PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS
CEATEC FACULDADE DE
ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA
Disciplina Planejamento ...
Trecho de estudo contemplando macrozonas diferentes e trechos entre
perímetro urbano e perímetro rural

OBSERVAÇÕES SOBRE ...
áreas não urbanizadas, as Fazendas do Chapadão e Santa Elisa,
representam um vasto território não ocupado na região. Nelas...
Os estágios fundamentais para planejamento são (UTILIZAR AS AULAS 1,2
E 3 PARA CONTRUÇÃO DAS PROPOSTAS):
1.Identificação d...
do todo. Por exemplo: Numa cidade com 100.000 habitantes (Universo) vou
entrevistar 100 pessoas para saber quais os princi...
Trabalho 2013 parte 2 e parte 3
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Trabalho 2013 parte 2 e parte 3

200 visualizações

Publicada em

Aulas de Planejamento Ambiental - 2013

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
200
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho 2013 parte 2 e parte 3

  1. 1. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS CEATEC FACULDADE DE ENGENHARIA AMBIENTAL E SANITÁRIA Disciplina Planejamento Ambiental Profa. Ms. Giovanna Ortiz de Oliveira Giovanna.oliveira@puc-campinas.edu.br Monitora: Natália de Q. Martins nataliameioambiente@gmail.com ATIVIDADE PLANEJAMENTO AMBIENTAL 2013 ÁREA DE ESTUDO: CÓRREGO DA LAGOA, AFLUENTE DA MARGEM DIREITA DO RIBEIRÃO DO QUILOMBO. (O CÓRREGO DA LAGOA PASSA PELOS BAIRROS VILA COSTA E SILVA, CHÁCARA DOS AMARAIS, JARDIM CAMPINEIRO E JARDIM SÃO MARCOS)
  2. 2. Trecho de estudo contemplando macrozonas diferentes e trechos entre perímetro urbano e perímetro rural OBSERVAÇÕES SOBRE A ÁREA Localização das nascentes formadoras do Córrego da Lagoa O Ribeirão do Quilombo tem como um dos afluentes contribuintes o córrego da Lagoa. As nascentes do Córrego da Lagoa estão no bairro do Jardim Chapadão, e se encontram em áreas não urbanizadas, situadas dentro das Fazendas Chapadão, pertencente ao Exército Brasileiro e da Fazenda Santa Eliza pertencente ao Instituto Agronômico de Campinas (IAC), órgão ligado ao Governo do Estado de São Paulo. As nascentes do Córrego da Lagoa formam três grandes lagoas situadas em áreas não urbanizadas do Exército e do IAC. Este córrego, em sua extensão, atravessa os bairros do Jardim Chapadão e Chácaras Campos do Amarais, espalhando-se por uma área de várzea, a jusante, onde passa pelos loteamentos Jardim Santa Mônica, Jardim São Marcos e Jardim Campineiro. Na área da Macrozona 3, localiza-se parte da bacia de contribuição do Ribeirão Quilombo e as nascentes do Córrego da Lagoa. As duas grandes
  3. 3. áreas não urbanizadas, as Fazendas do Chapadão e Santa Elisa, representam um vasto território não ocupado na região. Nelas se localizam várias nascentes tanto do ribeirão Quilombo quanto de um de seus principais afluentes, o Córrego da Lagoa, em parte possuem suas matas semi-preservadas. Castro, Afonso Celso Vanoni de Conflitos ambientais e urbanos na bacia do ribeirão Quilombo em Campinas, SP / Afonso Celso Vanoni de Castro. -Campinas, SP: [s.n.], 2012. SEGUNDA ETAPA: AVALIAÇÃO AMBIENTAL As metodologias de avaliação ambiental devem ser escolhidas devido à facilidade de aplicação e baixo custo para analisar a tendência a sustentabilidade ambiental da área estudada.  