Lição 4 - Senhor das nações (Amós e Obadias)                                                                  20 a 27 de a...
O castigo predito em Amós era contra as nações estrangeiras que oprimiam e destruíam outros povos cometendoCrimes contra a...
12 E os que de ti procederem edificarão as ruínas antigas; e tu levantarás os fundamentos de muitas gerações; eserás chama...
Eles deveriam se voltar ao Senhor com toda oração e súplica assim teriam novamente O encontro de Israel comDeus, por que e...
Sexta - Conclusão:                                       Em “Senhor das nações” aprendi que …Domingo - O castigo predito e...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Senhor das nações_Resumo_422013

327 visualizações

Publicada em

O Objetivo do resumo da lição não é substituí-la, pelo contrário e dar mais amplitude ao estudo do tema.

A ideia e colocar os textos bíblicos diretos que respondam as questões da lição, somados aos escritos de Ellen White que dão luz sobre o assunto, eu procuro comentar o mínimo possível, só detalhes referentes as questões e algumas definições todas neste tom de azul, pois se os textos forem realmente claros, que é intenção, não há necessidade de ficar comentando, e a aplicação, como e mais extensa, procuro fazer na nossa classe.

“Sempre darei a fonte, para que o conteúdo não seja anônimo, e todos tenham a oportunidade de achar, pesquisar e questionar”.

Que... Deus tenha misericórdia de nós e nos abençoe; e faça resplandecer o seu rosto sobre nós. Para que se conheça na terra o teu caminho, e em todas as nações a tua salvação. Sal. 67:1-2.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
327
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Senhor das nações_Resumo_422013

  1. 1. Lição 4 - Senhor das nações (Amós e Obadias) 20 a 27 de abrilSábado à tarde “Rugiu o leão, quem não temerá? Falou o Senhor Deus, quem não profetizará?”. (Amós 3:8).Ninguém há semelhante a Ti, ó Senhor; Tu és grande, e grande é o Teu nome em força. Quem Te não temeria a Ti, óRei das nações? Jer. 10:6 e 7.Ele está cercado de glória e majestade; poder e beleza enchem o seu Templo. Louvem o SENHOR, todos os povos daterra! Louvem a sua glória e o seu poder. Dêem ao SENHOR a honra que ele merece; tragam uma oferta e entrem nospátios do seu Templo. Curvem-se diante do Santo Deus quando ele aparecer;" trema diante dele, toda a terra. A terraestá firme no seu lugar e não pode ser abalada. Alegre-se a terra, e fique contente o céu. Digam em todas as nações:O SENHOR é Rei! 1 Crôn. 16:27-30. NTLH.E entoavam o cântico de Moisés, servo de Deus, e o cântico do Cordeiro, dizendo: Grandes e admiráveis são as Tuasobras, Senhor Deus, todo-poderoso! Justos e verdadeiros são os Teus caminhos, ó Rei das nações! Apoc. 15:3.Objetivo: Entender que a comunhão com Deus trás justiça social, que é na prática, um dos itens para a confirmação deuma adoração verdadeira. Mat. 5.20; Amós. 2.6-8; 5.21-24.Domingo - Crimes contra a humanidade1. Leia Amós 1 e 2. Por que o Senhor advertiu que haveria punição?Amós 1:1 As palavras de Amós, que estava entre os pastores de Tecoa, o que ele viu a respeito de Israel, nos dias deUzias, rei de Judá, e nos dias de Jeroboão, filho de Joás, rei de Israel, dois anos antes do terremoto.Julgamento sobre os vizinhos de Israel: 2 Disse ele: O Senhor brama de Sião, e de Jerusalém faz ouvir a sua voz; osprados dos pastores lamentam, seca-se o cume do Carmelo. 3 Assim diz o senhor: Por três transgressões deDamasco, sim, por quatro, não retirarei o castigo; porque trilharam a Gileade com trilhos de ferro. 4 Por isso poreifogo à casa de Hazael, e ele consumirá os palácios de Bene-Hadade. 5 Quebrarei o ferrolho de Damasco, e exterminarei omorador do vale de Ávem e de Bete-Éden aquele que tem o cetro; e o povo da Síria será levado em cativeiro a Quir, diz oSenhor. 6 Assim diz o Senhor: Por três transgressões de Gaza, sim, por quatro, não retirarei o castigo; porquelevaram cativo todo o povo para o entregarem a Edom. 7 Por isso porei fogo ao muro de Gaza, e ele consumirá os seuspalácios. 