Arte e educação. proj. interdisciplinar

1.046 visualizações

Publicada em

A importância da Arte na Educação Infantil.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.046
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
40
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Arte e educação. proj. interdisciplinar

  1. 1. Projeto Interdisciplinar Arte e Educação Sustentabilidade, Arte e EducaçãoSustentabilidade, Arte e Educação Profª Eveline Carrano Profª Maria Helena
  2. 2. Projeto de trabalho de campo: vivendo a sustentabilidade através da arte e da educação.
  3. 3. Tema: Vivendo a cidadania através da Arte e da Educação
  4. 4. Justificativa: Vivemos em uma sociedade na qual o uso acrítico dos recursos ambientais já vem sinalizando a urgência de revermos nossa postura em busca da sustentabilidade. O reconhecimento da necessidade de uma reflexão crítica diante do uso dos recursos do planeta somado a crença de que a arte pode contribuir para esta análise, fez com que nossos olhares se voltassem para a obra de Vik Muniz. Ao trabalhar com o inusitado, para produzir sua obra, e dentro deste inusitado encontrarmos a arte a partir do lixo , acreditamos que este artista pode contribuir para o desenvolvimento de nossa proposta de trabalho, cujo objetivo é o de através da arte refletir sobre o excesso de lixo e a necessidade do uso sustentável dos recursos de nosso planeta.
  5. 5. Público-alvo: Nível: Ensino Fundamental. Disciplina: Integradas Série:4 ano Duração: Uma semana de aula.
  6. 6. Etapas do Projeto: Estrutura da aula: 1- Através de conversa informal, investigar o que os alunos pensam sobre o lixo. 2- Após conhecer as ideias dos alunos, lançar o desafio: É possível produzir arte a partir do lixo? 3- Após ouvir o relato dos alunos convidá-los para assistirem ao documentário Lixo Extraórdinário.
  7. 7. Filme: Lixo Extraordinário. título original:Waste Land gênero:Documentário duração:01 hs 30 min ano de lançamento:2010 site oficial:http://www.wastelandmovie.com estúdio:O2 Filmes / Almega Projects distribuidora: direção: Lucy Walker roteiro: produção:Hank Levine e Angus Aynsley música: fotografia:Duda Miranda direção de arte: figurino: edição:Pedro Kos efeitos especiais:
  8. 8. - O filme se aproxima do drama individual de pessoas à margem até mesmo de nossa visão periférica. E de longe nos revela uma paisagem de barreiras quase (sim, quase) intransponíveis entre classes sociais e, mais agudo, entre a assistência e o paternalismo. E esse debate, por si só, vale todo o filme, dirigido a seis mãos por Lucy Walker, João Jardim e Karen Harley. das 10 revelações mais importantes do atual cinema britânico. - Foi citada pelo jornal inglês The Guardian como uma das 10 revelações mais importantes do atual cinema brasileiro. - Após uma breve introdução ao trabalho de Vik Muniz, suas origens e a constante preocupação social do artista, o filme embarca na viagem dele em se criar uma série de trabalhos tomando como base a imagem de catadores de lixo. À medida em que a ideia vai sendo maturada em sua cabeça, o vemos dando seus primeiros passos naquele ambiente inóspito do aterro sanitário, onde o termo condições de trabalho torna-se luxo com significado descartável. O choque inicial de realidade com aquele cenário de abutres, lixo e gente é, de certa forma, o choque do espectador. Quando então é chegado o momento de adentrar um pouco mais na ideia das obras e nas pessoas que farão parte dela, o documentário torna-se peça fundamental para a própria obra do artista.
  9. 9. - Temos então um claro projeto em cena: Vik fotografa as pessoas, que são escolhidas não apenas por suas imagens, mas particularmente por suas histórias de vida, e quando a foto é revelada, ele a projeta em tamanho gigante no chão. Entram em cena então os próprios catadores fotografados, que passam a reconstruir suas imagens com o lixo que eles mesmos catam. Mas a inserção dessas pessoas no atelier do artista provoca o tal questionamento sobre os papéis e limites de cada um no processo de interação social. - Lixo Extraordinário, assim vários documentários que se dispõem a fotografar a realidade de grupos sociais alijados de cidadania, se vê como parte responsável desse processo de afastamento entre os homens de bem e de bens. Em sua conclusão acertadamente inconclusiva, o documentário nos deixa um gosto amargo na boca de que, ao contrário de fotografias, não conseguimos assim tão fácil modelar o retrato de uma sociedade.
