O ENSINO FUNDAMENTAL DE 9 ANOS,              OCURRÍCULO E O PPP               I                      III                  ...
V                              VIIE O QUE VALEU NÃO VALE MAIS    A ESCOLA DO FUTUROHOJE TEMOS OUTRO SENÁRIO       TEM SUAS...
IX                            XIDIRETRIZES CURRICULARES       COM AS CRIANÇAS DE SEIS ANOSDO ENSINO FUNDAMENTAL         JÁ...
XV        XIII                              O PP TEM QUE EXISTIRANALIZANDO O PP                              ELE NÃO PODE ...
XIX         XVII                             COM TODA COMUNIDADEO QUE TAMBÉM DEVE CONTER     O GESTOR DEVE CONTARNA SUA EL...
XXI                             XXIIINÓS DEVEMOS REPENSAR             APROVEITAR TEMPO E ESPAÇONOSSO FAZER PEDAGÓGICO     ...
XXV                                       XXVIINÃO SÓ PARA PLANEJAR                            RESPEITANDO O CALENDÁRIODEV...
XXIX                          XXXIA COMUNIDADE ESCOLAR           A IMPORTÂNCIA DO CURRÍCULODEVE SENTAR PRA DISCUTIR       ...
XXXIII                          XXXVTAMBÉM O SISTEMA ESCOLAR       ESTE É O MEU INSENTIVODEVERÁ SER AVALIADO            PR...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ensino fundmentl de 9 anos

292 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
292
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ensino fundmentl de 9 anos

  1. 1. O ENSINO FUNDAMENTAL DE 9 ANOS, OCURRÍCULO E O PPP I III DA INFÂNCIA E JUVENTUDEFORMAÇÃO CONTINUADA HOJE HÁ UMA NOSTAUGIAPARA O COORDENADOR LEMBRO O TEMPO PASSADOVISANDO A MELHORIA QUANDO O FILHO AO PAI TEMIADA AÇÃO DO PROFESSOR O HORÁRIO ERA PADRÃOCOM TRABALHO ARTICULADO E AS NORMAS DA EDUCAÇÃOCONTEMPLANDO O ALUNADO TODO FILHO OBEDECIAAUMENTANDO O SEU VALOR IV II HOJE TUDO ESTÁ MUDADORESSIGNIFICANDO SABERES ISSO É COISA NOTÓRIAFOCALIZANDO A DIDÁTICA A JUVENTUDE EVOLUIUDO ENSINO DE PORTUGUÊS OS PEDRÕES SÃO OUTRA HISTÓRIAE TAMBÉM DA MATEMÁTICA NO FACEBOOK OU CELULARCOMPARTILHANDO O VALOR NA INTERNET A TWITARPROFESSOR E COORDENADOR CARTAS DE AMOR SÓ NA MEMÓRIAREPENSANDO SUA PRÁTICA
  2. 2. V VIIE O QUE VALEU NÃO VALE MAIS A ESCOLA DO FUTUROHOJE TEMOS OUTRO SENÁRIO TEM SUAS CARACTERÍSTICAS:DO PAPEL DO PROFESSOR TEM A CRIATIVIDADEAGORA FAÇO COMENTÁRIO QUE MELHORA AS ESTATÍSTICAS,OU ACOMPANHA A EVOLUÇÃO TEM RESPONSABILIDADESMODERNIZANDO A SUA AÇÃO TAMBÉM TEM HABILIDADEOU VAI FICAR PRO ANTIQUÁRIO PARA SER ESCOLA HOLÍSTICA. VI VIIIA MODERNIDADE DO MUNDO ADQUIRIR INTIMIDADEBUSCA LUGAR NA ESCOLA COM AS NOVAS TECNOLOGIASCOM VANTADE DE TRANSFORMAR É TAMBÉM PAPEL DA ESCOLAE REESCREVER SUA HISTÓRIA QUE AS INSERE NO DIA A DIAASSIM COMO A JUVENTUDE ESTAR LIGADA NO GLOBALDEVEMOS MUDAR DE ATITUDE E VALORIZA O LOCALPRAS MUDANÇAS SEREM NOTÓRIAS DENTRO DA SUA IDEOLOGIA.
