Cabo de aço

1.577 visualizações

Publicada em

Esta apresentação faz parte da série disponibilizada por Guindastes Veronezi como constribuição à formação de operadores de munck (guindauto).

Publicada em: Negócios, Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.577
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cabo de aço

  1. 1. ASPECTOS GERAIS As eslingas são, de um modo geral, muito exigidas em suas utilizações. Os maiores danos são causados por: - Falta de uso de proteções entre elas e a carga, permitindo, assim, que cantos vivos ou superfícies cortantes desta última provoquem danos; - Desgaste por arrasto das eslingas sob a carga, causando abrasão e amassamento; - Choques repentinos durante o carregamento, aumentando a fadiga das eslingas, normalmente já sobrecarregadas. - Tráfego sobre elas, principalmente de equipamentos de esteiras. Por essas e outras razões, como erros de cálculo de cargas e estimativa de angulação das eslingas, recomenda-se enfaticamente que se baseiem tais cálculos e estimativas num fator de segurança de, pelo menos, 5:1. Ainda, por todas as razões, as eslingas devem ser cuidadosamente inspecionadas antes de cada utilização. GUINDASTES - CABO DE AÇO www.veronezi.com.br
  2. 2. www.veronezi.com.br GUINDASTES - CABO DE AÇO O que é a construção de um cabo de aço? Os cabos de aço apresentam diversas construções. A construção do cabo é determinada pelo número de pernas que o compõem, e pelo número de fios de cada perna. O cabo 6 x 19, por exemplo, é composto por 6 pernas de 19 fios cada. Já a alma do cabo pode ser identificada pelas seguintes siglas: AF (alma de fibra natural); AFA (alma de fibra artificial); AA (alma de aço formada por uma perna); e AACI (alma de aço de cabo independente).
  3. 3. www.veronezi.com.br GUINDASTES - CABO DE AÇO O QUE É O PASSO DE UM CABO DE AÇO? O passo de um cabo é a distância na qual uma perna dá uma volta completa em torno da alma do cabo. Veja o exemplo:
  4. 4. www.veronezi.com.br GUINDASTES - CABO DE AÇO <ul><ul><li>A LUBRIFICAÇÃO É IMPORTANTE </li></ul></ul><ul><li>Lubrifique periodicamente cabos de aço e laços feitos com cabos de aço. A boa lubrificação protege contra a corrosão e aumenta a durabilidade do cabo. Para essa operação, nunca use óleo queimado. Prefira os lubrificantes especialmente desenvolvidos para isso. </li></ul>COLOCAÇÃO DOS GRAMPOS (CLIPS) Lembre-se: USE APENAS GRAMPOS DO TIPO PESADO! Confira abaixo os erros mais comuns na aplicação de grampos aos cabos de aço. Observe que a maneira correta é com a base colocada no trecho mais comprido do cabo, ou seja, aquele que vai em direção ao outro olha. Para cabos de diâmetro até 5/8 (16 mm) use, no mínimo, três grampos. Este número deve ser aumentado para cabos de diâmetros maiores. NORMA Z150-1998 da C.S.A.
  5. 5. www.veronezi.com.br GUINDASTES - CABO DE AÇO <ul><ul><li>DISTORÇÕES MAIS COMUNS </li></ul></ul>NORMA Z150-1998 da C.S.A. Inspeção Diária Deve-se observar as condições dos cabos móveis durante a operação normal do equipamento, todos os dias; os cabos devem ser inspecionados visualmente uma vez por semana.Uma inspeção completa e detalhada de todos os cabos em uso deve ser feita pelo menos uma vez por mês, de acordo com a Norma ISO 4309, e as condições dos cabos devem ser anotadas no Registro Diário do guindaste. Todas as inspeções devem ser feitas pelo operador ou por outra pessoa capacitada, designada pelo proprietário ou usuário. Qualquer deterioração, inclusive corrosão, que resulte em perda considerável da resistência original deve ser registrada em detalhes, observando-se que o uso desses cabos constituirá risco.

×