SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Baixar para ler offline
Sistema Nervoso : Noções Gerais Estradas e Transportes e Trânsito  1 A Alunos: Professora : Isara Cruz CEFET-MG
Função O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas, bem como as condições reinantes dentro do próprio corpo e elaborar respostas que adaptem a essas condições.
Neurônios A unidade básica do sistema nervoso é o neurônio, que é uma célula extremamente estimulável; é capaz de perceber as mínimas variações que ocorrem em torno de si, reagindo com uma alteração elétrica que percorre sua membrana. Essa alteração elétrica é o impulso nervoso. As células nervosas estabelecem conexões entre si de tal maneira que um neurônio pode transmitir a outros os estímulos recebidos do ambiente, gerando uma reação em cadeia
Estrutura do Neurônio Um neurônio típico apresenta três partes distintas: corpo celular, dentritos e axônio. No corpo celular, a parte mais volumosa da célula nervosa, se localiza o núcleo e a maioria das estruturas citoplasmáticas. Os dentritos (do grego dendron, árvore) são prolongamentos finos e geralmente ramificados que conduzem os estímulos captados do ambiente ou de outras células em direção ao corpo celular. O axônio é um prolongamento fino, geralmente mais longo que os dentritos, cuja função é transmitir para outras células os impulsos nervosos provenientes do corpo celular.
Células Gliais Legenda: Vermelho :  Neurônios Maduros Verde: Células Gliais Amarelo : Corpo Celular Além dos neurônios, o sistema nervoso apresenta-se constituído pelas células gliais, cuja função é dar sustentação aos neurônios e auxiliar o seu funcionamento. As células da glia constituem cerca de metade do volume do nosso encéfalo. Há diversos tipos de células gliais. Os astrócitos, por exemplo, dispõem-se ao longo dos capilares sanguíneos do encéfalo, controlando a passagem de substâncias do sangue para as células do sistema nervoso.
Impulso Nervoso O impulso nervoso é uma onda que se propaga ao longo da membrana plasmática do neurônio. Essa onda de propagação é o impulso nervoso, que se propaga em um único sentido na fibra nervosa. Dentritos sempre conduzem o impulso em direção ao corpo celular. O axônio por sua vez, conduz o impulso em direção às suas extremidades, isto é, para longe do corpo celular. A velocidade de propagação do impulso nervoso na membrana de um neurônio varia entre 10cm/s e 1m/s. A propagação rápida dos impulsos nervosos é garantida pela presença da bainha de mielina que recobre as fibras nervosas. A bainha de mielina é constituída por camadas concêntricas de membranas plasmáticas de células da glia. Nas fibras nervosas mielinizadas, o impulso nervoso, em vez de se propagar continuamente pela membrana do neurônio, pula diretamente de um nódulo de Ranvier para o outro. Nesses neurônios mielinizados, a velocidade de propagação do impulso pode atingir velocidades da ordem de 200m/s.
Distúrbios e Doenças do SN Acidente Vascular Cerebral:É um distúrbio grave do sistema nervoso. Podem ser causados tanto pela obstrução de uma artéria, que leva à isquemia de uma área do cérebro, como por uma ruptura arterial seguida de derrame. Os neurônios alimentados pela artéria atingida ficam sem oxigenação e morrem, estabelecendo-se uma lesão neurológica irreversível. Epilepsia:  não é um doença e sim um sintoma que pode ocorrer em diferentes formas clínicas. As epilepsias aparecem, na maioria dos casos, antes dos 18 anos de idade e podem ter causas diversas, tais como anomalias congênitas, doenças degenerativas do sistema nervoso, infecções, lesões decorrentes de traumatismo craniano, tumores cerebrais, etc. Cefaléias: São dores de cabeça que podem se propagar pela face, atingindo os dentes e o pescoço. Sua origem está associada a fatores diversos como tensão emocional, distúrbios visuais e hormonais, hipertensão arterial, infecções, sinusites, etc.A enxaqueca é um tipo de cefaléia que ataca periodicamente a pessoa e se caracteriza por uma dor latejante, que geralmente afeta metade da cabeça. As crises de enxaqueca podem ser desencadeadas por diversos fatores, tais como tensão emocional, tensão pré-menstrual, fadiga, atividade física excessiva, jejum, etc.
Doenças Degenerativas:Diversos fatores podem causar morte celular e degeneração, em maior ou menor escala, do sistema nervoso. Esses fatores podem ser mutações genéticas, infecções virais, drogas psicotrópicas, intoxicação por metais, poluição, etc. Alzheimer: Esta doença é uma demência que se manifesta por volta dos cinqüenta anos e se caracteriza por uma deterioração intelectual profunda, desorientando a pessoa, que perde progressivamente a memória, as capacidades de aprender e de falar. Através do Alzheimer, ocorre alterações em diversos grupos de neurônios do córtex-cerebral, é uma doença hereditária, tendo origem por mutação gênica. É uma demência degenerativa primária ainda pouco conhecida,  não existindo uma possível prevenção ou  tratamento, apenas medidas psicológicas. Parkison: Manifesta-se geralmente a partir dos 60 anos de idade e é causada por alterações nos neurônios que constituem a "substância negra" e o corpo estriado, dois importantes centros motores do cérebro. A pessoa afetada passa a apresentar movimentos lentos, rigidez corporal, tremor incontrolável, além de acentuada redução na quantidade de dopamina, substância neurotransmissora fabricada pelos neurônios do corpo estriado. Huntington: Começa a se manifestar por volta dos 40 anos de idade. A pessoa perde progressivamente a coordenação dos movimentos voluntários, a capacidade intelectual e a memória. Causado pela morte dos neurônios do corpo estriado. Pode ser hereditária, causada por uma mutação genética.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Neurofisiologia - organização do sistema nervoso - aula 1 capítulo 1
Neurofisiologia - organização do sistema nervoso - aula 1 capítulo 1Neurofisiologia - organização do sistema nervoso - aula 1 capítulo 1
Neurofisiologia - organização do sistema nervoso - aula 1 capítulo 1
 
