Onde estás, Deus?

243 visualizações

Publicada em

Eis aí uma pergunta universal e atemporal: “onde está Deus?”. É impressionante como ao longo da história da humanidade, diferentes correntes religiosas, filosóficas, ideológicas e até culturais, levantaram – e continuam levantando – a mesma pergunta: “onde está Deus?”. Por mais que alguns personagens bíblicos já tenham tidos experiências reveladoras da existência de Deus, mesmo que através de teofanias, ou até mesmo nós Cristãos experimentarmos dia após dia um relacionamento íntimo com Deus, a pergunta continua ecoando dentro do coração do homem.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
243
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Onde estás, Deus?

  1. 1. Onde está Deus? Atos 17.22-27 “22 Então Paulo levantou-se na reunião do Areópago e disse: “Atenienses! Vejo que em todos os aspectos vocês são muito religiosos, 23 pois, andando pela cidade, observei cuidadosamente seus objetos de culto e encontrei até um altar com esta inscrição: AO DEUS DESCONHECIDO. Ora, o que vocês adoram, apesar de não conhecerem, eu lhes anuncio. 24 “O Deus que fez o mundo e tudo o que nele há é o Senhor dos céus e da terra, e não habita em santuários feitos por mãos humanas. 25 Ele não é servido por mãos de homens, como se necessitasse de algo, porque ele mesmo dá a todos a vida, o fôlego e as demais coisas. 26 De um só fez ele todos os povos, para que povoassem toda a terra, tendo determinado os tempos anteriormente estabelecidos e os lugares exatos em que deveriam habitar. 27 Deus fez isso para que os homens o buscassem e talvez, tateando, pudessem encontrá-lo, embora não esteja longe de cada um de nós.” Eis aí uma pergunta universal e atemporal: “onde está Deus?”. É impressionante como ao longo da história da humanidade, diferentes correntes religiosas, filosóficas, ideológicas e até culturais, levantaram – e continuam levantando – a mesma pergunta: “onde está Deus?”. Por mais que alguns personagens bíblicos já tenham tidos experiências reveladoras da existência de Deus, mesmo que através de teofanias, ou até mesmo nós Cristãos experimentarmos dia após dia um relacionamento íntimo com Deus, a pergunta continua ecoando dentro do coração do homem. No texto acima que acabamos de ler, vemos o apóstolo Paulo declarar ao povo de Atenas que Deus criou todas as coisas para que o homem pudesse buscá-lo e encontrá-lo. O povo grego possuía muitas esculturas que reverenciavam a deuses para todas as necessidades. Era deus pra guerra, para o amor, para a prosperidade, etc. (parece que já vi isso em algum lugar...). E existia uma escultura chamada “DEUS DESCONHECIDO”. E foi através desse “Deus Desconhecido” que Paulo começou a pregar no areópago em Atenas. Mas se a pergunta da humanidade é “onde está Deus?”, nós Cristãos, temos que ter as respostas pautadas na Palavra do Senhor. Eis aqui algumas delas. 1. Deus está no mesmo lugar onde sempre esteve eternamente: no lugar da Justiça Mas a pergunta que ouvimos é: e quando coisas terríveis acontecem conosco ou com quem amamos ou com homens e mulheres piedosos? Onde está Deus que permite ou não impede que coisas terríveis assim aconteçam? Ou onde está Deus quando um crente, que confessou a Cristo como Senhor e Salvador e entregou a sua vida a Ele, sofre? a. Onde está Deus quando coisas ruins acontecem para a humanidade? Em Oséias 4.6 entendemos que o povo do Senhor perece, sofre, por que lhe falta o conhecimento. Conhecer a Deus, a Sua vontade perfeita, e buscar obedecer a essa vontade, são fatores cruciais na vida do homem de forma que este viva debaixo da vontade de Deus. O problema é que quando não buscamos conhecer a Deus, e nem a Sua vontade perfeita, ou quando negligenciamos esse conhecimento e obediência, ficamos refém da nossa própria vontade, e esta nos leva para o mal e traz consequências terríveis para toda a humanidade. Quando não buscamos a Deus, ficamos entregues a nossa natureza humana corrompida pelo pecado e cometemos
