Formol e glutaraldeído

4.752 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.752
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.190
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Formol e glutaraldeído

  1. 1. FORMOL E GLUTARALDEÍDOCOMO ALISANTES – diga NÃOao uso indevidoATIVIDADE DE REPOSIÇÃOProf Glaucia PerezTexto extraído do livro Ser Protagonista: Química. Vol. 1. Julio Cezar Foschini Lisboa.
  2. 2. Recentemente, foi publicada a ResoluçãoRDC 36, de 17 de julho de 2009, que proíbe acomercialização de formol emestabelecimentos comodrogarias, farmácias, supermercados, empórios, lojas de conveniências e drugstores.A finalidade dessa Resolução é restringir oacesso da população ao formol, coibindo odesvio de uso do formol como alisantecapilar, protegendo a saúde de profissionaiscabeleireiros e consumidores.
  3. 3. Dados recebidos pela Anvisa mostram que asnotificações de danos causados por produtospara alisamento capilar triplicaram no 1semestre de 2009 em comparação com todoo ano de 2008, sendo que na maioria doscasos há suspeita do uso indevido de formol(e também de glutaraldeído) comosubstâncias alisantes.
  4. 4. O uso do formol como alisante capilar não épermitido pela Anvisa, pois esse desvio de uso podecausar sérios danos ao usuário do produto e aoprofissional que aplica o produto, como:irritação, coceira, queimadura, inchaço, descamação e vermelhidão do couro cabeludo, queda decabelo, ardência, e lacrimejamento dos olhos, faltade ar, tosse, dor de cabeça, ardência e coceira nonariz, devido ao contato direto com a pele ou comvapor.
  5. 5. Várias exposições podem causar tambémboca amarga, dores debarriga, enjoos, vômitos, desmaios, feridas naboca, narinas e olhos, e câncer nas viasaéreas superiores(nariz, faringe, laringe, traqueia ebrônquios), podendo levar à morte.
  6. 6. É importante esclarecer que o que estáproibido é o desvio de uso dessassubstâncias. A legislação sanitária permite ouso de formol e glutaraldeído em produtoscosméticos capilares apenas na função deconservantes (com limite máximo de 0,2% e0,1%, respectivamente), durante afabricação, somente.
  7. 7. A adição de formol, glutaraldeído ou qualqueroutra substância a um produtoacabado, pronto para uso, constitui infraçãosanitária, estando o estabelecimento queadota essa prática sujeito às sançõesadministrativas, cíveis e penaiscabíveis, sendo que a adulteração dessesprodutos configura crime hediondo.
  8. 8. Lembramos que somente os produtosdefinidos como cosméticos estão sujeitos àsnormativas vigentes para cosméticos.Disponível em: <http://www.anvisa.gov.br/cosmeticos/alisantes/escova_progressiva.htm>Acesso em: 17 mar. 2010.
  9. 9. Exercícios (Responda no caderno)1. Em sua opinião, o que leva algumas pessoas a permitir aaplicação, em si mesmas, de produtosque, comprovadamente, colocam em risco sua integridadefísica?2. O formol é uma mistura de metanal com água, eglutaraldeído é o nome usual do pentanodial. Escreva asfórmulas estruturais e moleculares dessas aldeídos, citadosno artigo.3. Qual é a massa de metanal presente em 200 g de umcosmético capilar que apresenta 0,2% (em massa) dessasubstância?
  10. 10. BibliografiaQuímica, 3 ano: ensino médio / organizador Julio Cezar Foschini Lisboa – 1. ed.– São Paulo: Edições SM, 2010. (Coleção Ser Protagonista)

×