1
Amanda Rebouças Costa
Camila de Jesus Barros
Roberta Rodrigues da Matta
Guia didático do Parque Nacional do Itatiaia
São...
2
Sumário
Introdução -----------------------------3
Localização -------------------------- 5
História --------------------...
3
4
Introdução
O Parque Nacional de Itatiaia possui um grande valor para o país por ser o primeiro parque nacional do Brasil...
5
6
Localização
Localizado na Estrada do Parque Nacional Km 8,5, o Parque Nacional do Itatiaia situa-se geograficamente entr...
7
8
História
A área pertencia ao Visconde de Mauá e foi adquirida pela Fazenda Federal em 1908, para a criação de dois núcle...
9
10
Exposições
 Calçada da fauna: situada na parte externa do centro de visitantes, mostra as pegadas dos animais típicos ...
11
 Mostra de fotografias: conta com diversas fotografias de temas variados, incluindo animais, plantas, paisagens dos
pr...
12
13
14
Ação Educativa
O Parque conta com um núcleo de educação ambiental onde pode ser agendada uma visita para exibição de ví...
15
16
Conhecendo a instituição
Preparando a visita:
A visita é recomendada após uma abordagem teórica em sala de aula do cont...
17
Realizando a visita:
Saindo da Via Dutra, anda-se 4km até a entrada do parque e depois mais 4km até o centro de visitan...
18
Retornando da visita:
Ao retornar, pode ser feita uma discussão a respeito dos pontos relevantes da visita e do bioma M...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Parque nacional do itatiaia 2

778 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
778
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Parque nacional do itatiaia 2

