SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
Nº 1.903 (Ano B/Roxo) - 2º Domingo da Quaresma -                 4 de março de 2012

              CF: "QUE A SAÚDE SE DIFUNDA SOBRE A TERRA"

                  "ESTE É O MEU FILHO AMADO"

                                              comunhão, iniciemos cantando: (entra uma
                                              cruz grande com um pano roxo e, de-
                                              pois, toda a equipe de celebração).

                                              02. CANTO
                                              Hino da CF-2012

                                              03. ACOLHIDA E SAUDAÇÃO
                                              D. Invoquemos a Santíssima Trindade: Em
                                              nome do Pai e do Filho e do Espírito
                                              Santo. Amém!
                                              D. O Deus da esperança e de toda conso-
                                              lação, o Deus que venceu a morte, esteja
                                              convosco.
                                              Todos: Bendito seja Deus que nos reu-
                                              niu no amor de Cristo.
01. MOTIVAÇÃO                                 04. DEUS NOS PERDOA
C.1 Irmãos e irmãs, sejam bem-vindos!         D. Viver a Quaresma só tem sentido à luz
(apresentar as intenções).                    do Tríduo Pascal que culmina na Ressur-
C.2 Continuamos nossa caminhada para a        reição de Jesus Cristo, a Cabeça, e dos
Páscoa do Senhor. Todos nós somos con-        cristãos, seus membros. Invoquemos com
vidados a ouvir a Palavra do Pai, na pessoa   confiança a misericórdia do Pai.
de Jesus e obedecer à sua voz. A páscoa do    L.1 Pelas vezes que não reconhecemos
Senhor continua se manifestando em cada       Deus como Senhor de nossa vida e bus-
irmã e irmão que oferece sua vida como o      camos as satisfações e os prazeres do
Mestre fez.                                   mundo, Senhor, tende piedade de nós.
(Alguém entra com o cartaz da Campa-          Todos: (cantando) Senhor, tende pieda-
nha da Fraternidade, com o refrão)            de de nós!
C.1 Com o desejo de assumir e celebrar essa   L.2 Pelas vezes que fomos fracos diante
dos desafios de nossa fé, porque faltou es-   Leitura da Carta de São Paulo aos Ro-
forço e fidelidade na vivência de Vossa Pa-   manos.
lavra, Cristo, tende piedade de nós.
L.1 Pelas vezes que vivemos como se fôs-      EVANGELHO: Mc 9, 2-10
semos do mundo, colocando as pessoas e
as leis em nosso favor, desrespeitando o      CANTO DE ACLAMAÇÃO
direito e a dignidade de cada pessoa, Se-     Louvor e glória a ti, Senhor... n° 370 (2°
nhor, tende piedade de nós.                   Dom. da Quaresma)
D. Deus, Pai de misericórdia, tenha com-
paixão de nós, perdoe nossos pecados e        Proclamação do Evangelho de Jesus
nos conduza à vida eterna. Amém.              Cristo segundo Marcos.

