Produção daInformação        NPA810 – Sistemas de Informação                      Prof. Mateus Cozer                      ...
Agenda• Introdução: Yochai Benkler e “The wealth of NetWorks”• A Riqueza das Redes• Estratégia de Produção de Informação• ...
Yochai Benkler: The Wealth of Networks , 2006• Yochai Benkler , professor de direito da Universidade de Harvard• Considera...
Temas Abordados• Internet• Surgimento da economia da sociedade em rede• Nova organização da infraestrutura da informação n...
IntroduçãoUm livro que descorre sobre o impacto social da internet• Complexa Multidisciplinaridade ;• Ênfase na ação socia...
O que é riqueza?                  Segundo dicionário               “ Qualidade do que é rico”                 Abordagem Be...
A riqueza das RedesQuando a produção da informação encontra a rede de computadores                                        ...
A riqueza das Redes                               Diariamente                               eles dedicadam                ...
Economia da produção de informaçãoAnálise Econômica nos últimos 150 anos:Inovações tecnológicas:• Principalmente na (comun...
Economia da produção de informaçãoAnálise Econômica com a internet:Descentralização da estrutura de capital para produzir ...
Transição – Espinha Dorsal                    Revolução                                              Indústrial           ...
Conceituação               X                   12
Propriedade IntelectualConceitos Importantes• Produção da Informação“Se eu pude ver mais longe é porque estou sobre o ombr...
Propriedade Intelectual Propriedade Intelectual nem sempre é a menina dos olhos das empresas Maioria das empresas não util...
Estratégia de Produção de Informação           Quem produz a informação?         Agentes de             Agentes de        ...
Estratégia de Produção de Informação   Minimização Custo/               Domínio                                           ...
Estratégia de Produção de Informação • Maximizador Romântico (Exclusão de Base Legal/Domínio Público)   Exemplo: Autor que...
Estratégia de Produção de Informação • Scholarly Lawyers (Mercado de Não Exclusão/Domínio Público)   Exemplo: Indústria de...
Estratégia de Produção de Informação • Joe Einstein/José Lattes (Não Mercado de Não Exclusão/Domínio Público)   Exemplo: A...
Estratégia de Produção de Informação              Como produzir a informação?        Entrada:                 Processo de ...
Estratégia de Produção de Informação                  Protegendo a Informação • Segundo Benkler, o copyright funciona como...
Estratégia de Produção de Informação     Possibilidade de Colaboracionismo Online                            Idéia provoca...
Produção Social e Mercado• Produção em pares (peer production)  •   Computadores estão mais barato;  •   Conexões de rede ...
Produção Social e Mercado• Software Livre  • A Catedral e o Bazar (Eric Raymond, 1998);  • Prática de produção e colaboraç...
Produção Social e Mercado• Localizando a Produção Social                          Hierarquias Rígidas   Hierarquias flexív...
Produção Social e Mercado• Sistemas de produção não mercado• Por que as pessoas participam?• Por que isso ocorre agora?• É...
Produção Social e Mercado• Motivação• Maslow: hierarquia de necessidades;• Frey: necessidades extrínsecas e intrínsecas;• ...
Produção Social e Mercado• Viabilidade da Produção Social  • Avanço tecnológico;  • Barateamento dos custos de tecnologia;...
Produção Social e Mercado "A produção social desenvolve-sede forma alheia a mercados ehierarquias, que são a base dosmétod...
A Sociedade em Rede                      30
A Sociedade em Rede• ESFERA PÚBLICA:“Meios de comunicaçãoutilizados pela sociedade afim de compartilhar e/oucomunicar acon...
A Sociedade em RedePlataformas da Esféra Pública:                                 32
A Sociedade em Rede                   REGIME AUTORITÁRIO:               • A mídia em massa           é                 con...
A Sociedade em RedeREGIME DEMOCRÁTICO:Mídia em massa independente do estado. Carente de imparcialidade devido adependência...
A Sociedade em Rede• Nova esfera pública:Devido ao baixo custo inicial, possibilita a participação ativa dasmassas. Exting...
A Sociedade em Rede                         “Universal Intake”  Tudo que mereça ser ouvido, deve ser colocado em debate,  ...
A Sociedade em Rede                                Estudo de caso – Eleições na Itália                                    ...
Economics, Technology and thereshaping of the mediaA tecnologia é capaz de alterar a maneira e o ritmo em que osnegócios a...
Economics, Technology and thereshaping of the media• INDUSTRIA FONOGRÁFICA                                39
Economics, Technology and thereshaping of the media• MÍDIA IMPRESSA                                40
Economics, Technology and thereshaping of the media• NOVAS MANEIRAS DE REALIZAR NEGÓCIOS                                  ...