  1. 1. 1 Amanda Rebouças Costa Camila de Jesus Barros Roberta Rodrigues da Matta Guia didático do Parque Nacional do Itatiaia São Gonçalo FFP/ UERJ 2009
  2. 2. 2 Sumário Introdução -----------------------------3 Localização -------------------------- 5 História ------------------------------ 7 Exposições --------------------------- 9 Ação Educativa -----------------------13 Conhecendo a instituição ---------- 15
  3. 3. 3
  4. 4. 4 Introdução O Parque Nacional de Itatiaia possui um grande valor para o país por ser o primeiro parque nacional do Brasil e por possuir fauna e flora bastante diversificada devido à altitude e ao clima variado. Apesar do Brasil ter seguido tardiamente a tendência internacional de fazer política voltada ao meio ambiente com a criação de áreas de preservação, a fundação do parque foi de fundamental importância já que há um grande índice de endemismo na área, fato que fica evidenciado nos objetivos específicos da unidade: proteger amostras da Floresta Pluvial Atlântica Montana e de ecossistemas de campos de altitude, que são refúgios de espécies; conservar as belezas cênicas naturais que constituem o patrimônio paisagístico e as distintas formações naturais representativas da Serra da Mantiqueira; e recuperar, conservar e proteger a área do altiplano do Itatiaia. Muito além dos inúmeros fatores que poderiam ser citados para justificar a fundação do parque, uma visita ilustra perfeitamente o que Itatiaia representa, não só para os moradores da região, (por abrigar nascentes, entre tantas outras coisas), ou para pesquisadores, (por servir de referência e objeto de estudo), mas também para todos os cidadãos, por se tratar de um lugar fascinante, rico em belezas naturais que encantam o visitante.
  5. 5. 5
  6. 6. 6 Localização Localizado na Estrada do Parque Nacional Km 8,5, o Parque Nacional do Itatiaia situa-se geograficamente entre os paralelos 22º19’ e 22º45’ latitude sul e os medianos 44º15’ e 44º50’ de longitude W. O parque está localizado no Maciço do Itatiaia, na Serra da Mantiqueira, divisa entre os estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. Fica ao noroeste do estado do Rio de Janeiro, no município de Itatiaia, e ao sul do Estado de Minas Gerais, abrangendo os Municípios de Itamonte (MG), Alagoa (MG) e Boicana de Minas (MG). No parque localiza-se a estrada mais alta do Brasil, pois atinge 2.450 m de altitude. O parque divide-se em dois ambientes distintos: Parte baixa: onde se encontra a sede do parque e o centro de visitantes. Possui um museu com informações básicas sobre a fauna e a flora da região, com animais empalhados e uma pequena biblioteca. Parte alta: constituída pela parte de planalto.
  7. 7. 7
  8. 8. 8 História A área pertencia ao Visconde de Mauá e foi adquirida pela Fazenda Federal em 1908, para a criação de dois núcleos coloniais destinados ao cultivo de frutas. Foi em 1913 que o botânico Alberto Loefgren solicitou ao Ministério da Agricultura a criação de um Parque Nacional no maciço do Itatiaia. No mesmo ano a idéia de um parque nacional recebeu apoio de geologistas, botânicos e geógrafos, numa conferência realizada na Sociedade de Geografia do Rio de Janeiro. O Parque Nacional do Itatiaia é o mais antigo parque nacional do Brasil, fundado em 14 de junho de 1937, pelo então presidente Getúlio Dornelles Vargas através do Decreto Federal nº 1.713.
  9. 9. 9
  10. 10. 10 Exposições  Calçada da fauna: situada na parte externa do centro de visitantes, mostra as pegadas dos animais típicos da mata atlântica.  Sala de montanhismo: retrata a história do montanhismo no Brasil. Rica em fotos, mostra ainda algumas rochas e os materiais usados pelos montanhistas.  Sala interativa: apresenta dois painéis com paisagens do parque que formam na verdade um divertido jogo da memória, com espécies e atrativos da região.
  11. 11. 11  Mostra de fotografias: conta com diversas fotografias de temas variados, incluindo animais, plantas, paisagens dos principais atrativos do parque, e desenhos esquemáticos dos vegetais.  Maquete do parque: mostra a área do parque, indicando seus principais pontos e o local onde está instalado o centro de visitantes.  Museu Regional da Fauna e Flora: iniciou suas atividades em 1942. Conta com uma exposição de painéis sobre a formação da Terra e da vida nela, a separação dos continentes, o relevo da região e sua ocupação. Um dos pontos altos da visita é a seção de animais taxidermizados, onde o visitante pode selecionar um pássaro em uma lista, ouvir seu canto e visualizá-lo na vitrine ao pressionar um botão. Existe, além disso, uma parte dedicada aos invertebrados, com diversos exemplares, e outra dedicada às plantas, com diversos desenhos científicos.
  12. 12. 12
  13. 13. 13
  14. 14. 14 Ação Educativa O Parque conta com um núcleo de educação ambiental onde pode ser agendada uma visita para exibição de vídeos, apresentação de palestras de biólogos do parque e guias em trilhas. As escolas da região contam com o privilégio de poder receber a visita dos profissionais. O horário de funcionamento e os preços são diferentes para as partes do parque:  Parte Baixa: O horário para ingresso inicia-se às 08 horas, com permanência até às 17 horas. R$ 3,00/pessoa; R$ 5,00/automóvel; R$ 10,00/microônibus, ônibus, ônibus escolar, R$ 3,00/bicicleta. Os quiosques com churrasqueira custam R$ 5,00/dia.  Parte Alta: O horário para ingresso é das 07 às 14:00 horas. A permanência estende-se até às 17 horas, impreterivelmente. R$ 12,00/pessoa. A entrada de menores de 7 anos, maiores de 60 anos, alunos de escolas públicas uniformizados e agendados é gratuita. Para obter informações a respeito do agendamento de visitas deve-se procurar um dos agentes de plantão nos postos ou através dos telefones: (24) 3352-1461 e 3352-7001. Para dúvidas e sugestões, enviar e-mail para wellington.pni@gmail.com.
  15. 15. 15
  16. 16. 16 Conhecendo a instituição Preparando a visita: A visita é recomendada após uma abordagem teórica em sala de aula do conteúdo, servindo para exemplificar o “Bioma Mata Atlântica” e seus constituintes, como fatores abióticos, a fauna, a flora, o clima, topografia, podendo ser utilizado como instrumento interdisciplinar. É indicada a abordagem desse tema porque é um bioma pouco conhecido na prática pelos estudantes. Embora seja muito difundido, apresenta muitos endemismos e uma vasta biodiversidade. O professor deve entrar em contato com o parque agendando a visita através dos telefones ou e-mail, possibilitando aos alunos a vivência de palestras, vídeos educativos e trilhas guiadas. O professor deve ficar atento na escolha da data da visitação, porque no verão são constantes trombas d´água na região. É recomendado que todos usem roupas leves, tênis para a caminhada, roupas de banho, repelente, protetor solar e levem lanche, pois o parque tem espaço físico para alimentação, apesar de não possuir locais para venda de alimentos.
  17. 17. 17 Realizando a visita: Saindo da Via Dutra, anda-se 4km até a entrada do parque e depois mais 4km até o centro de visitantes. O parque possui estacionamento para ônibus. A visita começa no museu da flora e fauna, onde os alunos podem ver e ouvir diversos animais, observar aspectos da região e plantas, passando pela mostra fotográfica e pela exposição de montanhismo. A parada seguinte pode ser na sala interativa, onde os alunos poderão participar ativamente de um jogo, discutir problemas ambientais e possíveis soluções para eles. O lanche pode ocorrer na saída do centro de visitantes, de onde os alunos devem seguir para a trilha do lago Azul, larga e de fácil acesso. Diversos animais podem ser encontrados nela, como o caxinguelê, símbolo do parque, e diversas aves, como o tucano. Algumas plantas encontradas durante a trilha possuem identificação, com o nome científico e a família a que elas pertencem, e os alunos poderão observar espécies como o pau-brasil, a esponjinha e a samambaiaçu. Ao final da trilha todos poderão desfrutar da beleza do lago Azul.
  18. 18. 18 Retornando da visita: Ao retornar, pode ser feita uma discussão a respeito dos pontos relevantes da visita e do bioma Mata Atlântica. Além de uma pesquisa sobre as características das espécies animais e vegetais vistas ao longo da trilha, incentivando o professor a trabalhar, a partir desses exemplos, diversas Ordens de seres vivos com os alunos. Um jogo também pode ser aplicado para ilustrar o conteúdo assimilado, incluindo os alunos que por ventura não puderam estar presentes à visita.

×