SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
Nº 1.868 (Ano A/Verde) 19º Domingo do Tempo Comum - 7 de agosto de 2011

                                   Dia do Padre
                            Abertura do Mês Vocacional

                  CORAGEM! SOU EU QUE CHAMO
                                              serviço da vida, na comunidade e no mun-
                                              do.
                                              Refrão: Tu és a razão da jornada, tu és
                                              minha estrada, meu guia, meu fim./ No
                                              grito que vem do teu povo, te escuto de
                                              novo, chamando por mim. (2x)
                                              C.2 Celebramos hoje o Dia do Padre. Re-
                                              zemos nesta semana pelos nossos sacer-
                                              dotes que se lançaram a serviço do Evan-
                                              gelho doando suas vidas para o serviço do
                                              povo, especialmente dos mais necessita-
                                              dos. Que eles encontrem nas nossas co-
                                              munidades o aconchego de um lar e o ca-
                                              rinho necessário para fortalecer cada dia
                                              mais sua vocação e recebam do Senhor a
                                              força da fidelidade e da perseverança.
01. MOTIVAÇÃO
                                              02. CANTO
C.1 Caríssimos irmãos e irmãs sejam todos
                                              Me chamaste para caminhar... nº 1123
bem vindos a esta celebração. Iniciamos
hoje, o Mês Vocacional com o tema: Anun-      03. ACOLHIDA E SAUDAÇÃO
ciar a Palavra que gera vida e o Lema:        D. Em nome do Pai, e do Filho e do
"Eu vim para que todos tenham vida".          Espírito Santo. Amém!
Somos t odos chamado s a sermos               D. Que a graça e a paz de Deus Pai, que
evangelizadores e testemunhas fiéis do Rei-   nos chama a trabalhar na sua vinha; o amor
no de Deus neste mundo. Cada cristão deve     de Jesus Cristo, que sustenta nossa voca-
se colocar com amor e carinho a serviço da    ção e a santidade que vem do Espírito San-
vida e da esperança. Que este mês             to, estejam convosco!
vocacional nos ajude a assumir com reno-      Todos: Bendito seja Deus que nos reu-
vado ardor a nossa vocação de Cristão a       niu no amor de Cristo.
04. DEUS NOS PERDOA                          SALMO RESPONSORIAL: Sl 84 (85)
D. Livres do medo e da acomodação, con-      Refrão: Mostrai-nos, ó Senhor, vossa
fessemos confiantes os nossos pecados        bondade, e a vossa salvação nos
contra a nossa vocação fundamental que é     concedei.
a santidade: (silêncio) Confesso a Deus...
D. Deus todo poderoso, tenha compaixão       SEGUNDA LEITURA: (Rm 9, 1-5)
de nós, perdoe os nossos pecados, dê-nos
um coração novo, e nos conduza à vida        L.2 Leitura da Carta de Paulo aos Ro-
eterna. Amém!                                manos.