8 De Asdode exterminarei o morador, e de Asquelom aquele que tem o cetro; tornarei a minha mão contra Ecrom;e o resto dos filisteus perecerá, diz o Senhor Deus. 9 Assim diz o Senhor: Por três transgressões de Tiro, sim, porquatro, não retirarei o castigo; porque entregaram todos os cativos a Edom, e não se lembraram da aliança dosirmãos. 10 por isso porei fogo ao muro de Tiro, e ele consumirá os seus palácios. 11 Assim diz o Senhor: Por trêstransgressões de Edom, sim, por quatro, não retirarei o castigo; porque perseguiu a seu irmão à espada, e baniutoda a compaixão; e a sua ira despedaçou eternamente, e conservou a sua indignação para sempre. 12 Por issoporei fogo a Temã, o qual consumirá os palácios de Bozra. 13 Assim diz o Senhor: Por três transgressões dos filhos deAmom, sim por quatro, não retirarei o castigo; porque fenderam o ventre às grávidas de Gileade, para dilatarem osseus termos. 14 Por isso porei fogo ao muro de Rabá, fogo que lhe consumirá os palácios, com alarido no dia da batalha,com tempestade no dia do turbilhão. 15 E o seu rei irá para o cativeiro, ele e os seus príncipes juntamente, diz o Senhor.Amós 2:1 Assim diz o Senhor: Por três transgressões de Moabe, sim, por quatro, não retirarei o castigo; porquequeimou os ossos do rei de Edom, até os reduzir a cal. 2 Por isso porei fogo a Moabe, e ele consumirá os palácios deQueriote; e Moabe morrerá com grande estrondo, com alarido, e som de trombeta. 3 E exterminarei o juiz do meio dele, ematarei com ele todos os seus príncipes, diz o Senhor. 4 Assim diz o Senhor: Por três transgressões de Judá, sim, porquatro, não retirarei o castigo; porque rejeitaram a lei do Senhor, e não guardaram os seus estatutos, antes sedeixaram enganar por suas próprias mentiras, após as quais andaram seus pais. 5 Por isso porei fogo a Judá, e eleconsumirá os palácios de Jerusalém.Julgamento sobre Israel: 6 Assim diz o Senhor: Por três transgressões de Israel, sim, por quatro, não retirarei ocastigo; porque vendem o justo por dinheiro, e o necessitado por um par de sapatos. 7 Pisam a cabeça dos pobresno pó da terra, pervertem o caminho dos mansos; um homem e seu pai entram à mesma moça, assim profanando omeu santo nome. 8 Também se deitam junto a qualquer altar sobre roupas empenhadas, e na casa de seu Deusbebem o vinho dos que têm sido multados. 9 Contudo eu destruí o amorreu diante deles, a altura do qual era como ados cedros, e cuja força era como a dos carvalhos; mas destruí o seu fruto por cima, e as suas raízes por baixo. 10Outrossim vos fiz subir da terra do Egito, e quarenta anos vos guiei no deserto, para que possuísseis a terra do amorreu. 11E dentre vossos filhos suscitei profetas, e dentre os vossos mancebos, nazireus. Acaso não é isso assim, filhos de Israel?diz o Senhor. 12 Mas vós aos nazireus destes vinho a beber, e aos profetas ordenastes, dizendo: Não profetizeis. 13 Eisque eu vos apertarei no vosso lugar como se aperta um carro cheio de feixes. 14 Assim de nada valerá a fuga ao ágil, nemo forte corroborará a sua força, nem o valente salvará a sua vida. 15 E não ficará em pé o que maneja o arco, nem o ligeirode pés se livrará, nem tampouco se livrara o que vai montado a cavalo; 16 e aquele que é corajoso entre os valentes fugiránu naquele dia, diz o Senhor. ramos@advir.com
  2. 2. O castigo predito em Amós era contra as nações estrangeiras que oprimiam e destruíam outros povos cometendoCrimes contra a humanidade e não se lembravam da “aliança de irmãos” (Amós 1:1-2:5). Também era contra aopressão social e o culto paganizado cometido por Seu povo, a posição de Israel como filhos e representantes de Deusdeveria servir de base para uma vida justa, mas não era o que estava acontecendo (Amós 2:6-16). O povo de Judá haviase tornado ganancioso e com isso corrupto e violento tudo como resultado de se afastar de Deus e ignorar Seusmandamentos, tornado seu culto abominável (Prov. 15: 8-9; 21:27; 28:9). O castigo revela a consequência natural dadesobediência (Gál. 6:7; Jó 4:6; Jó 15:35; Sl 7:14; Pv 22:8; Is 59:4; Os 10:13; Gl 6:7-8; Sl 7:15), e culminaria em um juízoiminente, para que o mal cessa-se. II