  3. 3. IX XIDIRETRIZES CURRICULARES COM AS CRIANÇAS DE SEIS ANOSDO ENSINO FUNDAMENTAL JÁ É OUTRA REALIDADEPEDEM REELABORAÇÃO REPENSANDO EM CONJUNTOPARA O CURRÍCULO FORMAL PLANEJANDO ATIVIDADESSENDO INDÍGENA , QUILOMBOLA TEMPO, ESPAÇO, AVALIAÇÃOOU DO CAMPO, A ESCOLA REQUER REORGANIZAÇÃOTODAS TEM SEU CABEDAL. PARA AS CRIANÇAS DESSA IDADE. X XIIVOU FALAR DO PPP CURRÍCULO E MATERIAISDE SUA ATUALIZAÇÃO TAMBÉM PROPOSTA PEDAGÓGICAPOIS PRA ISSO É EXIGIDO DA INFÂNCIA À ADOLESCÊNCIADA EQUIPE A UNIÃO TEMOS DIFERENTES PROPOSTASREPENSANDO CADA PONTO NECESSITA DA FORMAÇÃOE TAMBÉM OS CONTRAPONTOS O PROFESSOR E A GESTÃOPARA REFORMULAÇÃO. PRA OBTER MELHOR RESPOSTAS.
  4. 4. XV XIII O PP TEM QUE EXISTIRANALIZANDO O PP ELE NÃO PODE FALTARPARA REELABORAÇÃO PRA CONDUZIR O ENSINOPOIS PARA ATUALIZÁ-LO E PRA ADMINISTRARÉ PRECISO DISCUSSÃO, DA INOVAÇÃO PEDAGÓGICACOM RESPONSABILIDADE ATÉ A TECNOLÓGICAJUNTO À COMUNIDADE O PP DEVE CONTEMPLAR.DEVE SER FEITA A AÇÃO XVI XIV É PRECISO CONSIDERAR DIVERSIDADE COGNITIVALOGO APÓS ESSE MOMENTO POIS CADA ALUNO TEM UM RÍTMOPARTE-SE PARA A PRÁTICA PARA APRENDER O QUE PRECISAPLANEJANDO O QUE É PRECISO RESPEITANDO O PENSAMENTOCOM UMA BOA DIDÁTICA VALORIZANDO O SENTIMENTOTENDO O PP COMO NORTE QUE HÁ NA PARTE AFETIVA.NOS PONTOS FRACOS OU FORTESPRA ESCOLA NÃO SER APÁTICA.
  5. 5. XIX XVII COM TODA COMUNIDADEO QUE TAMBÉM DEVE CONTER O GESTOR DEVE CONTARNA SUA ELABORAÇÃO PAIS, PROFESSORES E FILHOSPOIS É PARTE IMPORTANTE FORMAM CONSELHO ESCOLARÉ A CHAMADA INCLUSÃO A COMUNIDADE ATIVADO PORTADOR DE NECESSIDADE GESTÃO PARTICIPATIVAQUE AOS SEIS ANOS DE IDADE A TODOS DEVE ENGLOBAR.DA ESCOLA RECEBE ATENÇÃO. XX XVIII MAS QUAL AVALIAÇÃONÃO SE DEVE ESQUECER A ESCOLA DEVE FAZER?MAS TER MUITA ATENÇÃO POIS É PARTE INTEGRANTENÃO SÓ COM BUROCRACIA DO IMPORTANTE PPPSE OCUPA A GESTÃO POIS EXISTE A INTERNAPOIS EM OUTRA PESPECTIVA E AVALIÇÃO EXTERNAGESTÃO PARTICIPATIVA NÃO DEVEMOS ESQUECERTODA ESCOLA ENTRA EM AÇÃO.
  6. 6. XXI XXIIINÓS DEVEMOS REPENSAR APROVEITAR TEMPO E ESPAÇONOSSO FAZER PEDAGÓGICO PRA MELHORAR A APRENDIZAGEMENTENDER O PENSAMENTO LEVANDO EM CONTA O SUGEITOO LADO PSICOLÓGICO E TAMBÉM SUA BAGAGEMTER DEFINIDA A MISSÃO PROPOSTA INTERDISCIPLINARE BASEAR SUA AÇÃO TAMBÉM DEVE RECUPERAREM PRINCÍPIOS EPISTEMOLÓGICOS. O QUE NÃO ESTÁ NA MARGEM. XXII XXIVTUDO ISSO É IMPORTANTE PROGRESSÃO CONTINUADAPRA AUMENTAR A ESTIMA OU PROGRESSÃO AUTOMÁTICA?O CUIDAR E O EDUCAR TANTO UMA QUANTO A OUTRAVÃO ALÉM DAS DISCIPLINAS DEVE SER BEM PLANEJADAPORTUGUÊS E MATEMÁTICA POIS NESSAS DUAS AÇÕESQUE REQUEREM NOVAS PRÁTICAS DEVEM TER AVALIAÇÕESDO PROFESSOR QUE AS ENSINAM. QUE FINALIZEM A JOGADA.