  2. 2. atitudes perversas e más. Os textos de Romanos 1.18-21, 28-32, e 2.4-6, explicam exatamente o que estou querendo dizer. A filha de Billy Graham estava sendo entrevistada em um dos mais famosos programas de entrevistas dos Estados Unidos, esses programas parecido com o nosso famoso “Jô Soares”, quando a apresentadora perguntou a ela: “Onde está Deus que permite que algo horroroso assim aconteça nos EUA (se referindo ao 11 de setembro)?”. Anne Graham deu uma resposta extremamente profunda e sábia. Ela disse: “Eu creio que DEUS ficou profundamente triste com o que aconteceu, tanto quanto nós. O problema é que por muitos anos nós temos dito para DEUS não interferir em nossas escolhas, sair do nosso governo, sair das nossas escolas e sair de nossas vidas. Então como Deus é um cavalheiro, eu creio que Ele calmamente nos deixou. Então como é que agora queremos esperar que DEUS nos dê a Sua bênção e Sua proteção se nós exigimos que Ele não se envolva mais conosco?”. O mesmo Deus que está no lugar do Amor, da Longanimidade, da Paciência, da Benevolência, da Bondade, é o mesmo Deus que está no lugar da Justiça. b. Onde está Deus quando coisas ruins acontecem ao Crente? O caso Jó: “Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te veem.” (Jó 42.5). Jó era um homem justo e temente ao Senhor, possuidor de muitas posses e riquezas. Mas certa vez, Deus permitiu que Satanás tocasse na vida de Jó. E como Jó sofreu nas mãos do inimigo. Mas, na hora certa, e quando já ninguém podia esperar, nem confiar, “o Senhor mudou a vida de Jó, enquanto orava pelos seus amigos, e lhe acrescentou outro tanto e em dobro tudo quanto possuía antes... e assim abençoou Deus o último estado de Jó, mais do que o primeiro... e teve filhos e filhas, que ele viu, feliz, até à quarta geração”. Mas muito mais do que isso, agora Jó verdadeiramente conhecia a Deus. Romanos 5.3,4 diz: “Não só isso, mas também nos gloriamos nas tribulações, porque sabemos que a tribulação produz perseverança; 4 a perseverança, um caráter aprovado; e o caráter aprovado, esperança”. I Coríntios 10.13: “Não sobreveio a vocês tentação que não fosse comum aos homens. E Deus é fiel; ele não permitirá que vocês sejam tentados além do que podem suportar. Mas, quando forem tentados, ele mesmo lhes providenciará um escape, para que o possam suportar”. Romanos 8.28: “Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, e dos que foram chamados de acordo com o seu propósito”. Quando permite que um crente sofra, Deus se coloca no lugar da Fidelidade, da Proteção, do Cuidado e começa a realizar no Seu filho a sua boa obra que começou e irá completá-la até o dia de Cristo Jesus (Filipenses 1.6). É como diz Joni Tada Erickson “Às vezes Deus permite o que odeia para realizar o que ama”. 2. Deus está no mesmo lugar onde sempre esteve eternamente: no lugar da Unidade entre o Pai, Filho e Espírito Santo O nosso Deus não vive na solidão: é Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito, a comunhão perfeita de três pessoas que vivem em uma triunidade de amor perfeita desde toda a
  3. 3. eternidade. Isso nos faz lembrar que quanto mais longe estamos uns dos outros, mais distantes de Deus, ou se preferir, mais distantes da experiência de Deus nós estamos! O apóstolo João conclui dizendo que “Se amamos uns aos outros, Deus permanece em nós e seu amor está aperfeiçoado em nós” (I João 4.12). Quando Deus se revela ao homem através do seu filho, Deus não revela apenas a sua identidade de Pai, mas também a sua Unidade. É o próprio filho que veio mostrar que ele e o Pai são um. E como Cristo é a unidade com o Pai, apenas conheceremos a Deus e saberemos onde Ele está se formos um com Cristo. Apenas quem é um com Cristo pode ser um com Deus. Além disso, Cristo é o cabeça da igreja. Desta forma, uma das maneiras de conhecermos e buscarmos a Deus se dá através da unidade com a igreja. a. Deus está em Cristo Apesar do que outras religiões, pseudoreligiões, seitas, heresias, vãs filosofias pregam de que “todo caminho nos leva a Deus”, ou “eu posso encontrar a Deus em qualquer lugar”, não existe outro lugar onde Deus possa estar, senão em Cristo Jesus.  O apóstolo João declara em seu evangelho: “Ninguém jamais viu a Deus; o Deus unigênito, que está no seio do Pai, é quem o revelou” (João 1.18)  O próprio Jesus nos revela isso quando diz: “Quem me vê a mim vê o Pai” (João 14.9)  João 1.1-3 diz: “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez.”  