05. HINO DE LOUVOR                           EVANGELHO: (Mt 14, 22-33)
C.1 Na alegria de sermos chamados por
Deus para trabalhar na construção do seu     CANTO DE ACLAMAÇÃO
Reino entoemos a Ele o nosso hino de lou-    Aleluia... Graças eu te dou... nº 316
vor.
Canto: Glória, Glória, Aleluia... nº 250     Evangelho de Jesus Cristo, segundo
                                             Mateus.
06. ORAÇÃO
D. Deus eterno e todo poderoso, a quem       08. PARTILHANDO A PALAVRA
podemos chamar de Pai, porque assim          Muitas vezes ouvimos essa exclamação:
                                             "Estamos todos no mesmo barco". Às ve-
Jesus nos revelou, dai-nos cada vez
                                             zes, uma comunidade, uma sociedade, um
mais um coração de filhos, aberto ao
                                             país ou o planeta inteiro se encontram dian-
vosso chamado, que é a santidade, e
                                             te de um desafio ou um perigo que põe em
encontrar o nosso lugar nos diferentes
                                             risco a vida de todos, e toma consciência
ministérios da Vossa Igreja. Por nosso
                                             de que ou todos colaboram na busca da
Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na
                                             solução ou todos podem afundar juntos.
unidade do Espírito Santo. Amém!             A nossa querida Igreja, há muito tempo, in-
                                             clusive no Evangelho, é comparada a um
07. DEUS NOS FALA                            barco, muitas vezes agitado pelas ondas dos
C.2 Ao abrir este mês vocacional, receba-    grandes desafios e dos problemas de cada
mos a Papavra de Deus que alimenta todos     tempo - e outras vezes por desavenças in-
os Ministérios da Igreja. (à frente do       ternas. Mas, ela nunca afunda, porque pode
Lecionário vai uma faixa com o Tema          contar sempre com a presença permanente
"Anunciar a Palavra que gera vida" e o       de Cristo e do seu Espírito Santo que a
Lema "Eu vim para que todos tenham           conduz. Nós é que, às vezes, na hora das
vida" do Mês Vocacional).                    tempestades mais violentas temos medo.
Canto: É como a chuva que lava... n° 268     Os discípulos, quando se certificam que é
1ª estrofe e refrão.                         Cristo que está caminhando sobre as águas
                                             e que a tempestade é acalmada, fazem a
PRIMEIRA LEITURA                             sua profissão de fé: "Verdadeiramente, tu
(1Rs 19, 9a.11-13a)                          és o Filho de Deus". Somente Deus pode
                                             caminhar "sobre as ondas do mar". Somente
L.1 Leitura do Primeiro Livro dos Reis.      Deus está acima das forças do mal, simbo-
lizadas aqui nas águas agitadas. Então eles   olhos a enxergar Deus na simplicidade das
entendem que Jesus é o Filho de Deus e        comunidades nascidas da fé do povo, nas
professam nele a sua fé.                      periferias do mundo, corre o risco de dei-
O Evangelho mostra ainda que a fé dos dis-    xar-se "levar pela onda". Ele não se revela
cípulos pode ousar e também fraquejar.        na tempestade, mas acalmando a tempes-
Pedro é novamente o discípulo tomado          tade. O que não quer dizer um Deus de
como exemplo: quando acredita, pode en-       moleza, pois tem mais força que a tempes-
frentar as ondas agitadas do mar e do mal;    tade. A sua força, porém, não deve nos
quando duvida, começa a afundar. Quando       amedrontar: "Coragem! Sou eu. Não
o medo prevalece sobre a nossa fé, ela per-   tenhais medo!"
de força; quando a fé prevalece sobre o       A barca de Jesus, a Igreja, precisa de ho-
medo, cresce a nossa confiança, e então,      mens e mulheres corajosos, para que pos-
ousamos também caminhar sobre as águas,       sa continuar fazendo a travessia do mar da
ousamos enfrentar as forças do mal. E isso    história. E todos somos chamados a entrar
pode acontecer tanto em nível pessoal quan-   na barca de Jesus. A Igreja é o Povo de
to em nível de Igreja, abalada pelas tem-     Deus a serviço da vida; a Igreja é a
pestades da história e que no texto bíblico   Assembleia dos chamados. A evangelização
é simbolizada pelos doze, pelo barco e por    é missão de todos os batizados. Todos so-
