APRESENTAÇÃO GERAL DE PROJETOS DE        PESQUISA – FAPERJ  DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA      CARTOGRÁFICA - UERJ  WWW.LABCA...
HISTÓRICOProjeto 1: Edital 03/2010 - Tecnologia da Informação:Sistema de Informação Geográfica (SIG) Aplicado à Análise Es...
Projeto 4: Edital Prioridade Rio 2012:Mapeamento digital da planície quaternária do rio Paraíba do Sul e efeitos do Portod...
Projeto 4: Edital Prioridade Rio 2012:Mapeamento digital da planície quaternária do rio Paraíba do Sul e efeitos do Porto ...
Projeto 5: Apoio à Pesquisa APQ1 2012/1:Análise espacial integrada no Bonfim, Petrópolis, RJ, aplicada ao uso da Terra e c...
Projeto 6: Edital FAPERJ n.º 23/2010:Aplicação de geotecnologias na orientação do uso da terra com base nos impactos dasmu...
RESULTADOS DO PROJETO 6: Aplicação de geotecnologias na orientação do uso da terra combase nos impactos das mudanças climá...
RESULTADOS DO PROJETO 6: Aplicação de geotecnologias na orientação do uso da terra combase nos impactos das mudanças climá...
Etapas vencidas:1. Aquisição de imagens THEOS (Multi – 15m; e Pan – 2m)2. Validação de bases vetoriais institucionais (RJ ...
APRESENTAÇÃO GERAL DE PROJETOS DE        PESQUISA – FAPERJ  DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA      CARTOGRÁFICA - UERJ  WWW.LABCA...
Projetos de pesquisa – FAPERJ
Projetos de pesquisa – FAPERJ
Projetos de pesquisa – FAPERJ
Projetos de pesquisa – FAPERJ
Projetos de pesquisa – FAPERJ
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projetos de pesquisa – FAPERJ

745 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Projetos de pesquisa – FAPERJ

  1. 1. APRESENTAÇÃO GERAL DE PROJETOS DE PESQUISA – FAPERJ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CARTOGRÁFICA - UERJ WWW.LABCARTOGRAFIA.UERJ.BR PROF. DR. GILBERTO PESSANHA RIBEIRO GILBERTO@ENG.UERJ.BR TEL.: (21) 7716-0240, 3218-0558, 7129-0558 02/OUTUBRO/2012 Apoio:
  2. 2. HISTÓRICOProjeto 1: Edital 03/2010 - Tecnologia da Informação:Sistema de Informação Geográfica (SIG) Aplicado à Análise Espacial Integrada Apoiada emDados Sócio-Econômicos, Destinado ao Desenvolvimento Territorial, na Área Industrial, emEscala RegionalFonte: http://www.sig-zonaoesterj.uerj.brProjeto 2: Edital 04/2010 – Prioridade Rio:Mapeamento Digital e Monitoramento das Áreas de Mangues do Litoral Fluminense,através de Tecnologias Digitais de Geoprocessamento e Análise EspacialFonte: http://www.mangues-rj.uerj.brProjeto 3: Edital 16/2009 – Pensa Rio – Apoio ao Estudo de Temas Relevantes eEstratégicos para o Estado do Rio de Janeiro (como colaborador):Diversidade Biológica na Ilha Grande: uma Análise Sintética dos Processos e Base paraPesquisas de Longa Duração (RAPELD) – Coord. Profa. Dra. Helena Godoy BergalloFonte: http:// www.rapeld-igrande.uerj.br
  3. 3. Projeto 4: Edital Prioridade Rio 2012:Mapeamento digital da planície quaternária do rio Paraíba do Sul e efeitos do Portodo Açu sobre os ambientes costeiros no Norte FluminenseFonte: http://www.faperj.br/interna.phtml?obj_id=8514Projeto 5: Apoio à Pesquisa APQ1 2012/1:Análise espacial integrada no Bonfim, Petrópolis, RJ, aplicada ao uso da Terra ecobertura vegetal, com suporte de geotecnologiasFonte: http://www.faperj.br/downloads/formularios/resultado_APQ1_2012_1.pdfProjeto 6: Edital FAPERJ n.º 23/2010:Aplicação de geotecnologias na orientação do uso da terra com base nos impactosdas mudanças climáticas globais: sub-bacias hidrográficas litorâneas do estado deSP e do estado do RJ (FAPESP-FAPERJ)Fonte: http://www.faperj.br/interna.phtml?obj_id=7542