05. HINO DE LOUVOR                            09. PARTILHANDO A PALAVRA
(Na Quaresma não se canta o glória).          O segundo Domingo da Quaresma define
                                              o caminho que o verdadeiro discípulo deve
06. ORAÇÃO                                    seguir: 1) a escuta atenta de Deus e dos seus
D. Ó Deus, que nos mandastes ouvir            projetos; 2) o caminho da obediência total
Vosso Filho amado, alimentai nosso es-        e radical ao Pai.
pírito com a Vossa palavra, para que,         A história do sacrifício de Isaac quer nos
purificado o olhar de nossa fé, nos ale-      mostrar a atitude correta que o fiel deve
gremos com a visão da vossa glória. Por       assumir diante de Deus. Abraão é apresen-
Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Fi-          tado como o modelo de quem tem fé. Ele
lho, na unidade do Espírito Santo.            sabe escutar Deus e acolher os seus proje-
Amém.                                         tos com obediência incondicional, com con-
                                              fiança total… Mesmo que as propostas de
07. DEUS NOS FALA                             Deus pareçam incompreensíveis ou quan-
C.1 Ao preservar a vida de Isaac, filho de    do os projetos dEle interferem nos nossos ,
Abraão, Deus se revela como defensor da       o cristão ideal deve acolher os planos de
vida, opondo-se aos ídolos da morte. Pau-     Deus e realizá-los com fidelidade.
lo nos diz que, em Jesus, somos justifica-    O comportamento de Abraão face a esta
dos na fé e perdoados de todos os peca-       "crise" (este teste) revela, antes de mais
dos. Ouçamos atentamente.                     nada, o lugar absolutamente central que
                                              Deus ocupa na sua vida. Deus é, para
PRIMEIRA LEITURA                              Abraão, o valor máximo, a prioridade fun-
(Gn 22,1-2.9a.10-13.15-18)                    damental; por isso, Abraão mostra-se dis-
                                              posto a fazer a Deus uma entrega total e
Leitura do Livro do Gênesis.                  irrevogável de si próprio, da sua família, do
                                              seu futuro, dos seus sonhos, das suas aspi-
SALMO RESPONSORIAL – 115(116)                 rações, dos seus interesses. Para Abraão,
Refrão: Andarei na presença de Deus,          nada mais conta quando estão em jogo os
junto a ele na terra dos vivos.               planos de Deus... Na vida do homem do
                                              nosso tempo, contudo, nem sempre Deus
SEGUNDA LEITURA: Rm 8, 31b-34                 ocupa o lugar central que Lhe é devido.
Com frequência, o dinheiro, o poder, a car-     amado, escutai-o".
reira profissional, o reconhecimento social,    - MOISÉS e ELIAS: Representam a Lei e
o sucesso, ocupam o lugar de Deus e             os Profetas: o Antigo Testamento.
condicionam os valores que nos orientam.        - O SONO DOS TRÊS DISCÍPULOS:
São Paulo nos brinda com um hino do amor        simboliza a incompreensão deles sobre a
maior: Deus nos ama com um amor tão pro-        doação de vida e a morte de Jesus.
fundo e intenso, que nada nem ninguém con-      - AS TRÊS TENDAS: Pedro deseja per-
segue apagar . Esse amor veio ao nosso          manecer contemplando o Transfigurado.
encontro na pessoa de Jesus Cristo, atingiu     - "JESUS FICOU SOZINHO": Moisés e
a nossa existência e nos transformou. Por       Elias desaparecem. O Antigo Testamento
isso, o cristão não precisa ter medo, mes-      já cumpriu sua tarefa.
mo quando aparecem divergências, perse-         Todos os Domingos, devemos subir a Mon-
guições e dificuldades. Aliás, devemos en-      tanha para contemplar o Cristo transfigura-
tregar nossa vida nessa luta contra a morte     do (ressuscitado) e ESCUTAR a sua voz.
e a injustiça, porque Deus nos ama e nos        E depois, também nós, transfigurados, des-
salva. O único que poderia nos condenar é       cer a Montanha (sair das quatro paredes
Deus, mas Ele, em sua infinita bondade,         da igreja) para prosseguir a nossa caminha-
escolheu salvar-nos. Sendo assim, o cris-       da como agentes de transformação, dispos-
tão deve enfrentar a vida com serenidade e      tos a enfrentar o mundo e os seus proble-
esperança.                                      mas.
