Trabalho Recurso Educacional: Datashow

4.364 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.364
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
49
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
46
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho Recurso Educacional: Datashow

  1. 1. Feevale, 23 de setembro de 2013 Recurso Educacional: Datashow Grupo 18: Lais Cardoso e Michel Martins
  2. 2. História da óptica e projeção O primeiro instrumento de projeção foi a camara escura de orifício, que iniciou sua historia na Grécia antiga com Aristóteles, sentado em baixo de uma arvore observando a projeção de um eclipse parcial, ele observou que quanto menor o orifício entre as folhas, mais nítida ficava a imagem, mas a escurecia demais, dificultando a identificação da imagem.
  3. 3. Em 1558 Giovanni Baptista Della Porta, cientista napolitano, publicou um artigo sobre o uso da camara escura, e sua projeção invertida na parede branca. Leonardo da Vince, também pesquisou a utilização dela para desenhar projeções, mas só foi publicada a pesquisa dele em 1797. Em 1550, um físico milanês chamado de Girolamo Cardan decidiu colocar uma lente biconvexa no orifício melhorando o foco na imagem com orifícios maiores, pois a lente tornava convergente os raios luminosos da imagem, tornando cada ponto da imagem único.
  4. 4. Mesmo com a lente o foco melhorava com o menor buraco, mas a imagem ficava mais luminosa. Essa camara escura foi utilizada por diversos artistas importantes para criação de seus desenhos, Caravaggio, Vermer, Van Dick, Leonardo da Vince, entre outros Esse invento, foi o primeiro antecessor da câmera fotográfica e do data show, o tema do nosso trabalho
  5. 5. A principal invenção antecessora dos meios de projeção atuais foi a lanterna magica, foi descrita pela primeira vez pelo padre jesuíta alemão Athanassius Kircher em 1645, e seu nome foi dado pelo dinamarquês Thomas Walgenstein. Era composta por uma camara escura, com uma lente, e um condensador com uma lampada de azeite que por meio deles passada uma lamina de vidro desenhada, e sua imagem era projetada em um lenço, quando moviam a lamina de vidro existia movimento, lembrando um filme.
  6. 6. Lanterna magica
  7. 7. O zoopraxiscope foi criado em 1872 por Eadweard Muybridge, o qual fez uma serie de fotografias de um cavalo em movimento, e as colocou num disco para projetar elas nesse aparelho, foi o primeiro projetor de slide.
  8. 8. Em 1895 Leon Bouly, inventou o cinematografo, que um ano após foi registrado pelos irmãos Lumiere, este aparelho criava series de fotogramas e mais tarde os projetava, foi um marco na historia do cinema, foi responsável pela exibição que assustou muitos na época, de um trem em movimento.
  9. 9. Com o passar do tempo foram mais utilizados os projetores de slide, que projetavam filmes fotográficos positivos, e começaram a ser usados por professores principalmente de historia e educação artística, para mostrar aos alunos imagens de obras de artes e locais distantes, além de ser usado por empresas. Em 1960 foi inventado o retropojetor, que projetava folhas de acetato escritas a mão, ou com imagens copiadas por uma copiadora, o custo destas se tornando menor, facilitando o uso em sala de aula, por poder produzir cada um o seu próprio material, único, pra mostrar aos alunos.
  10. 10. Com a popularização dos desktops e notebooks nas ultimas duas décadas, se tornou necessária a criação de um novo sistema óptico que projetasse a imagem destes para diversas pessoas assistirem, assim surgiu o data show, atualmente o mais novo invento nessa área, sua tecnologia, apesar de muito nova, já evoluiu muito, os primeiros projetavam vídeos em tamanho qvga, atualmente estão projetando em 1080I, logo creio que teremos imagens em 8K reproduzidas por este aparelho.
  11. 11. Utilização Dentro da utilização de um Datashow vemos diversos aspecto e meios de manuseio para efetuarmos um bom trabalho e contribuir com o ensino do publico alvo. E a partir desta ideia podemos entender uma pouco mais da utilização do Datashow. Requisitos de hardware para usar o Datashow Se sua intenção for uma apresentação ao publico maior é necessário a utilização e combinação dos devidos aparelhos.
  12. 12. ● É muito conveniente que se use um notebook. ● Além do par notebook+datashow, se você pretende usar uma trilha sonora, será preciso ter um aparelho capaz de amplificar o som do notebook (uma caixa de som amplificada) para que a classe toda possa ouvir. ● Montar o kit também é fácil e não requer mais do que três minutos. Basta conectar o cabo de vídeo entre o Datashow e o notebook, conectar o cabo do som à saída de som do notebook e então conectar os cabos de energia dos dois aparelhos à tomada.
  13. 13. Novidades e melhorias na tecnologia. Existe no mercado minidatashows que cabem na palma da mão e que possuem som e memória de armazenamento para dados. Ou seja, já temos aparelhos que dispensam o notebook e as caixas de som, além de poderem ser ligados ao celular, a um iPad, um tablet, enfim, a qualquer coisa que forneça dados digitais. Seja lá qual for o kit que você disponha teremos um ótimo recurso para contribuir o uso pedagógico do Datashow.
  14. 14. Ambiente para usar o Datashow Em primeiro lugar precisamos começar definindo o local de projeção das imagens. O telão nem foi incluído nos itens de hardware, pois pode ser substituído por qualquer parede clara da própria sala de aula, preferencialmente uma parede branca. O melhor ajuste da imagem projetada se obtém aproximando ou afastando o Datashow dessa parede e ajustando o foco manualmente no próprio aparelho.