SISTEMA NERVOSO
SISTEMA NERVOSOSISTEMA NERVOSO
SISTEMA NERVOSO
 
Aula 06 sistema nervoso - anatomia e fisiologia
Aula 06   sistema nervoso - anatomia e fisiologiaAula 06   sistema nervoso - anatomia e fisiologia
Aula 06 sistema nervoso - anatomia e fisiologia
 
Sistema nervoso periférico
Sistema nervoso periféricoSistema nervoso periférico
Sistema nervoso periférico
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
11 ¬ aula slides sistema nervoso
11 ¬ aula slides sistema nervoso11 ¬ aula slides sistema nervoso
11 ¬ aula slides sistema nervoso
 
Neurofisiologia 1
Neurofisiologia 1Neurofisiologia 1
Neurofisiologia 1
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Sistema nervoso central acabado1
Sistema nervoso central acabado1Sistema nervoso central acabado1
Sistema nervoso central acabado1
 
Neuroanatomia 20
Neuroanatomia 20Neuroanatomia 20
Neuroanatomia 20
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sistema nervoso periferico
Sistema nervoso perifericoSistema nervoso periferico
Sistema nervoso periferico
 
Anatomia do Sistema Nervoso
Anatomia do Sistema NervosoAnatomia do Sistema Nervoso
Anatomia do Sistema Nervoso
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Tecido nervoso
Tecido nervosoTecido nervoso
Tecido nervoso
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Aula Sistema Nervoso 8º Ano
Aula Sistema Nervoso 8º AnoAula Sistema Nervoso 8º Ano
Aula Sistema Nervoso 8º Ano
 
Sistema sensorial - anatomia humana
Sistema sensorial - anatomia humanaSistema sensorial - anatomia humana
Sistema sensorial - anatomia humana
 

Semelhante a Sistema Nervoso: Função e Estrutura

Sistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.pptSistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.pptFernandoAugusto790354
 
Sistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.pptSistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.pptrickFernandesNeves
 
Sistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.pptSistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.pptMatheusMeechum
 
Sistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.pptSistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.pptAnnaKaroline28
 
Sistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.pptSistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.pptANDREPENNYCOOK
 
Sistema nervoso e as principais doenças (2).ppt
Sistema nervoso e as principais doenças (2).pptSistema nervoso e as principais doenças (2).ppt
Sistema nervoso e as principais doenças (2).pptLiliRibeiro7
 
O Sistema Nervoso - Texto Complementar.
O Sistema Nervoso - Texto Complementar.O Sistema Nervoso - Texto Complementar.
O Sistema Nervoso - Texto Complementar.Juliana Gomes
 
Sistema Neuro-Hormonal
Sistema Neuro-HormonalSistema Neuro-Hormonal
Sistema Neuro-HormonalPedro Abreu
 
Noções básicas de psicofarmacologia i
Noções básicas de psicofarmacologia iNoções básicas de psicofarmacologia i
Noções básicas de psicofarmacologia iEducação Ucpel
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervosoLuis Silio
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervosoLuis Silio
 
UFCD - 6568 - Noções Gerais sobre Sistema Neurológico, Endócrino e Órgãos dos...
UFCD - 6568 - Noções Gerais sobre Sistema Neurológico, Endócrino e Órgãos dos...UFCD - 6568 - Noções Gerais sobre Sistema Neurológico, Endócrino e Órgãos dos...
UFCD - 6568 - Noções Gerais sobre Sistema Neurológico, Endócrino e Órgãos dos...Nome Sobrenome
 

Semelhante a Sistema Nervoso: Função e Estrutura (20)

Nervoso
NervosoNervoso
Nervoso
 
Wesley- 8A1
Wesley- 8A1Wesley- 8A1
Wesley- 8A1
 
Sistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.pptSistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.ppt
 
Sistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.pptSistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.ppt
 
Sistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.pptSistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.ppt
 
Sistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.pptSistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.ppt
 
Sistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.pptSistema nervoso e as principais doenças.ppt
Sistema nervoso e as principais doenças.ppt
 
Sistema nervoso e as principais doenças (2).ppt
Sistema nervoso e as principais doenças (2).pptSistema nervoso e as principais doenças (2).ppt
Sistema nervoso e as principais doenças (2).ppt
 
Neuro ciências
Neuro ciênciasNeuro ciências
Neuro ciências
 
O Sistema Nervoso - Texto Complementar.
O Sistema Nervoso - Texto Complementar.O Sistema Nervoso - Texto Complementar.
O Sistema Nervoso - Texto Complementar.
 
Sistema Neuro-Hormonal
Sistema Neuro-HormonalSistema Neuro-Hormonal
Sistema Neuro-Hormonal
 
Noções básicas de psicofarmacologia i
Noções básicas de psicofarmacologia iNoções básicas de psicofarmacologia i
Noções básicas de psicofarmacologia i
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Frente 2 módulo 12 O Sistema Nervoso
Frente 2 módulo 12 O  Sistema NervosoFrente 2 módulo 12 O  Sistema Nervoso
Frente 2 módulo 12 O Sistema Nervoso
 
Filogenese do Sistema Nervoso
Filogenese do Sistema NervosoFilogenese do Sistema Nervoso
Filogenese do Sistema Nervoso
 
2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso
2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso
2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso
 
2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso
2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso
2016 Frente 2 módulo 12 sistema nervoso
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
UFCD - 6568 - Noções Gerais sobre Sistema Neurológico, Endócrino e Órgãos dos...
UFCD - 6568 - Noções Gerais sobre Sistema Neurológico, Endócrino e Órgãos dos...UFCD - 6568 - Noções Gerais sobre Sistema Neurológico, Endócrino e Órgãos dos...
UFCD - 6568 - Noções Gerais sobre Sistema Neurológico, Endócrino e Órgãos dos...
 