Pedro.                                        mos vocacionados. Que este mês das vo-
Todo Cristão está sujeito a fraquezas. Mas    cações reacenda o nosso desejo de nos
a conclusão é positiva: Jesus está conosco,   tornar mais servidores.
está com a sua Igreja e Ele tem o poder de
acalmar as tempestades.                       09. PROFISSÃO DE FÉ
Diante das tempestades da vida, muitas ve-    D. "Verdadeiramente, Tu és o Filho de
zes temos a impressão que o Senhor não        Deus!" Unamos a nossa fé a dos discípulos
está cuidando de nós e nos esqueceu. Será     e professemos juntos: Creio em Deus....
que Ele não está nos dando a oportunidade
de provar a nossa fé e a nossa perseveran-    10. PRECES DA COMUNIDADE
ça, pronto a intervir quando for mesmo ne-    D. Neste primeiro domingo do Mês
cessário, mas só depois de aprendermos a      Vocacional, rezemos por toda a Igreja,
lutar com mais coragem e fé? Não será por     "Assembleia dos Chamados", pedindo es-
isso que Jesus deixou os discípulos no meio   pecialmente hoje por nossos padres e bis-
daquela agitação "até as três da madruga-     pos. Após cada oração vamos cantar: En-
da?" Talvez seja essa a sabedoria do dito     via, envia, Senhor,/ operários para a
popular: "Deus tarda, mas não falha".         Messe./ Escuta, escuta esta prece,/ mul-
Como Deus se faz presente? O profeta Elias    tidões te esperam, Senhor!
o experimentou no "murmúrio de uma            L.1 Senhor da Vinha e Pastor do Rebanho,
brisa suave". Deus não está necessaria-       somos tua Igreja, Povo de Deus a serviço
mente nas coisas grandiosas ou violentas.     da vida. Cria em nós a consciência de que
Deus está naquilo que representa paz e        somos responsáveis pela evangelização, nós
consolação. Não na suntuosidade: aqui tal-    vos pedimos...
vez entendamos porque certas fases de         L.2 Dai-nos, Senhor, servidores do vosso
triunfalismos da Igreja acabaram ficando      Reino: bispos, padres, diácono s,
para trás. Quem ainda não acostumou seus      religiosos(as), leigos(as) que respondam
com alegria e disponibilidade ao vosso cha-            Senhor, nos deu a certeza de que nunca
mado, nós vos pedimos ...                              nos abandonais. Vinde sempre ao nosso
L.1 Senhor, fazei que, sob o olhar cari-               encontro com a vossa presença tranquila
nhoso de Maria, mãe e modelo de todos                  e suave e ajudai-nos a reconhecê-lo pela
os vocacionados, nossos seminaristas e as-             força da nossa fé. Fortalecei-nos nas
pirantes à vida religiosa realizem um reto             provações desta vida, até que possamos
discernimento e possam perseverar em sua               chegar à outra margem, onde viveremos
vocação, nós vos pedimos ...                           para sempre convosco e com Jesus Cris-
L.2 Senhor, rezamos, hoje, especialmen-                to, e o Espírito Santo. Amém!
te, por nosso(os) padre(s) - (dizer o(os)
nome(s)) - para que trabalhe(m) sempre
                                                       15. AVISOS
pela santificação de seus fiéis, e assim,              Providenciar a Imagem ou gravura da Sa-
seja(m) santificado(s) também, nós vos
                                                       grada Família para a celebração do próxi-
pedimos ...
                                                       mo Domingo.
11. APRESENTAÇÃO DOS DONS
                                                       16. BÊNÇÃO E DESPEDIDA
C.1 Hoje queremos apresentar a Deus o
dom das vocações colocadas a serviço da                D. Que o Deus todo poderoso nos aben-
evangelização em nossa Comunidade, Pa-                 çoe e nos proteja contra todos os males.
róquia e Diocese. Agradecidos a Deus fa-               Amém!
çamos nossas ofertas, enquanto cantamos.               Ele faça descer sobre nós a sua bênção: Pai
(Entrar com o nome do(s) padre(s) que                  e Filho e Espírito Santo. Amém!
atende(m) a Paróquia. Se tem seminarista pode          Ide em paz e o Senhor vos acompanhe!
ser lembrado também)                                   Graças a Deus!
Canto: Um coração para amar... nº 473
                                                       CANTO
12. PAI NOSSO                                          Chamado para a vida e ser feliz... n° 731
D. Rezemos com fé e confiança a oração
que Jesus nos ensinou. Pai nosso...

