Fonte: Casa de Afrânio Peixoto, Lençóis, BA
V. 1, n. 1 [1] - 2001 V. 13, n 1 [33] - 2013
CAMPO DE PRESENÇA DE PRIMITIVO MOACYR – REVISTA BRASILEIRA
DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO – JANEIRO DE 2001 A AGOSTO DE 2010
Nº P...
[...] que os livros de Primitivo Moacyr não
eram muito estimados por Ramos de
Carvalho. Na sessão de defesa de sua tese de...
7
Jan/Jun/2004 - -
8
Jul/Dez/2004 - -
9
Jan/Jun/2005
Cynthia
Greive Veiga
A produção da infância nas
operações escrituríst...
14 Mai/Ago/2007 - -
15
Set/Dez/2007
Sonia de
Castro Lopes
e Silvia Alicia
Martinez
A emergência de escolas normais
no Rio ...
22 Jan/Abr/2010 - -
23
Mai/Ago/2010 - -
24 Set/Dez/2010
Sonia Lopes
e Silvia
Martinez
Flagrantes da profissão docente na
c...
29 Mai/Ago/2012 - -
30
Set /Dez./2012
Wagner
Rodrigues
Valente
Tempos de Império: a trajetória
da geometria como um saber
...
Bibliografia da produção de Primitivo Moacyr
MOACYR, Primitivo. O Ensino Público no Congresso Nacional: Breve
Notícia. Rio...
__________. A Instrução e o Império: subsidios para a História da
Educação no Brasil - 1854-1888. São Paulo: Cia. Editora ...
CERTEAU, Michel de. A Escrita da História.
Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010.
GONDRA, José G. A força do present...
Apresentação x luso
Apresentação x luso
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação x luso