Economics, Technology and thereshaping of the media                                42
Economics, Technology and thereshaping of the media                                             43http://www.youtube.com/w...
Bibliografia• BENKLER, Yochai. The Wealth of Networks: How Social Production  Transforms Markets and Freedom (Yale Press 2...
Dúvidas?     Obrigado!!                  45
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Producao-da-informacao-1-sem-fei-2013

392 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
392
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Producao-da-informacao-1-sem-fei-2013

  1. 1. Produção daInformação NPA810 – Sistemas de Informação Prof. Mateus Cozer Bruna Lopes Berbel Guilherme Marques Figueiredo Lorival Ranieri Martins Rafael Soares Cornetta Renan Metim Ramos
  2. 2. Agenda• Introdução: Yochai Benkler e “The wealth of NetWorks”• A Riqueza das Redes• Estratégia de Produção de Informação• Produção Social e Mercado• A Sociedade em Rede• Economics, Technology and the reshaping of the media 2• Bibliografia
  3. 3. Yochai Benkler: The Wealth of Networks , 2006• Yochai Benkler , professor de direito da Universidade de Harvard• Considerado pela “American Political Science Association” o melhor livro sobre ciência, tecnologia e política. 3• Objetivo: Apresentar principais conceitos
  4. 4. Temas Abordados• Internet• Surgimento da economia da sociedade em rede• Nova organização da infraestrutura da informação na Era Interconectada. 4
  5. 5. IntroduçãoUm livro que descorre sobre o impacto social da internet• Complexa Multidisciplinaridade ;• Ênfase na ação social , individual ou coletiva• Possibilita uma análise aprofundada acadêmica de um fenômeno difícil de explicar.• Texto provocador de pensamentos 5
  6. 6. O que é riqueza? Segundo dicionário “ Qualidade do que é rico” Abordagem Benkler Riqueza como conjunto de bens econômicos Riqueza como conjunto de bens úteis 6
  7. 7. A riqueza das RedesQuando a produção da informação encontra a rede de computadores 7
  8. 8. A riqueza das Redes Diariamente eles dedicadam de 2 a 6 bilhões de horas Os 340 mil empregados das indústrias de entretenimento levariam Existem nesse de 3 a 8,5 anos, em tempo momento 1 integral e sem férias, para bilhão de produzir este número de Internautas horas de trabalho 8Fonte: The Wealth of Neworks
  9. 9. Economia da produção de informaçãoAnálise Econômica nos últimos 150 anos:Inovações tecnológicas:• Principalmente na (comunicação) afetam a produção e a troca de Resultado informação. Expansão no alcance • Busca de massificação dos das redes de distribuição públicos • Homogeneização dos conteúdosCaracterísticas Econômicas • Unidirecional (exceções:• Elevado custo inicial (capital) telefone...)• Foco na produção na de bens de • Concentração propriedade consumo 9
  10. 10. Economia da produção de informaçãoAnálise Econômica com a internet:Descentralização da estrutura de capital para produzir e distribuirinformaçãoAtivos tangíveis• Pouca diferenciação produtores e usuários• Baixa barreira a entrada de novos produtores• Modo de produção da informação passa a ser coexistente e coordenada• Quebra da hierarquia e da formalidade 10
  11. 11. Transição – Espinha Dorsal Revolução Indústrial Sec. XIX • Foco na produção de bens de consumo • Grande Barreira para entrada de novos (comercialização), produtores • Rivais e Excludentes • Poucos produtores ativos • Elevado custo Inicial bem como gestão • Concentração de poder de produção de industrial. informação levando a distorções Revolução Informacional Sec. XX • Imaterial, Não Rival (Bem Público); • Descentralização da estrutura de • Cada Consumidor vira produtor de capital para distribuição da informação; informação • Barreira desarticulada pela Lei de • Baixo custo Inicial (contribuição dos Moore (domínio público); 11 usuários). • Tentativa de estabelecer reguladores para o novo paradigma.