Jesus está a caminho de Jerusalém com os
Apóstolos. O Primeiro anúncio da PAI-           10. PROFISSÃO DE FÉ
XÃO faz desmoronar neles as esperanças          D. Professemos a nossa fé, rezando: Creio
messiânicas, cheias de triunfalismo. Os         em Deus Pai todo poderoso...
Apóstolos, decepcionados, entram numa
profunda crise. Deste texto, onde o Senhor      11. PRECES DA COMUNIDADE
conforta seus discípulos na iminência de seu    D. Iluminados pela Santa Transfiguração,
sofrimento nós podemos tirar duas lições        elevemos humildemente nossas preces ao
de sentido espiritual:                          Senhor, pedindo:
1) O Senhor está ao nosso lado para nos         Todos: Salvai, Senhor, o vosso povo.
ajudar a enfrentar as situações mais difíceis   L.1 Rezemos pela Igreja, para que seja sem-
e pesadas;                                      pre testemunha fiel da Luz do Senhor no
2) O próprio Deus será a nossa recompen-        mundo, rezemos.
sa.                                             L.2 Por todos os sacerdotes, para que,
Esse texto, que é uma catequese sobre Je-       como os Apóstolos que viram o Senhor
sus, está carregado de simbolismos:             Transfigurado, aceitem o chamado à
- A MONTANHA, lugar sagrado por ex-             santificação, rezemos.
celência, onde Deus se revela ao homem e        L.1 Por todos os cristãos, para que procu-
lhe apresenta seus projetos.                    rem continuamente o rosto de Cristo e o
- A TRANSFIGURAÇÃO: Todo encon-                 testemunhem em suas vidas, rezemos.
tro autêntico com Deus deixa marcas visí-       L.2 Por todos aqueles que sofrem, para que
veis no rosto das pessoas, como em Moisés       encontrem consolo e esperança aqui e no
ao descer do Sinai;                             Céu, rezemos.
- A VOZ confirma: "Este é o meu Filho           L.1 Por todos nós, para que esse período
Quaresmal seja de reflexão profunda e                  cumprimentam, desejando a paz de Cristo).
conversão verdadeira, rezemos.                         Senhor, fazei-me instrumento... nº 560
L.2 Pelos catecúmenos, para que assumam
a preparação com sinceridade e sejam                   15. ORAÇÃO
transformados em membros vivos de nos-                 D. Deus de compaixão, durante esta
sa comunidade, rezemos.                                época de arrependimento, tende miseri-
Concluir com a oração da CF 2012:                      córdia de nós. Com nossa oração, nosso
D. Senhor Deus de amor, Pai de bonda-                  jejum e nossas boas obras, transformai
de, nós vos louvamos e agradecemos pelo                nosso egoísmo em generosidade. Abri
dom da vida, pelo amor com que cuidais                 nossos corações à Vossa Palavra, curai
de toda a criação.                                     nossas feridas do pecado, ajudai-nos a
L.1 Vosso Filho Jesus Cristo, em sua mi-               fazer o bem neste mundo. Que transfor-
sericórdia, assumiu a cruz dos enfermos e              memos a escuridão e a dor em vida e
de todos os sofredores, sobre eles derra-              alegria. Por Cristo nosso Senhor. Amém.
mou a esperança de vida em plenitude.
L.2 Enviai-nos, Senhor, o Vosso Espírito.              16. AVISOS
Guiai a Vossa Igreja, para que ela, pela con-          D. No próximo dia 8 comemoramos o Dia
versão se faça sempre mais, solidária às               internacional da Mulher. Parabéns!
dores e enfermidades do povo, e que a saú-
de se difunda sobre a terra. Amém.                     17. BÊNÇÃO E DESPEDIDA
                                                       D. O Senhor esteja convosco!
12. APRESENTAÇÃO DOS DONS                              Todos: Ele está no meio de nós.
C.2 A espiritualidade quaresmal nos leva a             D. Desça sobre nós a bênção de Deus Pai
viver com mais intensidade a relação                   e Filho e Espírito Santo. Amém!
int erpessoal co m Deus e com os                       D. Ide em paz e que o Senhor vos acompa-
irmãos(as). Compartilhemos no altar do                 nhe!
Senhor, a nossa vida e de nossa família, os            Todos: Graças a Deus!
frutos de nossos trabalhos, oferecendo com
amor e alegria os dons que Dele recebe-                18. CANTO
mos.                                                   Por melhor que seja alguém... n° 788
Eis o tempo de conversão... n° 491

