Tipos de estratégia como planejar o meu negócio ou produto

387 visualizações

Publicada em

Aprenda a planejar os próximos passos do seu negócio ou produto e assim ter maiores resultados.
Crie a sua própria estratégia para um negócio ou produto real.

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
387
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tipos de estratégia como planejar o meu negócio ou produto

  1. 1. TIPOS DE ESTRATÉGIA – COMO PLANEJAR O MEU NEGÓCIO OU PRODUTO
  2. 2. CAIO PIMENTA TROPOS LAB AGENTE DE ACELERAÇÃO
  3. 3. COMO COMEÇA UMA ESTRATÉGIA?
  4. 4. PLANEJAMENTOS ESTRATÉGICOS PLANO DE NEGÓCIOS MODELO DE NEGÓCIOS X ü PLANO DE NEGÓCIO PROVÊ UM GRANDE QUANTIDADE DE INFORMAÇÕES SOBRE O NEGOCIO. ü REQUER UM ESTUDO PROFUNDO DO MERCADO. ü DETALHA EXAUSTIVAMENTE CADA ASPECTO DO NEGÓCIO. ü EXTREMAMENTE CUSTOSO. ü PREVÊ POSIÇÕES FUTURAS DE LUCRO, CUSTO E INVESTIMENTO. ü DESCONSIDERA MUDANÇAS NO MERCADO. ü DIFÍCIL DE SER COMPARTILHADO E COMPREENDIDO. ü REPRESENTAÇÃO ENXUTA DO PLANO DE NEGÓCIO. ü PROVÊ SOMENTE AS INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS AO MOMENTO ATUAL. ü BAIXO CUSTO. ü FÁCIL COMPREENSÃO E COMPARTILHAMENTO. ü PODE SER AJUSTADO ON-THE-FLY. ü PODER SER REPLICADO PARA CADA SEGMENTO DE MERCADO. ü NÃO É UM DOCUMENTO “OFICIAL”.
  5. 5. MODELO DE NEGÓCIOS Segmentos  de   mercado   Canais   Fluxo  de   receitas   Relacionamento  com   clientes  Proposta  de  Valor   A9vidades  Chave   Parceiros   chave   Recursos  chave   Estrutura  de   custos  
  6. 6. MAS COMO CRIAR ESTRATÉGIAS INOVADORAS PARA O MEU MODELO DE NEGÓCIO?
  7. 7. TIPOS BÁSICOS DE ESTRATÉGIA
  8. 8. Novos  mercador  permitem  cobrar   preços  mais  altos  enquanto  você   possui  um  grande  market  share.   Velocidade  é  a  chave   Os  grandes  custos  de  aquisição  de   cliente  tornam  impera>vo  vender   em  volume  para  o  mesmo  cliente.   Variedade  de  produtos  é  a  chave   Os  custos  fixos  altos,  fazem  com   que  grandes  volumes  de  produção   sejam  esseciais  para  conseguir   baixos  custos  unitários.  Variedade   de  produtos  é  a  chave   Batalha  por  talentos,  baixas   barreiras  de  entrada,  muitos   pequenos  players  sobrevivem     Batalha  por  áreas  de  atuação,   consolidação  rápida  do  mercado,   poucas  empresas  dominam   Batalha  por  escala  de  produção,   consolidação  rápida  do  mercado,   poucas  empresas  dominam   Centralizada  no  colaborador,   cul>vando  as  estrelas  da   organização     Centralizada  no  cliente   Centralizada  nos  custos   Estratégia de diferenciação por produto Estratégia de diferenciação por relacionamento Estratégia de eficiência operacional Economia Cultura Competição
  9. 9. TIPOS DE MODELO DE NEGÓCIO
  10. 10. O modelo de Long Tail (ou calda longa) parte do princípio de vender menos unidades de muitos produtos LONG TAIL OU CALDA LONGA
  11. 11. Imaginem como uma livraria funciona
  12. 12. Uma livraria vai ter muitas cópias dos principais best sellers da época
  13. 13. Algumas cópias de livros menos usuais
  14. 14. E provavelmente nenhuma cópia de livros muito específicos (a não ser que ela seja uma livraria especializada naquele assunto)
  15. 15. Número de vendas Número de produtos Best sellers Calda longa 20 % dos produtos correspondem por 80% das vendas 80% dos produtos não tem o seu poder completamente explorado
  16. 16. Modelos mult sided são modelos que necessáriamente precisam de pelo menos dois tipos de segmentos de clientes / usuários, pois um depende do outro MULT SIDED MARKET
  17. 17. Segmento de clientes A Segmento de clientes B A empresa funciona como um facilitador da interação entre o segmento A e B
  18. 18. Crise do ovo ou da galinha Esses modelos só existem se tivermos os dois tipos de segmentos de clientes, portanto um só entra quando o outro faz parte. É preciso começar uma estratégia para conseguir atrair os earlyadopters
  19. 19. Efeito de rede Por outro lado, esse tipo de negócio tem um potencial enorme de criar efeito de rede. Quanto mais clientes do segmento A, mais do segmento B e vice versa.
  20. 20. Em modelos grátis pelo menos um segmento do modelo de negócio é gratuíto. Essa gratuidade é financiada pelos demais segmentos de clientes. GRÁTIS COMO MODELO DE NEGÓCIO
  21. 21. GRATÍS COM PROPAGANDA
  22. 22. Segmento de clientes A Segmento de clientes B MODELO MULTSIDED POR MARKETING Para esse segmento de cliente o produto é grátis. Comumente chamamos esse segmento de “usuários”. Esse segmento de cliente paga para ter seus produtos ou serviços anunciados para o segmento B
