Importância dosmarcadores tumoraisem GinecologiaRamon Andrade – R2Prof. Dr. Maurício Magalhães - Orientador
Definição• Macromoléculas (principalmente proteínas)• Origem     • Gênese tumoral     • Resposta do organismo• Localização...
Marcador Ideal•    Diagnóstico precoce e origem•    Extensão da doença•    Monitorização do tratamento•    Recidiva precoc...
Histórico• 1965 – identificação do CEA• 1984 – identificação do CA 15.3• 1987 – identificação do CA 125  Marcadores tumora...
Utilidades•   Triagem populacional•   Diagnóstico diferencial•   Estadiamento clínico•   Estabelecimento diagnóstico•   Mo...
Mais importantes•   AFP•   β hCG•   CEA•   LDH•   CA 15.3•   CA 27.29•   CA 125•   HE4
Alfafetoproteína + β hCG•   Tumores ovarianos de células germinativas•   Estadiamento e seguimento•   Principalmente Corio...
Dexidrogenase Lática•   Enzima que se expressa em tecido cardíaco e muscular•   Tem maior relação com tamanho do tumor•   ...
CEA• Referência: 7,0 / 3,5ng/mL (fumantes/não)• Varia com:       •   Cirrose alcoólica       •   Dç de Crohn       •   Hep...
CEA• Não é recomendado para rastreio, diagnóstico, estadiamento ou  vigilância após tratamento de câncer de mama primário....
CA 15.3 e CA 27.29• Biomarcadores de mama por excelência• Elevado em 1,3% da população sadia• Não são recomendados para ra...
• Concentrações pré-tratamento do CA 15.3 pode ser útil como  fator prognóstico.
• PET/TC + elevação do CA 15.3 no diagnóstico de metástases.
CA 125• Mais estudado• Referência:     • 35U/mL     • 65U/mL (>especificidade)• Varia com:     •   Endometriose     •   Ci...
• Uso do DIU medicado reduziu os níveis de CA125 em  pacientes com diagnóstico laparoscópico de  endometriose que mantinha...
• Maior especificidade quanto mais avançada a doença• CA 125 + CEA + HE4
• Pacientes pós-menopausa• CA 125 + Imagem
• CA 125 isoladamente não apresenta boa sensibilidade para  rastreio ou recorrência
• Pacientes pré ou pós-menopausa• As concentrações séricas de CA125 e HE4 se alteraram em 1-3  anos antes do diagnóstico c...
CA 125 x Endometriose• Baixa sensibilidade e especificidade• Relaciona-se melhor com doença grave (focos profundos – CA 12...
• Níveis muito aumentados sugerem presença de aderência e,  assim, necessidade de preparo pré-operatório do cólon.
HE4•   Promissor para Ca Ovário•   Não se altera com endometriose•   Não se altera com fase do ciclo menstrual•   Diferenc...
• HE4 se mostra um biomarcador promissor no diagnóstico  diferencial das massas pélvicas.
• Dosagem do HE4 independe da fase do ciclo, presença de  endometriose e de terapia hormonal em uso.
• Associação do HE4 ao CA125 fornece valiosas informações  para diagnóstico de tumores ovarianos em mulheres com  endometr...
ResumoMarcadores                                                       RecomendaçõesAFP e β hCG          Estadiamento e se...
Conclusão• Os biomarcadores são de grande valia no manejo e  diagnóstico diferencial de varias doenças na prática  ginecol...
Importância dos marcadores tumorais em ginecologia1
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Importância dos marcadores tumorais em ginecologia1

1.496 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.496
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Importância dos marcadores tumorais em ginecologia1