13. PAI NOSSO                                                       Leituras para a Semana
D. Rezemos, de mãos dadas, a Oração
do Senhor: Pai nosso...                                2ª Dn 9, 4b-10 / Sl 78(79) / Lc 6, 36-38
                                                       3ª Is 1, 10.16-20 / Sl 49(50) / Mt 23, 1-2
                                                       4ª Jr 18, 18-20 / Sl 30(31) / Mt 20, 17-28
14. ABRAÇO DA PAZ                                      5ª Jr 17, 5-10 / Sl 1 / Lc 16, 19-31
(Entra alguém declamando a oração de São               6ª Gn 37, 3-4.12-13a.17-28 / Sl 104(105)
Francisco, Senhor, fazei-me instrumento... n°              Mt 21, 33-43.45-46
560, depois canta-se o mesmo hino e todos se           Sáb.:Mq 7, 14-15.18-20 / Sl 102(103) / Lc 15, 1-3.11-15

 Secretariado Diocesano de Pastoral Av. João XXIII, 410-Centro 29930-420-S. Mateus/ES - Tel: (27) 3763.1177
   Fax 3763.3104 - E-mail: secretariado@diocesedesaomateus.org.br / Site: www.diocesedesaomateus.org.br
                 Rádio Católica da nossa região, é a Kairós FM 94,7. www.radiokairos.com.br
        Associe-se ao Clube do Ouvinte e ajude a manter a rádio. Informações pelo telefone 3767-2000.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

07 08 11
07 08 1107 08 11
07 08 11
 
22 02 12
22 02 1222 02 12
22 02 12
 
28 08 11
28 08 1128 08 11
28 08 11
 
05 02 12
05 02 1205 02 12
05 02 12
 
Celebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
Celebração do Dia da Bíblia - Pe GesildoCelebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
Celebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
 
06 11 11
06 11 1106 11 11
06 11 11
 
04 12 11
04 12 1104 12 11
04 12 11
 
15 01 12
15 01 1215 01 12
15 01 12
 
Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014
 
Canta iao senhor
Canta iao senhorCanta iao senhor
Canta iao senhor
 
Boletim 556 09-09-12
Boletim 556 09-09-12Boletim 556 09-09-12
Boletim 556 09-09-12
 
3º dia um coração que anuncia
3º dia um coração que anuncia3º dia um coração que anuncia
3º dia um coração que anuncia
 
1º dia um coração que escuta
1º dia um coração que escuta1º dia um coração que escuta
1º dia um coração que escuta
 
2º dia um coração que aprende
2º dia um coração que aprende2º dia um coração que aprende
2º dia um coração que aprende
 
11 03 12
11 03 1211 03 12
11 03 12
 
25 12 11
25 12 1125 12 11
25 12 11
 
Programa sugestivo 10 h jejum 2020
Programa sugestivo 10 h jejum 2020Programa sugestivo 10 h jejum 2020
Programa sugestivo 10 h jejum 2020
 
Estudo Celiulas 2
Estudo Celiulas 2Estudo Celiulas 2
Estudo Celiulas 2
 
Dez Dias de Oração e Jejum + Dez Horas de Oração e jejum
Dez Dias de Oração e Jejum + Dez Horas de Oração e jejumDez Dias de Oração e Jejum + Dez Horas de Oração e jejum
Dez Dias de Oração e Jejum + Dez Horas de Oração e jejum
 
Novena ao Padroeiro Santo André 2010
Novena ao Padroeiro Santo André 2010Novena ao Padroeiro Santo André 2010
Novena ao Padroeiro Santo André 2010
 

Destaque

Diapositivas
DiapositivasDiapositivas
Diapositivassegundo55
 
Analisis y resultados del perfil para la novia de estudiantes de teología
Analisis y resultados del perfil para la novia de estudiantes de teologíaAnalisis y resultados del perfil para la novia de estudiantes de teología
Analisis y resultados del perfil para la novia de estudiantes de teologíajassoncaleb
 
Tecnología y Pedagogía
Tecnología y PedagogíaTecnología y Pedagogía
Tecnología y Pedagogíaalfiljujuy
 
Presentacion eda
Presentacion edaPresentacion eda
Presentacion edaUnex
 
Conheça me
Conheça me Conheça me
Conheça me crisnagle
 
Como anda o diálogo com stakeholders nas empresas brasileiras?
Como anda o diálogo com stakeholders nas empresas brasileiras? Como anda o diálogo com stakeholders nas empresas brasileiras?
Como anda o diálogo com stakeholders nas empresas brasileiras? Lucas Amaral Lauriano
 
Dominio de funciones reales
Dominio de funciones realesDominio de funciones reales
Dominio de funciones realesFrancisco
 
Cuidados dos autorização dos transportes públicos
Cuidados dos autorização dos transportes públicosCuidados dos autorização dos transportes públicos
Cuidados dos autorização dos transportes públicosEB1JIAbobodaII
 
Galapagos Islands
Galapagos IslandsGalapagos Islands
Galapagos IslandsLavennder M
 
Campus spy session 3
Campus spy session 3Campus spy session 3
Campus spy session 3youthsg
 
Presentación Teatro del Pueblo
Presentación Teatro del PuebloPresentación Teatro del Pueblo
Presentación Teatro del PuebloNey Gonzalez
 
Grande axioma da vida
Grande axioma da vida Grande axioma da vida
Grande axioma da vida Marina Braga
 
