
Introdução aos materiaisIntrodução aos materiais
Introdução aos materiais
 
TRABALHO DE EMBALAGENS
TRABALHO DE EMBALAGENSTRABALHO DE EMBALAGENS
TRABALHO DE EMBALAGENS
 
Aula13
Aula13Aula13
Aula13
 
Aula2
Aula2Aula2
Aula2
 
Aula5
Aula5Aula5
Aula5
 
Aula6 materiais
Aula6 materiaisAula6 materiais
Aula6 materiais
 
Aula3 materiais
Aula3 materiaisAula3 materiais
Aula3 materiais
 
Aula1 materiais
Aula1 materiaisAula1 materiais
Aula1 materiais
 
Aula4 materiais
Aula4 materiaisAula4 materiais
Aula4 materiais
 
Aula3 anafuncmorf
Aula3 anafuncmorfAula3 anafuncmorf
Aula3 anafuncmorf
 
Acoe chefia nre_maringa_2015
Acoe chefia nre_maringa_2015Acoe chefia nre_maringa_2015
Acoe chefia nre_maringa_2015
 
Treino quimica organica
Treino quimica organicaTreino quimica organica
Treino quimica organica
 
Situacoes Problemas
Situacoes  ProblemasSituacoes  Problemas
Situacoes Problemas
 
Situacoes Problemas
Situacoes ProblemasSituacoes Problemas
Situacoes Problemas
 
Aula7
Aula7Aula7
Aula7
 

Semelhante a Polímeros sintéticos

Química tele aula polímeros
Química tele aula polímerosQuímica tele aula polímeros
Química tele aula polímerosGuido Beck
 
Sntese de polmeros
Sntese de polmerosSntese de polmeros
Sntese de polmerosanarocha_bio
 
Polímeros (1) na era da nova educação no mundo
Polímeros (1) na era da nova educação no mundoPolímeros (1) na era da nova educação no mundo
Polímeros (1) na era da nova educação no mundoEdnaMoreira37
 
Aulas 9 e 10. Polimeros e Aplicações.pdf
Aulas 9 e 10. Polimeros e Aplicações.pdfAulas 9 e 10. Polimeros e Aplicações.pdf
Aulas 9 e 10. Polimeros e Aplicações.pdfTulyhanderNascimento
 
Materiais poliméricos renault
Materiais poliméricos renaultMateriais poliméricos renault
Materiais poliméricos renaultLidiane Nobre
 
Chemistry Lesson _ by Slidesgo.pptx
Chemistry Lesson _ by Slidesgo.pptxChemistry Lesson _ by Slidesgo.pptx
Chemistry Lesson _ by Slidesgo.pptxReizeCraft
 
Polímeros_ conceito, classificação, propriedades e reações químicas.pdf
Polímeros_ conceito, classificação, propriedades e reações químicas.pdfPolímeros_ conceito, classificação, propriedades e reações químicas.pdf
Polímeros_ conceito, classificação, propriedades e reações químicas.pdfTulyhanderNascimento
 
Entenda o que são polímeros e para que servem - eCycle.pdf
Entenda o que são polímeros e para que servem - eCycle.pdfEntenda o que são polímeros e para que servem - eCycle.pdf
Entenda o que são polímeros e para que servem - eCycle.pdfTulyhanderNascimento
 
Curso de Tecnologia da Borracha
Curso de Tecnologia da BorrachaCurso de Tecnologia da Borracha
Curso de Tecnologia da BorrachaCENNE
 

Semelhante a Polímeros sintéticos (20)

Química tele aula polímeros
Química tele aula polímerosQuímica tele aula polímeros
Química tele aula polímeros
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
Polímeros.pptx.pdf
Polímeros.pptx.pdfPolímeros.pptx.pdf
Polímeros.pptx.pdf
 
Sntese de polmeros
Sntese de polmerosSntese de polmeros
Sntese de polmeros
 
A pedra
A pedra A pedra
A pedra
 
Polimeros
PolimerosPolimeros
Polimeros
 
Resumo _ Planejativo.pdf
Resumo _ Planejativo.pdfResumo _ Planejativo.pdf
Resumo _ Planejativo.pdf
 
Polímeros (1) na era da nova educação no mundo
Polímeros (1) na era da nova educação no mundoPolímeros (1) na era da nova educação no mundo
Polímeros (1) na era da nova educação no mundo
 
Aulas 9 e 10. Polimeros e Aplicações.pdf
Aulas 9 e 10. Polimeros e Aplicações.pdfAulas 9 e 10. Polimeros e Aplicações.pdf
Aulas 9 e 10. Polimeros e Aplicações.pdf
 
Materiais poliméricos renault
Materiais poliméricos renaultMateriais poliméricos renault
Materiais poliméricos renault
 
Polimeros
PolimerosPolimeros
Polimeros
 
Polímeros.pdf
Polímeros.pdfPolímeros.pdf
Polímeros.pdf
 
Resina composta
Resina compostaResina composta
Resina composta
 
Industrias+de+plasticos
Industrias+de+plasticosIndustrias+de+plasticos
Industrias+de+plasticos
 
Polímeros
PolímerosPolímeros
Polímeros
 
Chemistry Lesson _ by Slidesgo.pptx
Chemistry Lesson _ by Slidesgo.pptxChemistry Lesson _ by Slidesgo.pptx
Chemistry Lesson _ by Slidesgo.pptx
 
Polímeros_ conceito, classificação, propriedades e reações químicas.pdf
Polímeros_ conceito, classificação, propriedades e reações químicas.pdfPolímeros_ conceito, classificação, propriedades e reações químicas.pdf
Polímeros_ conceito, classificação, propriedades e reações químicas.pdf
 
Entenda o que são polímeros e para que servem - eCycle.pdf
Entenda o que são polímeros e para que servem - eCycle.pdfEntenda o que são polímeros e para que servem - eCycle.pdf
Entenda o que são polímeros e para que servem - eCycle.pdf
 
Plasticos
PlasticosPlasticos
Plasticos
 
Curso de Tecnologia da Borracha
Curso de Tecnologia da BorrachaCurso de Tecnologia da Borracha
Curso de Tecnologia da Borracha
 

Último

TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSdjgsantos1981
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 

Último (20)

TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 

Polímeros sintéticos