SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
Nº 1.883 (Ano A ) 32º Domingo do Tempo Comum - 06 de novembro de 2011
                        Solenidade de Todos os Santos



        "SEDE SANTOS COMO O VOSSO PAI É SANTO!"
                                                     celebração. Ela torna presente o Mistério
                                                     Pascal no amor que congrega, na Palavra
                                                     acolhida e na oração comunitária. Somos
                                                     convidados a nos comprometer com o pro-
                                                     jeto de Deus, para que todos tenham vida
                                                     plena.
                                                     Refrão: cantado: Santo, Santo, Santo./
                                                     Santo, Santo. Santo, todo poderoso é o
                                                     nosso Deus.
                                                     C.2 Hoje, celebramos a solenidade de To-
                                                     dos os Santos. Eles tiveram fé na promes-
                                                     sa de Cristo e neste dia se alegram pela
                                                     grande recompensa dada por Deus.
                                                     Alegremo-nos também pela nossa fé, dom
                                                     do Pai.
                                                     Refrão: cantado: Nós andamos no ca-
                                                     minho/ imitando os santos teus;/ todos
Obsevação -                                          juntos viveremos/ onde eterna reina a
1-fazer uma entrada com cruz, quadro, imagens de     luz.
pessoas que consideramos santas: a imagem do         C.1 Este ano tivemos a alegria de ver a
padroeiro(a), quadro do Papa João Paulo II e Irmã    beatificação do Papa João Paulo II e Irmã
Dulce, algumas folhas de palmeiras, deixar em des-
taque, não em frente ao altar,
                                                     Dulce. A veneração aos santos é de nosso
2- Com os refrões 02, 05, 24, 36, criar um clima     interesse. Estimulados por sua amável com-
orante e fazer o acendimento da vela.                panhia, esforcemo-nos por merecer habi-
                                                     tar junto com eles, na casa celeste para
01. MOTIVAÇÃO                                        todos preparada.
C.1 Irmãos e irmãs, bem vindos! Como co-
munidade viva dos seguidores de Cristo,              02. CANTO
modelo de santidade, nos reunimos para esta          81, 82, 84 ou 103 (escolher)
03. ACOLHIDA E SAUDAÇÃO                        06. ORAÇÃO
D. Saudemos a Trindade, modelo de co-          D. Deus eterno e todo-poderoso, que
munhão para os que buscam a santidade:         nos dais celebrar numa só festa os mé-
Em nome do Pai e do Filho e do Espíri-         ritos de todos os Santos, concedei-nos,
to Santo. Amém.                                por intercessores tão numerosos, a ple-
D. O Deus da esperança, que nos cumula         nitude da vossa misericórdia. Por nos-
de toda alegria e paz em nossa fé, pela ação   so Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na
do Espírito Santo, esteja convosco!            unidade do Espírito Santo. Amém.
Todos: Bendito seja Deus que nos reu-
niu no amor de Deus.                           07. DEUS NOS FALA
                                               C.1 As leituras de hoje mostram quem são
04. DEUS NOS PERDOA                            e de onde vem os destinatários da boa no-
D. Irmãos e irmãs, conscientes de nossas
                                               tícia.
faltas para com o projeto de Deus, peça-       (Enquanto alguém entra carregando o livro que
mos a conversão do coração:                    contem a Palavra de Deus cantem-se : "Palavra
- Senhor, que fazeis passar da morte para a    de Salvação", nº 279).
vida quem ouve a vossa palavra, tende pie-
dade de nós.                                   PRIMEIRA LEITURA - Ap 7,2-4.9-14
Todos: Senhor, tende piedade de nós.
- Cristo, mestre e modelo divino de toda       L.1 Leitura do Livro do Apocalipse de
perfeição, tende piedade de nós.               São João.
Todos: Cristo, tende piedade de nós.
- Senhor, cuja vontade é a santificação de     SALMO RESPONSORIAL - 23(24)
todo homem e mulher, tende piedade de          Refrão: É assim a geração dos que pro-
nós.                                           curam o Senhor!
Todos: Senhor, tende piedade de nós.
D. Deus todo-poderoso, alegria dos san-        SEGUNDA LEITURA - 1Jo 3,1-3
tos, tende compaixão de nós, perdoai os
nossos pecados e conduzi-nos à santidade,
                                               L.2 Leitura da Primeira Carta de São
para sermos merecedores da vida eterna.
                                               João.
Amém.