Novo apresentação do microsoft power point
Novo apresentação do microsoft power pointNovo apresentação do microsoft power point
Novo apresentação do microsoft power pointjulieMin
 
La tierra 7º b nº 15 y nº 25
La tierra   7º b    nº 15 y nº 25La tierra   7º b    nº 15 y nº 25
La tierra 7º b nº 15 y nº 25guest3f44f5
 

Destaque (20)

La pobreza
La pobrezaLa pobreza
La pobreza
 
Diapositivas
DiapositivasDiapositivas
Diapositivas
 
Analisis y resultados del perfil para la novia de estudiantes de teología
Analisis y resultados del perfil para la novia de estudiantes de teologíaAnalisis y resultados del perfil para la novia de estudiantes de teología
Analisis y resultados del perfil para la novia de estudiantes de teología
 
Tecnología y Pedagogía
Tecnología y PedagogíaTecnología y Pedagogía
Tecnología y Pedagogía
 
Historia feliz
Historia felizHistoria feliz
Historia feliz
 
Presentacion eda
Presentacion edaPresentacion eda
Presentacion eda
 
Conheça me
Conheça me Conheça me
Conheça me
 
Divulgacion sandoval vargas
Divulgacion sandoval vargasDivulgacion sandoval vargas
Divulgacion sandoval vargas
 
Como anda o diálogo com stakeholders nas empresas brasileiras?
Como anda o diálogo com stakeholders nas empresas brasileiras? Como anda o diálogo com stakeholders nas empresas brasileiras?
Como anda o diálogo com stakeholders nas empresas brasileiras?
 
Alhassane
AlhassaneAlhassane
Alhassane
 
Dominio de funciones reales
Dominio de funciones realesDominio de funciones reales
Dominio de funciones reales
 
Ativ 7_5leandro
Ativ 7_5leandroAtiv 7_5leandro
Ativ 7_5leandro
 
Cuidados dos autorização dos transportes públicos
Cuidados dos autorização dos transportes públicosCuidados dos autorização dos transportes públicos
Cuidados dos autorização dos transportes públicos
 
Galapagos Islands
Galapagos IslandsGalapagos Islands
Galapagos Islands
 
Campus spy session 3
Campus spy session 3Campus spy session 3
Campus spy session 3
 
Presentación Teatro del Pueblo
Presentación Teatro del PuebloPresentación Teatro del Pueblo
Presentación Teatro del Pueblo
 
Simulador de Negócios
Simulador de NegóciosSimulador de Negócios
Simulador de Negócios
 
Grande axioma da vida
Grande axioma da vida Grande axioma da vida
Grande axioma da vida
 
Novo apresentação do microsoft power point
Novo apresentação do microsoft power pointNovo apresentação do microsoft power point
Novo apresentação do microsoft power point
 
La tierra 7º b nº 15 y nº 25
La tierra   7º b    nº 15 y nº 25La tierra   7º b    nº 15 y nº 25
La tierra 7º b nº 15 y nº 25
 

Semelhante a 04 03 12 (20)

29 01 12
29 01 1229 01 12
29 01 12
 
22 01 12
22 01 1222 01 12
22 01 12
 
02 11 11
02 11 1102 11 11
02 11 11
 
18 12 11
18 12 1118 12 11
18 12 11
 
13 11 11
13 11 1113 11 11
13 11 11
 
11 09 11
11 09 1111 09 11
11 09 11
 
26 02 12
26 02 1226 02 12
26 02 12
 
Cat02
Cat02Cat02
Cat02
 
Publicação Abril
Publicação AbrilPublicação Abril
Publicação Abril
 
4. Abril.pdf
4. Abril.pdf4. Abril.pdf
4. Abril.pdf
 
Publicação Mensal
Publicação MensalPublicação Mensal
Publicação Mensal
 
Publicação
PublicaçãoPublicação
Publicação
 
Publicação Mensal
Publicação MensalPublicação Mensal
Publicação Mensal
 
Mãos que servem
Mãos que servemMãos que servem
Mãos que servem
 
01 01 12
01 01 1201 01 12
01 01 12
 
27 11 11
27 11 1127 11 11
27 11 11
 
11 12 11
11 12 1111 12 11
11 12 11
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
04 09 11
04 09 1104 09 11
04 09 11
 
Vigilia Seminarios
Vigilia SeminariosVigilia Seminarios
Vigilia Seminarios
 

Mais de Gustavo Scheffer

Mais de Gustavo Scheffer (11)

Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
 
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
 
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do SenhorDomingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
 
2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum
 
São raimundo de peñafort
São raimundo de peñafortSão raimundo de peñafort
São raimundo de peñafort
 
Epifania do senhor
Epifania do senhorEpifania do senhor
Epifania do senhor
 
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
 
24 12 11
24 12 1124 12 11
24 12 11
 
21 08 11
21 08 1121 08 11
21 08 11
 
12 10 11
12 10 1112 10 11
12 10 11
 
08 12 10
08 12 1008 12 10
08 12 10
 

04 03 12

  • 1. Nº 1.903 (Ano B/Roxo) - 2º Domingo da Quaresma - 4 de março de 2012 CF: "QUE A SAÚDE SE DIFUNDA SOBRE A TERRA" "ESTE É O MEU FILHO AMADO" comunhão, iniciemos cantando: (entra uma cruz grande com um pano roxo e, de- pois, toda a equipe de celebração). 02. CANTO Hino da CF-2012 03. ACOLHIDA E SAUDAÇÃO D. Invoquemos a Santíssima Trindade: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém! D. O Deus da esperança e de toda conso- lação, o Deus que venceu a morte, esteja convosco. Todos: Bendito seja Deus que nos reu- niu no amor de Cristo. 01. MOTIVAÇÃO 04. DEUS NOS PERDOA C.1 Irmãos e irmãs, sejam bem-vindos! D. Viver a Quaresma só tem sentido à luz (apresentar as intenções). do Tríduo Pascal que culmina na Ressur- C.2 Continuamos nossa caminhada para a reição de Jesus Cristo, a Cabeça, e dos Páscoa do Senhor. Todos nós somos con- cristãos, seus membros. Invoquemos com vidados a ouvir a Palavra do Pai, na pessoa confiança a misericórdia do Pai. de Jesus e obedecer à sua voz. A páscoa do L.1 Pelas vezes que não reconhecemos Senhor continua se manifestando em cada Deus como Senhor de nossa vida e bus- irmã e irmão que oferece sua vida como o camos as satisfações e os prazeres do Mestre fez. mundo, Senhor, tende piedade de nós. (Alguém entra com o cartaz da Campa- Todos: (cantando) Senhor, tende pieda- nha da Fraternidade, com o refrão) de de nós! C.1 Com o desejo de assumir e celebrar essa L.2 Pelas vezes que fomos fracos diante
  • 2. dos desafios de nossa fé, porque faltou es- Leitura da Carta de São Paulo aos Ro- forço e fidelidade na vivência de Vossa Pa- manos. lavra, Cristo, tende piedade de nós. L.1 Pelas vezes que vivemos como se fôs- EVANGELHO: Mc 9, 2-10 semos do mundo, colocando as pessoas e as leis em nosso favor, desrespeitando o CANTO DE ACLAMAÇÃO direito e a dignidade de cada pessoa, Se- Louvor e glória a ti, Senhor... n° 370 (2° nhor, tende piedade de nós. Dom. da Quaresma) D. Deus, Pai de misericórdia, tenha com- paixão de nós, perdoe nossos pecados e Proclamação do Evangelho de Jesus nos conduza à vida eterna. Amém. Cristo segundo Marcos. 05. HINO DE LOUVOR 09. PARTILHANDO A PALAVRA (Na Quaresma não se canta o glória). O segundo Domingo da Quaresma define o caminho que o verdadeiro discípulo deve 06. ORAÇÃO seguir: 1) a escuta atenta de Deus e dos seus D. Ó Deus, que nos mandastes ouvir projetos; 2) o caminho da obediência total Vosso Filho amado, alimentai nosso es- e radical ao Pai. pírito com a Vossa palavra, para que, A história do sacrifício de Isaac quer nos purificado o olhar de nossa fé, nos ale- mostrar a atitude correta que o fiel deve gremos com a visão da vossa glória. Por assumir diante de Deus. Abraão é apresen- Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Fi- tado como o modelo de quem tem fé. Ele lho, na unidade do Espírito Santo. sabe escutar Deus e acolher os seus proje- Amém. tos com obediência