13. ABRAÇO DA PAZ
D. Ao saudar nosso irmão e irmã, não só
desejemos a ele ou ela a paz, mas convi-
damos com nosso gesto a se engajar neste
                                                                     Leituras para a Semana
mutirão de fraternidade para fazer o mun-
do mais solidário.                                     2ª Dt 10, 12-22 / Sl 146 / Mt 17, 22-27
Canto: É bonita demais... nº 545                       3ª Dt 31, 1-8 / Cânt.: Dt 32, 3-12 / Mt 18, 1-5.10.12-14
                                                       4ª 2Cor 9, 6-10 / Sl 111 / Jo 12, 24-25
                                                       5ª Js 3, 7-10.11.13-17 / Sl 113 / Mt 18, 21– 19, 1
14. ORAÇÃO                                             6ª Js 24, 1-13 / Sl 135 / Mt 19, 3-12
D. Ó Deus, esta celebração do Dia do                   Sáb.: Js 24, 14-29/ Sl 15 / Mt 19, 13-15

 Secretariado Diocesano de Pastoral Av. João XXIII, 410-Centro 29930-420-S. Mateus/ES - Tel: (27) 3763.1177
   Fax 3763.3104 - E-mail: secretariado@diocesedesaomateus.org.br / Site: www.diocesedesaomateus.org.br
                 Rádio Católica da nossa região, é a Kairós FM 94,7. www.radiokairos.com.br
        Associe-se ao Clube do Ouvinte e ajude a manter a rádio. Informações pelo telefone 3767-2000.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Livro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completo
Livro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completoLivro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completo
Livro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completo
Bernadetecebs .
 

Mais procurados (20)

Dia da Bíblia e Oração
Dia da Bíblia e OraçãoDia da Bíblia e Oração
Dia da Bíblia e Oração
 
Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de DeusOficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
 
01 01 12
01 01 1201 01 12
01 01 12
 
08 01 12
08 01 1208 01 12
08 01 12
 
Apocalipse 09 de dezembro de 2012
Apocalipse 09 de dezembro de 2012Apocalipse 09 de dezembro de 2012
Apocalipse 09 de dezembro de 2012
 
Livro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completo
Livro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completoLivro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completo
Livro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completo
 
29 01 12
29 01 1229 01 12
29 01 12
 
19 02 12
19 02 1219 02 12
19 02 12
 
22 01 12
22 01 1222 01 12
22 01 12
 
Novena ao Padroeiro Santo André 2010
Novena ao Padroeiro Santo André 2010Novena ao Padroeiro Santo André 2010
Novena ao Padroeiro Santo André 2010
 
26 02 12
26 02 1226 02 12
26 02 12
 
06 11 11
06 11 1106 11 11
06 11 11
 
01 04 12
01 04 1201 04 12
01 04 12
 
Novena ao Padroeiro Santo André 2009
Novena ao Padroeiro Santo André 2009Novena ao Padroeiro Santo André 2009
Novena ao Padroeiro Santo André 2009
 
11 09 11
11 09 1111 09 11
11 09 11
 
Encontro com o Padroeiro Santo André 2011
Encontro com o Padroeiro Santo André 2011Encontro com o Padroeiro Santo André 2011
Encontro com o Padroeiro Santo André 2011
 
Missa 1 eucaristia 2012
Missa 1 eucaristia 2012Missa 1 eucaristia 2012
Missa 1 eucaristia 2012
 
Catequista
CatequistaCatequista
Catequista
 
Canta iao senhor
Canta iao senhorCanta iao senhor
Canta iao senhor
 
1º dia um coração que escuta
1º dia um coração que escuta1º dia um coração que escuta
1º dia um coração que escuta
 

Destaque (8)

Ciclo vital de los documentos (1)
Ciclo vital de los documentos (1)Ciclo vital de los documentos (1)
Ciclo vital de los documentos (1)
 
نجوم العلوم
نجوم العلومنجوم العلوم
نجوم العلوم
 
EL AMOR
EL AMOREL AMOR
EL AMOR
 
Hosmany
HosmanyHosmany
Hosmany
 
Anas Al-Mahariq Resume
Anas Al-Mahariq ResumeAnas Al-Mahariq Resume
Anas Al-Mahariq Resume
 
inventarios
inventariosinventarios
inventarios
 
Dani
DaniDani
Dani
 
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
 

Semelhante a 07 08 11

2º dia um coração que aprende
2º dia um coração que aprende2º dia um coração que aprende
2º dia um coração que aprende
Irmão Feliciano Sv
 
