Cultivando a Inovação

4.255 visualizações

Publicada em

módulo 5 da disciplina de inovação e criatividade: Incentivando a cultura criativa; Gestão de idéias para inovação contínua; Incentivos e recompensas na inovação

Publicada em: Negócios, Tecnologia
1 comentário
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.255
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
419
Comentários
1
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cultivando a Inovação

  1. 1. Criatividade e Inovação Módulo 5 Cultivando a Inovação Graziela B. Mota Graziela Mota Inovação e Criatividade
  2. 2. 8º passo para a mudança de valor Focar e cultivar Graziela Mota Inovação e Criatividade
  3. 3. Fit estratégico da Inovação • A inovação não deve determinar a estratégia, ao contrário, a estratégia é que deve ditar a direção a ser seguida pelo processo de inovação Graziela Mota Inovação e Criatividade
  4. 4. Fit estratégico da Inovação A Inovação é uma das maneiras pela qual uma empresa alcança sua visão Prazos, responsáveis, KPI´s, métodos, recursos visão Aonde Queremos estar objetivos Para onde Vamos agora Estratégias Projetos, programas ou iniciativas Atividades Como Chegaremos lá O que faremos Como faremos tarefas Como executaremos inovação Graziela Mota Inovação e Criatividade
  5. 5. Foco e inovação • Deve ser definido um arcabouço para a inovação, delineando os mercados geográficos e os tipos de produto e serviço em que a inovação é desejada • Focar não restringe a criatividade – a criatividade nasce na delimitação do problema • Inovação previsível vs inovação exploratória • Delimitando o arcabouço: Graziela Mota Inovação e Criatividade
  6. 6. Foco e Inovação a) Processo de inovação aberto ou fechado? b) Grau de controle desejado sobre o processo? c) Quantidade de processos que podem ser realizados simultaneamente? Relação direta com a eficácia do processo de inovação : Necessidade de divisão e priorização de recursos, tempo, investimentos, atividades... Graziela Mota Inovação e Criatividade
  7. 7. Foco e Inovação Delinear o foco para que os resultados do processo de inovação fiquem de acordo com os objetivos estratégicos da empresa e os recursos disponíveis Graziela Mota Inovação e Criatividade
  8. 8. Foco e Inovação Diretrizes de Inovação • Reduzir a quantidade de propostas submetidas à consideração e à aprovação e não exceder os riscos assumidos. Ex: a) O lançamento deve gerar vendas mínimas de... b) O payback deve ser em x tempo c) O lançamento deve utilizar marcas da empresa d) O processo de inovação não pode durar mais que x tempo e) O lançamento não pode canibalizar o atual portfolio de produto Graziela Mota Inovação e Criatividade
  9. 9. Foco e Inovação Lista de verificação • Check list do potencial de valor da inovação à empresa Ex: a) b) c) d) e) f) Graziela Mota O projeto é realmente necessário? Quando concluído, que benefícios trará aos clientes? Temos que assumir o projeto agora ou haverá alguma repercussão negativa se adiarmos? Trabalhar no projeto afetará as operações da empresa e seus objetivos? Qual o período total, como mensurar seu progresso e qual o potencial para a empresa? Temos outros projetos de menor complexidade que podem substituir oprojeto em discussão? Inovação e Criatividade
  10. 10. Foco e Inovação Objetivos de Inovação • O que a empresa está buscando endereçar com o lançamento de um novo produto, descrito de forma mensurável. Ex: – Queremos inovar para reduzir o tempo de atendimento ao cliente em x% – Queremos inovar para atingir uma aumento de x% nas margens de lucro nos próximos y anos – Queremos que as vendas do novo produto alcem x% das vendas totais planejadas em y anos – Queremos que a inovação traga share incremental para a marca no ano 1 de x pp Graziela Mota Inovação e Criatividade
  11. 11. Foco e Inovação Estratégias de inovação • Baseado em 2 variáveis: grau de transformação no modelo de negócio e uso de tecnologias novas e preexistentes. • Determinar o tipo de inovação é um modo de limitar o nível de risco e indicar mudanças • Funil de inovações: – Muitos projetos disruptivos = estratégia agressiva e arriscada; “jogando para ganhar”. EMPRESAS PROATIVAS – Muitos projetos marginais = estratégia conservadora, defensiva: “jogando para não perder”. EMPRESAS REATIVAS Graziela Mota Inovação e Criatividade