  15. 15. Definindo as luzes do local onde vai trabalhar. O meio termo é a situação que permite que qualquer aluno enxergue bem o seu caderno, que o professor enxergue bem todos os seus alunos e que todos na sala enxerguem bem as imagens projetadas. Em salas com pouca penumbra procure reduzir o tamanho da imagem projetada para que ela fique mais nítida e brilhante.
  16. 16. Em quais momentos pedagógicos devemos utilizar o Datashow. A utilização do Datashow exige objetivos, planejamento, estratégias didáticas e avaliações. Para usá-lo é preciso saber que: Um objetivo pedagógico claro: O que você quer que o aluno aprenda com essa aula? Que habilidades e competências serão trabalhadas? Uma justificativa didática: Porque o Datashow vai auxiliar para melhorar a aprendizagem em relação aos recursos tradicionais. Qual é o ganho didático?
  17. 17. Um planejamento do uso: Quanto tempo vai durar a atividade? O que será mostrado, e de que maneira farei isso? Como vou apresentar a atividade? Uma avaliação da aprendizagem e do uso do recurso: Quais as formas de avaliar os resultados da aprendizagem dos alunos? Como saberei se o uso do Datashow foi realmente mais eficaz do que os métodos tradicionais?
  18. 18. Quando e como os alunos devem usar o datashow? Já foi o tempo em que os alunos iam para a frente da sala segurar uma cartolina decorada com recortes de livros e revistas e ficavam lendo tiras de papel com anotações sobre o assunto que estavam apresentando. Com o uso do datashow agora os alunos podem apresentar trabalhos na forma de apresentações multimídia (slides, filmes, músicas, etc.)
  19. 19. Alguns exemplos de uso possível do datashow em situação de aula Geografia: O professor pode trabalhar com mapas e localização em mapas. A ferramenta mais adequada para isso seria o Google Maps, onde ele pode localizar o próprio bairro da escola e mostrá-lo, tanto em fotografias aéreas tiradas por satélite quanto por meio dos mapas de ruas. Uma imagem estática, como a acima, já é uma boa ajuda, mas usando o datashow e um notebook conectado à internet o professor pode explorar diferentes escalas, pode navegar por
  20. 20. cidade, etc. Alternativamente o professor pode usar as imagens de satélite e explorar o relevo, a situação de ocupação do solo, a vegetação e a arborização dos bairros, etc. As possibilidades são muitas.
  21. 21. E as outras disciplinas? Acho que já está bastante claro, pelos exemplos anteriores, que as possibilidades são imensas e que dependem de como o professor planejará suas aulas, do conhecimento que ele tiver sobre os recursos disponíveis na internet e na escola e, finalmente, da sua capacidade de gerir o currículo de um ponto de vista mais autônomo, onde ele, professor, passa a ser o ator principal no planejamento de suas aulas, ao invés de deixar isso por conta apenas dos livros didáticos disponíveis.
  22. 22. Além de usar também é preciso cuidar Sugestões para evitar acidentes com o Datashow: Transporte e armazenamento: Transporte com cuidado e sempre dentro da bolsa onde ele é guardado. Ligamento e desligamento: Ao ligar o aparelho pode ocorrer de ele demorar para começar a funcionar. Manipule com cuidado: o datashow é frágil e tem componentes que podem se danificar devido a choques.
  23. 23. Monte em local adequado: Ao montá-lo sobre uma mesa ou carteira, certifique-se de ninguém vai passar por perto e tropeçar na mesa ou nos cabos de energia. Aumente a vida útil da lâmpada: A parte mais cara do datashow (custa quase o preço dele próprio) é sua lâmpada.
  24. 24. Considerações sobre o uso do datashow. Datashow em sala de aula possibilita uma abordagem inovadora, permite o uso de ferramentas que colaboram nas práticas pedagógicas, amplia o universo de informações que o professor leva para a sala de aula, liberta o professor e os alunos do livro didático, possibilita aos alunos aprendizagens diretamente ligadas ao mundo digital moderno onde ele vive e torna as aulas mais interessantes, dinâmicas e ricas em possibilidades. Tudo aquilo que podemos visualizar em uma tela de um computador pode ser também projetado por um datashow. E isso nos permite uma flexibilidade de
  25. 25. Bibliografia ● http://wwwbr.kodak. com/BR/pt/consumer/fotografia_digital_classica/ para_uma_boa_foto/historia_fotografia/historia_ da_fotografia02.shtml visualizado 17/09/2013 ● O Conhecimento Secreto -David Hocknei - Ed. Cosac Naify - edição 1 2002 ● http://pt.wikipedia.org/wiki/Lanterna_m%C3% A1gica visitado 17-09-2013 ● http://www.webcine.com.br/historia.htm visitado em 17-09-2013
  26. 26. ● http://www.lomography. com/magazine/lifestyle/2011/11/05/100424 visto em 19-09-2013 ● http://en.wikipedia.org/wiki/Zoopraxiscope visto em 19-09-2013 ● http://pt.wikipedia.org/wiki/Cinemat%C3% B3grafo visto em 19-09-2013 ● http://www.dicio.com.br/cinematografo/ visto em 19-09=2013 ● http://www.ernestoleibovich.com. br/lanternamagica.htm visto em 19-09-2013 ● http://hypescience.com/eadweard-j-muybridgegoogle-doodle/ visto em 19-09-2013
  27. 27. ● http://fisica-projetores.blogspot.com.br/ visto em 21-09-2013 ● http://professordigital.wordpress. com/tag/datashow/ visto em 21-09-2013 ● http://www.datashowprojetor.com.br/data-show visto em 21-09-2013

×