05. HINO DE LOUVOR                             EVANGELHO - Mt 5,1-12a
D. Glorifiquemos a Deus pela grande mul-
tidão dos seus servos, cuja canonização já     CANTO DE ACLAMAÇÃO
foi declarada pela Igreja, em especial o       Aleluia... Bem-aventurado quem tem... nº
Papa João Paulo II e Irmã Dulce por todos      304
os que, em número imensamente superior,
conseguiram a salvação, com a eterna vi-       Proclamação do Evangelho de Jesus
são beatífica de Deus                          Cristo segundo Mateus.
(Podem-se lembrar nomes de pessoas que
ajudaram a santificar esta comunidade).        08. PARTILHANDO A PALAVRA
Canto: Glória a Deus... É o canto das          O mensageiro pode pedir ao povo para lem-
criaturas... nº 245                            brar alguns santos dos dias de hoje (márti-
res, sacerdotes , bispos, líderes, leigos e lei-   Messias. Esse grupo também não dava im-
gas, irmãs, tantos pais e mães de famílias         portância ao amor ao próximo e talvez até
que deram suas vidas).                             odiassem e hostilizassem a comunidade. O
Celebrar a memória de todos os Santos é            autor da carta prova o contrário: viver como
olhar para nossa caminhada de Igreja. A            filhos de Deus implica a prática da justiça
morte e ressurreição de Jesus, celebradas          em sintonia com o projeto de Deus.
na Eucaristia, e a memória de nossos márti-        O Apocalipse foi escrito para animar as
res, nos fortalecem no enfrentamento da            comunidades perseguidas até a morte pela
grande tribulação, a fim de que possamos           opressão e repressão do Império Romano.
permanecer de pé (isto é, declarados ino-          A vitória do Cristo sobre as forças do mal e
centes) diante do Cordeiro.                        a memória dos mártires das comunidades
A primeira bem-aventurança: "Felizes os            devolveram aos cristãos a força própria de
pobres em espírito, porque deles é o Rei-          sua vocação: a capacidade de denunciar e
no dos Céus" (v.3), juntamente com a oi-           resistir a todo poder absolutizador que opri-
tava: "Felizes os que são perseguidos por          me e mata. Os mártires são vitoriosos e es-
causa da justiça, porque deles é o Reino
                                                   tão com Cristo: cabe a nós resistir e lutar,
dos Céus" (v.10), são a síntese de todas as
                                                   imitando seus exemplos.
bem-aventuranças. As demais (v.4-9) es-
clarecem alguns aspectos dessas duas. A
                                                   09. PROFISSÃO DE FÉ
primeira e a oitava possuem promessa idên-
                                                   D. Santo é todo aquele que dá testemunho
tica: "porque deles é o Reino dos Céus".
A primeira bem-aventurança proclama feli-          autêntico de sua fé. Professemos nossa fé.
zes "os pobres em espírito". Essa expres-          Creio em Deus Pai... ou cantar 386
são não se refere a pessoas humildes, inde-
pendentemente de sua condição social. A            10. PRECES DA COMUNIDADE
palavra "pobre" recorda os que deposita-           D. A SOLIDARIEDADE é uma das virtu-
ram sua confiança em Deus enquanto últi-           des para quem quer ser santo. Invoquemos
ma instância, porque a sociedade lhes nega         os santos e santas de Deus, que viveram
a justiça. São pobres em espírito, ou seja,        intensamente o amor fraterno para que, por
escolheram a pobreza (Mt 6,24) não por-            sua intercessão, sejamos conduzidos a uma
que a miséria os fizesse felizes, mas porque       vida de maior união com Cristo.
nessa condição participariam do projeto de         Cantemos a Ladainha de Todos os Santos
Deus, que é a construção de uma nova so-           (853, 854,855)
ciedade, baseada na justiça e na igualdade.
Temos um critério claro para discernir se          11. APRESENTAÇÃO DOS DONS
alguém é ou não pobre em espírito: basta           D. A equipe prepara e escolhe o canto.
examinar seu compromisso com a justiça             (Sugestão: Pode-se entrar com pequenos
do Reino e ver se está sendo, de alguma            cartazes com o nome e alguma caracte-
forma, perseguido por causa dela.                  rística dos santos padroeiros das comu-
A primeira carta de João foi dirigida às           nidades do setor, simbolizando a impor-
comunidades da Ásia Menor, que passa-              tância dos homens e mulheres que cum-
vam por séria crise, provocada por um gru-         priram a missão a eles confiada por
po dissidente que negava que Jesus era o           Deus).
12. PAI NOSSO                                          gozar a alegria da verdadeira pátria, onde a
D. Obedientes ao Santo dos santos , Je-                Igreja reúne os seus filhos e filhas aos santos
sus Cristo, ousamos cantar Pai Nosso dos               para a paz eterna.
Mártires... n° 1226, depois reza-se Pai                Todos: Amém!
nosso...                                               D. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai
                                                       e Filho e Espírito Santo. Amém.
13. ABRAÇO DA PAZ                                      D. Glorificai ao Senhor com as vossas vi-
D. A paz terrestre é imagem e fruto da paz             das. Ide em paz e que o Senhor vos acom-
de Cristo. Pelo sangue de sua cruz, re-                panhe.
conciliou os homens com Deus e fez de                  Todos: Graças a Deus!
sua Igreja o sacramento da unidade dos
homens entre si e com Deus.                            17. CANTO
Canto: Vamos minha gente... n° 1262                    Um dia uma criança me parou... n° 1261