  23. 23. GRATÍS COM PROPAGANDA FREEMIUM
  24. 24. POUCOS PAGANDO MUITOS USANDO Consiste em descobrir qual é o mínimo do seu produto que atrai usuários, mas faz com que eles tenham interesse em consumir mais (e pagar por isso). Limitar as funcionalidades Limitar o tempo de uso Limitar a quantidade de acessos ou usuários
  25. 25. Pensar  em  um  modelo  freemium  offline   Camarote  de  shows  
  26. 26. GRATÍS COM PROPAGANDA FREEMIUM FREEMIUM AO CONTRÁRIO
  27. 27. MUITOS PAGANDO E POUCOS USANDO Empresas de seguro vem há alguns anos usando o conceito de muitos pagadores e poucos beneficiários. O x da questão é que qualquer um pode se tornar beneficiário quando precisar, mas ninguém quer precisar. REGA Organização sem fins lucrativos da suíça que realiza resgates nas montanhas. 2 milhões de “patronos” financiam a instituição, em troca de um possível resgate caso precisem. Com esse financiamento, a empresa conseguem fazer resgates sem custos em situações extremas
  28. 28. GRATÍS COM PROPAGANDA FREEMIUM FREEMIUM AO CONTRÁRIO OPEN SOURCE
  29. 29. COMO USAR SEUS USUÁRIOS FREE PARA POUPAR CUSTOS RED HAT Desenvolver softwares é algo que toma muito tempo de desenvolvimento, por isso as empresas colocam esse tempo no custo de seus softwares. A Red Hat começou o conceito de open source, onde programadores voluntários ajudam a construir os softwares da empresa que são disponibilizados de graça para qualquer um
  30. 30. MAS COMO ELES GANHAM DINHEIRO A Red Hat utiliza os softwares desenvolvidos em open source como imput para o desenvolvimento de seus softwares empresariais. Isso faz com que os gastos da empresa fiquem bem menores e ela consiga sempre se manter com produtos inovadores. Assim, oferece a seus clientes corporativos softwares com alto grau tecnológico e já testados.
  31. 31. GRATÍS COM PROPAGANDA FREEMIUM FREEMIUM AO CONTRÁRIO OPEN SOURCE ISCA E ANZOL
  32. 32. DAR ALGO DE GRAÇA PARA GANHAR COM OUTRO ELEMENTO DO SEU PRODUTO ISCA E ANZOL O Modelo consiste em dar para o seu cliente algum elemento que atraia ele, ou a um preço irrisório ou até mesmo de graça para que ele comece a consumir os seus demais produtos
  33. 33. No início a Gillette dava a navalha de graça, para lucrar com as lâminas Hoje ela usa uma variação disso, colocando preços mais baratos em suas navalhas para lucrar com as lâminas
  34. 34. Esse modelo até hoje continua sendo usado para alguns tipos de máquinas, como por exemplo o caso de fotocopiadoras
  35. 35. Nesse modelo a empresa cria valor colaborando com clientes, fornecedores, universidades ou mesmo concorrentes para gerar mais valor OPEN INNOVATION
  36. 36. MODELO DE FORA PARA DENTRO
  37. 37. MODELO DE DENTRO PARA FORA
  38. 38. FECHADO ü  As pessoas mais espertas da área trabalham para nós ü  Para custear o desenvolvimento interno (P&D) precisamos desenvolver e entregar sozinhos. ü  Se tivermos a melhor pesquisa vamos vencer ü  Se tivermos as melhores ideias vamos vencer ü  Temos que controlar o nosso processo de inovação para os concorrentes não nos copiarem ABERTO ü  Precisamos trabalhar com as pessoas espertas que estão dentro e fora da nossa empresa ü  P&D de outros pode criar valor. O nosso P&D precisa criar parte do valor para podermos fazer parte dos resultados ü  Não precisamos originar toda a tecnologia para nos beneficiarmos dela ü  Se soubermos usar melhor as ideias vamos vencer ü  Temos que nos beneficiar das ideias dos outros e inclusive comprar suas propriedades intelectuais sempre que isso for interessante PRINCÍPIOS DO OPEN INNOVATION
  39. 39. LÍDER DO MERCADO DE FOTOGRAFIA MUNDIAL
  40. 40. PRINCIPAL FONTE DE RECEITA VINHA DO FILME FOTOGRÁFICO
  41. 41. MERCADO ENTROU EM DECLÍNIO QUANDO SURGIRAM AS CÂMERAS DIGITAIS
  42. 42. A MÁQUINA DIGITAL FOI INVENTADA EM 1975 DENTRO DA KODAK Primeira máquina fotográfica digital, criada em 1975 por Steve Sasson, cujas imagens de 0,01 megapixels levavam 23 segundos para serem armazenadas na fita cassete.
  43. 43. Dr. John E. Warnock 1978 - PARC 1991 – CAMELOT
  44. 44. Em junho de 2.000, o novo CEO da P&D A. G. Lafley colocou uma meta de que 50% das innovações da empresa deveriam ser feitas com alguma parceria de fora.
  45. 45. Evolução do valor de ação da P&G na NYSE Fonte: Yahoo Finance RESULTADO: 12%de aumento anual médio do valor de suas ações entre 2001 e 2012
  46. 46. TROPOS LAB CentoeQuatro – Centro Cultural. Praça Rui Barbosa, 104 – Centro. Belo Horizonte, Minas Gerais. +55 31 2514-9532 PEDRO TEIXEIRA CentoeQuatro – Centro Cultural. Praça Rui Barbosa, 104 – Centro. Belo Horizonte, Minas Gerais. +55 31 8403-6321 pedro@troposlab.com

×