Virtual tour

190 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
190
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Virtual tour

  1. 1. Por Guilherme Monteiro e Gregory Neres
  2. 2.  Hipertexto, por Landow (1992): “na narrativa hipertextual o autor oferece múltiplas possibilidades através das quais os próprios leitores constroem sucessões temporais e escolhem personagens, realizando saltos com base em informações referenciais".  Por Pierre Lévy (1993): “o hipertexto é um conjunto de nós ligados por conexões. O hipertexto é um conjunto de nós ligados por conexões. Os nós podem ser palavras, páginas, imagens, gráficos, seqüências sonoras, documentos complexos que podem eles mesmos ser hipertexto”.
  3. 3.  Era Virtual  National Museum of Natural History  Imersão Visual  Nasa – Home and City  Tour Virtual Brasil
  4. 4.  Hipertextualidade das visitas;  Possibilidade de mergulhar;  Facilidade de manuseio;  Existência de mapa;  Navegabilidade.
  5. 5.  Era Virtual: melhor estratégia. Navegação simples e completa. Exemplo: casa de Cora Coralina – áudio da voz da poetisa
  6. 6.  Nasa: impossibilita a navegação panorâmica, mas há níveis de camadas de informação.
  7. 7.  National Museum of Natural History: não se consegue ampliar as imagens
  8. 8.  Imersão Visual: texto mal posicionado, mapa confuso, sem localização exata.
  9. 9.  Tour Virtual: não permite zoom e é pouco informativo, uma foto panorâmica por vez.
  10. 10.  Maior hipertextualidade;  Possibilidade de abrir um vídeo em tela cheia e retornar a qualquer ponto que desejar;  Reiniciar a narração sem ter a necessidade de entrar na sala de novo;  Mais links de explicações e descrições;  Melhor interação ao manusear o mouse.
  11. 11.  Feita em linguagem HTML5, Javascript (Jquery) e CSS3;  Exclusão da programação em Flash, que limitava a navegação;  Expansão para tablets e mobiles, alcançando também deficientes visuais

×