Análise Compatativa

327 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
327
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
46
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Análise Compatativa

  1. 1. Trabalho elaborado por<br />Fábio Cabral<br />Fernanda Nogueira<br />Unidade Curricular<br />Recursos em Educação Ambiental<br />Viseu, 3 de Maio de 2010<br />Análise Comparativa entre sites<br />Conteúdos informativos dedicados à Educação Ambiental existentes no portal do Instituto Politécnico de Viseu<br />http://www.ipv.pt<br />O site do IPV não menciona qualquer tipo assunto dedicado à Educação Ambiental no seu site, bem como a qualquer tipo de informação relacionada com o ambiente. Navegando um pouco concluímos não ser possível visualizar qualquer informação que estabeleça uma ligação com a Educação Ambiental. A única ligação que é estabelecida com o nosso projecto prende-se com o facto da nossa instituição de abrigo ao estágio ter aderido a uma plataforma de redes sociais, o facebook, bastante utilizada pelo grupo de trabalho na divulgação da temática ambiente.<br />Clicando na hiperligação correspondente e verificando os conteúdos aí existentes concluímos que o facebook do Instituto Politécnico de Viseu destina-se principalmente a divulgar e a anunciar todo um conjunto de temáticas relativas ao que vai sucedendo dentro da instituição, designadamente actividades, comemorações, conferências, exposições, entre outros, não existindo (à primeira vista) qualquer abordagem ao que à educação ambiental diz respeito.<br />Perante tal facto concluí-se que a realidade existente no IPV no que concerne ao desenvolvimento de mecanismos favorecendo este tipo de questões, nomeadamente a educação ambiental não é satisfatória, havendo deste modo ainda um longo caminho a percorrer nesta área. Neste sentido um bom mote para a instituição crescer um pouco neste ramo seria o desenvolvimento de infra-estruturas que permitissem difundir a temática junto da comunidade escolar, nomeadamente alunos do 1º ciclo e na aposta ao desenvolvimento na área da investigação.<br />Conteúdos informativos dedicados à Educação Ambiental existentes no portal da Universidade de Aveiro<br />http://www.ua.pt<br />“Porque nenhuma sociedade se pode considerar verdadeiramente desenvolvida sem uma sólida cultura científica, a Universidade de Aveiro tem apostado em promover a ciência junto do grande público.”<br />O grupo de trabalho escolheu a Universidade de Aveiro como entidade comparativa, isto devendo-se ao facto de, como instituição estabelecer um modelo a seguir em diversas áreas, uma das quais o Ambiente.<br />Após uma breve navegação pelo site da UA, verificamos existirem vários separadores temáticos. Aquele que nos suscitou mais interesse foi “unidades de interface” em que se verifica a existência de uma página denominada “ Fábrica – Ciência Viva”, onde estão calendarizadas actividades com uma forte componente científica, inclusive a Educação Ambiental.<br />Este centro onde se pratica ciência alimenta-se da curiosidade científica, expõe conceitos, úteis a todos, para uma melhor compreensão do mundo em que vivemos. É um incentivo ao despertar da cultura científica e romper com a ideia de que a ciência se encerra em laboratórios, apenas acessível a cientistas e investigadores.<br />Nos destaques evidenciam-se algumas actividades, tais como, “Domingo de manhã na barriga do caracol com a história «Ruben e as medidas» ”; Apresentação do livro «Vamos Cuidar da Terra - fazer pouco pode mudar muito», entre outras que já ocorreram e outras que virão a acontecer. http://www.ua.pt/fabrica/<br />Na mesma página, do lado esquerdo é possível verificar a existência de alguns separados dedicados como, público-alvo, notas de imprensa, a existência de um canal Fábrica – centro ciência viva com tudo o de mais relevante se vai sucedendo ao nível da ciência em geral.<br />Navegando mais um pouco no sítio da UA podemos encontrar uma página denominada IDAD - Instituto do Ambiente e Desenvolvimento. Esta trata-se de uma organização científica e técnica sem fins lucrativos actuando ao nível do apoio integrado às necessidades Ambientais do mundo das Empresas com uma Missão, uma Visão.<br />As áreas abordadas são:<br />Auditorias e Controlo Ambiental<br />Qualidade do Ambiente Interior<br />Impacte e Monitorização Ambiental<br />Estudos Estratégicos e de Planeamento<br />Com isto, conclui-se que a Universidade de Aveiro, apesar de desenvolver cursos em áreas diversas, possui um bom sistema organizativo interno, sabendo dessa forma enriquecer e tirar o máximo partido de todas as áreas abrangidas na instituição, isto é, demonstra de uma forma sábia e concreta tudo o que de relevante acontece, mantendo dessa forma o público externo actualizado e conectado.<br />No que ao ramo do ambiente diz respeito, a UA consegue assumir uma posição bastante firme e inovadora. Ao nível interno o departamento do Ambiente e Ordenamento do Território está muito bem referenciado. Um espaço bem coordenado onde se destacam eventos, programas a decorrer, artigos, workshops, últimas notícias, entre outros. (http://www.ua.pt/dao/)<br />Análise Comparativa entre blogs<br />Blog - GreenVisionIPV<br />“Our planet, Our home, Our Future?”<br />http://thegreenvision.wordpress.com/<br />O blog do projecto GreenVisionIPV está a ser desenvolvido através de uma ferramenta Web denominada wordpress. Esta escolha baseou-se no facto de esta possuir funcionalidades que outros programas pré-definidos não possuem, sendo portanto uma mais-valia no sentido de poder proporcionar ao leitor uma navegação mais completa.<br />Apesar de numa fase inicial terem ocorrido algumas contrapartidas no manuseamento desta ferramenta, presentemente as mesmas encontram-se solucionadas, adquirindo, portanto, o rumo pretendido.