Mais de Gian Gabriel Guglielmelli

Comissão Parlamentar de Inquérito: Uma Apresentação
Comissão Parlamentar de Inquérito: Uma ApresentaçãoComissão Parlamentar de Inquérito: Uma Apresentação
Comissão Parlamentar de Inquérito: Uma ApresentaçãoGian Gabriel Guglielmelli
 
Estudo do BNDES sobre Trens Regionais de Passageiros
Estudo do BNDES sobre Trens Regionais de PassageirosEstudo do BNDES sobre Trens Regionais de Passageiros
Estudo do BNDES sobre Trens Regionais de PassageirosGian Gabriel Guglielmelli
 
A Qualidade da Infra Estrutura Logística na Percepção dos Grandes Exportadore...
A Qualidade da Infra Estrutura Logística na Percepção dos Grandes Exportadore...A Qualidade da Infra Estrutura Logística na Percepção dos Grandes Exportadore...
A Qualidade da Infra Estrutura Logística na Percepção dos Grandes Exportadore...Gian Gabriel Guglielmelli
 
O Papel dos Portos Concentradores na Cadeia Logística Global
O Papel dos Portos Concentradores na Cadeia Logística GlobalO Papel dos Portos Concentradores na Cadeia Logística Global
O Papel dos Portos Concentradores na Cadeia Logística GlobalGian Gabriel Guglielmelli
 
Defesa Cibernética: Aspectos Concentuais e Práticos
Defesa Cibernética: Aspectos Concentuais e PráticosDefesa Cibernética: Aspectos Concentuais e Práticos
Defesa Cibernética: Aspectos Concentuais e PráticosGian Gabriel Guglielmelli
 
Instrumentos de Desestimulo ao Uso do Transporte Individual Motorizado
Instrumentos de Desestimulo ao Uso do Transporte Individual MotorizadoInstrumentos de Desestimulo ao Uso do Transporte Individual Motorizado
Instrumentos de Desestimulo ao Uso do Transporte Individual MotorizadoGian Gabriel Guglielmelli
 
Trabalho de Introdução à Engenharia de Tráfego
Trabalho de Introdução à Engenharia de TráfegoTrabalho de Introdução à Engenharia de Tráfego
Trabalho de Introdução à Engenharia de TráfegoGian Gabriel Guglielmelli
 
África antes da Escravidão - Africa Befores Slavery
África antes da Escravidão - Africa Befores SlaveryÁfrica antes da Escravidão - Africa Befores Slavery
África antes da Escravidão - Africa Befores SlaveryGian Gabriel Guglielmelli
 
Estudo de caso brt - introd. eng. de transportes
Estudo de caso   brt - introd. eng. de transportesEstudo de caso   brt - introd. eng. de transportes
Estudo de caso brt - introd. eng. de transportesGian Gabriel Guglielmelli
 

Mais de Gian Gabriel Guglielmelli (16)

Comissão Parlamentar de Inquérito: Uma Apresentação
Comissão Parlamentar de Inquérito: Uma ApresentaçãoComissão Parlamentar de Inquérito: Uma Apresentação
Comissão Parlamentar de Inquérito: Uma Apresentação
 
Estudo do BNDES sobre Trens Regionais de Passageiros
Estudo do BNDES sobre Trens Regionais de PassageirosEstudo do BNDES sobre Trens Regionais de Passageiros
Estudo do BNDES sobre Trens Regionais de Passageiros
 
Logística LEAN
Logística LEANLogística LEAN
Logística LEAN
 
Análise do Fica Vivo
Análise do Fica VivoAnálise do Fica Vivo
Análise do Fica Vivo
 
A Qualidade da Infra Estrutura Logística na Percepção dos Grandes Exportadore...
A Qualidade da Infra Estrutura Logística na Percepção dos Grandes Exportadore...A Qualidade da Infra Estrutura Logística na Percepção dos Grandes Exportadore...
A Qualidade da Infra Estrutura Logística na Percepção dos Grandes Exportadore...
 