Tess. 1:4-7.A ira, juízo ou castigo de Deus é contra tudo o que é mal. “A ira de Deus se revela do céu contra toda impiedade eperversão dos homens que detêm a verdade pela injustiça” (Rom. 1:18). Ela tem por finalidade eliminar, erradicaro mal no universo, e assim como está revelado, será feito.Juízo: Heb. generalmente mishpât, "decisão", "direito", "autoridade", "justiça", "ordenança"; gr. generalmentekríma, "sentença judicial" (Ap. 17:1); y krísis, "ato de julgar" (Dt. 1:17; Is. 28:6; Mal. 3:5), "decisão judicial" (Dt.16:18) "sentença" (Ap. 17:1), "execução de uma sentença" previamente definida (Jer. 51:9; Ap. 19:2),"condenação". Funciona assim, o Juízo só se materializa na transgressão da lei. Quando a lei de Deus e violada,automaticamente entre em ação as danosas consequências do pecado, as quais conhecemos muito bem. O juízo é areivindicação da justiça chamada também de lei cerimonial “o salário do pecado é a morte” Rom. 6:23, por isso morreucristo Jesus, para pagar o preço pedido pela lei cerimonial (pela justiça), para que o mal e suas consequências sejameliminados, por ela, para que todos possam viver em plenitude de harmonia, felicidade e paz, como no principio dacriação.Na Bíblia, a Justiça ou juízo de Deus é em favor da humanidade não querendo que ninguém se perca. Mat. 18:10-14. Massão os justos que recebem o benéficio por terem sido justificados pelo sangue expiador de cristo Rom. 5:8-9, os ímpiosnão, por que escolheram se colocar desnecessárimente como inimigos de Deus, e numa posição completamentedesfavoravél. Dan. 7:20-28. São verdadeiros suicídas "Mas quem pecar de propósito, tanto o israelita de nascimentocomo o estrangeiro, será culpado de ofender a Deus, o SENHOR. Essa pessoa será morta, pois rejeitou o que o SENHORdisse e desobedeceu ao seu mandamento porque quis. Essa pessoa será responsável pela sua própria morte”. Num.15:30. NTLH. [ver Mt 12:32]; [Hb 10:26]; [1Jo 5:16].A ira de Deus que é Justiça, consiste em deixar o homem obstinado sofrer as consequências de suas escolhas. “Porque oFilho do Homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e, então, dará a cada um segundo as suas obras”.Mat.16:27. (Sl 62:12; Rm 2:6; [Mc 13:26]; [Mc 14:62]; [Lc 21:27]; [Lc 22:69]; [Rm 14:12]; [1Co 3:8]; [2Co 5:10]; [Gl 6:5];[Ap 2:23]; [Ap 20:12]; Ap 22:12).Não podemos saber quanto devemos a Cristo pela paz e proteção de que gozamos. É o poder de Deus queimpede que a humanidade passe completamente para o domínio de Satanás. Os desobedientes e ingratos têmgrande motivo de gratidão pela misericórdia e longanimidade de Deus, que contém o cruel e pernicioso poder domaligno. Quando, porém, os homens passam os limites da clemência divina, a restrição é removida. Deusnão fica em relação ao pecador como executor da sentença contra a transgressão; mas deixa entregues a simesmos os que rejeitam Sua misericórdia, para colherem aquilo que semearam. Cada raio de luz rejeitado,cada advertência desprezada ou desatendida, cada paixão contemporizada, cada transgressão da lei deDeus, é uma semente lançada, a qual produz infalível colheita.O Espírito de Deus, persistentemente resistido, é afinal retirado do pecador, e então poder algumpermanece para dominar as más paixões da alma, e nenhuma proteção contra a maldade e inimizade deSatanás. A destruição de Jerusalém constitui tremenda e solene advertência a todos os que estão tratandolevianamente com os oferecimentos da graça divina e resistindo aos rogos da misericórdia de Deus . Jamaisfoi dado um testemunho mais decisivo do ódio ao pecado por parte de Deus, e do castigo certo que recairásobre o culpado. O Grande Conflito. Pág. 36.Segunda - Justiça para o oprimido2. Leia Isaías 58. Que aspectos da verdade presente são incluídos nesse capítulo? Em que sentido nossa mensagem aomundo é muito mais do que isso?O verdadeiro jejum: Isa. 58:1 Clama em alta voz, não te detenhas, levanta a tua voz como a trombeta e anuncia ao meupovo a sua transgressão, e à casa de Jacó os seus pecados. 