203 visualizações

Publicada em

Primitivo Moacyr

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Apresentação x luso

  1. 1. Fonte: Casa de Afrânio Peixoto, Lençóis, BA
  2. 2. V. 1, n. 1 [1] - 2001 V. 13, n 1 [33] - 2013
  3. 3. CAMPO DE PRESENÇA DE PRIMITIVO MOACYR – REVISTA BRASILEIRA DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO – JANEIRO DE 2001 A AGOSTO DE 2010 Nº Período Autor Título 1 Jan/Jun/2001 - - 2 Jul/Dez/2001 - - 3 Jan/Jun/2002 - - 4 Jul/Dez/2002 - - 5 Jan/Jun/2003 Bruno Bontempi Júnior “A educação brasileira e a sua periodização” vestígio de uma identidade disciplinar 5 Idem Tereza Fachada L. Cardoso A construção da escola pública no Rio de Janeiro imperial 6 Jul/ Dez/2003 - -
  4. 4. [...] que os livros de Primitivo Moacyr não eram muito estimados por Ramos de Carvalho. Na sessão de defesa de sua tese de doutoramento em filosofia (“A Formação Filosófica de Farias Brito”, 1951), o candidato apresentara suas divergências quanto à propriedade e utilidade do modelo de pesquisa e exposição presente na obra de Moacyr, considerada um mero “repositório de documentos”, que não atendia à ambição de compreensão da história, que ele próprio perseguira na elaboração de sua tese.
  5. 5. 7 Jan/Jun/2004 - - 8 Jul/Dez/2004 - - 9 Jan/Jun/2005 Cynthia Greive Veiga A produção da infância nas operações escriturísticas da administração da instrução elementar no século XIX 10 Jul/Dez/2005 - - 11 Jan/Jun/2006 - - 12 Jul/Dez/2006 - - 13 Jan/Abr/2007 Marcus Vinícius Fonseca A arte de construir o invisível o negro na historiografia educacional brasileira
  6. 6. 14 Mai/Ago/2007 - - 15 Set/Dez/2007 Sonia de Castro Lopes e Silvia Alicia Martinez A emergência de escolas normais no Rio de Janeiro do século XIX: Escola Normal do Município da Corte e Escola Normal de Campos 16 Jan/Abr.2008 - - 17 Mai/Ago/2008 Diana G. Vidal Mapas de freqüência a escolas de primeiras letras fontes para uma história da escolarização e do trabalho docente em São Paulo na primeira metade do século XIX 18 Set/Dez/2008 - - 19 Jan/Abr/2009 - - 20 Mai/Ago/2009 - - 21 Set/Dez/2009 - -
  7. 7. 22 Jan/Abr/2010 - - 23 Mai/Ago/2010 - - 24 Set/Dez/2010 Sonia Lopes e Silvia Martinez Flagrantes da profissão docente na cidade do Rio de Janeiro nas páginas da revista O Ensino Primário (1884-1885) 25 Jan/Abr/2011 - - 26 Mai/Ago/2012 - - 27 Set/Dez/2012 - - 28 Jan/Abr/2012 - -
  8. 8. 29 Mai/Ago/2012 - - 30 Set /Dez./2012 Wagner Rodrigues Valente Tempos de Império: a trajetória da geometria como um saber escolar para o curso primário 31 Jan/Abr/2013 - - 32 Mai/Ago/2013 - - 33 Set/Dez/2013 - -
  9. 9. Bibliografia da produção de Primitivo Moacyr MOACYR, Primitivo. O Ensino Público no Congresso Nacional: Breve Notícia. Rio de Janeiro: Typografia do Jornal do Commercio: 1916. __________. A Instrução e a República. Reforma Benjamim Constant (1890 – 1892). Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1941a. 1º Volume. __________. A Instrução e a República. Código F. Lobo (1892 – 1899). Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1941b. 2º Volume. __________. A Instrução e a República. Código Epitácio Pessoa (1900 – 1910). Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1941c. 3º Volume. __________. A Instrução e a República. Reformas Rivadávia e C. Maximiliano. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1942 d. 4º Volume. __________. A Instrução e a República. Reforma João Luiz Alves – Rocha Vaz Código Epitácio Pessoa (1920 - 1930). Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1942. 5º Volume. __________. A Instrução e a República. Ensino Técnico-Industrial (1892 - 1929) e Ensino Comercial (1892-1828). Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1942e. 6º Volume. __________. A Instrução e a República: Ensino Agronômico (1892-1929). Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1942. 7º volume_ _________. A Instrução e o Império: subsídios para História da Educação no Brasil - 1823-1853. São Paulo: Cia. Editora Nacional, 1936. Volume 66 da Coleção Brasiliana Pedagógica.
  10. 10. __________. A Instrução e o Império: subsidios para a História da Educação no Brasil - 1854-1888. São Paulo: Cia. Editora Nacional, 1937. Volume 87 da Coleção Brasiliana Pedagógica. __________. A Instrução e o Império: subsidios para História da Educação no Brasil - 1854-1889. São Paulo: Cia. Editora Nacional, 1938. Volume 121 da Coleção Brasiliana Pedagógica. __________. A Instrução e as Províncias: subsidios para a História da Educação no Brasil - 1834-1889 (das Amazonas as Alagoas). São Paulo: Cia. Editora Nacional, 1939. Volume 147 da Coleção Brasiliana Pedagógica. __________. A Instrução e as Províncias: subsidios para a História da Educação no Brasil 1835-1889 (Sergipe, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo). São Paulo: Cia. Editora Nacional, 1939. Volume 147-A da Coleção Brasiliana Pedagógica. __________. A Instrução e as Provincias: subsidios para História da Educação no Brasil - 1834-1889 - Espirito Santo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, R. Grande do Sul e Goiaz. São Paulo: Cia. Editora Nacional, 1940. Volume 147-B da Coleção Brasiliana Pedagógica. __________. A Instrução Pública no Estado de São Paulo: 1ª década Republicana 1890-1893. São Paulo: Cia. Editora Nacional, 1942. Volume 213 da Coleção Brasiliana Pedagógica. __________. A Instrução Pública no Estado de São Paulo: 1ª década Republicana (1890-1893). São Paulo: Cia. Editora Nacional, 1942. Volume 213-A da Coleção Brasiliana Pedagógica.
  11. 11. CERTEAU, Michel de. A Escrita da História. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010. GONDRA, José G. A força do presente: Sujeitos, instituições, problemas, fontes e abordagens na escrita da história da educação brasileira (1822-1889). Projeto junto a FAPERJ, 2009 http://www.sbhe.org.br/ Primeiro acesso em 09-09-2010

×