O Papel dos Portos Concentradores na Cadeia Logística Global
O Papel dos Portos Concentradores na Cadeia Logística GlobalO Papel dos Portos Concentradores na Cadeia Logística Global
O Papel dos Portos Concentradores na Cadeia Logística Global
 
Defesa Cibernética: Aspectos Concentuais e Práticos
Defesa Cibernética: Aspectos Concentuais e PráticosDefesa Cibernética: Aspectos Concentuais e Práticos
Defesa Cibernética: Aspectos Concentuais e Práticos
 
Instrumentos de Desestimulo ao Uso do Transporte Individual Motorizado
Instrumentos de Desestimulo ao Uso do Transporte Individual MotorizadoInstrumentos de Desestimulo ao Uso do Transporte Individual Motorizado
Instrumentos de Desestimulo ao Uso do Transporte Individual Motorizado
 
Viurbs
ViurbsViurbs
Viurbs
 
Trabalho de Introdução à Engenharia de Tráfego
Trabalho de Introdução à Engenharia de TráfegoTrabalho de Introdução à Engenharia de Tráfego
Trabalho de Introdução à Engenharia de Tráfego
 
Plano de mobilidade de bh
Plano de mobilidade de bhPlano de mobilidade de bh
Plano de mobilidade de bh
 
Conquista de pernambuco
Conquista de pernambucoConquista de pernambuco
Conquista de pernambuco
 
História da Radioatividade
História da RadioatividadeHistória da Radioatividade
História da Radioatividade
 
África antes da Escravidão - Africa Befores Slavery
África antes da Escravidão - Africa Befores SlaveryÁfrica antes da Escravidão - Africa Befores Slavery
África antes da Escravidão - Africa Befores Slavery
 
Estudo de caso brt - introd. eng. de transportes
Estudo de caso   brt - introd. eng. de transportesEstudo de caso   brt - introd. eng. de transportes
Estudo de caso brt - introd. eng. de transportes
 