  12. 12. Foco e Inovação Decisões de marca • • • • Sob qual marca a inovação deve ser lançada? Lançar sob uma marca existente ou criar uma nova? Extensão de linha: aproveitar a lembrança e imagem das marca estabelecidas. Normalmente inovação incremental. Nova marca: inovação radical quando; – – – – – não comportada em termos de posicionamento e identidade pelas marcas existentes quando marca atual apresenta problemas de imagem. Quando a inovação inaugurar um novo mercado Quando a Cia quiser entrar em um novo mercado ou novo modelo de negócio Quando o lançamento for arriscado, podendo prejudicar a imagem das marca atuais Graziela Mota Inovação e Criatividade
  13. 13. Tamanho do Círculo: representa o ganho gerado por cada projeto Foco e Inovação Recursos • Devem ser programados e alocados recursos para todos os projetos O portfolio de projetos de inovação deve priorizado a fim de maior eficácia na gestão dos recursos disponíveis. Risco • D B C A E Dificuldade Roadmap de projetos Iniciativas SEM1 2012 Novos produtos SEM2 2012 SEM1 2013 Proj X $ 10MM SEM2 2013 SEM21 2014 Proj y $ 50MM Novos processos Proj z $ 0,5MM Redução custos Proj k $ 1,5MM Novos serviços Graziela Mota Proj w $ 1MM Proj r $ 0,7MM Inovação e Criatividade
  14. 14. Foco e Inovação Recursos • A inovação deve ser planejada considerando revisões anuais de estratégia e alocação de recursos; – – – – Mudanças no mercado Mudanças tecnológicas Mudanças regulatórias Movimentação da concorrência – Resultados obtidos com a inovação Graziela Mota Inovação e Criatividade
  15. 15. Foco e Inovação Indicadores • Indicadores econômicos (resultados) – Vendas da empresa a partir dos lançamentos de novos produtos ou de inovações que não envolvam novos produtos (processos) – Lucro a partir do lançamento de novos produtos ou de inovações que não envolvam novos produtos (processos) – Reduções de custos a partir de inovação – Retorno do investimento total da inovação – Representação das vendas resultantes dos lançamentos no último ano Graziela Mota Inovação e Criatividade
  16. 16. Foco e Inovação Indicadores • Intensidade (quantidade) – Quantidade de patentes – Quantidades de inovações em produtos, serviços, esperiências no cliente, processos ou modelos de negócio – Quantidade de marcas – Quantidade de ideias geradas por ano – Quantidade de projetos de inovação no funil de inovação – Quantidade de projetos de inovação em andamento – Investimento em P&D – Peso do investimento em P&D vs vendas Graziela Mota Inovação e Criatividade
  17. 17. Foco e Inovação Indicadores • Eficácia (lucros vs recursos) – Taxa de sucesso de novos produtos – Tempo de comercialização – Investimento médio por projeto – Impacto médio do investimento por projeto bem sucedido – Despesas médias e ideias ou projetos rejeitados – Quantidade de anos como líder no setor Graziela Mota Inovação e Criatividade
  18. 18. Foco e Inovação Indicadores • Cultura inovadora – – – – – Percentual de funcionários que produzem ideias Percentual de funcionários que avaliam ideias Taxa anual de ideias por funcionário Percentual de tempo investido em inovação Quantidade de departamentos que inovam em base contínua – Quantidade de ideias apresentadas pelos funcionários – Tendência de assumir risco – Imagem inovadora no mercado Graziela Mota Inovação e Criatividade
  19. 19. Cultura criativa e inovação • Cultura não é algo tangível mas reconhecível • Transpira interesse, pro atividade e criatividade • Construtores da cultura: CEOs, diretoria, alta gestão, time de inovação Graziela Mota Inovação e Criatividade
  20. 20. Cultura criativa e inovação • Inibidores organizacionais: – – – – – Medo em geral Medo do erro Medo de retaliação Prazos finais e pressão Percepção de concorrência interna – Downsizing e crise – Falta de método e processo Graziela Mota Inovação e Criatividade
  21. 21. Cultura criativa e inovação • Motivadores organizacionais: – Entendimento do conceito de criatividade – Comunicação clara e transparente – Treinamento e engajamento – Programas de estímulo à sugestões, ideias... – Reconhecimento dos protagonistas da inovação – Comunicação de resultados obtidos – Comunicação de ideias rejeitadas – Valorização da postura “taking risk” Graziela Mota Inovação e Criatividade
  22. 22. Cultura criativa e inovação • Etapas: – CEO comunica da necessidade de transformaçãod a cultura construindo coalizão de apoio à ideia – CEO e a diretoria assinam a resolução e se comprometem – A organização é comunicada a respeito da mudança de cultura – Eliminam-se os inibidores – Implementam-se os motivadores – Desenvolvimento do plano interno de comunicação de inovação – Determina-se o processo de inovação – Divulgam-se os learnings – Reconhecimento pessoal Graziela Mota Inovação e Criatividade
  23. 23. Graziela Mota Inovação e Criatividade

×