3º dia um coração que anuncia
3º dia um coração que anuncia3º dia um coração que anuncia
3º dia um coração que anuncia
Irmão Feliciano Sv
 
Missa da 1ª eucaristia.
Missa da 1ª eucaristia.Missa da 1ª eucaristia.
Missa da 1ª eucaristia.
Lucas Licerre
 

Semelhante a 07 08 11 (20)

22 02 12
22 02 1222 02 12
22 02 12
 
2º dia um coração que aprende
2º dia um coração que aprende2º dia um coração que aprende
2º dia um coração que aprende
 
04 03 12
04 03 1204 03 12
04 03 12
 
Cat02
Cat02Cat02
Cat02
 
15 01 12
15 01 1215 01 12
15 01 12
 
3º dia um coração que anuncia
3º dia um coração que anuncia3º dia um coração que anuncia
3º dia um coração que anuncia
 
Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014
 
Missa da 1ª eucaristia.
Missa da 1ª eucaristia.Missa da 1ª eucaristia.
Missa da 1ª eucaristia.
 
Novenario2011 novenas
Novenario2011 novenasNovenario2011 novenas
Novenario2011 novenas
 
Adoração Eucarisitica - Semeadores da boa nova
Adoração Eucarisitica - Semeadores da boa novaAdoração Eucarisitica - Semeadores da boa nova
Adoração Eucarisitica - Semeadores da boa nova
 
O mensageiro da cruz watchman nee
O mensageiro da cruz   watchman neeO mensageiro da cruz   watchman nee
O mensageiro da cruz watchman nee
 
Livrinho batismo papa francisco
Livrinho batismo papa franciscoLivrinho batismo papa francisco
Livrinho batismo papa francisco
 
Caminhada-2.pdf
Caminhada-2.pdfCaminhada-2.pdf
Caminhada-2.pdf
 
Dia mundial de oração 2016
Dia mundial de oração 2016Dia mundial de oração 2016
Dia mundial de oração 2016
 
W. nee-a-salvação-da-alma
W. nee-a-salvação-da-almaW. nee-a-salvação-da-alma
W. nee-a-salvação-da-alma
 
02 11 11
02 11 1102 11 11
02 11 11
 
12 10 11
12 10 1112 10 11
12 10 11
 
JORMIi - jornal missionário nº 82
JORMIi  - jornal missionário nº 82JORMIi  - jornal missionário nº 82
JORMIi - jornal missionário nº 82
 
Ta2011 liturgia de-lancamento
Ta2011 liturgia de-lancamentoTa2011 liturgia de-lancamento
Ta2011 liturgia de-lancamento
 
27 11 11
27 11 1127 11 11
27 11 11
 

Mais de Gustavo Scheffer (13)

Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
 
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do SenhorDomingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
 
2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum
 
São raimundo de peñafort
São raimundo de peñafortSão raimundo de peñafort
São raimundo de peñafort
 