14. ORAÇÃO
D. Deus nosso Pai, Vosso Filho está
presente no pão da Palavra e no pão
da Eucaristia. Fortalecei-nos com a
Vossa graça, para que todos nós, com
os Vossos Santos, sejamos em Cristo
um só corpo e um só espírito. E assim
ressuscitemos com Ele para a glória.
Por Cristo, Senhor nosso. Amém.

15. AVISOS

16. BÊNÇÃO E DESPEDIDA
D. Deus, glória e exultação dos santos que
hoje celebrais solenemente, vos abençoe
para sempre.
Todos: Amém!                                                        Leituras para a Semana
D. Livres por sua intercessão dos males                2ª Sb 1, 1-7 / Sl 138 / Lc 17, 1-6
presentes, e inspirados pelo exemplo de                3ª Sb 2, 23– 3, 9 / Sl 33 / Lc 17, 7-10
suas vidas, possais colocar-vos constan-               4ª Ez 47, 1-2.8-9.12 / Sl 45 / 1Cor 3, 9-11.16-17
temente a serviço de Deus e dos irmãos.                   Jo 2, 13-22
                                                       5ª Sb 7, 22 – 8, 1 / Sl 118 / Lc 17, 20-25
Todos: Amém!                                           6ª Sb 13, 1-9 / Sl 18 / Lc 17, 26-37
D. E assim, com todos eles, vos seja dado              Sáb.: Sb 18, 14-16; 19, 6-9 / Sl 104 / Lc 18, 1-8



 Secretariado Diocesano de Pastoral Av. João XXIII, 410-Centro 29930-420-S. Mateus/ES - Tel: (27) 3763.1177
   Fax 3763.3104 - E-mail: secretariado@diocesedesaomateus.org.br / Site: www.diocesedesaomateus.org.br
                 Rádio Católica da nossa região, é a Kairós FM 94,7. www.radiokairos.com.br
        Associe-se ao Clube do Ouvinte e ajude a manter a rádio. Informações pelo telefone 3767-2000.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Missal Santoral Festa de São Judas Tadeu Uberaba -2013
Missal Santoral  Festa de São Judas Tadeu  Uberaba -2013Missal Santoral  Festa de São Judas Tadeu  Uberaba -2013
Missal Santoral Festa de São Judas Tadeu Uberaba -2013Maria Isaltina Santana
 
A chuva têmpora e a chuva serôdia
A chuva têmpora e a chuva serôdiaA chuva têmpora e a chuva serôdia
A chuva têmpora e a chuva serôdiaDiego Fortunatto
 
Preparo chuva serodia
Preparo chuva serodiaPreparo chuva serodia
Preparo chuva serodiaJose Moraes
 
Celebração nas Comunidades Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas feve...
Celebração nas Comunidades  Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas  feve...Celebração nas Comunidades  Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas  feve...
Celebração nas Comunidades Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas feve...Bernadetecebs .
 
