Entrevista Revista Alshop

408 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
408
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Entrevista Revista Alshop

  1. 1. em pauta Lar doce lar escritório Deslocar funcionários para trabalhar externamente pode ser a solução para empresas que cresceram demais, que precisam enxugar suas estruturas ou uma opção focada no bem estar do profissional – e até na saúde do planeta Por Thiago Paes Qualidade de vida, economia de tempo, diminuição vida das pessoas por meio de um programa desti- no fluxo de pessoas, folha de pagamento enxuta. Há nado às empresas. O primeiro exercício é mapear anos o home office, ou escritório doméstico, era usa- os deslocamentos humanos a partir de critérios do basicamente por empresas e profissionais liberais como modo, tempo e distância entre trabalho que necessitavam constantemente levar seus traba- e residência. A partir disso, são desenvolvidas lhos para casa, ou por aqueles que buscavam aliar a ações para minimizar o impacto financeiro e am- rotina pessoal ao ritmo de uma vida corporativa usu- biental. “Para o home office ser boa alternativa fruindo das facilidades do ambiente doméstico. Pas- é necessário incluir no tema da mobilidade sus- saram-se os anos e a visão dos escritórios domésticos tentável a mobilidade virtual, dando aos funcio- foi ampliada, conquistando seu espaço no dia a dia nários condições suficientes para a boa execução das atividades de diversos setores e servindo como de seu trabalho no âmbito doméstico, incluin- base para atividades experimentais ou permanentes do computador, móveis, material de escritório de empresas que buscam a otimização de recursos e outros produtos e serviços. A empresa pode físicos, humanos e que também podem fazer disso também realizar um inventário da reduções de uma prática ambientalmente responsável. emissão de CO 2 a fim de incluí-las em seus rela- tórios de sustentabilidade”, aponta o idealizador O Projeto MelhorAr de Mobilidade Sustentável do projeto, Lincoln Paiva. têm realizado um exercício para diminuir o im- pacto das emissões de poluentes e do trânsito na O sucesso da iniciativa, no entanto, é proporcional a capacidade do empreendedor de administrar a FOTO: DIVULGAÇÃO atividade sob todos os aspectos. A executiva Gi- sele Padovan aderiu a este sistema de trabalho há aproximadamente seis meses, depois de trabalhar interna em uma agência de publicidade, hoje ela experimenta atender de casa, uma rede de restau- rantes presente em shoppings da capital baiana. “A rotina no mundo corporativo é bastante dinâmi- ca, principalmente quando temos diversas ativida- des para executar e metas à cumprir, muitas vezes em um espaço curto de tempo. Trabalhando em casa tenho a oportunidade de continuar desempe- nhando as minhas funções, sem deixar de lado a qualidade de vida, pois faço os meus próprios ho- rários e dentro da tranquilidade* do lar”, justifica a profissional. Tamanha liberdade exige plena confiança e compre- Lincoln Paiva, Projeto MelhorAr ensão por parte dos gestores de empresas que op-18 • Alshop Notícias • março/2009 *de acordo com a nova ortografia da Língua Portuguesa
  2. 2. em pauta FOTO: DIVULGAÇÃO visto em contrato no momento de sua assinatura. Empregados autônomos ou vinculados a alguma outra empresa pos- suem os mesmos direitos dos demais profissionais, como 13º salário, férias re- muneradas de 30 dias, contribuição ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), e recolhimento de valor ao Fundo de Ga- rantia do Tempo de Serviço (FGTS). Nada muda, com exceção do valetransporte*, já que não há a obrigatoriedade de desloca- mento à empresa com a mesma frequên- cia. Mas quando for necessária tal prática, convém ser feito o reembolso da quantia gasta ao profissional. De acordo com o advogado trabalhista Vladimir Lage, do escritório Brasil Salo- mão e Matthes, no caso dos contrata- dos via CLT, outra preocupação consisteGisele Padovan: “faço meus próprios horários” na ergonomia apresentada pelo local detam por esta modalidade, já que tende a haver trabalho. “Uma boa estrutura física, como Empregadosum distanciamento dos seus empregados que acomodações adequadas, iluminação dentro autônomosatuam fora das sedes das companhias. Mesmo dos padrões, instrumentos de trabalho, como ou vinculadosconhecendo estas particularidades, o empresário monitores e teclados bem posicionados, exe- a algumaGustavo Baiardi encontrou no home office uma cução de pausas nas atividades feitas regular- outra empresasaída para suprir a necessidade momentânea mente, são requisitos fundamentais para uma possuemque possuía: “Nosso escritório ainda não estava boa produtividade e para a prevenção de ma- os mesmosestruturado para abrigar muitos setores e a re- les como tendinite e problemas de visão. Tudo direitosdução nos custos operacionais foi a solução para devidamente detalhado nos papéis a serem dos demaisnão comprometer o rendimento”, salienta. assinados e com a concordância de ambas as