O fengshui como aprender feng shui

2.705 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.705
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
234
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O fengshui como aprender feng shui

  1. 1. oFengShui.com.br 1
  2. 2. oFengShui.com.br 2 INTRODUÇÃO
  3. 3. oFengShui.com.br 3 A ENERGIA VITAL O que é o Feng Shui? Feng Shui é uma técnica para construir, reformar e decorar sua casa de modo especial: possibilitando o fluxo correto da energia vital chamada Ch’i (lê-se ‘Ki’ ou ‘Ti’) em todos os cômodos. Resumidamente, o ch’i é a energia que, segundo a tradição chinesa, flui através de nossos corpos e de todo ambiente. Também é conhecido por energia positiva. A gente se sente bem num ambiente onde o ch’i flui corretamente e se sente mal quando, em vez do ch’i, flui uma energia negativa denominada ‘sha’, que pode vir de esgotos, brejos, lixeiras, etc.
  4. 4. oFengShui.com.br 4 O Feng Shui faz uso de alguns objetos e de recursos arquitetônicos e decorativos para atrair e regular o ch’i, assim como para evitar o sha. Feng e Shui são palavras chinesas que significam Vento e Água, elementos que sempre modificam a Natureza. Tudo muda, mas os ciclos naturais se repetem. Observando o Universo O Universo está em constante mutação porque seus processos são dinâmicos, mas existe uma ordem eterna e natural conhecida por Tao (o ‘Caminho’). O processo de movimento, contração e expansão do Universo é representado pela interação de Yin e Yang, as duas forças que criam e sustentam toda a vida. Na natureza, o ch’i se dispersa rapidamente em topos de colinas expostas e nos rios e riachos de fluxo rápido, e se acumula em pântanos e águas lodosas.
  5. 5. oFengShui.com.br 5 As lagoas e vales baixos estimulam o ch’i a ir mais devagar, sendo normalmente lugares de paz e contemplação e, como tais, são um reflexo de Yin. Os campos e afloramentos rochosos expostos ao vento apressam o ch’i, pois possuem uma emanação mais ativa e forte, sendo considerados um reflexo de Yang. A capacidade de perceber a dispersão ou acumulação de ch’i é essencial para a aplicação do Feng Shui.
  6. 6. oFengShui.com.br 6 AS ESCOLAS DE FENG SHUI Introdução O Feng Shui foi traduzido para diversos idiomas e é aplicado em muitos países. Seus fundamentos são os mesmos, mas a forma de aplicar se ramificou em várias escolas. As escolas de Feng Shui mais difundidas no Brasil são a Escola da Bússola (chinesa, milenar) e a Escola do Chapéu Negro (tibetana, dos meados de 1950). Essas duas escolas utilizam o baguá, mas de maneiras bem diferentes. Na Escola da Bússola, o baguá funciona como um símbolo que atrai o ch’i e afasta o sha; na do Chapéu Negro o baguá é também uma espécie de mapa identificador de áreas na planta-baixa da construção. Outra, menos difundida, é a Escola das Formas, porém é a mais antiga e trata de elementos básicos – a topografia -, sendo mais usada e muito
  7. 7. oFengShui.com.br 7 útil em áreas rurais, onde ainda se tem bastante paisagem natural. Nas áreas urbanas, as formas originais do relevo já se perderam: há montanhas cortadas, solos nivelados, rios canalizados, etc, mas o estudo das formas continua imprescindível: deveria ser um item mais abordado em todas as escolas difundidas no Brasil. A Escola do Chapéu Negro Na Escola do Chapéu Negro o baguá é usado para dividir a planta-baixa da construção em 8 partes chamadas ‘guás’, conhecidos também por ‘áreas’ ou ‘setores’. De acordo com esta escola, nossa energia entra na casa pela porta de entrada mais usada, flui para os cômodos e se integra à energia dos ambientes.
  8. 8. oFengShui.com.br 8 A Escola do Chapéu Negro indica a aplicação de determinadas cores, formas e materiais conforme as características dos guás da casa, identificados ao aplicar o baguá. A energia de cada guá deve ser ativada corretamente, por isso, além do uso das cores, formas e materiais apropriados, também são usados alguns objetos específicos. Para identificar os guás da construção podemos sobrepor um baguá na planta ou riscar (desenhar) um baguá diretamente nela. Nesta escola usamos a palavra ‘cura’, que significa aplicar uma dica de feng shui para que o ch’i de determinado local flua corretamente. Em resumo, na Escola do Chapéu Negro identificamos os guás na planta-baixa da construção e, de acordo com eles, fazemos a aplicação do feng shui nos cômodos.
  9. 9. oFengShui.com.br 9 A Escola da Bússola A Escola da Bússola utiliza o baguá como símbolo em objetos de decoração com superfície refletora. Acredita-se que o baguá deve ser pendurado, preferencialmente, com o trigrama Céu para cima – este trigrama é o que possui três linhas contínuas. No Feng Shui da Escola da Bússola cada um de nós possui características que correspondem a um dos 5 elementos: madeira, fogo, terra, metal ou água. Também possuímos outras características, como um trigrama específico, um signo animal, direções de sorte, entre outras. Estas características são identificadas ao calcularmos a bússola pessoal Pa Tzu (lê-se ‘bazi’).