Boletim 547 08-07-12
Boletim 547 08-07-12Boletim 547 08-07-12
Boletim 547 08-07-12ibrcaruaru
 
Missa em homenagem aos professores (SEMEC)
Missa em homenagem aos professores (SEMEC)Missa em homenagem aos professores (SEMEC)
Missa em homenagem aos professores (SEMEC)guest94b84c
 
Livreto Novena de Natal das CEBs 2018
Livreto Novena de Natal das CEBs  2018Livreto Novena de Natal das CEBs  2018
Livreto Novena de Natal das CEBs 2018Bernadetecebs .
 
Retiro do Advento_Parte 6_quarta semana
Retiro do Advento_Parte 6_quarta semanaRetiro do Advento_Parte 6_quarta semana
Retiro do Advento_Parte 6_quarta semanaCris Simoni
 
Reforma: consequência do reavivamento_resumo_932013
Reforma: consequência do reavivamento_resumo_932013Reforma: consequência do reavivamento_resumo_932013
Reforma: consequência do reavivamento_resumo_932013Gerson G. Ramos
 

Mais procurados (20)

01 04 12
01 04 1201 04 12
01 04 12
 
Livro missa formatura
Livro missa formaturaLivro missa formatura
Livro missa formatura
 
Missal Santoral Festa de São Judas Tadeu Uberaba -2013
Missal Santoral  Festa de São Judas Tadeu  Uberaba -2013Missal Santoral  Festa de São Judas Tadeu  Uberaba -2013
Missal Santoral Festa de São Judas Tadeu Uberaba -2013
 
04 03 12
04 03 1204 03 12
04 03 12
 
26 02 12
26 02 1226 02 12
26 02 12
 
Apocalipse 09 de dezembro de 2012
Apocalipse 09 de dezembro de 2012Apocalipse 09 de dezembro de 2012
Apocalipse 09 de dezembro de 2012
 
A chuva têmpora e a chuva serôdia
A chuva têmpora e a chuva serôdiaA chuva têmpora e a chuva serôdia
A chuva têmpora e a chuva serôdia
 
Preparo chuva serodia
Preparo chuva serodiaPreparo chuva serodia
Preparo chuva serodia
 
Celebração nas Comunidades Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas feve...
Celebração nas Comunidades  Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas  feve...Celebração nas Comunidades  Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas  feve...
Celebração nas Comunidades Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas feve...
 
21 08 11
21 08 1121 08 11
21 08 11
 
15 01 12
15 01 1215 01 12
15 01 12
 
11 03 12
11 03 1211 03 12
11 03 12
 
Boletim 547 08-07-12
Boletim 547 08-07-12Boletim 547 08-07-12
Boletim 547 08-07-12
 
Chuva Temporã
Chuva TemporãChuva Temporã
Chuva Temporã
 
Missa em homenagem aos professores (SEMEC)
Missa em homenagem aos professores (SEMEC)Missa em homenagem aos professores (SEMEC)
Missa em homenagem aos professores (SEMEC)
 
Livreto Novena de Natal das CEBs 2018
Livreto Novena de Natal das CEBs  2018Livreto Novena de Natal das CEBs  2018
Livreto Novena de Natal das CEBs 2018
 
Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014
 
Retiro do Advento_Parte 6_quarta semana
Retiro do Advento_Parte 6_quarta semanaRetiro do Advento_Parte 6_quarta semana
Retiro do Advento_Parte 6_quarta semana
 
Reforma: consequência do reavivamento_resumo_932013
Reforma: consequência do reavivamento_resumo_932013Reforma: consequência do reavivamento_resumo_932013
Reforma: consequência do reavivamento_resumo_932013
 
APOSTILA DE PRE CATEQUESE
APOSTILA DE PRE CATEQUESEAPOSTILA DE PRE CATEQUESE
APOSTILA DE PRE CATEQUESE
 

Destaque (6)

27 11 11
27 11 1127 11 11
27 11 11
 
19 02 12
19 02 1219 02 12
19 02 12
 
13 11 11
13 11 1113 11 11
13 11 11
 
25 03 12
25 03 1225 03 12
25 03 12
 
12 10 11
12 10 1112 10 11
12 10 11
 
Celebrações para o Mês Vocacional
Celebrações para o Mês VocacionalCelebrações para o Mês Vocacional
Celebrações para o Mês Vocacional
 

Semelhante a Todos os Santos celebrados

Semelhante a Todos os Santos celebrados (20)

29 01 12
29 01 1229 01 12
29 01 12
 
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênicoSemana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
 