Epifania do senhor
Epifania do senhorEpifania do senhor
Epifania do senhor
 
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
 
25 12 11
25 12 1125 12 11
25 12 11
 
25 03 12
25 03 1225 03 12
25 03 12
 
24 12 11
24 12 1124 12 11
24 12 11
 
21 08 11
21 08 1121 08 11
21 08 11
 
18 03 12
18 03 1218 03 12
18 03 12
 
11 12 11
11 12 1111 12 11
11 12 11
 
11 03 12
11 03 1211 03 12
11 03 12
 

07 08 11

  • 1. Nº 1.868 (Ano A/Verde) 19º Domingo do Tempo Comum - 7 de agosto de 2011 Dia do Padre Abertura do Mês Vocacional CORAGEM! SOU EU QUE CHAMO serviço da vida, na comunidade e no mun- do. Refrão: Tu és a razão da jornada, tu és minha estrada, meu guia, meu fim./ No grito que vem do teu povo, te escuto de novo, chamando por mim. (2x) C.2 Celebramos hoje o Dia do Padre. Re- zemos nesta semana pelos nossos sacer- dotes que se lançaram a serviço do Evan- gelho doando suas vidas para o serviço do povo, especialmente dos mais necessita- dos. Que eles encontrem nas nossas co- munidades o aconchego de um lar e o ca- rinho necessário para fortalecer cada dia mais sua vocação e recebam do Senhor a força da fidelidade e da perseverança. 01. MOTIVAÇÃO 02. CANTO C.1 Caríssimos irmãos e irmãs sejam todos Me chamaste para caminhar... nº 1123 bem vindos a esta celebração. Iniciamos hoje, o Mês Vocacional com o tema: Anun- 03. ACOLHIDA E SAUDAÇÃO ciar a Palavra que gera vida e o Lema: D. Em nome do Pai, e do Filho e do "Eu vim para que todos tenham vida". Espírito Santo. Amém! Somos t odos chamado s a sermos D. Que a graça e a paz de Deus Pai, que evangelizadores e testemunhas fiéis do Rei- nos chama a trabalhar na sua vinha; o amor no de Deus neste mundo. Cada cristão deve de Jesus Cristo, que sustenta nossa voca- se colocar com amor e carinho a serviço da ção e a santidade que vem do Espírito San- vida e da esperança. Que este mês to, estejam convosco! vocacional nos ajude a assumir com reno- Todos: Bendito seja Deus que nos reu- vado ardor a nossa vocação de Cristão a niu no amor de Cristo.
  • 2. 04. DEUS NOS PERDOA SALMO RESPONSORIAL: Sl 84 (85) D. Livres do medo e da acomodação, con- Refrão: Mostrai-nos, ó Senhor, vossa fessemos confiantes os nossos pecados bondade, e a vossa salvação nos contra a nossa vocação fundamental que é concedei. a santidade: (silêncio) Confesso a Deus... D. Deus todo poderoso, tenha compaixão SEGUNDA LEITURA: (Rm 9, 1-5) de nós, perdoe os nossos pecados, dê-nos um coração novo, e nos conduza à vida L.2 Leitura da Carta de Paulo aos Ro- eterna. Amém! manos. 05. HINO DE LOUVOR EVANGELHO: (Mt 14, 22-33) C.1 Na alegria de sermos chamados por Deus para trabalhar na construção do seu CANTO DE ACLAMAÇÃO Reino entoemos a Ele o nosso hino de lou- Aleluia... Graças eu te dou... nº 316 vor. Canto: Glória, Glória, Aleluia... nº 250 Evangelho de Jesus Cristo, segundo Mateus. 06. ORAÇÃO D. Deus eterno e todo poderoso, a quem 08. PARTILHANDO A PALAVRA podemos chamar de Pai, porque assim Muitas vezes ouvimos essa exclamação: "Estamos todos no mesmo barco". Às ve- Jesus nos revelou, dai-nos cada vez zes, uma comunidade, uma sociedade, um mais um coração de filhos, aberto ao país ou o planeta inteiro se encontram dian- vosso chamado, que é a santidade, e te de um desafio ou um perigo que põe em encontrar o nosso lugar nos diferentes risco a vida de todos, e toma consciência ministérios da Vossa Igreja. Por nosso de que ou todos colaboram na busca da Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na solução ou todos podem afundar juntos. unidade do Espírito Santo. Amém! A nossa querida