JULIO CESAR- BIOGRAFIA

238 visualizações

Publicada em

GOOD

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
238
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

JULIO CESAR- BIOGRAFIA

  1. 1. "ALEA JACTA EST." Biografia de Júlio César Guilherme Alves Coelho Tu quoque, Brute, filii mei!
  2. 2. NASCIMENTO  Caio Júlio César nasceu em Roma, de uma família de patrícios, a elite romana. Segundo a lenda, sua antepassada mais remota era a própria deusa Vênus, mãe de Enéas, o primeiro povoador da península Itálica.
  3. 3. CONTEXTO  Não teve muita chance de alardear ou de lucrar nada com sua origem divina durante a juventude.  Júlio cresceu durante um dos períodos mais turbulentos da história romana. Por séculos, a cidade-estado tinha sido governada pela esquisita mistura de oligarquia e democracia que os romanos chamavam de república, com o poder distribuído (desigualmente, é verdade) entre os legisladores do Senado, o “poder executivo” representado pelos cônsules e a pressão constante do povo romano, que participava de eleições e era representado pelos tribunos.
  4. 4.  Houve um grande expansionismo e essa tornou Roma na senhora absoluta do Mediterrâneo  A consequência desse expansionismo foi que camponeses livres que antes formavam a base da sociedade, da economia e da força militar romana passaram a ficar cada vez mais para trás na competição com os grandes latifundiários e sua multidão de escravos capturados nas regiões dominadas  O resultado do toda essa mudança é que a vida política passou a se dividir em dois grupos informais. Eram os Optimates, o partido aristocrático, e os Populares, que reconheciam essa necessidade – no mínimo para tentar usar a seu favor a boa vontade do povo e do exército.  Líder supremo da República em 82 a.C. Sila iniciou uma série de expurgos políticos depois de subir ao poder
  5. 5. PÓSSIVEL RELACIONAMENTO AMOROSO  Talvez a ajuda de alguns amigos influentes entre a aristocracia tenha feito com que Sila poupasse a vida de César e o enviasse à Ásia  Em Mitilene, conheceu o rei Nicomedes da Bitínia e iniciou com o nobre de origem helênica um relacionamento que muita gente chegou a considerar como amoroso
  6. 6.  O período vivido na Ásia Menor foi uma experiência proveitosa para César. Como todos os jovens com aspirações políticas de seu tempo, ele se interessava por retórica e oratória, e decidiu partir para a ilha grega de Rodes  Raptado por piratas, não passou por perigo, mas em meio a toda essa camaradagem, César avisou que iria voltar depois de libertado e punir o bando todo.
  7. 7. 78 A.C SILA MORRE E CÉSAR RETORNA AO LAR  Tornou-se conhecido pela defesa de causas consideradas populares  Em 69 a.C., César foi eleito questor (magistrado encarregado de questões financeiras) pela Assembléia do povo. Quatro anos mais tarde, foi eleito edil (encarregado dos serviços e obras públicas), e em 63 a.C. , "pontifex maximus" (sumo sacerdote - a religião romana estava ligada ao Estado). Neste mesmo ano, tornou-se pretor (juiz). Depois de um ano no cargo, assumiu o posto de governador da Hispania Ulterior.
  8. 8. “NA MINHA IDADE, ALEXANDRE JÁ ERA REI DE TANTOS POVOS, ENQUANTO EU AINDA NÃO CONSEGUI NENHUM SUCESSO TÃO BRILHANTE”  Ao lado de Crasso e Pompeu, dois aristocratas ambiciosos que haviam conseguido fama e influência graças a suas vitórias militares, César formou uma aliança que passaria a ser conhecida como o Primeiro Triunvirato.  Galgou posto mais alto da República, o de cônsul, em 59 a.C.  Em 58 a.C. iniciou a campanha militar pela conquista da Gália, que duraria até 52 a.C.
  9. 9. FIM DO TRIUNVIRATO  Crasso morre em uma malfadada tentativa de conquistar os partos, donos de um império na Mesopotâmia e na Pérsia.  Júlia ,a filha de César e mulher de Pompeu, morreu ao dar à luz.  Fim do Triunvirato  O Senado, a principal força política de Roma, passou a temer a influência ascendente de César e concedeu a Pompeu autoridade sobre os exércitos da República
  10. 10. INÍCIO DA GUERRA  Políticos de Roma exigiram que César renunciasse a suas legiões  De volta da Gália, ao se aproximar do rio Rubicão, tradicional fronteira com a Itália, César teria pronunciado a frase famosa “Alea jacta est”, ou “a sorte está lançada”  A guerra civil, repetindo o que ocorrera nos tempos de Mário e Sila, havia começado.  Alí em Farsália, em nove de agosto do ano de 48a.C., os dois maiores gênios militares da época mediram forças. . A Vitória de César, porém, não tardou.  Em 47 a.C. comanda o exército romano na Campanha Militar no Egito. Neste mesmo ano conheceu Cleópatra;
  11. 11. “A POLÍTICA DE CÉSAR FOI SEMPRE A DA COOPTAÇÃO”, DIZ PEDRO PAULO, DA UNICAMP.  Início da Ditadura de César  Ele fez questão de tentar atrair para sua esfera de influência muitos dos antigos aliados de Pompeu, perdoando-os.  César, pôs em prática várias obras públicas que incluiam a desobstrução de terras e embelesamento da capital, deu trabalho a milhares de homens. Restabeleceu o padrão ouro para dar estabilidade à moeda e reduziu os poderes do senado.  Concedeu cidadania romana a filhos de escravos libertos, aos gauleses e propôs-se torná-la extensiva a todos homens livres do império. Deu ainda liberdade de culto aos judeus.
  12. 12. “KAI SU TEKNOM”  No dia 15 de março de 44 a.C conspiradores da facção aristocrática do Senado cercaram César e uma porção de punhaladas tirou a vida do ditador
  13. 13. REFERÊNCIAS  http://pt.wikipedia.org/wiki/J%C3%BAlio_C%C3%A9sar  http://educacao.uol.com.br/biografias/julio-cesar.jhtm  http://imperioroma.blogspot.com.br/2010/03/conhecendo- historia-de-julio-cesar.html

×