28 08 11
28 08 1128 08 11
28 08 11
 
02 11 11
02 11 1102 11 11
02 11 11
 
18 03 12
18 03 1218 03 12
18 03 12
 
11 09 11
11 09 1111 09 11
11 09 11
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Livrinho batismo papa francisco
Livrinho batismo papa franciscoLivrinho batismo papa francisco
Livrinho batismo papa francisco
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Missa 1 eucaristia 2012
Missa 1 eucaristia 2012Missa 1 eucaristia 2012
Missa 1 eucaristia 2012
 
07 08 11
07 08 1107 08 11
07 08 11
 
1ª eucaristia
1ª eucaristia1ª eucaristia
1ª eucaristia
 
2º dia um coração que aprende
2º dia um coração que aprende2º dia um coração que aprende
2º dia um coração que aprende
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
01 01 12
01 01 1201 01 12
01 01 12
 
MISSA 3DADVENTO.pptx
MISSA 3DADVENTO.pptxMISSA 3DADVENTO.pptx
MISSA 3DADVENTO.pptx
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
2009 07-12, xv domingo do tempo comum
2009 07-12, xv domingo do tempo comum2009 07-12, xv domingo do tempo comum
2009 07-12, xv domingo do tempo comum
 
Missa das graças 25 07
Missa das graças 25 07Missa das graças 25 07
Missa das graças 25 07
 

Mais de Gustavo Scheffer

Mais de Gustavo Scheffer (11)

Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
 
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
 
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do SenhorDomingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
 
2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum
 
São raimundo de peñafort
São raimundo de peñafortSão raimundo de peñafort
São raimundo de peñafort
 
