Plantel

2.899 visualizações

Publicada em

Publicada em: Esportes
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.899
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.773
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plantel

  1. 1. Guarda-redes:- Rui Patrício (Custo: entre 700.000 e 1.050.000): Tem mais que qualidade para ser oprincipal guarda-redes do Sporting. Ganhará cerca de 200 mil/ano mas merececlaramente a renovação e o aumento do seu salário. É um guarda-redes de grandescapacidades, esperando-se que tenha algum sucesso colectivo no seu provável últimoano no Sporting.- Ricardo Batista (Custo: entre 0 a 350.000): A posição de guarda-redes está longe deser uma preocupação no Sporting. Se, na temporada passada, o Sporting se decidiu acontratar um guarda-redes experiente (e caríssimo) para lutar pelo lugar, R.P. tratou demostrar que o melhor era ele. Batista é um guarda-redes para discutir um lugar no bancocom Tiago, sendo um guarda-redes diferente do experiente português (mais jovem e emcrescendo) mas com qualidades actuais semelhantes e igualmente barato.- Tiago Ferreira (Custo: entre 0 a 350.000): Um jogador muito experiente, numa alturaem que faltam referências no plantel, e que cumpre sempre que é chamado a intervir. Jáleva uma idade considerável, mas é guarda-redes e continua com competênciassignificativas – mostrou-as este ano sempre que necessário – sendo uma opção boa ebarata para lutar por um lugar com Ricardo Batista no banco.
  2. 2. Lateral-direito:- João Pereira (Custo: entre 350.000 e 700.000): Tem qualidade mais que suficiente paraser titular, e também não é nesta posição que o Sporting fica a perder para os maisdirectos adversários. Tem, ainda, alguns problemas defensivos (que foram maisevidenciados pela falta de organização defensiva da equipa) mas a qualidade que tem eos desequilíbrios que consegue criar fazem dele peça fundamental para a próximaépoca.- João Gonçalves (Custo: entre 0 e 350.000): Ao contrário de Cédric Soares (e até doPereirinha) tenho dúvidas que João Gonçalves tenha a qualidade para se afirmar como“O” lateral-direito do Sporting. No entanto, no imediato é o que mais qualidade, ritmode jogo e rotinas de posição tem, e é uma boa alternativa a João Pereira.
  3. 3. Central-direito:- Ezequiel Garay (Custo: entre 1.050.000 e 1.400.000) - O central argentino de 24 anosdestacar-se-ia no plantel e mesmo no onze leonino pelas suas qualidades. É um centralque, pelas competências que possui e pela categoria que tem, poderia liderar a defensivado Sporting, pois, mesmo não sendo particularmente experiente, tem qualidade e“rodagem” para tal.- Alberto Rodriguez (Custo. Entre 350.000 e 700.000) - O central peruano do Bragaterá, provavelmente, um custo relativamente razoável e tem claras qualidades para estarno plantel leonino, sendo um jogador que, quando joga, demonstra competências,conhecendo também o modelo de Domingos.
  4. 4. Central-esquerdo:- Daniel Carriço (Custo: entre 700.000 e 1.050.000) – O capitão do Sporting, apesar damá temporada feita em 2010/2011, é, claramente, um central com categoria para sertitular no Sporting, sendo um dos melhores em Portugal de momento. Lutaria com umlugar no onze titular com o também jovem Marco Torsiglieri, sendo que partiria emvantagem.- Marco Torsiglieri (Custo: entre 350.000 e 700.000) – O central argentino discutiria umlugar no onze inicial com Daniel Carriço. Embora partisse em desvantagem, por ser, demomento, qualitativamente inferior ao central formado em Alvalade, Torsiglieri temcapacidades para poder discutir o lugar e fazer – também ele - uma boa temporada.
