Anita malfatti

7.010 visualizações

Publicada em

Biografia da pintora e sua inspiração para obra "o farol"

1 comentário
6 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.010
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
305
Comentários
1
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Anita malfatti

  1. 1. AnitaMalfatti Biografia
  2. 2. Anita Malfatti nasceu em SãoPaulo em 1889, filha do engenheiroitaliano Samuel Malfatti e EleonoraElizabeth Krug, norte-americanadescendente de alemães. Recebeu onome de Annita Catharina Malfatti, afamília já tinha um filho: Alexandre.Samuel estava no Brasil trabalhandona construção de ferrovias e o avôGuilherme trabalhava comoempreiteiro. Ela nasceu com uma atrofiacongênita no braço direito, a obrigandodesde cedo a desenvolver asatividades com o mão esquerda. Em1901 ela perde o pai e vai morar com amãe e os irmãos na casa dos avós, aos19 anos começa a lecionar e tem aulasde pintura com a mãe, que eraprofessora e em 1909 pinta “O burrinhocorrendo”, que é considerado suaprimeira obra.
  3. 3. Seu talento para a pintura sensibilizou o tio e o padrinho de tal forma que eles juntaram dinheiro para mandá-la estudar na Academia de Belas-Artes de Berlim, na Alemanha. Lá, ela conhece obras de Van Gogh, Picasso e fica muito impressionada com os movimentos vanguardistas. Ganhou muita experiência e estudou com professores bem conhecidos na Europa. A pintora voltou ao Brasil erealizou sua primeira exposiçãoindividual, em 1914. Em seguida foipara os Estados Unidos estudar comHomer Boss, tendo a liberdade depintar o que desejasse, livre deimposições. Foi esse período quemarcou a fase mais brilhante de suacriação. Anita produziu telas como "Ohomem amarelo", "Mulher de cabelosverdes", “O Farol”, “A onda”, “A boba”"O Japonês“, consideradas umas dassuas melhores obras até hoje.
  4. 4. Anita resolve, através do apoio de amigos jornalistas eartistas, organizar a exposição de 1917. Essa mostra foi considerada a sementedo modernismo e contou com os trabalhos trazidos dos Estados Unidos, mas oresultado não foi bem aceito. Um dos principais nomes da crítica daépoca, Monteiro Lobato, que era nacionalista, resolveu criticá-la em um jornal. Naedição ele dizia que os trabalhos mais pareciam com macaquice e caricatura elamentava o fato de uma artista tão talentosa fazer pinturas deste tipo. Ela recebeu mal a crítica, entrou em depressão e parou de pintar. Umano depois, decidida a ser mais convencional, foi tomar aulas de natureza-mortae se tornou amiga da pintora Tarsila do Amaral. Alguns anos depois, junto com osamigos, idealizou a Semana de 22. Seus trabalhos foram expostos em váriasexposições por todo o país e em 1933 Anita ganhou a grande medalha de pratado Salão de Belas-Artes em São Paulo. Porém ela nunca se recuperoutotalmente das críticas e, com idademais avançada, ela se mudou, com airmã, para uma chácara emDiadema, onde morreu em 1964 isoladado mundo.
  5. 5. Obra escolhida:O farol
  6. 6. “O farol” (1915) faz parte de uma série de obras produzidas por AnitaMalfatti no seu período de estadia nos Estados Unidos, quando a artista seisolou numa ilha de pescadores na Costa do Maine chamada MonheganIsland, na qual Anita passava os dias pintando ao ar livre. Nesse ambiente deliberdade e inspiração, a artista explorou as influências expressionistasadquiridas durante seus estudos na Alemanha. Nesse quadro a pintora se inspirou e procurou representar o farol dailha em que estava. E como nos quadros em que representavaedificações, nele há poucas deformações e também há a principalcaracterística do seu expressionismo: as cores abundantes e vivas. O barco A ventania
  7. 7. Colégio Nossa Senhora do CarmoTeresópolis, 25 de abril de 2012Disciplina: BiologiaProfº: Antônio FernandesAluno: Guilherme Mattos R. Perdigão – Nº 17Turma: 211

×