Igreja, há muito tempo, in- clusive no Evangelho, é comparada a um 07. DEUS NOS FALA barco, muitas vezes agitado pelas ondas dos C.2 Ao abrir este mês vocacional, receba- grandes desafios e dos problemas de cada mos a Papavra de Deus que alimenta todos tempo - e outras vezes por desavenças in- os Ministérios da Igreja. (à frente do ternas. Mas, ela nunca afunda, porque pode Lecionário vai uma faixa com o Tema contar sempre com a presença permanente "Anunciar a Palavra que gera vida" e o de Cristo e do seu Espírito Santo que a Lema "Eu vim para que todos tenham conduz. Nós é que, às vezes, na hora das vida" do Mês Vocacional). tempestades mais violentas temos medo. Canto: É como a chuva que lava... n° 268 Os discípulos, quando se certificam que é 1ª estrofe e refrão. Cristo que está caminhando sobre as águas e que a tempestade é acalmada, fazem a PRIMEIRA LEITURA sua profissão de fé: "Verdadeiramente, tu (1Rs 19, 9a.11-13a) és o Filho de Deus". Somente Deus pode caminhar "sobre as ondas do mar". Somente L.1 Leitura do Primeiro Livro dos Reis. Deus está acima das forças do mal, simbo-
  • 3. lizadas aqui nas águas agitadas. Então eles olhos a enxergar Deus na simplicidade das entendem que Jesus é o Filho de Deus e comunidades nascidas da fé do povo, nas professam nele a sua fé. periferias do mundo, corre o risco de dei- O Evangelho mostra ainda que a fé dos dis- xar-se "levar pela onda". Ele não se revela cípulos pode ousar e também fraquejar. na tempestade, mas acalmando a tempes- Pedro é novamente o discípulo tomado tade. O que não quer dizer um Deus de como exemplo: quando acredita, pode en- moleza, pois tem mais força que a tempes- frentar as ondas agitadas do mar e do mal; tade. A sua força, porém, não deve nos quando duvida, começa a afundar. Quando amedrontar: "Coragem! Sou eu. Não o medo prevalece sobre a nossa fé, ela per- tenhais medo!" de força; quando a fé prevalece sobre o A barca de Jesus, a Igreja, precisa de ho- medo, cresce a nossa confiança, e então, mens e mulheres corajosos, para que pos- ousamos também caminhar sobre as águas, sa continuar fazendo a travessia do mar da ousamos enfrentar as forças do mal. E isso história. E todos somos chamados a entrar pode acontecer tanto em nível pessoal quan- na barca de Jesus. A Igreja é o Povo de to em nível de Igreja, abalada pelas tem- Deus a serviço da vida; a Igreja é a pestades da história e que no texto bíblico Assembleia dos chamados. A evangelização é simbolizada pelos doze, pelo barco e por é missão de todos os batizados. Todos so- Pedro. mos vocacionados. Que este mês das vo- Todo Cristão está sujeito a fraquezas. Mas cações reacenda o nosso desejo de nos a conclusão é positiva: Jesus está conosco, tornar mais servidores. está com a sua Igreja e Ele tem o poder de acalmar as tempestades. 09. PROFISSÃO DE FÉ Diante das tempestades da vida, muitas ve- D. "Verdadeiramente, Tu és o Filho de zes temos a impressão que o Senhor não Deus!" Unamos a nossa fé a dos discípulos está cuidando de nós e nos esqueceu. Será e professemos juntos: Creio em Deus.... que Ele não está nos dando a oportunidade de provar a nossa fé e a nossa perseveran- 10. PRECES DA COMUNIDADE ça, pronto a intervir quando for mesmo ne- D. Neste primeiro domingo do Mês cessário, mas só depois de aprendermos a Vocacional, rezemos por toda a Igreja, lutar com mais coragem e fé? Não será por "Assembleia dos Chamados", pedindo es- isso que Jesus deixou os discípulos no meio pecialmente hoje por nossos padres e bis- daquela agitação "até as três da madruga- pos. Após