  1. 1. Importância dosmarcadores tumoraisem GinecologiaRamon Andrade – R2Prof. Dr. Maurício Magalhães - Orientador
  2. 2. Definição• Macromoléculas (principalmente proteínas)• Origem • Gênese tumoral • Resposta do organismo• Localização • Tumor • Sangue • Outros líquidos biológicos Marcadores tumorais: revisão da literatura. Revista Brasileira de Cancerologia 2007; 53(3); 305-316
  3. 3. Marcador Ideal• Diagnóstico precoce e origem• Extensão da doença• Monitorização do tratamento• Recidiva precoce• Prognóstico• Órgao-específico• Meia-vida curta Marcadores tumorais: revisão da literatura. Revista Brasileira de Cancerologia 2007; 53(3); 305- 316
  4. 4. Histórico• 1965 – identificação do CEA• 1984 – identificação do CA 15.3• 1987 – identificação do CA 125 Marcadores tumorais: revisão da literatura. Revista Brasileira de Cancerologia 2007; 53(3); 305-316
  5. 5. Utilidades• Triagem populacional• Diagnóstico diferencial• Estadiamento clínico• Estabelecimento diagnóstico• Monitorização da eficiência terapêutica• Localização de metástases• Detecção precoce de recorrência Atualização das recomendações para o uso de marcadores tumorais . ASCO 2007
  6. 6. Mais importantes• AFP• β hCG• CEA• LDH• CA 15.3• CA 27.29• CA 125• HE4
  7. 7. Alfafetoproteína + β hCG• Tumores ovarianos de células germinativas• Estadiamento e seguimento• Principalmente Coriocarcinoma• AFP > 1000ng/mL aumenta sensibilidade para neoplasiaFatores prognósticos em pacientes com tumores de células germinativas. Am J Obstet Gynecol. 2001 ; 184(6): 1182-8 Tumores de células germinativas. Expert Review of Obstetrics & Gynecology. 6.2 (Mar. 2011): p163
  8. 8. Dexidrogenase Lática• Enzima que se expressa em tecido cardíaco e muscular• Tem maior relação com tamanho do tumor• Seguimento terapêutico do Disgerminoma• Altos níveis sugerem maior gravidade• Varia com inúmeras condições clínicas Tumores de células germinativas. Expert Review of Obstetrics & Gynecology. 6.2 (Mar. 2011): p163
  9. 9. CEA• Referência: 7,0 / 3,5ng/mL (fumantes/não)• Varia com: • Cirrose alcoólica • Dç de Crohn • Hepatopatias • Bronquite • Insuficiência Renal• Rastreio de Ca ovariano (baixa sensibilidade)Desempenho de multimarcadores na detecção precoce de câncer de ovário. Journal of Clinical Oncology. 2010
  10. 10. CEA• Não é recomendado para rastreio, diagnóstico, estadiamento ou vigilância após tratamento de câncer de mama primário.• Associado a exames de imagem, história clínica e exame físico pode ter valor na monitorização de doença metastática. Atualização das recomendações para o uso de marcadores tumorais no câncer de mama . ASCO 2007
  11. 11. CA 15.3 e CA 27.29• Biomarcadores de mama por excelência• Elevado em 1,3% da população sadia• Não são recomendados para rastreio, diagnóstico ou estadiamento• Não são recomendados para rastreio de recorrência• Associados a imagem, exame e história podem contribuir no monitoramento de doença metastática.Atualização das recomendações para o uso de marcadores tumorais no câncer de mama . ASCO 2007
  12. 12. • Concentrações pré-tratamento do CA 15.3 pode ser útil como fator prognóstico.
  13. 13. • PET/TC + elevação do CA 15.3 no diagnóstico de metástases.
  14. 14. CA 125• Mais estudado• Referência: • 35U/mL • 65U/mL (>especificidade)• Varia com: • Endometriose • Cirrose hepática • Leiomioma uterino • DIP • Fase do ciclo menstrual Marcadores tumorais: revisão da literatura. Revista Brasileira de Cancerologia 2007; 53(3); 305- 316
  15. 15. • Uso do DIU medicado reduziu os níveis de CA125 em pacientes com diagnóstico laparoscópico de endometriose que mantinham quadro álgico após cirurgia.
  16. 16. • Maior especificidade quanto mais avançada a doença• CA 125 + CEA + HE4
  17. 17. • Pacientes pós-menopausa• CA 125 + Imagem
  18. 18. • CA 125 isoladamente não apresenta boa sensibilidade para rastreio ou recorrência
  19. 19. • Pacientes pré ou pós-menopausa• As concentrações séricas de CA125 e HE4 se alteraram em 1-3 anos antes do diagnóstico clínico
  20. 20. CA 125 x Endometriose• Baixa sensibilidade e especificidade• Relaciona-se melhor com doença grave (focos profundos – CA 125 > 100U/mL)• Acompanhamento pós tratamento • Resposta • Recorrência
  21. 21. • Níveis muito aumentados sugerem presença de aderência e, assim, necessidade de preparo pré-operatório do cólon.
  22. 22. HE4• Promissor para Ca Ovário• Não se altera com endometriose• Não se altera com fase do ciclo menstrual• Diferenciação de massas pélvicas• Paciente pré-menopausa• Ainda não liberado para rastreio
  23. 23. • HE4 se mostra um biomarcador promissor no diagnóstico diferencial das massas pélvicas.
  24. 24. • Dosagem do HE4 independe da fase do ciclo, presença de endometriose e de terapia hormonal em uso.
  25. 25. • Associação do HE4 ao CA125 fornece valiosas informações para diagnóstico de tumores ovarianos em mulheres com endometriose.
  26. 26. ResumoMarcadores RecomendaçõesAFP e β hCG Estadiamento e seguimento. Principalmente do CoriocarcinomaDHL Seguimento terapêutico. Principalmente do DisgerminomaCEA Não recomendado para rastreio e diagnóstico para mama ou ovário Pode ser usado no monitoramento de doença metastática da mamaCA 15.3 e CA 27.29 Não recomendados para rastreio e diagnóstico para mama Podem ser usados no monitoramento de doença metastática da mamaCA 125 Isoladamente não é sensível para rastreio de Ca de ovário Tem maior especificidade em doença avançada Pode ser usado no acompanhamento pós-tratamento da endometrioseHE4 Promissor no diagnóstico diferencial de massas pélvicas Independe da idade e status hormonal
  27. 27. Conclusão• Os biomarcadores são de grande valia no manejo e diagnóstico diferencial de varias doenças na prática ginecológica.• Em relação a rastreio de patologias, principalmente neoplasias, até o momento não há um biomarcador com sensibilidade e especificidade suficientes que prescindam a associação de outros métodos.

×