Epifania do senhor
Epifania do senhorEpifania do senhor
Epifania do senhor
 
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
 
25 12 11
25 12 1125 12 11
25 12 11
 
24 12 11
24 12 1124 12 11
24 12 11
 
11 12 11
11 12 1111 12 11
11 12 11
 
08 12 10
08 12 1008 12 10
08 12 10
 

Todos os Santos celebrados

  • 1. Nº 1.883 (Ano A ) 32º Domingo do Tempo Comum - 06 de novembro de 2011 Solenidade de Todos os Santos "SEDE SANTOS COMO O VOSSO PAI É SANTO!" celebração. Ela torna presente o Mistério Pascal no amor que congrega, na Palavra acolhida e na oração comunitária. Somos convidados a nos comprometer com o pro- jeto de Deus, para que todos tenham vida plena. Refrão: cantado: Santo, Santo, Santo./ Santo, Santo. Santo, todo poderoso é o nosso Deus. C.2 Hoje, celebramos a solenidade de To- dos os Santos. Eles tiveram fé na promes- sa de Cristo e neste dia se alegram pela grande recompensa dada por Deus. Alegremo-nos também pela nossa fé, dom do Pai. Refrão: cantado: Nós andamos no ca- minho/ imitando os santos teus;/ todos Obsevação - juntos viveremos/ onde eterna reina a 1-fazer uma entrada com cruz, quadro, imagens de luz. pessoas que consideramos santas: a imagem do C.1 Este ano tivemos a alegria de ver a padroeiro(a), quadro do Papa João Paulo II e Irmã beatificação do Papa João Paulo II e Irmã Dulce, algumas folhas de palmeiras, deixar em des- taque, não em frente ao altar, Dulce. A veneração aos santos é de nosso 2- Com os refrões 02, 05, 24, 36, criar um clima interesse. Estimulados por sua amável com- orante e fazer o acendimento da vela. panhia, esforcemo-nos por merecer habi- tar junto com eles, na casa celeste para 01. MOTIVAÇÃO todos preparada. C.1 Irmãos e irmãs, bem vindos! Como co- munidade viva dos seguidores de Cristo, 02. CANTO modelo de santidade, nos reunimos para esta 81, 82, 84 ou 103 (escolher)
  • 2. 03. ACOLHIDA E SAUDAÇÃO 06. ORAÇÃO D. Saudemos a Trindade, modelo de co- D. Deus eterno e todo-poderoso, que munhão para os que buscam a santidade: nos dais celebrar numa só festa os mé- Em nome do Pai e do Filho e do Espíri- ritos de todos os Santos, concedei-nos, to Santo. Amém. por intercessores tão numerosos, a ple- D. O Deus da esperança, que nos cumula nitude da vossa misericórdia. Por nos- de toda alegria e paz em nossa fé, pela ação so Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na do Espírito Santo, esteja convosco! unidade do Espírito Santo. Amém. Todos: Bendito seja Deus que nos reu- niu no amor de Deus. 07. DEUS NOS FALA C.1 As leituras de hoje mostram quem são 04. DEUS NOS PERDOA e de onde vem os destinatários da boa no- D. Irmãos e irmãs, conscientes de nossas tícia. faltas para com o projeto de Deus, peça- (Enquanto alguém entra carregando o livro que mos a conversão do coração: contem a Palavra de Deus cantem-se : "Palavra - Senhor, que fazeis passar da morte para a de Salvação", nº 279). vida quem ouve a vossa palavra, tende pie- dade de nós. PRIMEIRA LEITURA - Ap 7,2-4.9-14 Todos: Senhor, tende piedade de nós. - Cristo, mestre e modelo divino de toda L.1 Leitura do Livro do Apocalipse de perfeição, tende piedade de nós. São João. Todos: Cristo, tende piedade de nós. - Senhor, cuja vontade é a santificação de SALMO RESPONSORIAL - 23(24) todo homem e mulher, tende piedade de Refrão: É assim a geração dos que pro- nós. curam o Senhor! Todos: Senhor, tende piedade de nós. D. Deus todo-poderoso, alegria dos san- SEGUNDA LEITURA - 1Jo 3,1-3 tos, tende compaixão de nós, perdoai os nossos pecados e conduzi-nos à santidade, L.2 Leitura da Primeira Carta de São para sermos merecedores da vida eterna. João. Amém. 05. HINO DE LOUVOR EVANGELHO - Mt 5,1-12a D. Glorifiquemos a Deus pela grande mul- tidão dos seus servos, cuja canonização já CANTO DE ACLAMAÇÃO foi declarada pela Igreja, em especial o Aleluia... Bem-aventurado quem tem... nº Papa João Paulo II e Irmã Dulce por todos 304 os que, em número imensamente superior, conseguiram a salvação, com a eterna vi- Proclamação do Evangelho de Jesus são beatífica de Deus Cristo segundo Mateus. (Podem-se lembrar nomes de pessoas que ajudaram a santificar esta comunidade). 08. PARTILHANDO A PALAVRA Canto: Glória a Deus... É o canto das O mensageiro pode pedir ao povo para lem- criaturas... nº 245 brar alguns santos dos dias de hoje (márti-
