RELATÓRIO DO ENCONTRO DE FORMAÇÃOMunicípio: Macaúbas         Direc: 23                      Polo: 19Etapa: 4ª             ...
 Vivenciar atividades da rotina didática;    Planejar as atividades alfabetizadoras de acordo com a proposta     pedagóg...
intervenção do professor mediando o conhecimento do aluno pelo sistema daescrita, escrevendo a fala do lobo chamando para ...
CONSIDERAÇÕES/ENCAMINHAMENTOS(providências a serem tomadas e responsáveis, avaliação do encontro)       Para tanto, me sin...
Relatorio de formmacao_de_1o_mes_da_4a_etapa
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Relatorio de formmacao_de_1o_mes_da_4a_etapa

186 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
186
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relatorio de formmacao_de_1o_mes_da_4a_etapa

  1. 1. RELATÓRIO DO ENCONTRO DE FORMAÇÃOMunicípio: Macaúbas Direc: 23 Polo: 19Etapa: 4ª Mês: 1º Data: 01 de Setembro de 2012Número de Participantes Previsto: 19Número de Participantes Presentes: 10Formadora Estadual: Maracy PaixãoCoordenadora Municipal: Elaine RosaFormador Municipal: Manoel JoséAPRESENTAÇÃO:(Destacar as características gerais do encontro realizado: objetivo do encontro,cumprimento da agenda, nível de participação e integração dos participantes). No primeiro dias do mês de setembro de 2012, foi realizado no ColégioMunicipal Selma Nunes Fundamental o encontro de formação para osprofessores alfabetizadores de classes seriadas e multisseriadas com alunosdo 2º ano. O encontro teve como principal objetivo, Apropriar da 4ª etapa do 1ºmês da proposta didática “Alfabetizar Letrando”, e demais objetivos específicoscomo:  Relatar as experiências trabalhadas sem sala de aula e as observadas durante as visitas;  Abordar a reescrita na sala de aula como ferramenta de aprendizagem:  Compreender o gênero textual Fábula;
  2. 2.  Vivenciar atividades da rotina didática;  Planejar as atividades alfabetizadoras de acordo com a proposta pedagógica inserindo-as na sua rotina escolar.Cumprimento da agenda: De acordo com a aceitação da agenda, a pauta planejada do encontro foirealizada, oficialmente aberto o evento com a mensagem de acolhimento “ Ovalor de ser educador” apresentada em slide, levando ao professor a umabreve reflexão para melhor aperfeiçoar dentro da pauta sentir mais promovidono encontro. Em seguida foram apresentados gráficos ilustrativos comresultados avaliativos do encontro anterior, fazendo intervenção nos pontosnecessários e assim houve oportunidade para os professores mostrarem suasexperiências através do programa, vários trabalhos realizados em sala de aula.Essas atividades (trabalhos), alguns apresentaram em fotos, outros mostraramatividades desenvolvidas pelos alunos e outros apenas relataram seusmomentos de sucesso, foi um momento bastante dinâmico e compartilhadoentre todos os colegas como acontece nos encontros anteriores e viabilizandona proposta didática. Diante da pauta, foi feito uma explanação sobre a fundamentaçãoteórica da reescrita (um caminho para produção autônoma de textos) fazendolevantamento dos conhecimentos prévios dos alfabetizadores levando aquestionar o que é uma reescrita? Por que trabalhar a reescrita com nossosalunos? Quando começa a trabalhar com essa proposta? Quais fazeres doescritor poderá promover? E que condições didáticas precisarão garantir paradesenvolver esse tipo de sequência? Para facilitar a compreensão, foidistribuída cópia de texto para estudo e uma profunda abordagem feita peloformador. Logo após, conhecimento do gênero textual fábula através de suascaracterísticas identificando as diferencia e semelhanças entre o texto e meiosocial apresentada em slaide em grupo os alfabetizadores leram váriasfábulas, entre elas escolheram uma e produziram a reescrita da fábulaescolhida. Após a compreensão da fundamentação, foi feita uma discussãointeragida