  12. 12. Conceituação X 12
  13. 13. Propriedade IntelectualConceitos Importantes• Produção da Informação“Se eu pude ver mais longe é porque estou sobre o ombro de gigantes” Isaac NewtonUm problema: Perpetuidade dos diretos autorais. Estruturação Jurídica de leis de direitos autorais Investimentos em pesquisa e 13 desenvolvimento Fonte: Pesquisa economista Josh Laner
  14. 14. Propriedade Intelectual Propriedade Intelectual nem sempre é a menina dos olhos das empresas Maioria das empresas não utiliza propriedade intelectual como maior recompensa por pesquisa e desenvolvimento. Outras Fontes Receita New York Times 6% Anúncios 14 94%Fonte: The Wealthy of Networks
  15. 15. Estratégia de Produção de Informação Quem produz a informação? Agentes de Agentes de Mercado não Mercado • Empresas • Governo • Órgãos Privativos • Órgãos não Privativos • Universidades/Instituições 15
  16. 16. Estratégia de Produção de Informação Minimização Custo/ Domínio Intrafirmas Troca / Partilha Aquisição Benefício PúblicoExclusão com base 1. Romantic 3. GElegal 2. Mickey Maximizers (pequeno número de(vende informação com (autores, compositores, (Disney) empresas detêm Paulo Coelho) patentes de bloqueio)base em copyright) 4. ScholarlyMercado de não Lawyers (desenvolvedores de 5. Know-exclusão software 6. Redes de que desenvolvem o How(gera receita pelos software (Gerdau, IBM) Aprendizagem e fazem (Promon)serviços gerados) dinheiro ao personalizar- lo a um determinado cliente) 9. Redes deNão Mercado de não 7. José Lattes 8. Los compartilhamentoexclusão (acadêmicos Alamos (produzir 16 que escrevem limitada(são financiados) artigos para a fama) Valiosos bens públicos) (FEA-USP)Fonte: The Wealth of NetWorks
  17. 17. Estratégia de Produção de Informação • Maximizador Romântico (Exclusão de Base Legal/Domínio Público) Exemplo: Autor que vende os direitos de seu livro. • Mickey (Exclusão de Base Legal/Intrafirmas) Exemplo: Se a Disney comprasse o Ursinho Pooh • GE (Exclusão de Base Legal/ Troca e partilha) Exemplo: Patentes 17
  18. 18. Estratégia de Produção de Informação • Scholarly Lawyers (Mercado de Não Exclusão/Domínio Público) Exemplo: Indústria de Software, Advogados/Médicos. • Know How (Mercado de Não Exclusão/Intrafirmas) Exemplo: Gerdau, IBM • Redes de Aprendizagem (Mercado de Não Exclusão/ Troca e partilha) 18 Exemplo: Promon
  19. 19. Estratégia de Produção de Informação • Joe Einstein/José Lattes (Não Mercado de Não Exclusão/Domínio Público) Exemplo: Acadêmicos que buscam status • Los Alamos (Não Mercado de Não Exclusão/Intrafirmas) Exemplo: Laboratório Nacional dos EUA envolvido no desenvolvimento da bomba atômica e armas nucleares. • Redes de Compartilhamento Limitada (Não Mercado de Não Exclusão/ Troca e partilha) 19 Exemplo: FEA – USP
  20. 20. Estratégia de Produção de Informação Como produzir a informação? Entrada: Processo de Saída: Produção da Informação Informação Informação Característicaconhecida“sobreos ombrosdos gigantes”. • Ineficiência Estática (custo de insumo maior) Segundo Benkler, a PI é um imposto sobre o processo criativo de bens de conhecimento. • Eficiência Dinâmica (estimula a inventividade dos 20 produtores)
  21. 21. Estratégia de Produção de Informação Protegendo a Informação • Segundo Benkler, o copyright funciona como um freio no processo de aceleração das inovações porque aumenta os custos no desenvolvimento de novos produtos e serviços • Patentes A empresa obteve o maior número de patentes a cada ano de 1993 a 2004, acumulando no total mais de 29.000 patentes. IBM foi uma das empresas mais 21 agressivamente envolvidos na adaptação do modelo de negócios para o surgimento do software livre.