  10. 10. oFengShui.com.br 10 A Escola da Bússola indica cores, formas e materiais favoráveis conforme nossas características, para integrar a nossa energia à do nosso ambiente. Na Escola da Bússola usamos a expressão ‘ler o ambiente’, que significa fazer o levantamento das características do local onde vamos aplicar a técnica. Estas características estão relacionadas à sua localização em relação ao planeta. Para determinar a localização podemos usar uma bússola magnética comum, mas para reconhecer as características usa- se a bússola de feng shui, a ferramenta própria desta escola. Portanto, na Escola da Bússola identificamos as características do local e as características de cada morador. A partir da combinação destas características aplicamos os recursos de feng shui: cores, formas e materiais adequados, ou o reposicionamento da mobília, a introdução de certos objetos, entre outros.
  11. 11. oFengShui.com.br 11 Para harmonizar ambientes de uso coletivo, como salas, copas e varandas, é preciso verificar a combinação dos elementos de quem usa estes ambientes. A Escola das Formas A Escola das Formas tem como base a topografia. São observadas as formas dos elementos naturais presentes na área onde se vai construir: o formato das montanhas e dos cursos d’água, a vegetação, etc. O ideal é viver em um ‘local afortunado’, ou seja, naquele em que há a presença, em posição correta, dos 4 ‘espíritos animais’ que protegem os limites da casa: o Dragão Verde (à direita), o Tigre Branco (à esquerda), o Cágado Preto (na porta de trás) e o Pássaro Vermelho (na porta da frente). Alguns estudiosos relacionam o Pássaro Vermelho à Fênix.
  12. 12. oFengShui.com.br 12 De acordo com Man-Ho Kwok, autor do ‘Kit Feng Shui’, o cágado preto está presente numa serra e oferece proteção contra o tempo cruel (tempestades, frios intensos, etc.); o dragão verde e o tigre branco são vistos em colinas ou pequenas encostas, sendo os guardiões do local – o dragão deve estar um pouco mais elevado que o tigre para dominá-lo; e o pássaro vermelho está numa colina mais baixa ou numa pequena elevação, permitindo que o ch’i transite suavemente ao redor de toda a casa. Assim como a paisagem de onde se construirá, também a construção deve seguir este padrão: os lados dela devem ser similares em altura e tamanho (podendo, o lado direito, ser um pouco mais alto) e o quintal dos fundos um pouco mais elevado que o da frente. Identifica-se, também pela forma, se há presença de um ou mais dos 5 elementos (madeira, fogo, terra, metal e água). Pode se ver o ‘Fogo’ em formações pontiagudas e a ‘Água’ em formações onduladas, por exemplo.
  13. 13. oFengShui.com.br 13 Existem topos de montanhas em vários formatos: em forma de caneta pode representar erudição para os habitantes das proximidades, em forma de cabeça pode representar proteção, e assim por diante. Em qualquer construção deve-se levar em conta a natureza dos 4 espíritos animais, a água (qualidade, fluxo e forma do curso), a qualidade do solo, a entrada de ar e de luz natural e as construções vizinhas, sempre pensando na prosperidade e saúde dos que nela vivem.
  14. 14. oFengShui.com.br 14 AMBIENTE EM HARMONIA O Feng Shui e as nossas atitudes O Feng Shui não é limitado somente ao estudo de determinados lugares e/ou objetos: ele é muito mais abrangente, sendo que algumas de suas técnicas têm base no conhecimento científico. Podemos classificá-lo como uma arte que compreende tudo em nosso ambiente. O modo como vivemos e aquilo de que nos cercamos estão intimamente ligados às formas da terra e aos elementos e forças naturais que atuam a nosso redor. Esta consideração pelas forças visíveis e invisíveis em ação na natureza está no âmago do Feng Shui, que reconhece o vínculo humano com o mundo natural. Todas as construções deveriam realçar a paisagem e não desvalorizá-la. Que tal refletirmos sobre isto?
  15. 15. oFengShui.com.br 15 Conclusão A pessoa que decide aprender feng shui começa a observar o mundo de uma forma especial e, além de poder exercer um controle muito mais positivo, torna-se também responsável pela harmonia dos ambientes em que vive. Nossa missão é criar uma ponte para que os milenares conhecimentos orientais possam ser úteis também em nossas empresas e lares. Afinal, um planeta seguro e próspero se constrói a partir de lares e empresas que funcionam em harmonia. Você e eu sabemos que não se trata de uma missão fácil. Mas sabemos também que não é impossível. Qualquer pessoa pode aplicar o feng shui e assim transformar seu próprio ambiente e sua vida.
  16. 16. oFengShui.com.br 16 Próximos passos Agora que você já sabe de onde vem o Feng Shui e para que servem suas técnicas, seu próximo passo é aprender mais sobre uma escola. Para começar, recomendamos que você leia nosso livro “Como aplicar o Baguá” e estude o “Vocabulário Básico do Feng Shui”. Ao aprender o vocabulário básico do feng shui você poderá compreender os fundamentos das escolas de feng shui e assim abrir as portas de um novo mundo, no qual você será capaz de perceber a presença das energias ch’i e sha e promover a harmonia em qualquer lugar. Que haja Luz sobre seus pensamentos, palavras e atitudes! Até a próxima!
  17. 17. oFengShui.com.br 17 “Ao erguermos a vista não vemos fronteiras.” – Provérbio Japonês

×