incondicional, com con- fiança total… Mesmo que as propostas de 07. DEUS NOS FALA Deus pareçam incompreensíveis ou quan- C.1 Ao preservar a vida de Isaac, filho de do os projetos dEle interferem nos nossos , Abraão, Deus se revela como defensor da o cristão ideal deve acolher os planos de vida, opondo-se aos ídolos da morte. Pau- Deus e realizá-los com fidelidade. lo nos diz que, em Jesus, somos justifica- O comportamento de Abraão face a esta dos na fé e perdoados de todos os peca- "crise" (este teste) revela, antes de mais dos. Ouçamos atentamente. nada, o lugar absolutamente central que Deus ocupa na sua vida. Deus é, para PRIMEIRA LEITURA Abraão, o valor máximo, a prioridade fun- (Gn 22,1-2.9a.10-13.15-18) damental; por isso, Abraão mostra-se dis- posto a fazer a Deus uma entrega total e Leitura do Livro do Gênesis. irrevogável de si próprio, da sua família, do seu futuro, dos seus sonhos, das suas aspi- SALMO RESPONSORIAL – 115(116) rações, dos seus interesses. Para Abraão, Refrão: Andarei na presença de Deus, nada mais conta quando estão em jogo os junto a ele na terra dos vivos. planos de Deus... Na vida do homem do nosso tempo, contudo, nem sempre Deus SEGUNDA LEITURA: Rm 8, 31b-34 ocupa o lugar central que Lhe é devido.
  • 3. Com frequência, o dinheiro, o poder, a car- amado, escutai-o". reira profissional, o reconhecimento social, - MOISÉS e ELIAS: Representam a Lei e o sucesso, ocupam o lugar de Deus e os Profetas: o Antigo Testamento. condicionam os valores que nos orientam. - O SONO DOS TRÊS DISCÍPULOS: São Paulo nos brinda com um hino do amor simboliza a incompreensão deles sobre a maior: Deus nos ama com um amor tão pro- doação de vida e a morte de Jesus. fundo e intenso, que nada nem ninguém con- - AS TRÊS TENDAS: Pedro deseja per- segue apagar . Esse amor veio ao nosso manecer contemplando o Transfigurado. encontro na pessoa de Jesus Cristo, atingiu - "JESUS FICOU SOZINHO": Moisés e a nossa existência e nos transformou. Por Elias desaparecem. O Antigo Testamento isso, o cristão não precisa ter medo, mes- já cumpriu sua tarefa. mo quando aparecem divergências, perse- Todos os Domingos, devemos subir a Mon- guições e dificuldades. Aliás, devemos en- tanha para contemplar o Cristo transfigura- tregar nossa vida nessa luta contra a morte do (ressuscitado) e ESCUTAR a sua voz. e a injustiça, porque Deus nos ama e nos E depois, também nós, transfigurados, des- salva. O único que poderia nos condenar é cer a Montanha (sair das quatro paredes Deus, mas Ele, em sua infinita bondade, da igreja) para prosseguir a nossa caminha- escolheu salvar-nos. Sendo assim, o cris- da como agentes de transformação, dispos- tão deve enfrentar a vida com serenidade e tos a enfrentar o mundo e os seus proble- esperança. mas. Jesus está a caminho de Jerusalém com os Apóstolos. O Primeiro anúncio da PAI- 10. PROFISSÃO DE FÉ XÃO faz desmoronar neles as esperanças D. Professemos a nossa fé, rezando: Creio messiânicas, cheias de triunfalismo. Os em Deus Pai todo poderoso... Apóstolos, decepcionados, entram numa profunda crise. Deste texto, onde o Senhor 11. PRECES DA COMUNIDADE conforta seus discípulos na iminência de seu D. Iluminados pela Santa Transfiguração, sofrimento nós podemos tirar duas lições elevemos humildemente nossas preces ao de sentido espiritual: Senhor, pedindo: 1) O Senhor está ao nosso lado para nos Todos: Salvai, Senhor, o vosso povo. ajudar a enfrentar as situações mais difíceis L.1 Rezemos pela Igreja, para que seja sem- e pesadas; pre testemunha fiel da Luz do Senhor no 2) O próprio Deus será a nossa recompen- mundo, rezemos. sa. L.2 