  4. 4. Projeto 4: Edital Prioridade Rio 2012:Mapeamento digital da planície quaternária do rio Paraíba do Sul e efeitos do Porto do Açusobre os ambientes costeiros no Norte FluminenseFonte: http://www.faperj.br/interna.phtml?obj_id=8514Equipe: Artur Willcox dos Santos; Magno de Morais Ferreira; Marcelo Nunes de Azevedo.Objetivo geral: Produção de documentos cartográficos (escalas 1/10.000 e 1/2.000) gerados a partir de imagens de alta resolução (50 cm), e outros documentos técnicos variados, além de publicações acadêmicas, que retratem a dinâmica da planície Quaternária do rio Paraíba do Sul e do litoral do município de São João da Barra, em presença do CIPA, que encontra- se em franca implantação.
  5. 5. Projeto 5: Apoio à Pesquisa APQ1 2012/1:Análise espacial integrada no Bonfim, Petrópolis, RJ, aplicada ao uso da Terra e coberturavegetal, com suporte de geotecnologiasFonte: http://www.faperj.br/downloads/formularios/resultado_APQ1_2012_1.pdfEquipe: Artur Willcox dos Santos; Magno de Morais Ferreira; Marcelo Nunes de Azevedo;Ubiratan de Souza Dias Junior.Objetivo geral: Ampliar o potencial de análise espacial no Bonfim com a aquisição de dados imagéticos mais recentes sobre o uso da Terra e cobertura vegetal, auxiliado por geotecnologias, que reflitam a “verdade de campo” recente e hoje, como fase importante para a gestão ambiental e desenvolvimento regional, tendo como beneficiados a comunidade rural residente.
  6. 6. Projeto 6: Edital FAPERJ n.º 23/2010:Aplicação de geotecnologias na orientação do uso da terra com base nos impactos dasmudanças climáticas globais: sub-bacias hidrográficas litorâneas do estado de SP e do estadodo RJ (FAPESP-FAPERJ)Fonte: http://www.faperj.br/interna.phtml?obj_id=7542Equipe: Profa. Dra. Celia Regina de Gouveia Souza (IG-SP); Artur Willcox dos Santos; Magno deMorais Ferreira; Marcelo Nunes de Azevedo.Objetivo geral: Aplicação de geotecnologias na avaliação e orientação do uso da Terra diante dos impactos das mudanças climáticas globais sobre o ambiente costeiro delimitado pelas bacias hidrográficas litorâneas, tendo como recorte espacial a zona compreendida entre o litoral do Estado de São Paulo e do Estado do Rio de Janeiro. São geotecnologias fortemente vinculadas às ferramentas de tratamento de imagens de satélites e geração de mapas digitais, com o propósito de permitir orientação na estratégia da ocupação e uso da Terra, contribuindo para o reordenamento do espaço geográfico regional, como ação imperativa para o desenvolvimento territorial, diante dos impactos prováveis (em curso e futuros) das mudanças climáticas na região sudeste do Brasil. Como recorte espacial, com tratamento em maior escala de análise, é estabelecida a zona costeira prioritária compreendida entre o norte do Estado de São Paulo e Sul do Estado do Rio de Janeiro, tendo como referência os municípios de Caraguatatuba (SP), Ubatuba, (SP), Parati (RJ), Angra dos Reis (RJ) e Mangaratiba (RJ).Instituições envolvidas: UERJ, IG-SP, USP e UFF.