Música Brasil
Música BrasilMúsica Brasil
Música Brasil
 

Sistema Nervoso: Função e Estrutura

  • 1. Sistema Nervoso : Noções Gerais Estradas e Transportes e Trânsito 1 A Alunos: Professora : Isara Cruz CEFET-MG
  • 2. Função O sistema nervoso é responsável pelo ajustamento do organismo ao ambiente. Sua função é perceber e identificar as condições ambientais externas, bem como as condições reinantes dentro do próprio corpo e elaborar respostas que adaptem a essas condições.
  • 3. Neurônios A unidade básica do sistema nervoso é o neurônio, que é uma célula extremamente estimulável; é capaz de perceber as mínimas variações que ocorrem em torno de si, reagindo com uma alteração elétrica que percorre sua membrana. Essa alteração elétrica é o impulso nervoso. As células nervosas estabelecem conexões entre si de tal maneira que um neurônio pode transmitir a outros os estímulos recebidos do ambiente, gerando uma reação em cadeia
  • 4. Estrutura do Neurônio Um neurônio típico apresenta três partes distintas: corpo celular, dentritos e axônio. No corpo celular, a parte mais volumosa da célula nervosa, se localiza o núcleo e a maioria das estruturas citoplasmáticas. Os dentritos (do grego dendron, árvore) são prolongamentos finos e geralmente ramificados que conduzem os estímulos captados do ambiente ou de outras células em direção ao corpo celular. O axônio é um prolongamento fino, geralmente mais longo que os dentritos, cuja função é transmitir para outras células os impulsos nervosos provenientes do corpo celular.
  • 5. Células Gliais Legenda: Vermelho : Neurônios Maduros Verde: Células Gliais Amarelo : Corpo Celular Além dos neurônios, o sistema nervoso apresenta-se constituído pelas células gliais, cuja função é dar sustentação aos neurônios e auxiliar o seu funcionamento. As células da glia constituem cerca de metade do volume do nosso encéfalo. Há diversos tipos de células gliais. Os astrócitos, por exemplo, dispõem-se ao longo dos capilares sanguíneos do encéfalo, controlando a passagem de substâncias do sangue para as células do sistema nervoso.
  • 6. Impulso Nervoso O impulso nervoso é uma onda que se propaga ao longo da membrana plasmática do neurônio. Essa onda de propagação é o impulso nervoso, que se propaga em um único sentido na fibra nervosa. Dentritos sempre conduzem o impulso em direção ao corpo celular. O axônio por sua vez, conduz o impulso em direção às suas extremidades, isto é, para longe do corpo celular. A velocidade de propagação do impulso nervoso na membrana de um neurônio varia entre 10cm/s e 1m/s. A propagação rápida dos impulsos nervosos é garantida pela presença da bainha de mielina que recobre as fibras nervosas. A bainha de mielina é constituída por camadas concêntricas de membranas plasmáticas de células da glia. Nas fibras nervosas mielinizadas, o impulso nervoso, em vez de se propagar continuamente pela membrana do neurônio, pula diretamente de um nódulo de Ranvier para o outro. Nesses neurônios mielinizados, a velocidade de propagação do impulso pode atingir velocidades da ordem de 200m/s.
  • 7. Distúrbios e Doenças do SN Acidente Vascular Cerebral:É um distúrbio grave do sistema nervoso. Podem ser causados tanto pela obstrução de uma artéria, que leva à isquemia de uma área do cérebro, como por uma ruptura arterial seguida de derrame. Os neurônios alimentados pela artéria atingida ficam sem oxigenação e morrem, estabelecendo-se uma lesão neurológica irreversível. Epilepsia:  não é um doença e sim um sintoma que pode ocorrer em diferentes formas clínicas. As epilepsias aparecem, na maioria dos casos, antes dos 18 anos de idade e podem ter causas diversas, tais como anomalias congênitas, doenças degenerativas do sistema nervoso, infecções, lesões decorrentes de traumatismo craniano, tumores cerebrais, etc. Cefaléias: São dores de cabeça que podem se propagar pela face, atingindo os dentes e o pescoço. Sua origem está associada a fatores diversos como tensão emocional, distúrbios visuais e hormonais, hipertensão arterial, infecções, sinusites, etc.A enxaqueca é um tipo de cefaléia que ataca periodicamente a pessoa e se caracteriza por uma dor latejante, que geralmente afeta metade da cabeça. As crises de enxaqueca podem ser desencadeadas por diversos fatores, tais como tensão emocional, tensão pré-menstrual, fadiga, atividade física excessiva, jejum, etc.
  • 8. Doenças Degenerativas:Diversos fatores podem causar morte celular e degeneração, em maior ou menor escala, do sistema nervoso. Esses fatores podem ser mutações genéticas, infecções virais, drogas psicotrópicas, intoxicação por metais, poluição, etc. Alzheimer: Esta doença é uma demência que se manifesta por volta dos cinqüenta anos e se caracteriza por uma deterioração intelectual profunda, desorientando a pessoa, que perde progressivamente a memória, as capacidades de aprender e de falar. Através do Alzheimer, ocorre alterações em diversos grupos de neurônios do córtex-cerebral, é uma doença hereditária, tendo origem por mutação gênica. É uma demência degenerativa primária ainda pouco conhecida, não existindo uma possível prevenção ou tratamento, apenas medidas psicológicas. Parkison: Manifesta-se geralmente a partir dos 60 anos de idade e é causada por alterações nos neurônios que constituem a "substância negra" e o corpo estriado, dois importantes centros motores do cérebro. A pessoa afetada passa a apresentar movimentos lentos, rigidez corporal, tremor incontrolável, além de acentuada redução na quantidade de dopamina, substância neurotransmissora fabricada pelos neurônios do corpo estriado. Huntington: Começa a se manifestar por volta dos 40 anos de idade. A pessoa perde progressivamente a coordenação dos movimentos voluntários, a capacidade intelectual e a memória. Causado pela morte dos neurônios do corpo estriado. Pode ser hereditária, causada por uma mutação genética.