  • 3. res, sacerdotes , bispos, líderes, leigos e lei- Messias. Esse grupo também não dava im- gas, irmãs, tantos pais e mães de famílias portância ao amor ao próximo e talvez até que deram suas vidas). odiassem e hostilizassem a comunidade. O Celebrar a memória de todos os Santos é autor da carta prova o contrário: viver como olhar para nossa caminhada de Igreja. A filhos de Deus implica a prática da justiça morte e ressurreição de Jesus, celebradas em sintonia com o projeto de Deus. na Eucaristia, e a memória de nossos márti- O Apocalipse foi escrito para animar as res, nos fortalecem no enfrentamento da comunidades perseguidas até a morte pela grande tribulação, a fim de que possamos opressão e repressão do Império Romano. permanecer de pé (isto é, declarados ino- A vitória do Cristo sobre as forças do mal e centes) diante do Cordeiro. a memória dos mártires das comunidades A primeira bem-aventurança: "Felizes os devolveram aos cristãos a força própria de pobres em espírito, porque deles é o Rei- sua vocação: a capacidade de denunciar e no dos Céus" (v.3), juntamente com a oi- resistir a todo poder absolutizador que opri- tava: "Felizes os que são perseguidos por me e mata. Os mártires são vitoriosos e es- causa da justiça, porque deles é o Reino tão com Cristo: cabe a nós resistir e lutar, dos Céus" (v.10), são a síntese de todas as imitando seus exemplos. bem-aventuranças. As demais (v.4-9) es- clarecem alguns aspectos dessas duas. A 09. PROFISSÃO DE FÉ primeira e a oitava possuem promessa idên- D. Santo é todo aquele que dá testemunho tica: "porque deles é o Reino dos Céus". A primeira bem-aventurança proclama feli- autêntico de sua fé. Professemos nossa fé. zes "os pobres em espírito". Essa expres- Creio em Deus Pai... ou cantar 386 são não se refere a pessoas humildes, inde- pendentemente de sua condição social. A 10. PRECES DA COMUNIDADE palavra "pobre" recorda os que deposita- D. A SOLIDARIEDADE é uma das virtu- ram sua confiança em Deus enquanto últi- des para quem quer ser santo. Invoquemos ma instância, porque a sociedade lhes nega os santos e santas de Deus, que viveram a justiça. São pobres em espírito, ou seja, intensamente o amor fraterno para que, por escolheram a pobreza (Mt 6,24) não por- sua intercessão, sejamos conduzidos a uma que a miséria os fizesse felizes, mas porque vida de maior união com Cristo. nessa condição participariam do projeto de Cantemos a Ladainha de Todos os Santos Deus, que é a construção de uma nova so- (853, 854,855) ciedade, baseada na justiça e na igualdade. Temos um critério claro para discernir se 11. APRESENTAÇÃO DOS DONS alguém é ou não pobre em espírito: basta D. A equipe prepara e escolhe o canto. examinar seu compromisso com a justiça (Sugestão: Pode-se entrar com pequenos do Reino e ver se está sendo, de alguma cartazes com o nome e alguma caracte- forma, perseguido por causa dela. rística dos santos padroeiros das comu- A primeira carta de João foi dirigida às nidades do setor, simbolizando a impor- comunidades da Ásia Menor, que passa- tância dos homens e mulheres que cum- vam por séria crise, provocada por um gru- priram a missão a eles confiada por po dissidente que negava que Jesus era o Deus).
  • 4. 12. PAI NOSSO gozar a alegria da verdadeira pátria, onde a D. Obedientes ao Santo dos santos , Je- Igreja reúne os seus filhos e filhas aos santos sus Cristo, ousamos cantar Pai Nosso dos para a paz eterna. Mártires... n° 1226, depois reza-se Pai Todos: Amém! nosso... D. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém. 13. ABRAÇO DA PAZ D. Glorificai ao Senhor com as vossas vi- D. A paz terrestre é imagem e fruto da paz das. Ide em paz e que o Senhor vos acom- de Cristo. Pelo sangue de sua cruz, re- panhe. conciliou os homens com Deus e fez de Todos: Graças a Deus! sua Igreja o sacramento da unidade dos homens entre si e com Deus. 17. CANTO Canto: Vamos minha gente... n° 1262 Um dia uma criança me parou... n° 1261 14. ORAÇÃO D. Deus nosso Pai, Vosso Filho está presente no pão da Palavra e no pão da Eucaristia. Fortalecei-nos com a Vossa graça, para que todos nós, com os Vossos Santos, sejamos em Cristo um só corpo e um só espírito. E assim ressuscitemos com Ele para a glória. Por Cristo, Senhor nosso. Amém. 15. AVISOS 16. BÊNÇÃO E DESPEDIDA D. Deus, glória e exultação dos santos que hoje celebrais solenemente, vos abençoe para sempre. Todos: Amém! Leituras para a Semana D. Livres por sua intercessão dos males 2ª Sb 1, 1-7 / Sl 138 / Lc 17, 1-6 presentes, e inspirados pelo exemplo de 3ª Sb 2, 23– 3, 9 / Sl 33 / Lc 17, 7-10 suas vidas, possais colocar-vos constan- 4ª Ez 47, 1-2.8-9.12 / Sl 45 / 1Cor 3, 9-11.16-17 temente a serviço de Deus e dos irmãos. Jo 2, 13-22 5ª Sb 7, 22 – 8, 1 / Sl 118 / Lc 17, 20-25 Todos: Amém! 6ª Sb 13, 1-9 / Sl 18 / Lc 17, 26-37 D. E assim, com todos eles, vos seja dado Sáb.: Sb 18, 14-16; 19, 6-9 / Sl 104 / Lc 18, 1-8 Secretariado Diocesano de Pastoral Av. João XXIII, 410-Centro 29930-420-S. Mateus/ES - Tel: (27) 3763.1177 Fax 3763.3104 - E-mail: secretariado@diocesedesaomateus.org.br / Site: www.diocesedesaomateus.org.br Rádio Católica da nossa região, é a Kairós FM 94,7. www.radiokairos.com.br Associe-se ao Clube do Ouvinte e ajude a manter a rádio. Informações pelo telefone 3767-2000.