<br />Relativamente ao grafismo do blog, é de referir que ao longo da sua fase ainda embrionária o mesmo foi sofrendo constantes modificações. Como amadores e sem uma base consistente no que às tecnologias da informação e comunicação diz respeito, o blog foi crescendo com a humildade e dedicação que se pretendia, deste modo o diálogo e a discussão de ideias foram elementos preponderantes e decisivos na imagem final do blog <br />Algumas funcionalidades do blog:<br />Conteúdos em inglês e português; chat, calendarização de eventos;<br />Atitudes sustentáveis a reter;<br />Na aba destaques integramos um calendário ambiental anual com as datas de referência;<br />Num separador lateral – links - temos alguns sites de interesse que destaquem a importância ambiental;<br />Num outro separador lateral (blogs), mencionamos alguns blogs de referência da nossa instituição de ensino, nomeadamente a Escola Superior Agrária com os blogs BiodiverCIDADE e Biogere;<br />Blog - O Planeta Agradece<br />http://oplanetaagradece.blogs.sapo.pt/<br />Após uma vasta pesquisa acerca de blogs existentes sobre a matéria definiu-se o “O planeta agradece” como blog a comparar. A decisão tomada prendeu-se com o facto de este sítio possuir características muito semelhantes ao do sítio “GreenVision”.<br />É verdadeiramente notório verificar em ambos os sítios um interesse comum na partilha de informação com relevância ambiental. Porém, verifica-se neste sítio uma forte presença visual do maior um grupo bancário português (Caixa Geral de Depósitos), o que nos leva a crer que este sítio é administrado pelo mesmo grupo.<br />Para consolidar este facto e após alguma pesquisa nota-se uma particularidade de aqui serem divulgados vários eventos onde a Caixa Geral de Depósitos está inserida, o qual nos leva a admitir que este grupo bancário possui uma boa dinâmica no que a este tipo de temática diz respeito.<br />No que diz respeito ao próprio grafismo do site, concluí-se que o mesmo possui uma boa distribuição e acessibilidade de conteúdos, a conjugação das cores escolhidas estão bem conseguidas, sendo portanto de fácil manuseamento para qualquer um que queira aventurar-se pelo sítio.<br />Em jeito de conclusão é de referir que embora a finalidade de ambos os sítios seja semelhante, é de salientar que no blog “o planeta agradece” existe um maior propósito em divulgar acontecimentos que estão directamente ligados com o grupo bancário em questão, não estando por isso conectados ao ambiente de uma forma Global, mas sim abordando-o de uma forma mais localizada.<br />Algumas funcionalidades do blog<br />Possui uma ferramenta onde é possível calcular a quantidade de carbono que cada um de nós dispensa no nosso dia-a-dia, denominada Calculadora Carbono;<br />Programa estratégico da CGD para as alterações climáticas, onde estão inseridos alguns projectos tais como, loja carbono zero, floresta caixa carbono zero, entre outros;<br />Links com documentos úteis e uma secção dedicada aos mais novos – Ciclo da poupança e Livro da poupança.<br />3.Blogs Biogere e BiodiverCidade<br />http://www.biogere-esav.blogspot.com/<br />http://biodivercidade-esav.blogspot.com/<br />Os blogs Biogere e BiodiverCidade são espaços de discussão desenvolvidos pelos docentes do curso de licenciatura em Ecologia e Paisagismo da ESAViseu que, visam identificar estratégias e ideias que possam potenciar o planeamento e desenvolvimento do espaço rural e a gestão dos recursos naturais e endógenos, numa perspectiva criativa e inovadora e que possam resultar na exaltação das qualidades da paisagem e dos produtos que dela derivam, numa perspectiva empreendedora.<br />Em outras palavras pode-se dizer que ambos os blogs têm a finalidade de divulgar e informar todo um conjunto de temáticas que possuam um grande interesse ambiental, social e económico ao nível regional, dando especial ênfase ao que de mais relevante acontece na comunidade local.<br />Os conteúdos que aqui são abordados são expostos através de vários docentes da Escola Superior Agrária de Viseu, em que o Dr. Paulo Barracosa tem uma posição de maior destaque. Essa mesma informação é direccionada para um público-alvo com algumas noções da temática abordada, já que a mesma expõe uma linguagem e terminologia um pouco mais elaborada que o habitual neste tipo de sítios online.<br />Ao nível gráfico é de caracterizar os blogs como possuidores de uma estrutura não muito elaborada, pois estão direccionados para um único sentido, o de partilhar informação de fácil acesso para o leitor, não possuindo, portanto outro tipo de funcionalidades.<br />Reflexão final<br />Abordando o projecto GreenVisionIPV de uma forma geral é de salientar que até à presente data o mesmo tem levado o rumo pré-estabelecido. Os obstáculos a que tem sido sujeito têm sido solucionados com relativa facilidade pelos membros do grupo de trabalho e em algumas ocasiões com o auxílio de docentes da área científica.<br />Após a elaboração deste trabalho e a respectiva análise efectuada entre os sítios referidos é de realçar com positivismo e agrado o crescimento a que o blog e as redes sociais estão sujeitos. Este sistema em rede permite uma maior condensação de informação que por sua vez é emitida através desses mesmos canais de uma forma mais abundante, permitindo uma maior circulação no meio online.<br />Fazendo um ponto de situação do blog de projecto com outros semelhantes verificamos uma qualidade assegurada na generalidade dos conteúdos expostos, não ficando de forma alguma atrás do que é desenvolvido nos outros sítios pesquisados.<br />A pouco ou quase nenhuma experiencia por parte dos elementos envolvidos no projecto nesta área não está a ser de alguma forma um entrave ao desenvolvimento do mesmo, sendo portanto um desafio à altura do acontecimento.<br />

×