Por todos os sacerdotes, para que, Esse texto, que é uma catequese sobre Je- como os Apóstolos que viram o Senhor sus, está carregado de simbolismos: Transfigurado, aceitem o chamado à - A MONTANHA, lugar sagrado por ex- santificação, rezemos. celência, onde Deus se revela ao homem e L.1 Por todos os cristãos, para que procu- lhe apresenta seus projetos. rem continuamente o rosto de Cristo e o - A TRANSFIGURAÇÃO: Todo encon- testemunhem em suas vidas, rezemos. tro autêntico com Deus deixa marcas visí- L.2 Por todos aqueles que sofrem, para que veis no rosto das pessoas, como em Moisés encontrem consolo e esperança aqui e no ao descer do Sinai; Céu, rezemos. - A VOZ confirma: "Este é o meu Filho L.1 Por todos nós, para que esse período
  • 4. Quaresmal seja de reflexão profunda e cumprimentam, desejando a paz de Cristo). conversão verdadeira, rezemos. Senhor, fazei-me instrumento... nº 560 L.2 Pelos catecúmenos, para que assumam a preparação com sinceridade e sejam 15. ORAÇÃO transformados em membros vivos de nos- D. Deus de compaixão, durante esta sa comunidade, rezemos. época de arrependimento, tende miseri- Concluir com a oração da CF 2012: córdia de nós. Com nossa oração, nosso D. Senhor Deus de amor, Pai de bonda- jejum e nossas boas obras, transformai de, nós vos louvamos e agradecemos pelo nosso egoísmo em generosidade. Abri dom da vida, pelo amor com que cuidais nossos corações à Vossa Palavra, curai de toda a criação. nossas feridas do pecado, ajudai-nos a L.1 Vosso Filho Jesus Cristo, em sua mi- fazer o bem neste mundo. Que transfor- sericórdia, assumiu a cruz dos enfermos e memos a escuridão e a dor em vida e de todos os sofredores, sobre eles derra- alegria. Por Cristo nosso Senhor. Amém. mou a esperança de vida em plenitude. L.2 Enviai-nos, Senhor, o Vosso Espírito. 16. AVISOS Guiai a Vossa Igreja, para que ela, pela con- D. No próximo dia 8 comemoramos o Dia versão se faça sempre mais, solidária às internacional da Mulher. Parabéns! dores e enfermidades do povo, e que a saú- de se difunda sobre a terra. Amém. 17. BÊNÇÃO E DESPEDIDA D. O Senhor esteja convosco! 12. APRESENTAÇÃO DOS DONS Todos: Ele está no meio de nós. C.2 A espiritualidade quaresmal nos leva a D. Desça sobre nós a bênção de Deus Pai viver com mais intensidade a relação e Filho e Espírito Santo. Amém! int erpessoal co m Deus e com os D. Ide em paz e que o Senhor vos acompa- irmãos(as). Compartilhemos no altar do nhe! Senhor, a nossa vida e de nossa família, os Todos: Graças a Deus! frutos de nossos trabalhos, oferecendo com amor e alegria os dons que Dele recebe- 18. CANTO mos. Por melhor que seja alguém... n° 788 Eis o tempo de conversão... n° 491 13. PAI NOSSO Leituras para a Semana D. Rezemos, de mãos dadas, a Oração do Senhor: Pai nosso... 2ª Dn 9, 4b-10 / Sl 78(79) / Lc 6, 36-38 3ª Is 1, 10.16-20 / Sl 49(50) / Mt 23, 1-2 4ª Jr 18, 18-20 / Sl 30(31) / Mt 20, 17-28 14. ABRAÇO DA PAZ 5ª Jr 17, 5-10 / Sl 1 / Lc 16, 19-31 (Entra alguém declamando a oração de São 6ª Gn 37, 3-4.12-13a.17-28 / Sl 104(105) Francisco, Senhor, fazei-me instrumento... n° Mt 21, 33-43.45-46 560, depois canta-se o mesmo hino e todos se Sáb.:Mq 7, 14-15.18-20 / Sl 102(103) / Lc 15, 1-3.11-15 Secretariado Diocesano de Pastoral Av. João XXIII, 410-Centro 29930-420-S. Mateus/ES - Tel: (27) 3763.1177 Fax 3763.3104 - E-mail: secretariado@diocesedesaomateus.org.br / Site: www.diocesedesaomateus.org.br Rádio Católica da nossa região, é a Kairós FM 94,7. www.radiokairos.com.br Associe-se ao Clube do Ouvinte e ajude a manter a rádio. Informações pelo telefone 3767-2000.