O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
Equipe de F&O 2013.2
Criando uma EJ
Nome Sobrenome
Cargo - EJ
Assessora de Fomento
& Orientação - FEJEMG
Como surgiu o MEJ?
Movimento Empresa Júnior
1ª EJ na
França
• 1967
1ª EJ no
Brasil
• 1987
FEJEMG
• 1995
Brasil
Júnior
• 20...
Associação civil
Sem fins lucrativos
Gerida por alunos
Foco em capacitação
Orientação de profissionais
O que é uma EJ?
Por que fundar uma EJ?
Diferencial no mercado
Empreendedorismo
Liderança
Contatos
Estratégia
Confederação Brasileira de Empresas Juniores
Representar e desenvolver o MEJ a nível nacional
Garantir uma cultura de qual...
Missão
Visão
Panorama no Brasil
1.200 EJs
27.000 empresários juniores
PIB Junior de 8,5 milhões
14 Federações
2.500 projetos por ano
Prazer, FEJEMG!
Conheça quem representa as EJs em Minas Gerais
Lavras, 1995 – I EMEJ
Consolidação de relacionamento
entre as EJs de Minas Gerais
Interação e união das empresas
Fomento d...
Quem somos
9 cidades
48 empresas juniores federadas
12 em processo de federação
15 universidades
Conselho Administrativo
Formado por 48 EJs, representa mais de 1.200 empresários juniores
Reconhecidos pela integração da Federação, fazemos disso
nossa força para crescer e nos desenvolvermos
A Maior do Mundo
3112 inscritos
1,5 inscrições por segundo
Integração
+
comunicacao@fejemg.org.br
Integração
Ok...
Mas o que a FEJEMG oferece?
Diretoria de
Desenvolvimento
Consultores de
Desenvolvimento
Regulamentação
Auditoria de documentos
Ferramentas de sucesso
Práticas bem sucedidas
Networking
INTEJs
Benchmarking
SAEJ
MaréVermelha.org
Representatividade na Brasil Júnior
Experiência para auxiliar na solução de problemas
Trabalho em prol das Empresas
Como funciona?
Contato Inicial
Assessores de Fomento & Orientação
Gerente de Operações
Shirley Canabrava
Yuri Sette
Rafael Barroso
Giulia...
Vontade
Equipe
O Processo de fundação de uma empresa júnior
depende diretamente da força de vontade do grupo
A Brasil Júni...
!
DNA Jr.
CNEJ
Código de Ética
Instituição de Ensino Superior
Qualquer trabalho deverá ser
feito com o auxílio de um ou
mais professores do curso ao
qual...
Trabalho em equipe
Status
Prazo
Responsável
Faça benchmarking
Contate outras EJs
Busque práticas e orientações
Estude a estrutura interna
Estude os portfólios
Aprovei...
Estrutura Organizacional
Presidência
Diretoria
Administrativo
Financeiro
Gerência
Diretoria de
Marketing
Gerência
Diretori...
Estatuto
Documento que rege o funcionamento geral da empresa
Baseado no modelo de estatuto
para associações sem fins lucra...
Estatuto
Etapa demorada
Exige cuidado, atenção e dedicação
Deverá ser aprovado em Assembléia
Geral dos estudantes do curso
Deverá ser realizada para aprovacão da
criação da nova EJ, da primeira Diretoria
e votação do Estatuto
Deverá ser convocad...
Deverão ser registrados em um Cartório de
Títulos e Documentos e das Pessoas Jurídicas
A Ata deverá ser assinada por todos...
Razão Social: nome devidamente registrado sob o qual uma
pessoa jurídica se individualiza e exerce suas atividadas
Nome fa...
Antes da confirmação da
Razão Social e do Nome
Fantasia, é necessário
realizar uma busca prévia
do nome no Cartório de
Reg...
Para registro do CNPJ:
Ficha de Cadastro de Pessoa Jurídica,
adquirida no site da Receita Federal
Cópia do estatuto autent...
Para obtenção do alvará:
Cópia do estatuto
Cópia do cartão do CNPJ (provisório)
Cópia do Contrato de Comodato
Firmado entre a IES e a EJ, na figura de dois
representantes legais, um para cada parte envolvida
Consolidar a parceria fi...
Muitas etapas serão percorridas até aqui e, se forem cumpridas com
sucesso, a EJ estará legalmente habilitada para começar...
fomento.orientacao@fejemg.org.br
Nome Sobrenome
www.fejemg.org.br
www.marevermelha.org
@fejemg
www.facebook.com/fejemg
Criação de Novas EJs
Criação de Novas EJs
Criação de Novas EJs
Criação de Novas EJs
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Criação de Novas EJs

625 visualizações

Publicada em

Explicação do processo de fundação de uma Empresa Júnior no Estado de Minas Gerais.