  7. 7. XXV XXVIINÃO SÓ PARA PLANEJAR RESPEITANDO O CALENDÁRIODEVEMOS DEDICAR TEMPO E OS DUZENTOS DIAS LETIVOSMAS TAMBÉM PRA FORMAÇÃO CABE AO COORDENADORTENDO O ENVOLVIMENTO SER UM TANTO CRIATIVODO QUADRO DE PROFESSOR, PARA NÃO DESRESPEITARCOORDENADOR E GESTOR OS MOMENTOS DE ENSINARPRA UM BOM RENDIMENTO. TENDO O ALUNO PREJUÍZO. XXVI XXVIIIO HORÁRIO DE FORMAÇÃOTERÁ SEU TEMPO IDEAL PERSEBER O QUE ESTÁ MUDANDOPODENDO ESSA FORMAÇÃO E O QUE NÃO FUNCIONA NA PRÁTICASER DE FORMA QUINZENAL SÃO REFLETIDOS NOS ENCONTROSCABE A ESCOLA ADEQUAR PRA MELHORAR NOSSA PRÁTICAEM QUE MOMENTO PARAR E SENDO DIAGNOSTICADOPARA ESSE MOMENTO FORMAL. FICA O GRUPO ENCARREGADO DE FORMULAR UMA AÇÃO TÁTICA.
  8. 8. XXIX XXXIA COMUNIDADE ESCOLAR A IMPORTÂNCIA DO CURRÍCULODEVE SENTAR PRA DISCUTIR É UM TEMA PARA DEBATESNA ELABORAÇÃO DO CURRÍCULO PORQUE NESSE DOCUMENTOQUE É IMPORTANTE REFLETIR NÃO PODE HAVER CONTRASTESPOIS O CURRÍCULO NA PRÁTICA DESDE A SUA CONCEPÇÃO,ORINTA O ENSINO E A DIDÁTICA PROCESSO DE ELABORAÇÃOE O QUE DEVE SE CORRIGIR. PARA NÃO HAVER DESGASTES. XXX XXXII OUTRO ENFOQUE IMPORTANTE,A BASE NACINAL COMUM CURRÍCULO E AVALIAÇÃOQUE DEVERÁ SER CONTEMPLADA POIS ELA É PARTE DO PROCESSONAS UNIDADES ESCOLARES PARA A PLENA FORMAÇÃOPRA SER BEM FUNDAMENTADA É FEITA PELO PROFESSORCOM O REGIONAL E O LOCAL MAS EXISTE OUTRO FATORTAMBÉM O ASPECTO CULTURAL QUE É A INSTITUIÇÃO.NA PARTE DIVERSIFICADA.
  9. 9. XXXIII XXXVTAMBÉM O SISTEMA ESCOLAR ESTE É O MEU INSENTIVODEVERÁ SER AVALIADO PRA QUE VOCÊ SE CAPACITETRÊS ASPECTOS E DIMENSÕES POIS SE FOR DESATUALIZADOFORMAM UM SISTEMA INTEGRADO VOCÊ ESTARÁ EM DECLIVEVALORIZANDO A COMPETÊNCIA SE NÃO CONHECE ESSA EXPRESSÃODA LEGISLAÇÃO EM VIGÊNCIA VOCÊ PRESTE MUITA ATENÇÃOPOIS OS TRÊS SÃO INTEGRADOS. VÁ AO DICIONÁRIO E PESQUISE. XXXIV XXXVITUDO ISSO FOI ESCRITO FAÇA O QUE EU DIGOPRA CHAMAR SUA ATENÇÃO NÃO FAÇA O QUE FAÇOREFLITA EM SUA CARREIRA É O HÁBITO DE MUITOSE TAMBÉM NA SUA AÇÃO E O FIM É O FRACASSOPOIS O PAPEL DO PROFESSOR SIGA POIS O EXEMPLOTERÁ SEMPRE O SEU VALOR TIRE TAMBÉM UM TEMPO,DISSO NÃO DUVIDO NÃO. CONQUISTE SEU ESPAÇO. AUTORA: GRACI CURSO DE FORMAÇÃO NO KENNEDY

×