  7. 7. RESULTADOS DO PROJETO 6: Aplicação de geotecnologias na orientação do uso da terra combase nos impactos das mudanças climáticas globais: sub-bacias hidrográficas litorâneas doestado de SP e do estado do RJ (FAPESP-FAPERJ)• Mapeamento digital das áreas urbanas dos municípios e adjacências, com suporte de imagens THEOS (Multi e Pan), objetivando identificar padrões de uso da Terra e cobertura vegetal.O satélite tailandês THEOS (Thailand Earth Observation Satellite) é o primeiro equipamento deobservação da terra, deste país, e foi lançado em 2008 pela GISTDA – Geo-Informatics andSpace Technology Development Agency. THEOS - Especificações técnicas Data de lançamento 01 de outubro de 2008 Dimensões 2,1 m x 2,1 m x 2,4 m Capacidade de gravação 51 Gbit Velocidade de envio e recepção de dados 120 Mbit/s – X band Determinação de órbita GPS Órbita Hélio-síncrona Inclinação 98.7º Duração de órbita 101.4 minutos Horário de passagem no Equador 10:00 am Altitude 822 km Sensores 1 PAN e 1 MS CCD
  8. 8. RESULTADOS DO PROJETO 6: Aplicação de geotecnologias na orientação do uso da terra combase nos impactos das mudanças climáticas globais: sub-bacias hidrográficas litorâneas doestado de SP e do estado do RJ (FAPESP-FAPERJ) SENSOR MULTIESPECTRAL Comprimento de onda Banda 1 – B : 0.45 – 0.52 micrômetros Banda 2 – G: 0.53 – 0.60 micrômetros Banda 3 – R : 0.62 – 0.69 micrômetros Banda 4 – NIR : 0.77 – 0.90 micrômetros Resolução espacial 15 metros Área nominal da cena 90 km x 90 km Número de pixels 6.000 Comprimento de bits 8 bits (entre 12 bits) Visão off-nadir Até 50º (Para pedidos padrão até 30°) SENSOR PANCROMÁTICO Comprimento de onda 0.45 – 0.90 micrômetros Resolução espacial 2 metros Área nominal da cena 22 km x 22 km Número de pixels 12.000 Comprimento de bits 8 bits (entre 12 bits) Visão off-nadir Até 50º (Para pedidos padrão até 30°)
  9. 9. Etapas vencidas:1. Aquisição de imagens THEOS (Multi – 15m; e Pan – 2m)2. Validação de bases vetoriais institucionais (RJ e SP)3. Processamento digital das imagens (SPRING, ENVI e IDRISI)4. Geração de imagens compostas e georreferenciadas5. Geração de mapas temáticos na escala 1/125.000 Próximas etapas:1. Geração de cartas imagens na escala 1/125.0002. Geração de mapas temáticos de uso da Terra e cobertura vegetal e cartas imagem na escala 1/10.0003. Reunião e organização de dados de clima históricos (IAG-USP)4. Geração de modelos 3D que permitam agregar informações aos mapeamentos paulistas e fluminenses envolvendo áreas de risco de ocupação de encostas e de planícies costeiras5. Planejamento e execução de trabalhos de verificação de padrões de uso da Terra e cobertura vegetal6. Planejamento de investimento disponível em melhor qualificação dos mapas já produzidos7. Missões de intercâmbio: Rio de Janeiro para São Paulo e vice-versa8. Desenvolvimento de um SIG web destinado a consultas espaciais9. Elaboração de “Relatório Técnico Parcial I”
  10. 10. APRESENTAÇÃO GERAL DE PROJETOS DE PESQUISA – FAPERJ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CARTOGRÁFICA - UERJ WWW.LABCARTOGRAFIA.UERJ.BR PROF. DR. GILBERTO PESSANHA RIBEIRO GILBERTO@ENG.UERJ.BR TEL.: (21) 7716-0240, 3218-0558, 7129-0558 02/OUTUBRO/2012 Apoio:

×