  5. 5. Lateral-esquerdo:- Óscar Wendt (Custo. entre 700.000 e 1.050.000) – O lateral-esquerdo do Copenhaga eda selecção sueca foi um dos nomes mais cogitados para o Sporting na campanhaeleitoral, da parte de diversas listas mas, especialmente, da de Godinho Lopes. Pareceter qualidades e margem de progressão para assumir o lugar com qualidade e ser umaopção superior ao Evaldo.- Evaldo (Custo: entre 350.000 e 700.000) – O lateral-esquerdo brasileiro contratado noVerão passado ao Braga mostrou-se uma verdadeira decepção, mesmo para quem não oesperava ver num plano de topo. Mostrou-se banal e medíocre em quase todos osaspectos do jogo, sendo que, com Domingos, pode vir a ser uma alternativa razoável.
  6. 6. Médio defensivo:- André Santos (Custo: entre 350.000 e 700.000) – O médio defensivo leonino é umjogador muitíssimo fiável, em crescendo, e que já em Leiria havia mostrado o quanto sepodia confiar nele enquanto pivot defensivo. Dotado de uma maturidade e de umaleitura táctica tremenda, muito seguro, eficiente e inteligente. Peca apenas noscentímetros e na capacidade física (onde pode melhorar). Jogador muito importante parao clube, a continuar a crescer desta forma, já que a experiencia lhe dará o que lhe aindalhe falta.- Fabián Rinaudo (Custo: entre 700.000 e 1.050.000) – Na posição de médio defensivo,será necessário haver um rival capaz de lutar com argumentos pelo lugar com AndreSantos, sendo que Pedro Mendes, além de caro, tem demasiados problemas físicos. Ointernacional argentino teria de ser muito trabalhado, mas poderia render na posição,tendo qualidade.
  7. 7. Médio de ligação:- Manuel Fernandes (custo: entre 1.050.000 e 1.400.000) – O jogador do Valência seriauma excelente opção para dar maior intensidade, capacidade reactiva e qualidade nameia-distância ao meio-campo do Sporting. As suas características complementar-se-iam muito bem com as de André Santos. Teria concorrência difícil e de qualidade, mas,acreditando que terá melhorado no Campeonato Espanhol (porque dificilmente o teráfeito na Turquia), seria uma grande opção.- Adrien Silva (custo: entre 0 e 350.000) – O médio de 22 anos, formado no Sporting,tem muita qualidade, sendo, inclusivamente, um jogador com capacidade para, a médioprazo, ser o motor do futebol da equipa. É uma opção muitíssimo boa para ter noplantel: jovem, com custos reduzidos e com uma capacidade para discutir um lugar noonze muito significativa.
  8. 8. Número dez:- Matias Fernandez (custo: entre 1.050.000 e 1.400.000) – O criativo chileno assumiu-seno final da temporada 2010/2011 como um elemento fundamental para as aspirações doSporting, justificando assim, finalmente, a sua grande qualidade e o seu avultadosalário. É um jogador fundamental para a base da equipa, acreditando nós que, com umcolectivo forte, pode ser uma das peças que faça maior diferença no futebol do Sportingem termos individuais. De El Cra espera-se, sempre, magia.- “Ricky” Alvarez (custo: entre 350.000 e 700.000) – Este argentino de 22 anosinteressou-melogo num jogo que vi do Velez, frente ao Libertad. Mostrou umainteligência bastante grande (especialmente na movimentação), uma capacidade técnicaassinalável e umaboa capacidade de decisão dos lances. Ainda não está muitovalorizado e seria uma boa opção como alternativa a Matias, por ser mais jovem eauferir cerca de metade do chileno Valdês.
  9. 9. Extremo direito:- Marat Izmailov (custo: entre 350.000 a 700.000) – O ala russo é um jogador que, nãotendo problemas físicos, é absolutamente fundamental no Sporting e no CampeonatoPortuguês. Além de ser um jogador forte na criação de desequilíbrios e na decisão doslances, equilibra ainda bastante a equipa, sendo muito forte na transição defensiva.Jogador para lutar por um lugar no onze com Yannick (só não sendo indiscutível devidoaos problemas físicos que tem).- Yannick Djaló (custo: entre 350.000 a 700.000) – O avançado português é um jogadorque cria bastantes desequilíbrios nos adversários, sendo – especialmente com espaço –um jogador muito perigoso a deambular pelas alas. Não duvido que será potenciadocom Domingos, lutará pela titularidade com Izmailov, e o difícil mesmo será renovar-lhe o contrato pelos valores indicados.