entre os participantes sobre o quadro didático da proposta, levandoem consideração as unidades linguísticas a serem trabalhadas (texto palavras)no 1º mês da 4ª etapa, facilitando o trabalho pedagógico através dos recursoscomo: fichas, cartelas, jogos e além desses recursos, a importância detrabalhar com o cartaz nº 13 do texto “O Lobo e o Cordeiro” dentro do quadrodidático. Para encerrar período da manhã, foi feito a vivencia da rotina didática (p198 e 199), vivenciando cada tempo da rotina obedecendo às exigências daproposta. No tempo para gostar de ler foi feita a leitura pelo professor formadorde uma história “Um Lobo Culto” de Pascoal Biet, em slaide, no tempo deleitura e oralidade foi lido em diversas vezes a fábula “O Lobo e o Cordeiro”,no lendo e compreendendo foi reelido a fábula fazendo indagações a cerca dotexto e apresentado o caderno de atividades do aluno (p 160), fazendo acompreensão do texto lido através de interrogação: O que a fábula faz sentir,pensar e lembrar, na aquisição da escrita foi frisado na importância da
  3. 3. intervenção do professor mediando o conhecimento do aluno pelo sistema daescrita, escrevendo a fala do lobo chamando para o espaçamento entre aspalavras e a pontuação quando necessário, e escrevendo do seu jeito, areformulação estrutural de uma fábula e a reescrita da mesma modificando ofinal da fábula, e, em que o professor faça mediação necessária para que oaluno aproprie do sistema da escrita. No período da tarde foi feita uma abordagem sobre a importância detrabalhar poemas na 2ª feira dentro dos tempos didáticos e uma retomada darotina didática, esclarecendo os pontos pendentes e expondo sugestões paramelhor desenvolver o trabalho da rotina didática. Foram divididos osprofessores alfabetizadores presentes em cinco equipes para o planejamentodo mês, em seguida foi feito um sorteio entre todas as equipes para cada umdia da semana fazer a vivencia de uma semana, logo após foi realizada aavaliação do encontre e encerrou o evento com a mensagem “Mude” PedroBial.NÍVEL DE PARTICIPAÇÃO: Houve uma participação de 52,63% e 47,37% ausência de professoresalfabetizadores.INTEGRAÇÃO DOS PARTICIPANTES: Diante de todas as atividades desenvolvidas, os professoresalfabetizadores presentes participaram e socializaram as ideias vivenciandonos momentos oportunos com empenho e dedicação. Quanto ao tempo davivencia, os alfabetizadores vivenciaram levantando desafios e soluções diantedos aspectos das atividades desenvolvidas em sala de aula e houve falasinteressantes referentes à própria prática pedagógica, além disso, interagiramdas discussões principalmente quando se tratava de trabalhar com a reescritadentro da proposta de Amália.ASPECTOS RELEVANTES(Nível de compreensão da proposta, domínio dos conceitos trabalhados,envolvimentos dos participantes, encaminhamentos dados a situações nãoprevistas) Os professores alfabetizadores se sentem seguros e compreensivos emdesenvolver o programa, além disso, são criativos nos trabalhos rotineiros daspropostas e consegue interagir nas discussões pautadas durante o evento, poisinovam ideias convenientes à proposta didática “alfabetizar letrando”, tambémdemonstra facilidade em planejar e vivenciar a rotina didática de acordo a cadatempo esperado mesmo mudando de um gênero textual para outro.
  4. 4. CONSIDERAÇÕES/ENCAMINHAMENTOS(providências a serem tomadas e responsáveis, avaliação do encontro) Para tanto, me sinto realizado de ser um professor formador, pois ficosurpreendido com a realização de cada estudo e capacitação, visita econstrução de registro, e o mais ideal, o aprendizado dos nossos alunospromovido pelo programa. E assim o objetivo esperado do encontro foialcançado de maneira satisfatória, pude contar com o apoio dos colegasformadores, a secretaria municipal de educação e os professoresalfabetizadores.ANEXO:

×