2 Todavia me procuram cada dia, tomam prazer em saber osmeus caminhos; como se fossem um povo que praticasse a justiça e não tivesse abandonado a ordenança do seu Deus,pedem-me juízos retos, têm prazer em se chegar a Deus!, 3 Por que temos nós jejuado, dizem eles, e tu não atentas paraisso? por que temos afligido as nossas almas, e tu não o sabes? Eis que no dia em que jejuais, prosseguis nas vossasempresas, e exigis que se façam todos os vossos trabalhos. 4 Eis que para contendas e rixas jejuais, e para ferirdes compunho iníquo! Jejuando vós assim como hoje, a vossa voz não se fará ouvir no alto. 5 Seria esse o jejum que eu escolhi?o dia em que o homem aflija a sua alma? Consiste porventura, em inclinar o homem a cabeça como junco e em estenderdebaixo de si saco e cinza? chamarias tu a isso jejum e dia aceitável ao Senhor? 6 Acaso não é este o jejum queescolhi? que soltes as ligaduras da impiedade, que desfaças as ataduras do jugo? e que deixes ir livres osoprimidos, e despedaces todo jugo? 7 Porventura não é também que repartas o teu pão com o faminto, e recolhasem casa os pobres desamparados? que vendo o nu, o cubras, e não te escondas da tua carne? 8 Então romperá atua luz como a alva, e a tua cura apressadamente brotará. e a tua justiça irá adiante de ti; e a glória do Senhor será a tuaretaguarda. 9 Então clamarás, e o Senhor te responderá; gritarás, e ele dirá: Eis-me aqui. Se tirares do meio de ti o jugo,o estender do dedo, e o falar iniquamente; 10 e se abrires a tua alma ao faminto, e fartares o aflito; então a tua luznascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio dia. 11 O Senhor te guiará continuamente, e te fartará até emlugares áridos, e fortificará os teus ossos; serás como um jardim regado, e como um manancial, cujas águas nunca falham. ramos@advir.com
  3. 3. 12 E os que de ti procederem edificarão as ruínas antigas; e tu levantarás os fundamentos de muitas gerações; eserás chamado reparador da brecha, e restaurador de veredas para morar. 13 Se desviares do sábado o teu pé, edeixares de prosseguir nas tuas empresas no meu santo dia; se ao sábado chamares deleitoso, ao santo dia do Senhor,digno de honra; se o honrares, não seguindo os teus caminhos, nem te ocupando nas tuas empresas, nem falando palavrasvãs; 14 então te deleitarás no Senhor, e eu te farei cavalgar sobre as alturas da terra, e te sustentarei com a herança de teupai Jacó; porque a boca do Senhor o disse.Aprendemos em Isa. 58 que o jejum e a oração destituído da comunhão verdadeira com cristo, vem a se tornar apenasum ritual vazio, uma formalidade (Isa. 58:5) isso acontecendo, impede o trabalho prático de benevolência e omite aJustiça para o oprimido (Isa. 58:6-7), pois o Espírito de Deus não tem liberdade para atuar e produzir frutos na vida dapessoa (Gál. 5:22-26), sendo por si mesma incapaz (Jo. 15:1-5) de amar a Deus de todo coração, e ao próximo como a simesma (Mar. 12:29-31), entram em inimizade com Deus, mesmo sendo uma religiosa ativa.“Com as defesas do coração destruídas, os enganados adoradores não tinham nenhuma barreira contra o pecado e serenderam às más paixões do coração humano”. Profetas e Reis, p. 282.Por negligenciar a atuação do Espirito Santo passa a não ter mais benefício para si, como também passa a atrapalhar oprogresso do evangelho, através do mal testemunho, tomando neste sentido o nome de Deus em vão (Êxo. 20:7).Aqueles que rejeitam a vida e o caráter de Jesus, recusando-se a ser como Ele, declaram-se em conflito com Deus."Quem não é por mim é contra mim", declara Cristo, "e quem comigo não ajunta espalha." Mat. 12:30. Manuscrito 49,1893.Tenho sido instruída a chamar a atenção de nosso povo para o capítulo 58 de Isaías. Lede cuidadosamente este capítuloe compreendei a espécie de ministério que levará vida às igrejas. A obra do evangelho deve ser promovida pormeio de nossa liberalidade bem assim de nossos esforços. Quando encontrardes corações sofredoresnecessitando auxílio, dai-lho. Quando achardes os que estão famintos, alimentai-os. Assim fazendo estareistrabalhando nas linhas do ministério de Cristo. O santo trabalho do Mestre era um trabalho de benevolência. Que nossopovo em todos os lugares seja encorajado a