profissionais. partes”, cita o advogado.Cumplicidade e organização são palavras-chavenesta relação. “Temos que acreditar na honesti- Ainda na questão das responsabilidades, con-dade das pessoas que trabalham conosco e até vém um acompanhamento especializado aoshoje não encontrei nenhum tipo de problema, trabalhos realizados a fim de que seja dadopois, apesar de ficar em casa grande parte do todo o treinamento pertinente às tarefas, alémtempo, nosso contato é frequente*, seja por de orientá-los no que diz respeito à melhor exe-e-mail, telefone, conversas instantâneas e even- cução das atividades. “O aval de um técnico detuais encontros que fazemos nas dependências segurança do trabalho é uma garantia a maisdos restaurantes que atendo, como o Farid, de que o empregado possui para desempenharculinária árabe, ou o contemporâneo Pereira”, suas funções de maneira correta, culminandodiz Gisele. “O contato é importante para que em resultados positivos para todos os envolvi-não se torne uma relação extremamente fria e dos no processo”, destaca o especialista.também para sentirmos a realidade do produtoque divulgamos. Estas ações externas implicam “Apesar de despender pequenos gastos, aem gastos adicionais, mas o resultado geralmen- grande meta dos empresários é economizar ete é satisfatório”, completa. isso se consegue de maneira considerável, além de aguçar involuntariamente o senso de pró-Direitos e deveres atividade de seus subordinados”, diz a sócia-di- retora da Ohl Braga Gestão Empresarial, FátimaEste acompanhamento in loco dos home offi- Ohl Braga. Entre as desvantagens, ela relata acers às atividades das empresas deve ser pre- possível ausência de uma sólida rede de rela-*de acordo com a nova ortografia da Língua Portuguesa março/2009 • Alshop Notícias • 19
  3. 3. em pauta FOTO: DIVULGAÇÃO nião e treinamento, entre outras facilidades”, aponta a diretora da empresa, Mari Gradilone. A solução também atende a profissionais li- berais e empresas que estudam novas praças, onde podem ou não vir a montar seus pró- prios escritórios. Entre as empresas que contratam profissionais para trabalhar de casa está a unidade brasileira da Bare International, especializada em avalia- ção de atendimento ao consumidor. “Para a aprovação dos relatórios, coordeno uma equi- pe de editores home officers na qual cada pro- fissional recebe as orientações e trabalha res- trição de horário, mas assume o compromisso Fátima Ohl Braga : esforço maior para manter a rede de de acessar regularmente os relatórios para não relacionamentos quebrar o andamento de cada projeto”, conta cionamentos. Se o profissional gosta da rotina de a Gerente de Controle de Qualidade da empresa, sair de casa todos os dias e ver pessoas, ficar em Flávia Arnoni Morais. casa pode tornar-se enfastiante. Dormir até tarde também está fora de cogitação – cabe ao contrata- A oportunidade dada a estes trabalhadores autônomos do manter sua boa imagem para o mercado e, na é uma estratégia da empresa para que hajam padrões maioria das vezes, seus contatos não saberão que de textos variados e também para facilitar o retorno estão ligando para sua casa. O profissional também sobre a elaboração dos questionários, cuja complexida- deve estar atento ao volume de serviço para que de do conteúdo determina os ganhos do profissional não acabe trabalhando mais horas do que se esti- durante o mês. “Atribuímos um ou mais projetos para vesse no escritório. cada editor com base na flexibilidade de horário e ex- periência. Quando são identificados erros de ortogra- Fora de casa fia ou gramaticais, ou quando o prazo de entrega de cada pesquisa não é respeitado, há descontos de 20% Em algumas situações, as vantagens também se di- a 50% no valor combinado”, salienta Flávia. luem na falta de estrutura física e tecnológica por parte das companhias aos contratados. É aí que As possibilidades são muitas e motivos não faltam entram em cena os “escritórios virtuais”, uma so- para considerar a possibilidade de trabalhar em lução intermediária em que o colaborador não fica casa. Cada empresa e cada profissional devem le- nem na empresa, nem em casa. Com cerca de mil var em consideração os pontos positivos e negativos clientes e sete unidades nas cidades de São Paulo e desta relação. Rio de Janeiro, a Virtual Office foi criada FOTO: DIVULGAÇÃO para suprir esta demanda oferecendo a infra-estrutura necessária à manutenção da rotina corporativa, como transmissão de dados, transferência de recados, ins- talações, recursos materiais e humanos, além de serviços administrativos, opera- cionais e contábeis diversos. “Por valores muitas vezes inferiores ao aluguel de um conjunto comercial, qual- quer pessoa pode trabalhar em nossas dependências, com toda liberdade e aparato técnico necessários à fluidez na comunicação, telefones disponíveis, endereço virtual próprio, salas de reu- Mari Gradilone , da Virtual Office: solução intermediária20 • Alshop Notícias • março/2009 *de acordo com a nova ortografia da Língua Portuguesa

×