  10. 10. Extremo esquerdo:- Gio dos Santos (custo. entre 1.050.000 e 1.400.000) – Seria “a” contratação datemporada. O extremo mexicano é um jogador muitíssimo fantasista, com umacapacidade de desequilibrar tremenda. Levaria muitos adeptos ao estádio, seguramente,e seria um importantíssimo elemento na caminhada para o sucesso. Seria, mesmo, odesiquilibrador que necessitamos: jovem, rápido, com técnica e criatividade.- Wilson Eduardo (custo: entre 0 a 350.000) – O jovem avançado formado emAlcochete, que pode jogar descaído sobre qualquer uma das alas, seria uma boa opçãopara acrescentar as faixas, devido aos regulares problemas físicos de Izmailov e deYannick, após uma boa temporada no Beira-Mar.- André Carrillo (custo: entre 0 a 350.000) – O jovem paraguaio dificilmente terágrandes oportunidades esta temporada mas é um jogador bastante jovem, que lutará poralguns minutos (especialmente nas taças) e de quem se espera que evolua e cresça emAlvalade.
  11. 11. Ponta-de-lança: ~- Jô Assis (custo: entre 1.050.000 e 1.400.000) – O avançado brasileiro do City, bastantefalado para o Sporting de há muito tempo para cá, chegaria a Lisboa se dependesse denos. Futebolisticamente, tem qualidade para ser um importante jogador para o Sportinge para a Liga Sagres. Os seus problemas são a nível psicológico, mas, trabalhado porDomingos, poderia encaixar muito bem no modelo do treinador.- Funes Mori (custo: entre 350.000 e 700.000) – O avançado argentino de 19 anos é umjogador muito interessante, que tem um potencial bastante significativo. Penso quepoderia ser uma aposta, vinda do novo scouting leonino, sendo um jogadorrazoavelmente bom a breve trecho e, a médio prazo, capaz de ser o nosso principalponta-de-lança.- Dayro Moreno (custo: entre 350.000 a 700.000) – Para discutir o lugar com FunesMori, como alternativa ao principal ponta-de-lança leonino, optámos pelo avançadocolombiano Moreno. Este jogador é o melhor marcador da Liga Colombiana e, ao queconsta, está muito perto de assinar pelo Sporting.
  12. 12. Números do plantel:Nº de jogadores – 25Nº de permanências – 12Nº de contratações – 9Nº de regressos (emp) – 4Orçamento transferências 2010/2011 – 11.000.000Orçamento transferências 2011/2012 – 20.000.000Orçamento salários 2010/2011 – 19.000.000Orçamento salários 2011/2012 – 21.000.000Média de idades 2010/2011 – 26.11Média de idades 2011/2012 – 24.2Nº de jogadores portugueses – 12Nº de jogadores estrangeiros - 13Nº de jogadores formados no clube – 7 Explicações de orçamento:A razão do orçamento para salários da próxima temporada não aumentar deriva de duasrazões: i) o Sporting tem condições para discutir o título com um orçamento deste nível;ii) o Sporting não tem de passar mais uma década a viver com a corda na garganta paraque se arranje um plantel caro e – ainda por cima - de fraca qualidade.Sobre a primeira, há que dizer que o Sporting não tem, de todo, de ter orçamentos naordem do dos rivais. Porque os rivais não conseguem ter jogadores com a qualidade deCarriço, André Santos, Yannick Djaló e Rui Patrício menos de 25 mil/mês (nopresente). O Sporting forma jogadores de qualidade indiscutível com custos salariaismuito reduzidos, o que faz com que possamos ter um orçamento mais baixo que o dosadversários.Relativamente á segunda, é preciso dizer que o Sporting tem de pensar não apenas nocurto mas no médio (e já para não dizer longo) prazo. Existem algumas situaçõesdramáticas pelas quais os clubes portugueses já passaram – erguendo-se novamente comdificuldades – e o Sporting não pode continuar a ser asfixiado pelos seus credores, tendoum orçamento suficiente para discutir o título e desperdiçando dinheiro de formaincompetente.Nota – Os custos salariais dos jogadores são aferidos em 4 categorias: i) quem aufereaté 350.000 por ano; ii) quem aufere até 700.000 por ano; iii) quem aufere até 1.050.000por ano; iv) quem aufere até 1.400.000 por ano.