tomar parte nele. Manuscrito 7, 1908.A fé opera por amor, e purifica a alma de todo o egoísmo. Assim a alma é aperfeiçoada no amor. E havendoencontrado graça e misericórdia mediante o precioso sangue de Cristo, como poderemos deixar de ser ternos emisericordiosos? … A fé em Jesus Cristo como nosso Salvador pessoal, como Aquele que perdoa nossos pecados etransgressões, Aquele que é poderoso para nos guardar do pecado e nos guiar em Suas pisadas, é exposta nocapítulo cinquenta e oito de Isaías. Aí são apresentados os frutos de uma fé que opera por amor e purifica aalma do egoísmo. Aí se combinam fé e obras. Review and Herald, 17 de março de 1910.Terça - O perigo dos privilégios3. Cristo declarou que se utilizarmos mal nossos grandes privilégios receberemos grandes penalidades. O que significaesse princípio? Lc 12:47, 48“Aquele servo, porém, que conheceu a vontade de seu senhor e não se aprontou, nem fez segundo a sua vontade serápunido com muitos açoites. Aquele, porém, que não soube a vontade do seu senhor e fez coisas dignas de reprovaçãolevará poucos açoites. Mas àquele a quem muito foi dado, muito lhe será exigido; e àquele a quem muito se confia, muitomais lhe pedirão.” Luc. 12:47-48. Quanto maiores forem nossas oportunidades e capacidades, maiores serão nossasresponsabilidades de reconhecer, agradecer e representar bem ao nosso Deus, que às concedeu, com o objetivo maiorde influenciarmos o máximo de pessoas para a Sua salvação eterna, e assim glorificar o Seu santo nome.Os que estão ligados a Jesus acham-se em união com o Criador e Mantenedor de todas as coisas. Têm um poder que omundo não pode dar nem tomar. Mas, conquanto grandes e exaltados privilégios lhes tenham sido conferidos,não devem simplesmente alegrar-se em suas bênçãos. Como mordomos da multiforme graça de Deus,devem tornar-se uma bênção aos outros. Confiou-se-lhes uma grande verdade, e "a qualquer que muito fordado, muito se lhe pedirá". Luc. 12:48. Pesadas responsabilidades repousam sobre todos os que receberam amensagem para este tempo. Devem exercer uma influência que atraia a outros para a luz da Palavra deDeus. ... Nós somos guardadores de nosso irmão. …Se formos fiéis crentes em Jesus, estaremos a juntar raios da glória, e derramaremos luz sobre o sombrio caminho dosque nos rodeiam. Revelaremos o gracioso caráter de nosso Redentor, e muitos serão, por nossa influência,atraídos a contemplar "o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo". João 1:29. Review and Herald, 6 de março de1888.Quarta - O encontro de Israel com Deus“Prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus” (Am 4:12).4. De acordo com a oração de Salomão na dedicação do templo, o que os desastres normalmente deviam levar aspessoas a fazer? 1Rs 8:37-40“Quando houver fome na terra ou peste, quando houver crestamento ou ferrugem, gafanhotos e larvas, quando o seuinimigo o cercar em qualquer das suas cidades ou houver alguma praga ou doença, toda oração e súplica quequalquer homem ou todo o teu povo de Israel fizer, conhecendo cada um a chaga do seu coração eestendendo as mãos para o rumo desta casa, ouve tu nos céus, lugar da tua habitação, perdoa, age e dá acada um segundo todos os seus caminhos, já que lhe conheces o coração, porque tu, só tu, és conhecedor docoração de todos os filhos dos homens; para que te temam todos os dias que viverem na terra que deste a nossos pais.”(1 Reis 8:37-40 RA) ramos@advir.com
  4. 4. Eles deveriam se voltar ao Senhor com toda oração e súplica assim teriam novamente O encontro de Israel comDeus, por que esses acontecimentos são o resultado da separação, de escolher a maldição, proveniente dadesobediência (Deut. 28 e 30). Mas sabendo que Deus é bom, e pronto a perdoar, e abundante em benignidade paracom todos os que lhe invocam, e que dá ouvidos, à oração e atende à voz dos que lhe suplicam (Sal. 86:5-6). Entãosalomão orou para que “Se alguém do teu povo de Israel, sentindo no seu coração o peso da desgraça, estender as mãosna direção deste Templo e orar, escuta a sua oração. Lá do teu lar no céu, ouve o teu povo, perdoa-o e ajuda-o. Só tuconheces os pensamentos secretos do coração humano. Trata cada pessoa como merecer, para que o teu povo te tema ete obedeça durante todo o tempo em que eles viverem na terra que deste aos nossos pais”. 