(08) apresentacão aula 8 a luz do primeiro dia

1.615 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
1 comentário
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.615
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
88
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
1
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

(08) apresentacão aula 8 a luz do primeiro dia

  1. 1. Gn 1. 3-5<br />3 - E disse Deus: Haja luz. E houve luz.<br />4 - E viu Deus que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as trevas.<br />5 – E Deus chamou à luz Dia; e às trevas chamou Noite. E foi a tarde e a manhã: o dia primeiro.<br />
  2. 2. E disse Deus: Haja luz. E houve luz.<br />A primeira ordem de Deus inicia o processo de transformação do caos.<br />Disse Deus ocorre dez vezes no capítulo 1 indicando o meio pelo qual a vida e a ordem foram gerados. <br />
  3. 3. Gn 1.20 - E disse Deus:<br />Produzam as águas abundantemente...<br />Gn 1.3 - E disse Deus:<br />Haja luz. E houve luz.<br />Gn 1.6 - E disse Deus:<br />Haja uma expansão...<br />Gn 1.24 - E disse Deus:<br />Produza a terra alma vivente...<br />Gn 1.9 - E disse Deus:<br />Ajuntem-se as águas...<br />Gn 1.26 - E disse Deus:<br />Façamos o homem...<br />Gn 1.11 - E disse Deus:<br />Produza a terra ervas verdes...<br />Gn 1.28 - ... E Deus lhes disse:<br />Frutificai...<br />Gn 1.14 - E disse Deus:<br />Haja luminares...<br />Gn 1.29 - E disse Deus:<br />Eis que vos tenho dado toda erva ...<br />
  4. 4. Por 10 vezes, lemos “E disse Deus ...” <br />Isto é confirmado em Cl 1:16: “... Tudo foi criado por meio dele e para Ele”<br />Notamos Deus falando para criar algo. <br />Em Hebreus 1:1-2, lemos: “Havendo Deus, outrora falado muitas vezes ... nos falou pelo Filho ... Pelo qual também fez o universo.”<br />A Palavra criadora de Deus aponta para a ação do Verbo <br />(o Lógos)<br />Jesus Cristo participou de todo o processo da criação (Jo 1:3)<br />
  5. 5. Mas... o que é luz?<br />Luz é a presença da claridade de forma geral.<br />Define-se luz como sendo o agente físico que sensibiliza nossos órgãos visuais. <br />Trata-se de uma forma de energia que se propaga por ondas eletromagnéticas pulsantes.<br />
  6. 6. Como se pode perceber esse agente físico/energia?<br />Espectro visível é a porção do espectro eletromagnético cuja radiação composta por fótons, pode ser captada pelo olho humano.<br />
  7. 7. Identifica-se esta radiação como sendo a luz visível, ou simplesmente luz. <br />O espectro visual varia muito de uma espécie animal para a outra. <br />Os cachorros e os gatos, por exemplo, não vêm todas as cores, apenas azul e amarelo, mas de maneira geral, em preto e branco numa nuance de cinzas. <br />
  8. 8. Nós humanos vemos numa faixa que vai do vermelho ao violeta, passando pelo verde, o amarelo e o azul. <br />Já as cobras vêm no infravermelho e as abelhas no ultravioleta, cores para as quais somos cegos.<br />
  9. 9.
  10. 10. Como explicar a menção da luz em Gênesis 1.3 se o sol fora criado somente no quarto dia <br />(Gn 1.14)? http://www.icp.com.br/73responde.asp<br />Há dois posicionamentos principais entre os estudiosos quanto a esta questão. <br />O primeiro destaca a relevância de Deus ter criado a luz antes do Sol. <br />Os defensores desta corrente apontam para a importância de se notar que o nome “sol” fora dado a essa estrela apenas em Gênesis 15.12, o que para estes estudiosos significaria uma resposta antecipada de Deus contra a adoração desse ser inanimado. <br />
  11. 11. Muitos povos pagãos da Antiguidade, principalmente os egípcios, adoravam o Sol como uma divindade, porém, antes de sua existência, Deus já existia em toda a sua glória (Sl 90.2; 102.25-27; 1Tm 1.17; 6.16).<br />Diante disso, entender-se-ia que a luz a que se refere Gênesis 1.4 é a manifestação da glória de Deus em forma de luz (1Jo 1.5), antes mesmo da criação dos seres animados e inanimados. <br />Assim, Deus revela ao homem que Ele é superior a tudo quanto existe e se move sobre a terra. <br />
  12. 12. Isso também serve para mostrar que as coisas criadas não são divindades, portanto, não são divinas (doutrina conhecida como “panteísmo”), embora a criação atue como prova suficiente e cabal da existência de Deus (Sl 19.1-6; Rm 1.20).<br />Outro posicionamento, representado pelo apologista Norman Geisler, lembra que “o Sol não é a única fonte de luz no Universo. Além disso, é possível que ele já existisse desde o primeiro dia, tendo somente aparecido ou se feito visível (com a dissipação da neblina) no quarto dia. Vemos luz num dia nublado, mesmo quando não nos é possível ver o Sol”.<br />
  13. 13. A fonte mais familiar de luz visível é o Sol.<br />Mas, também é possível que a luz seja emitida de objetos frios; <br />esse fenômeno é chamado luminescência. <br />Os exemplos incluem as lâmpadas fluorescentes, relâmpagos, mostradores luminosos, e receptores de televisão. <br />A luminescência pode ter várias causas. <br />Quando a energia que excita os átomos se origina de uma reação química, é denominada quimiluminescência. <br />Quando ocorre em seres vivos, tais como vagalumes e organismos marinhos, é chamado de bioluminescência. <br />A luz também pode ser emitida quando certos cristais (por exemplo o açúcar) são comprimidos, chama-se triboluminescência.<br />
  14. 14. Em João 1:4-5, lemos: “A vida estava nele e a vida era a luz dos homens. A luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela. ” <br />Em JESUS há VIDA e LUZ. Quem crê em Jesus, não anda em trevas. <br />O contraste LUZ e TREVAS nos aponta para a diferença entre o Reino de Deus (luz) e o Reino de Satanás (trevas).<br />O processo da criação aponta para ensinos espirituais que só se consumariam com a vinda de JESUS, a Luz do mundo.<br />João disse: “O Verbo se fêz carne e vimos a sua glória, como a glória do Unigênito do Pai” (João 1:14). Essa glória é a que ocorreu na criação da luz (Gênesis 1:3).<br />Na Nova Jerusalém não haverá sol nem lua, porque o Cordeiro será a sua luz (Ap. 22:5).<br />

×