  13. 13. Perfil estratégico:O plantel seria composto por uma base muito forte de jogadores (entrando EzequielGaray, Manuel Fernandes, Giovani dos Santos e Jo nessa mesma base) ecomplementado com jogadores com qualidade do actual plantel e jogadores formadosno clube (destancando-se a integração de atletas como João Gonçalves, Adrien Silva eWilson Eduardo).Basicamente, a politica seguida corresponderia á velha máxima que muito defendemospor aqui: há que gastar o dinheiro de forma racional e eficiente, pagando elevadossalários apenas a quem, pelas suas qualidades identitárias e, especialmente,futebolísticas, consiga ser peça fundamental para o clube.A razão de não termos 3 jovens contratados no plantel, mas apenas 2 – Carrillo e F.Mori – deve-se ao facto de não entendermos que seja essa a principal prioridade noreforço no plantel, nem considerarmos a falta de qualidade de jovens valores a razãopela qual a equipa não tem tido sucessos desportivos mais contínuos. Alem de que talpolitica poderia tapar o lugar a outros jovens com potencial formados em Alvalade.O facto de serem 25 – e não 26 – os elementos do plantel dever-se-ia a três razoes: i) umplantel mais curto tem mais facilidade em unir-se e em ser controlado e dirigido; ii) ofacto da geração de juniores da próxima época (quer de segundo, quer de primeiro ano)ser uma das melhores dos últimos anos, podendo-se chamar, ocasionalmente, algum dosjovens da formação ao plantel principal; iii) os custos salariais com mais um atletaseriam, pelas razões acabadas de referir, evitados, dando maior folgo ao clubemensalmente. Possibilidades de discutir o título:Este plantel teria capacidades para discutir o título, a nível da qualidade individual dosseus jogadores. Um guardião sólido e de grande qualidade, uma defesa forte, assente emreferencias qualitativas (J. Pereira e Garay) e em jovens com qualidades (Carriço eWendt), um meio-campo de grande qualidade, com segurança, intensidade ecriatividade (André Santos, Manuel Fernandes e Matias Fernandez) e um ataque comdesequilibradores como Giovanni dos Santos, Marat Izmailov e com um avançadoperigoso e de alta categoria como Jô.O banco teria opções muito válidas. Na baliza, Tiago e Batista rodariam como principalconcorrência a Patrício, alternando no banco. Na defesa, jogadores como MarcoTorsiglieri e Evaldo possuem qualidades para tal estatuto, sendo opções relativamentefiáveis, alem da capacidade de Rodriguez (quando bem fisicamente) e da fiabilidade deJoão Gonçalves. No meio-campo, Rinaudo seria o elemento mais importante, pois temgrandes capacidades e discutiria a titularidade, ficando para Adrien a tarefa de lutar comM. Fernandes e a de Ricky Alvarez a de ser uma alternativa criativa a Matias. Já noataque, jogadores como Yannick Djalo e Funes Mori seriam boas opções, sendo queWilson Eduardo, Andre Carrillo e William Owusu seriam jogadores com menosoportunidades, numa perspectiva de crescimento dos próprios atletas.

×