1 Reis 8:37-40.Acabando Salomão de orar, "desceu o fogo do Céu, e consumiu o holocausto e os sacrifícios". Os sacerdotes não podiamentrar no templo, porque "a glória do Senhor encheu a casa do Senhor. E todos os filhos de Israel, vendo descer o fogo, ea glória do Senhor sobre a casa, encurvaram-se com o rosto em terra sobre o pavimento, e adoraram e louvaram aoSenhor; porque é bom, porque a Sua benignidade dura para sempre". Profetas e Reis, 45.“E o SENHOR apareceu de noite a Salomão e disse-lhe: Ouvi tua oração e escolhi para mim este lugar para casade sacrifício. Se eu cerrar os céus, e não houver chuva, ou se ordenar aos gafanhotos que consumam a terra, ou seenviar a peste entre o meu povo; e se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscara minha face, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seuspecados, e sararei a sua terra. Agora, estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração destelugar. Porque, agora, escolhi e santifiquei esta casa, para que o meu nome esteja nela perpetuamente; e nela estarãofixos os meus olhos e o meu coração todos os dias”. II Cron. 7:12-16.Quinta - Orgulho que leva à queda5. Leia o livro de Obadias. Que importantes verdades morais e espirituais podemos tirar dele?A visão de Obadias: Obadias 1 Visão de Obadias. Assim diz o Senhor Deus a respeito de Edom: Temos ouvido novas daparte do Senhor, e por entre as nações foi enviado um mensageiro a dizer: Levantai-vos, e levantemo-nos contra ela para aguerra. 2 Eis que te farei pequeno entre as nações; serás muito desprezado. 3 A soberba do teu coração teenganou, ó tu que habitas nas fendas do penhasco, na tua alta morada, que dizes no teu coração: Quem me derrubará emterra? 4 Embora subas ao alto como águia, e embora se ponha o teu ninho entre as estrelas, dali te derrubarei, diz oSenhor. 5 Se a ti viessem ladrões, ou roubadores de noite (como estás destruído!), não furtariam somente o que lhesbastasse? se a ti viessem os vindimadores, não deixariam umas uvas de rabisco? 6 Como foram rebuscados os bens deEsaú! como foram esquadrinhados os seus tesouros ocultos! 7 Todos os teus confederados te levaram para fora dos teuslimites; os que estavam de paz contigo te enganaram, e prevaleceram contra ti; os que comem o teu pão põem debaixo deti uma armadilha; não há em Edom entendimento. 8 Acaso não acontecerá naquele dia, diz o Senhor, que farei pereceros sábios de Edom, e o entendimento do monte de Esaú? 9 E os teus valentes, ó Temã, estarão atemorizados, paraque do monte de Esaú seja cada um exterminado pela matança. 10 Por causa da violência feita a teu irmão Jacó,cobrir-te-á a confusão, e serás exterminado para sempre. 11 No dia em que estiveste do lado oposto, no dia em queestranhos lhe levaram os bens, e os estrangeiros lhe entraram pelas portas e lançaram sortes sobre Jerusalém, tu mesmoeras como um deles. 12 Mas tu não devias olhar com prazer para o dia de teu irmão no dia do seu desterro, nem alegrar-tesobre os filhos de Judá no dia da sua ruína, nem falar arrogantemente no dia da tribulação; 13 nem entrar pela porta domeu povo no dia da sua calamidade; sim, tu não devias olhar, satisfeito, para o seu mal, no dia da sua calamidade; nemlançar mão dos seus bens no dia da sua calamidade; 14 nem te postar nas encruzilhadas, para exterminares os queescapassem; nem entregar os que lhe restassem, no dia da tribulação. 15 Porquanto o dia do Senhor está perto, sobretodas as nações, como tu fizeste, assim se fará contigo; o teu feito tornará sobre a tua cabeça. 16 Pois como vósbebestes no meu santo monte, assim beberão de contínuo todas as nações; sim, beberão e sorverão, e serão como senunca tivessem sido. 17 Mas no monte de Sião haverá livramento, e ele será santo; e os da casa de Jacó possuirãoas suas herdades. 18 E a casa de Jacó será um fogo, e a casa de José uma chama, e a casa de Esaú restolho;aqueles se acenderão contra estes, e os consumirão; e ninguém mais restará da casa de Esaú; porque o Senhor odisse. 