Em Colossenses 1.16 -17 temos: “pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele. Ele é antes de todas as coisas. Nele, tudo subsiste.”  Nas últimas instruções que Jesus estava dando aos seus discípulos antes da crucificação, Ele declara: “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.” (João 14.1)  E para encerrar todo assunto Jesus acerca de que Ele é Deus, Jesus declara: “Eu sou o Alfa e Ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é, que era e que há de vir, o Todo-Poderoso.” (Apocalipse 1.8) b. Deus está na congregação Apesar de ouvir muito falar por aí que “a salvação é individual”, “igreja não salva ninguém”, queria deixar claro que Deus está na congregação. Quando falo de congregação não falo de templos físicos, edifícios majestosos, ou estádios de futebol lotados (se bem que Deus pode está nesses lugares também), mas falo de um lugar específico onde o povo de Deus se reúne para louvar e exaltar o nome do Senhor e ser edificado por Ele. A congregação de irmãos! É na reunião da congregação que:  Participamos da Ceia do Senhor (I Coríntios 11.17-34; cf. Atos 20.7)  Reunimos para juntar ofertas de cunho social e missionária (I Coríntios 16.1-3; Atos 4.36-37; 5.1-2)  Cantamos hinos de louvor e edificação (Efésios 5.19-21)  É ensinada a Palavra do Senhor (I Coríntios 14.26)  Recebemos o poder do alto (Atos 2)
  4. 4. Em Hebreus 10.25, Paulo nos exorta a não deixarmos de frequentar aos cultos nas congregações. Ele diz: “Não abandonemos, como alguns estão fazendo, o costume de assistir às nossas reuniões. Pelo contrário, animemos uns aos outros e ainda mais agora que vocês veem que o dia está chegando”. Paulo nos deixa isso por que são nas reuniões da congregação é que acontece algo muito importante no corpo de Cristo: um irmão anima outro irmão, como diz o texto de Hebreus. Mateus 18.20: “Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou no meio deles”. c. Deus está no homem Nós fomos criados a imagem e semelhança de Deus (Gn 1.26). Somos feitura sua, criados para o louvor da sua glória. Deus colocou em nós o fôlego de vida e fomos criados para sermos sua habitação. Ele fez tudo isso para vir morar dentro de nós. Não há outro lugar onde Deus queira estar senão habitando dentro do homem. Houve um tempo em que um homem obedeceu a Deus, então Deus começou a andar com os homens. Houve outro tempo em que o próprio Deus começou a andar no meio dos homens. Este tempo foi quando Cristo deixou a sua habitação celeste e veio habitar e andar entre nós. Mas agora é o tempo onde Deus não mais anda com os homens ou anda no meio dos homens, mas o tempo onde Deus anda dentro do homem. Em Joao 14.23 Jesus declara que “Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada”.  João 14.16,17: “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre”.  “Não sabei vocês são templo de Deus, e que o Espírito de Deus habita em vocês? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que são vocês é santo”. (I Coríntios 3.16,17) 3. Onde está homem? Na verdade a pergunta “onde estás?” está sendo feita pelo interlocutor errado. Quem na verdade deveria está fazendo essa pergunta não é o homem, mas sim o próprio Deus perguntando ao homem. E Ele está fazendo isso. Se formos analisar bem a Palavra de Deus, a primeira pergunta que Deus faz ao homem é “onde está você?” (Genesis 3.9), após a queda do homem. Deus nos criou para si, apesar de não precisar de nós. Ele determinou toda a nossa vida, quando poderia apenas ter aberto mão de nós. E faz isso porque quer se relacionar conosco. Deus quer que o busquemos. Desde o dia em que Adão e Eva não foram ao seu encontro, Deus tem perguntado: “Onde está você?”. Não é maravilhoso? Este Deus, que muitas vezes nos parece tão distante, está na verdade à nossa procura, e Ele deseja que o busquemos também! Podemos até mesmo resistir nessa busca, mas Ele acaba nos encontrando de qualquer forma. Deus não está longe, está próximo; já nos encontrou e espera de nós um passo de fé em sua direção.

×