O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Próximos SlideShares
Ovace
Ovace
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 29 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Semelhante a Ovace (20)

Mais recentes (20)

Anúncio

Ovace

  1. 1. PRIMEIROS SOCORROS PRIMEIROS SOCORROS
  2. 2. Apresentação Instrutora: Giovana Tomazi • Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho. • Curso de Atendimento Pré Hospitalar – APH, 100h – BOMBEIRO MILITAR MT • TOP - Urgência e Emergência – CH 50h. • Suporte ao Trauma no APH - IBRAPH • Bombeira Civil • NR 35 – TRABALHO EM ALTURA • NR 33 – TRABALHO E RESGATE EM ESPAÇO CONFINADO. • FORMAÇÃO DE BRIGADISTAS DESDE 2016 • INSTRUTORA DE APH NO BOMBEIRO CIVIL E SOCORRISTA SAMU
  3. 3. Índice 1. Atribuições e Competências 2. Reconhecimento 3. Conduta - Vitima adulta ou crianças maiores que 1 ano consciente; - Vitima adulta ou crianças maiores que 1 ano inconsciente; 4. Situações Especiais - Vitima crianças menores que 1 ano (bebê) consciente; - Vitima crianças menores que 1 ano (bebê) inconsciente;
  4. 4. Atribuições e Competências •Saber lidar com o público; •Ser disciplinado no local da ocorrência; •Ter conhecimento técnico e capacidade para fazer o atendimento necessário; •Ser paciente com as ações anormais de pacientes em situações de estresse ou traumas; •Ter capacidade de liderança para dar segurança e conforto ao paciente; •Ser honesto e autêntico;
  5. 5. •Garantir permeabilização das VA e SV e prevenir o segundo trauma; •Realizar manobras de R.C.P •Cumprir o padrões adotados para atendimento ou protocolo; •Usar todos os EPI’s obrigatórios; •Dar destino ao lixo hospitalar; •Proporcionar assistência de acordo com o treinamento; •Guardar informações sigilosas sobre pacientes; Atribuições e Competências
  6. 6. SBV – Suporte Básico da Vida • SEGURANÇA • AVALIAÇÃO * • ESTABILIZAÇÃO • IMOBILIZAÇÃO • TRANSPORTE
  7. 7. Via aérea Consiste no Aparelho Respiratório: Superiores Inferiores
  8. 8. Obstrução Pode ser causada por... Líquido Relaxamento da língua Sólido Vítima inconsciente
  9. 9. Reconhecimento Dificuldade para respirar, inquietação, cianótica ente outras.
  10. 10. Conduta 1º Priorizar a segurança no atendimento a ocorrência; 2º Iniciar a Avaliação Primária e intervir conforme necessidade; 3º O atendimento a OVACE inicia-se na letra “A” da avaliação inicial:  Obstrução LEVE Obstrução GRAVE
  11. 11. Conduta 4º Obstrução leve (parcial): vítima adulta ou criança, capaz de responder se está engasgado, consegue tossir, falar e respirar: I. Inicialmente não realizar manobras de desobstrução (não interferir); II. Acalmar a vítima; III. Incentivar tosse vigorosa; IV. Monitorar e oferecer suporte de oxigênio, se necessário; V. Observar a saída do corpo estranho; VI. Se não desobstruir, seguir conduta para obstrução grave.
  12. 12. Conduta 5º Obstrução grave (total): vítima adulta ou criança, que não consegue falar, podendo apresentar ventilação ruidosa, tosse silenciosa: DEVEMOS SEGUIR OS PASSOS A SEGUIR =>
  13. 13. a) Vítima maiores que um ano consciente: I. Abra a boca da vítima e tente visualizar o corpo estranho e tente retirá-lo; II. Não realize exploração digital às cegas; III. Efetuar 04 ou 05 tapotagens entre as omoplatas; IV. Manobra de Heimlich ou no esterno (gestantes, obesos); V. Repita os passos nas ações 1, 2, 3 e 4, caso não obtenha sucesso;
  14. 14. b) Vítima maiores que um ano inconsciente: I. Posicionar a vítima em decúbito dorsal em uma superfície rígida; II. Tente visualizar o corpo estranho, caso o encontre, tente retirá-lo; III. Não realize exploração digital às cegas; IV. Executar compressões torácicas com objetivo de remoção do corpo estranho e ventilações, conforme protocolo de RCP; V. Reiniciar a RCP e considerar o transporte imediato mantendo as manobras básicas de desobstrução e ressuscitação; Não se realiza compressões abdominais (manobra de Heimlich) em vítima inconsciente, devendo realizar compressões torácicas equivalentes à RCP.
  15. 15. SITUAÇÕES ESPECIAIS De igual forma, na vítima pediátrica (bebê menor que 1 ano de idade) com obstrução leve, não se realiza manobras de desobstrução quando o bebê está responsivo. O socorrista deverá tentar acalmar a vítima, permitir tosse vigorosa e observar atenta e constantemente a evolução. Já em caso de obstrução grave em bebê responsivo, o profissional deve sentar-se para realizar a manobra da seguinte maneira:
  16. 16. a) Vítima: criança menor que um ano (bebê) consciente: I. Pegue a criança, posicione em decúbito dorsal e verifique a cavidade oral, removendo corpos estranhos ou aspirando secreções, não sendo possível: II. Posicione a criança em decúbito ventral em seu antebraço, com a cabeça mais baixa que o tronco, podendo apoiá-la em seus membros inferiores; III. Efetue cinco tapotagens entre as escapulas; IV. Caso não obtenha sucesso, vire a criança em decúbito dorsal em superfície rígida e realize cinco compressões no esterno; V. Não realize exploração digital às cegas; VI. Se não obtiver sucesso, repita as ações I, II, III e IV quantas vezes for necessário, até a chegada do Suporte Avançado, se disponível.
  17. 17. b) Vítima criança menor que um ano (bebê) inconsciente: I. Pegue a vítima (criança) e posicione em decúbito dorsal em superfície rígida e realize 4 ou 5 compressões no esterno; II. Verifique a cavidade oral se há algum corpo estranho, caso tenha, retire; III. Não realize exploração digital às cegas; IV. Realize as compressões torácicas;
  18. 18. São sinais de OVACE em lactente: cianose e olhos arregalados, além da dificuldade de chorar, tossir e emitir sons.  Em lactente e neonato, fazer somente compressões torácicas com dois dedos e mantendo a cabeça mais baixa que os pés; O socorrista deve tomar cuidado quanto a cabeça da criança, devendo apoiá-la e evitar chicote.
  19. 19. Saiba o que fazer Solido Líquido Relaxamento da língua 2. Tapotagem (abaixo de 1 ano de idade) 1. Heimlich (acima de 1 ano de idade) 1. Rolamento 90 º. 1. Elevação do mento
  20. 20. Sólido
  21. 21. Relaxamento da língua
  22. 22. Líquido
  23. 23. O que fazer em caso de bebe engasgado
  24. 24. SBV - RCP Reanimação Cardiopulmonar Conjunto de manobras destinadas a garantir a oxigenação dos órgãos quando a circulação do sangue de uma pessoa parada (parada cardiorrespiratória).
  25. 25. RCP – Reanimação Cardiopulmonar

×