  22. 22. Estratégia de Produção de Informação Possibilidade de Colaboracionismo Online Idéia provocativa de Benkler: a colaboração na internet está criando, com base no trabalho voluntário, um novo sistema econômico, mais eficiente que o capitalismo.Empresas devem temer esse novo modelode produção?Segundo Benkler, algumas sim, outras não. 22
  23. 23. Produção Social e Mercado• Produção em pares (peer production) • Computadores estão mais barato; • Conexões de rede mais rápido, mais barato e onipresente; • Compartilhamento de informações ou arquivos; • Natureza Não-Rival. 23
  24. 24. Produção Social e Mercado• Software Livre • A Catedral e o Bazar (Eric Raymond, 1998); • Prática de produção e colaboração em rede; • Disponibilização do código fonte (usar, copiar, estudar, modificar e redistribuir um programa);• O sistema de produção social não visa lucro e o software livre consegue operar no mercado sem mercantilizar a informação. • Modelo de Serviços (IBM) e Venda de Hardware (HP, Nokia) 24
  25. 25. Produção Social e Mercado• Localizando a Produção Social Hierarquias Rígidas Hierarquias flexíveis centralizado descentralizado Mercados são Empresas tradicionais GNP, comércio, bolsa importantes (Capital Fechado) de valores (Capital Aberto) Mercados são Ongs, governos em Produção Social, secundários geral, sistemas compartilhamento e militares, jurídico, cooperação político, religioso, acadêmico 25 Fonte: Irme Simon/USP
  26. 26. Produção Social e Mercado• Sistemas de produção não mercado• Por que as pessoas participam?• Por que isso ocorre agora?• É uma solução eficiente? 26
  27. 27. Produção Social e Mercado• Motivação• Maslow: hierarquia de necessidades;• Frey: necessidades extrínsecas e intrínsecas;• James Coleman: Posiçao economica e social. 27
  28. 28. Produção Social e Mercado• Viabilidade da Produção Social • Avanço tecnológico; • Barateamento dos custos de tecnologia; • Capacidade ociosa de pessoas e recursos (processamento, armazenamento e comunicação). 28
  29. 29. Produção Social e Mercado "A produção social desenvolve-sede forma alheia a mercados ehierarquias, que são a base dosmétodos produtivos praticadostradicionalmente".(Imre Simon, IME/USP) 29
  30. 30. A Sociedade em Rede 30
  31. 31. A Sociedade em Rede• ESFERA PÚBLICA:“Meios de comunicaçãoutilizados pela sociedade afim de compartilhar e/oucomunicar acontecimentose ideias que se julgam serde interesse públicorequerendo assim umaação ou reconhecimentodas pessoas.” (Benkler) 31
  32. 32. A Sociedade em RedePlataformas da Esféra Pública: 32
  33. 33. A Sociedade em Rede REGIME AUTORITÁRIO: • A mídia em massa é controlada pelo estado; • Há constantes censuras de cunho político ou até mesmo cultural. • Casos atuais: China, Coréia do Norte e Iran. 33
  34. 34. A Sociedade em RedeREGIME DEMOCRÁTICO:Mídia em massa independente do estado. Carente de imparcialidade devido adependência financeira com grandes corporações.Programação almeja atingir grandes audiências, por isso a programação seprende nos interesses comuns, mitigando a diversidade da informação. 34
  35. 35. A Sociedade em Rede• Nova esfera pública:Devido ao baixo custo inicial, possibilita a participação ativa dasmassas. Extinguindo o canal unidirecional das mídias emmassa, aumentando assim a produção de informação (benscomuns), o que consequentemente eleva a produtividadeglobal, provocando avanço e inovação constantes. 35
  36. 36. A Sociedade em Rede “Universal Intake” Tudo que mereça ser ouvido, deve ser colocado em debate, ou seja, filtrar informações com cunho coletivo. Ferramentas 36
  37. 37. A Sociedade em Rede Estudo de caso – Eleições na Itália 37Fonte: http://www.economist.com/news/leaders/21572763-how-beppe-grillo-and-silvio-berlusconi-threaten-future-italy-and-euro-send?spc=scode&spv=xm&ah=9d7f7ab945510a56fa6d37c30b6f1709 Acesso em: 2/3/2013.
  38. 38. Economics, Technology and thereshaping of the mediaA tecnologia é capaz de alterar a maneira e o ritmo em que osnegócios acontecem 38
  39. 39. Economics, Technology and thereshaping of the media• INDUSTRIA FONOGRÁFICA 39
  40. 40. Economics, Technology and thereshaping of the media• MÍDIA IMPRESSA 40
  41. 41. Economics, Technology and thereshaping of the media• NOVAS MANEIRAS DE REALIZAR NEGÓCIOS 41
  42. 42. Economics, Technology and thereshaping of the media 42
  43. 43. Economics, Technology and thereshaping of the media 43http://www.youtube.com/watch?v=VaJjPRwExO8
  44. 44. Bibliografia• BENKLER, Yochai. The Wealth of Networks: How Social Production Transforms Markets and Freedom (Yale Press 2006). Pg 35-59; 91-133; 176- 272.• CICLO TEMÁTICO A RIQUEZA DAS REDES. São Paulo, 2007-. Disponível em: <http://www.iea.usp.br/iea/online/midiateca/internet/>. Acesso em: Mar. 2013.• REVISTA ÉPOCA Yochai Benkler A internet mudou o capitalismo-. Disponível em: <http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,ERT53938- 44 15228,00.html>. Acesso em: Mar. 2013.
  45. 45. Dúvidas? Obrigado!! 45

×