19 Ora, os do Negebe possuirão o monte de Esaú, e os da planície, os filisteus; possuirão também os campos deEfraim, e os campos de Samária; e Benjamim possuirá a Gileade. 20 Os cativos deste exército dos filhos de Israelpossuirão os cananeus até Zarefate; e os cativos de Jerusalém, que estão em Sefarade, possuirão as cidades do Negebe.21 Subirão salvadores ao monte de Sião para julgarem o monte de Esaú; e o reino será do Senhor.Os que são enganados pela presunção e altivos contra o Senhor e seu povo, como os de Edom, serão confundidos eenvergonhados Isa. 41:11, pois o Orgulho que leva à queda; os que se aliam para praticar o mal se tornarão inimigos;O que o homem semear isso também colherá Gál. 6:7, no grande dia do Senhor, cada um recebera a recompensa deacordo com suas obras. ”Porquanto o dia do Senhor está perto, sobre todas as nações, como tu fizeste, assim se farácontigo; o teu feito tornará sobre a tua cabeça”. Ob. 15; Mat.16:27. “Mas no monte de Sião haverá livramento, e ele serásanto; e os da casa de Jacó possuirão as suas herdades”. Ob. 17, e se fará a justiça “E a casa de Jacó será um fogo, e acasa de José uma chama, e a casa de Esaú restolho; aqueles se acenderão contra estes, e os consumirão; e ninguém maisrestará da casa de Esaú; porque o Senhor o disse”. Ob. 18. “Subirão salvadores ao monte de Sião para julgarem o montede Esaú; e o reino será do Senhor”. Ob. 20.Naquele tempo os ímpios todos serão destruídos. Eles se tornarão "como se nunca tivessem sido". Obadias 16. E todavoz, no Universo inteiro, unir-se-á em jubiloso louvor a Deus. Diz o escritor do Apocalipse: "Ouvi a toda a criatura queestá no céu, e na Terra, e debaixo da terra, e que está no mar, e a todas as coisas que neles há, dizer: Ao que estáassentado sobre o trono, e ao Cordeiro, sejam ações de graças, e honra, e glória, e poder para todo o sempre." Apoc. 5:13.Patriarcas e Profetas, 541. ramos@advir.com
  5. 5. Sexta - Conclusão: Em “Senhor das nações” aprendi que …Domingo - O castigo predito em Amós era contra as nações estrangeiras que oprimiam e destruíam outros povoscometendo Crimes contra a humanidade e não se lembravam da “aliança de irmãos” (Amós 1:1-2:5). Também eracontra a opressão social e o culto paganizado cometido por Seu povo, a posição de Israel como filhos e representantes deDeus deveria servir de base para uma vida justa, mas não era o que estava acontecendo (Amós 2:6-16). O povo de Judáhavia se tornado ganancioso e com isso corrupto e violento tudo como resultado de se afastar de Deus e ignorar Seusmandamentos, tornado seu culto abominável (Prov. 15: 8-9; 21:27; 28:9). O castigo revela a consequência natural dadesobediência (Gál. 6:7; Jó 4:6; Jó 15:35; Sl 7:14; Pv 22:8; Is 59:4; Os 10:13; Gl 6:7-8; Sl 7:15), e culminaria em um juízoiminente, para que o mal cessa-se. II Tess. 1:4-7.Na Bíblia, a Justiça ou juízo de Deus é em favor da humanidade não querendo que ninguém se perca. Mat. 18:10-14. Massão os justos que recebem o benéficio por terem sido justificados pelo sangue expiador de cristo Rom. 5:8-9, os ímpiosnão, por que escolheram se colocar desnecessárimente como inimigos de Deus, e numa posição completamentedesfavoravél. Dan. 7:20-28. São verdadeiros suicídas "Mas quem pecar de propósito, tanto o israelita de nascimentocomo o estrangeiro, será culpado de ofender a Deus, o SENHOR. Essa pessoa será morta, pois rejeitou o que o SENHORdisse e desobedeceu ao seu mandamento porque quis. Essa pessoa será responsável pela sua própria morte”. Num.15:30 NTLH. [ver Mt 12:32]; [Hb 10:26]; [1Jo 5:16].A ira de Deus, que é Justiça, consiste em deixar o homem obstinado sofrer as consequências de suas escolhas. “Porque oFilho do Homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e, então, dará a cada um segundo as suas obras”.Mat.16:27. (Sl 62:12; Rm 2:6; [Mc 13:26]; [Mc 14:62]; [Lc 21:27]; [Lc 22:69]; [Rm 14:12]; [1Co 3:8]; [2Co 5:10]; [Gl 6:5];[Ap 2:23]; [Ap 20:12]; Ap 22:12).Segunda - Aprendemos em Isa. 58 que o jejum e a oração destituído da