cada oração vamos cantar: En- da?" Talvez seja essa a sabedoria do dito via, envia, Senhor,/ operários para a popular: "Deus tarda, mas não falha". Messe./ Escuta, escuta esta prece,/ mul- Como Deus se faz presente? O profeta Elias tidões te esperam, Senhor! o experimentou no "murmúrio de uma L.1 Senhor da Vinha e Pastor do Rebanho, brisa suave". Deus não está necessaria- somos tua Igreja, Povo de Deus a serviço mente nas coisas grandiosas ou violentas. da vida. Cria em nós a consciência de que Deus está naquilo que representa paz e somos responsáveis pela evangelização, nós consolação. Não na suntuosidade: aqui tal- vos pedimos... vez entendamos porque certas fases de L.2 Dai-nos, Senhor, servidores do vosso triunfalismos da Igreja acabaram ficando Reino: bispos, padres, diácono s, para trás. Quem ainda não acostumou seus religiosos(as), leigos(as) que respondam
  • 4. com alegria e disponibilidade ao vosso cha- Senhor, nos deu a certeza de que nunca mado, nós vos pedimos ... nos abandonais. Vinde sempre ao nosso L.1 Senhor, fazei que, sob o olhar cari- encontro com a vossa presença tranquila nhoso de Maria, mãe e modelo de todos e suave e ajudai-nos a reconhecê-lo pela os vocacionados, nossos seminaristas e as- força da nossa fé. Fortalecei-nos nas pirantes à vida religiosa realizem um reto provações desta vida, até que possamos discernimento e possam perseverar em sua chegar à outra margem, onde viveremos vocação, nós vos pedimos ... para sempre convosco e com Jesus Cris- L.2 Senhor, rezamos, hoje, especialmen- to, e o Espírito Santo. Amém! te, por nosso(os) padre(s) - (dizer o(os) nome(s)) - para que trabalhe(m) sempre 15. AVISOS pela santificação de seus fiéis, e assim, Providenciar a Imagem ou gravura da Sa- seja(m) santificado(s) também, nós vos grada Família para a celebração do próxi- pedimos ... mo Domingo. 11. APRESENTAÇÃO DOS DONS 16. BÊNÇÃO E DESPEDIDA C.1 Hoje queremos apresentar a Deus o dom das vocações colocadas a serviço da D. Que o Deus todo poderoso nos aben- evangelização em nossa Comunidade, Pa- çoe e nos proteja contra todos os males. róquia e Diocese. Agradecidos a Deus fa- Amém! çamos nossas ofertas, enquanto cantamos. Ele faça descer sobre nós a sua bênção: Pai (Entrar com o nome do(s) padre(s) que e Filho e Espírito Santo. Amém! atende(m) a Paróquia. Se tem seminarista pode Ide em paz e o Senhor vos acompanhe! ser lembrado também) Graças a Deus! Canto: Um coração para amar... nº 473 CANTO 12. PAI NOSSO Chamado para a vida e ser feliz... n° 731 D. Rezemos com fé e confiança a oração que Jesus nos ensinou. Pai nosso... 13. ABRAÇO DA PAZ D. Ao saudar nosso irmão e irmã, não só desejemos a ele ou ela a paz, mas convi- damos com nosso gesto a se engajar neste Leituras para a Semana mutirão de fraternidade para fazer o mun- do mais solidário. 2ª Dt 10, 12-22 / Sl 146 / Mt 17, 22-27 Canto: É bonita demais... nº 545 3ª Dt 31, 1-8 / Cânt.: Dt 32, 3-12 / Mt 18, 1-5.10.12-14 4ª 2Cor 9, 6-10 / Sl 111 / Jo 12, 24-25 5ª Js 3, 7-10.11.13-17 / Sl 113 / Mt 18, 21– 19, 1 14. ORAÇÃO 6ª Js 24, 1-13 / Sl 135 / Mt 19, 3-12 D. Ó Deus, esta celebração do Dia do Sáb.: Js 24, 14-29/ Sl 15 / Mt 19, 13-15 Secretariado Diocesano de Pastoral Av. João XXIII, 410-Centro 29930-420-S. Mateus/ES - Tel: (27) 3763.1177 Fax 3763.3104 - E-mail: secretariado@diocesedesaomateus.org.br / Site: www.diocesedesaomateus.org.br Rádio Católica da nossa região, é a Kairós FM 94,7. www.radiokairos.com.br Associe-se ao Clube do Ouvinte e ajude a manter a rádio. Informações pelo telefone 3767-2000.