  10. 10. 5- Parceria com o professor mediador de tecnologia e uso do laboratório de informática com o intuito de: -Selecionar as imagens das obras de arte que aparecem no filme. -Conhecer o contexto histórico/biografia do artista plástico Vik Muniz. -Conhecer outras obras de arte do artista.
  11. 11. Observações da atividade: INTRODUÇÃO - Foi apresentado o tema gerador, o que despertou muita curiosidade em relação a ideia de produzir obras de arte a partir do lixo. - A presença da linguagem artística esteve caracterizada por : Referente, imagem técnica, reprodução de aparências, reconhecimento: a ideia de que a fotografia faz o percurso do real para o imaginário. Esse caminho pode ser muito simples e óbvio; também pode ser um processo que envolve repetições e dobras, tanto no seu grau zero quanto no estímulo a várias leituras.
  12. 12. Lixo Extraordinário
  13. 13. L i x o E x t r a o r d i n á r i o
  14. 14. Lixo Extraordinário
  15. 15. - A presença da linguagem artística também esteve presente ao focalizar as imagens fotográficas das obras criadas pelo artista plástico Vik Muniz, refletindo sobre suas formas. - O documentário contribuiu para a análise do contexto histórico de produção das obras selecionadas, assim como a pesquisa da biografia do artista plástico e de sua trajetória no mundo da arte.
  16. 16. Estrutura das Aulas  Ao assistir ao documentário “Lixo Extraordinário”, que mostra o extraordinário trabalho feito por Vik Muniz no lixão do Jardim Gramacho, em Duque de Caxias, ganhou o prêmio de audiência para melhores documentários internacionais no Festival de Sundance, os alunos constataram a transformação do material descartado em obras que compõem as paredes da alta sociedade carioca.
  17. 17. Aulas Práticas  As atividades realizadas em sala de aula, são através de exposição de obras de Vik Muniz e reflexões sobre as mesmas. Nos permite discutir trânsitos de imagens do real para reconfigurações artísticas, através do lixo incluindo ainda questões sobre comunicação. A partir da obra do artista plástico Vik Muniz são trabalhadas as relações entre fotografia, o real e a arte. A origem inicial é o ponto de partida para refletir sobre as diferentes camadas de construção, re-produção, re-apresentação e observação.
  18. 18. Vik Muniz fez as fotos e usou-as como base para as imagens feitas com o lixo colorido jogado às ruas no Carnaval. A imagem resultante – Sócrates.
  19. 19. A partir da obra de Vik Muniz a professora desencadeou uma reflexão crítica com os alunos de como é possível transformar o lixo em artes e propôs uma atividade em sala de aula com sucatas.
  20. 20. Recursos Utilizados  Foram utilizados papel, garrafas pets, caixa de leite, tecido, rolo de papel toalha, lantejoulas, revistas,, palito de churrasco, papel glacê, papel crepom, etc.  Os alunos fizeram brincadeiras criativas com esta técnica que contribuíram e participaram ativamente nas atividades propostas pelas mesmas.  Os alunos trouxeram os materiais para serem utilizados na sala de aula cooperando para que a atividade fosse bem elaborada.  Foi através de slides que apresentamos o artista Vik Muniz aos alunos. Como também a exposição aonde os alunos vivenciaram cada utilização e composição de sua obra.
  21. 21. Referências: Foram consultados os sites: http://comlurb.rio.rj.gov.br/salaimprensa/det_noticia.asp? cat=32&id=3920 http://cinema.terra.com. br/mostra-internacional-de-cinema/34/noticias/0,, OI4752530-EI16958,00- Lixo+Extraordinario+expoe+Vik+Muniz+como+artista+e+cidadao .html http://www.adorocinema. com/filmes/lixo-extraordinario/imagens/1266970146_07_tiao_wastelandlow /#imagens
  22. 22. Componentes do Grupo:  Débora Marques Rodrigues  Gilberto de Almeida Freitas  Maria de Lourdes Kuismanem da Silva  Sandra Oliveira Amaro  Tânia Gomes Pereira

×