Apresentar aspectos metodológicos do processo de avaliação dos impactos. (qual metodologia utilizada e uma breve explicação sobre o processo usado – fatores ambientais e atividades)  Identificação e avaliação dos impactos ambientais, ações geradoras.  Conclusão dos resultados da AVALIAÇÃO DO IMPACTO AMBIENTAL da área.  Utilizar as aulas (10, 11, 12, 13, 14 e 15) TERCEIRA ETAPA: PROPOSTAS A contribuição de cada time estará na proposta de ações para a melhoria das condições ambientais da bacia - especialmente no que se refere à qualidade de vida da população que vive na área - e planejamento sustentável para a mesma, considerando sua exeqüibilidade (de recursos e tempo). Ações e medidas mitigadoras, compensatórias ou reparatórias - propostas para melhoria. O ponto central do planejamento é o desejo em direcionar a mudança para obter um benefício no futuro. Levantar pontos fortes e fracos nas áreas econômica, social e ambiental. –Avaliação de opções disponíveis –Recomendação da alternativa mais adequada.
  4. 4. Os estágios fundamentais para planejamento são (UTILIZAR AS AULAS 1,2 E 3 PARA CONTRUÇÃO DAS PROPOSTAS): 1.Identificação do problemas e determinação das necessidades; 2. Obtenção e análise de dados; 3. Desenvolvimento dos objetivos e metas; 4.Classificação e diagnóstico do problema e questões associadas; 5. Identificação de opções; 6. Análise das opções; 7. Avaliação e recomendação de ações; 8.Desenvolvimento de um programa de implementação; 9.Controle, monitoramento e avaliação dos resultados; ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DO TRABALHO FINAL PRIMEIRA, SEGUNDA E TERCEIRA ETAPA  Pré-textuais Capa (obrigatório) Folha de rosto (obrigatório) Resumo (obrigatório) Listas de figuras Lista de tabelas Sumário (obrigatório)  Textuais 1. INTRODUÇÃO – APRESENTAÇÃO GERAL DO TEMA Introdução é a apresentação rápida do assunto abordado e seu mérito. É uma seção na qual se aguça a curiosidade do leitor 2. METODOLOGIA DA PESQUISA Metodologia significa estudo do método. Método é um procedimento, ou melhor, um conjunto de processos necessários para alcançar os fins de uma investigação. É o procedimento geral. É o caminho percorrido em uma investigação. Envolve a definição de como será realizado o trabalho. A metodologia deve apresentar: O tipo de pesquisa Verificar os textos sobre esse tema e definir entre Pesquisa Bibliográfica, Pesquisa de Campo ou Pesquisa Experimental. Universo e Amostra O Universo é o “todo” do tema da pesquisa. A amostra, como o nome diz, é uma porção representativa
  5. 5. do todo. Por exemplo: Numa cidade com 100.000 habitantes (Universo) vou entrevistar 100 pessoas para saber quais os principais problemas ambientais apontados pela população. Instrumentos de coletas de dados: As formas que os pesquisadores encontraram para coletar dados: Fontes primárias, entrevistas, questionários, observação direta, registros institucionais, análises documentais, grupos focais. Método de análise: Dedutivo, Indutivo, hipotético-dedutivo ou dialético. Obtenção de dados, dados primários, secundários etc (caso faça opção por apresentar a Avaliação Ambiental e Propostas no fim de cada tópico – Meio Biótico; Meio Físico e Meio Antrópico – Apresentar a metodologia de avaliação ambiental neste capítulo) 3. APRESENTAÇÃO DA ÁREA DE ESTUDO – CAMPINAS SP, BACIA DO CÓRREGO DA LAGOA, RIBEIRÃO QUILOMBO Etapa 1 4. DIAGNÓSTICO AMBIENTAL Etapa 1 5. AVALIAÇÃO AMBIENTAL Etapa 2 6. PROPOSTAS Etapa 3 7. CONCLUSÃO Conclusão geral do trabalho 8. REFÊRENCIAS 9. ANEXOS

×