comunhão verdadeira com cristo, vem a setornar apenas um ritual vazio, uma formalidade (Isa. 58:5) isso acontecendo, impede o trabalho prático de benevolênciae omite a Justiça para o oprimido (Isa. 58:6-7), pois o Espírito de Deus não tem liberdade para atuar e produzir frutosna vida da pessoa (Gál. 5:22-26), sendo por si mesma incapaz (Jo. 15:1-5) de amar a Deus de todo coração, e ao próximocomo a si mesma (Mar. 12:29-31), entram em inimizade com Deus, mesmo sendo uma religiosa ativa.A fé em Jesus Cristo como nosso Salvador pessoal, como Aquele que perdoa nossos pecados e transgressões, Aquele queé poderoso para nos guardar do pecado e nos guiar em Suas pisadas, é exposta no capítulo cinquenta e oito de Isaías. Aísão apresentados os frutos de uma fé que opera por amor e purifica a alma do egoísmo. Aí se combinam fé e obras.Review and Herald, 17 de março de 1910.Terça - O perigo dos privilégios: “Aquele servo, porém, que conheceu a vontade de seu senhor e não se aprontou,nem fez segundo a sua vontade será punido com muitos açoites. Aquele, porém, que não soube a vontade do seu senhore fez coisas dignas de reprovação levará poucos açoites. Mas àquele a quem muito foi dado, muito lhe será exigido; eàquele a quem muito se confia, muito mais lhe pedirão.” Luc. 12:47-48. Quanto maiores forem nossas oportunidades ecapacidades, maiores serão nossas responsabilidades de reconhecer, agradecer e representar bem ao nosso Deus, queàs concedeu, com o objetivo maior de influenciarmos o máximo de pessoas para a Sua salvação eterna, e assim glorificaro Seu santo nome.Quarta – Eles deveriam se voltar ao Senhor com toda oração e súplica assim teriam novamente O encontro de Israelcom Deus, por que esses acontecimentos são o resultado da separação, de escolher a maldição, proveniente dadesobediência (Deut. 28 e 30). Mas sabendo que Deus é bom, e pronto a perdoar, e abundante em benignidade paracom todos os que lhe invocam, e que dá ouvidos, à oração e atende à voz dos que lhe suplicam (Sal. 86:5-6). Entãosalomão orou para que “Se alguém do teu povo de Israel, sentindo no seu coração o peso da desgraça, estender as mãosna direção deste Templo e orar, escuta a sua oração. Lá do teu lar no céu, ouve o teu povo, perdoa-o e ajuda-o. Só tuconheces os pensamentos secretos do coração humano. Trata cada pessoa como merecer, para que o teu povo te tema ete obedeça durante todo o tempo em que eles viverem na terra que deste aos nossos pais”. 1 Reis 8:37-40.“E o SENHOR apareceu de noite a Salomão e disse-lhe: Ouvi tua oração e escolhi para mim este lugar para casa desacrifício. Se eu cerrar os céus, e não houver chuva, ou se ordenar aos gafanhotos que consumam a terra, ou se enviar apeste entre o meu povo; e se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, ese converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.Agora, estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração deste lugar. Porque, agora, escolhi esantifiquei esta casa, para que o meu nome esteja nela perpetuamente; e nela estarão fixos os meus olhos e o meucoração todos os dias”. II Cron. 7:12-16.Quinta - Os que são enganados pela presunção e altivos contra o Senhor e seu povo, como os de Edom, serãoconfundidos e envergonhados Isa. 41:11, pois o Orgulho que leva à queda; os que se aliam para praticar o mal setornarão inimigos; O que o homem semear isso também colherá Gál. 6:7, no grande dia do Senhor, cada um recebera arecompensa de acordo com suas obras. ”Porquanto o dia do Senhor está perto, sobre todas as nações, como tu fizeste,assim se fará contigo; o teu feito tornará sobre a tua cabeça”. Ob. 15; Mat.16:27. “Mas no monte de Sião haverá livramento,e ele será santo; e os da casa de Jacó possuirão as suas herdades”. Ob. 17, e se fará a justiça “E a casa de Jacó será umfogo, e a casa de José uma chama, e a casa de Esaú restolho; aqueles se acenderão contra estes, e os consumirão; eninguém mais restará da casa de Esaú; porque o Senhor o disse”. Ob. 18. “Subirão salvadores ao monte de Sião parajulgarem o monte de Esaú; e o reino será do Senhor”. Ob. 20. ramos@advir.com

×