  • Seja o primeiro a comentar

Criação de Novas EJs

  1. 1. Equipe de F&O 2013.2 Criando uma EJ
  2. 2. Nome Sobrenome Cargo - EJ Assessora de Fomento & Orientação - FEJEMG
  3. 3. Como surgiu o MEJ? Movimento Empresa Júnior 1ª EJ na França • 1967 1ª EJ no Brasil • 1987 FEJEMG • 1995 Brasil Júnior • 2003
  4. 4. Associação civil Sem fins lucrativos Gerida por alunos Foco em capacitação Orientação de profissionais O que é uma EJ?
  5. 5. Por que fundar uma EJ? Diferencial no mercado Empreendedorismo Liderança Contatos Estratégia
  6. 6. Confederação Brasileira de Empresas Juniores Representar e desenvolver o MEJ a nível nacional Garantir uma cultura de qualidade e de padrão estrutural mínimo às empresas juniores
  7. 7. Missão
  8. 8. Visão
  9. 9. Panorama no Brasil 1.200 EJs 27.000 empresários juniores PIB Junior de 8,5 milhões 14 Federações 2.500 projetos por ano
  10. 10. Prazer, FEJEMG! Conheça quem representa as EJs em Minas Gerais
  11. 11. Lavras, 1995 – I EMEJ Consolidação de relacionamento entre as EJs de Minas Gerais Interação e união das empresas Fomento do MEJ Desenvolvimento e fortalecimento Representação Benchmarking
  12. 12. Quem somos 9 cidades 48 empresas juniores federadas 12 em processo de federação 15 universidades
  13. 13. Conselho Administrativo Formado por 48 EJs, representa mais de 1.200 empresários juniores
  14. 14. Reconhecidos pela integração da Federação, fazemos disso nossa força para crescer e nos desenvolvermos A Maior do Mundo
  15. 15. 3112 inscritos 1,5 inscrições por segundo Integração +
  16. 16. comunicacao@fejemg.org.br Integração
  17. 17. Ok... Mas o que a FEJEMG oferece?
  18. 18. Diretoria de Desenvolvimento Consultores de Desenvolvimento
  19. 19. Regulamentação Auditoria de documentos Ferramentas de sucesso Práticas bem sucedidas
  20. 20. Networking INTEJs Benchmarking SAEJ MaréVermelha.org
  21. 21. Representatividade na Brasil Júnior Experiência para auxiliar na solução de problemas Trabalho em prol das Empresas
  22. 22. Como funciona?
  23. 23. Contato Inicial Assessores de Fomento & Orientação Gerente de Operações Shirley Canabrava Yuri Sette Rafael Barroso Giulia Berbel
  24. 24. Vontade Equipe O Processo de fundação de uma empresa júnior depende diretamente da força de vontade do grupo A Brasil Júnior aconselha que a equipe inicial seja composta por até 6 estudantes
  25. 25. ! DNA Jr. CNEJ Código de Ética
  26. 26. Instituição de Ensino Superior Qualquer trabalho deverá ser feito com o auxílio de um ou mais professores do curso ao qual a EJ está vinculada Uma sede deverá ser disponibilizada para a empresa, se possível, com auxílio para aquisição da infra- estrutura mínima necessária Apresente a proposta de criação da EJ ao colegiado da IES, para conhecimento e maior envolvimento de todos os professores
  27. 27. Trabalho em equipe Status Prazo Responsável
  28. 28. Faça benchmarking Contate outras EJs Busque práticas e orientações Estude a estrutura interna Estude os portfólios Aproveite documentos
  29. 29. Estrutura Organizacional Presidência Diretoria Administrativo Financeiro Gerência Diretoria de Marketing Gerência Diretoria de Projetos Gerência Diretoria de Gestão de Pessoas Gerência Diretoria de Qualidade Gerência
  30. 30. Estatuto Documento que rege o funcionamento geral da empresa Baseado no modelo de estatuto para associações sem fins lucrativos Diretrizes e definições da empresa júnior
  31. 31. Estatuto Etapa demorada Exige cuidado, atenção e dedicação Deverá ser aprovado em Assembléia Geral dos estudantes do curso
  32. 32. Deverá ser realizada para aprovacão da criação da nova EJ, da primeira Diretoria e votação do Estatuto Deverá ser convocada com um prazo considerável de antecedência e ser direcionada a todos os envolvidos no departamento do curso
  33. 33. Deverão ser registrados em um Cartório de Títulos e Documentos e das Pessoas Jurídicas A Ata deverá ser assinada por todos os presentes, com CPF abaixo da assinatura O Estatuto deverá ser assinado pelo Diretor Presidente, com firma reconhecida em cartório
  34. 34. Razão Social: nome devidamente registrado sob o qual uma pessoa jurídica se individualiza e exerce suas atividadas Nome fantasia: utilizado para exposição ao público, seja ele seus clientes, alunos, professores e demais interessados
  35. 35. Antes da confirmação da Razão Social e do Nome Fantasia, é necessário realizar uma busca prévia do nome no Cartório de Regitro Civil das Pessoas Jurídicas Só com a Certidão de Busca Prévia do nome é possível proceder o registro Registro do nome
  36. 36. Para registro do CNPJ: Ficha de Cadastro de Pessoa Jurídica, adquirida no site da Receita Federal Cópia do estatuto autenticado pelo cartório Cópia da ata de fundação, do CPF, do RG e do comprovante de residência de todos os membros da Diretoria Executiva Entrega dos documentos a um contador
  37. 37. Para obtenção do alvará: Cópia do estatuto Cópia do cartão do CNPJ (provisório) Cópia do Contrato de Comodato
  38. 38. Firmado entre a IES e a EJ, na figura de dois representantes legais, um para cada parte envolvida Consolidar a parceria firmada entre a IES e a EJ sobre a aquisição de um local para sede da empresa
  39. 39. Muitas etapas serão percorridas até aqui e, se forem cumpridas com sucesso, a EJ estará legalmente habilitada para começar a funcionar! Fiquem atentos à legislação específica de cada cidade
  40. 40. fomento.orientacao@fejemg.org.br Nome Sobrenome www.fejemg.org.br www.marevermelha.org @fejemg www.facebook.com/fejemg

×