Criação e moralidadeLição 5                                                                                               ...
lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos...
Terça - Feitos do mesmo sangue5. Como Paulo vincula a fraternidade de toda a humanidade com a criação? At 17:26; Mt 23:9de...
8. O que a parábola do bom samaritano ensina sobre o caráter de Deus e como ele deve ser refletido na humanidade? Lc10:29-...
João diz: "E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante do trono, e abriram-se os livros. E abriu-se outro livro...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Criação e moralidade_Resumo_Liç_512013

240 visualizações

Publicada em

O Objetivo do resumo da lição não é substituí-la, pelo contrário e dar mais amplitude ao estudo do tema.

A ideia e colocar os textos bíblicos diretos que respondam as questões da lição, somados aos escritos de Ellen White que dão luz sobre o assunto, eu procuro comentar o minimo possível, só detalhes referentes as questões e algumas definições todas em azul, pois se os textos forem realmente claros, que é intenção, não há necessidade de ficar comentando, e a aplicação, como e mais extensa, procuro fazer na nossa classe.

“Sempre darei a fonte, para que o conteúdo não seja anônimo, e todos tenham a oportunidade de achar, pesquisar e questionar”.

“Esse é o objetivo, que as pessoas estudem, debatam o assunto e entendam o que o Senhor tem revelado a nós como Seu povo escolhido”.

Que... Deus tenha misericórdia de nós e nos abençoe ; e faça resplandecer o seu rosto sobre nós. Para que se conheça na terra o teu caminho, e em todas as nações a tua salvação. Sal. 67:1-2. 

Bom Estudo!

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
240
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Criação e moralidade_Resumo_Liç_512013

  1. 1. Criação e moralidadeLição 5 26 de janeiro a 2 de fevereiro VERSO PARA MEMORIZAR: “O Senhor Deus lhe deu esta ordem: De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvoredo conhecimento do bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás” (Gn 2:16-17).No Jardim do Éden estava "a árvore da ciência do bem e do mal. ... E ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: Detoda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás". Gên. 2:9, 16 e17. Era a vontade de Deus que Adão e Eva não conhecessem o mal. A ciência do bem lhes havia sido dadalivremente; mas o conhecimento do mal - o pecado e seus resultados, o trabalho fatigante, os cuidados, asdecepções e a aflição, a dor e a morte - foi-lhes amorosamente vedado. Educação, 23.Objetivo: Entender a importância da criação para o conceito de moralidade. Domingo - Nossa dependência do Criador1. Que ordem Deus deu a Adão? O que está implícito nessa ordem? Gn 2:16, 17E o SENHOR Deus lhe deu esta ordem: De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecimentodo bem e do mal não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás. (Gên. 2:16-17)A regra estabelecida por Deus de não adquirir do conhecimento do bem misturado com o mal, era sinônimo de aceitaçãoda vida, proteção, relacionamento íntimo com o pai e felicidade plena, mas a quebra da regra era o contrário disso;“Porque o salário do pecado (Transgressão, Desobediência) é a morte”. Rom. 6:23. Tig. 4:1-4; 1 jo. 2:15. Por isso Deus foiincisivo para que ele não fizesse isso, e trouxesse as consequências do mal para este planeta, e seus habitantes.O desprendimento foi a primeira lição moral dada a Adão. O governo de tudo foi-lhe colocado nas mãos. Julgamento,razão e consciência estavam sob seu domínio. "Tomou o Senhor Deus o homem e o pôs no jardim do Éden para o lavrar eo guardar. E ordenou o Senhor Deus ao homem, dizendo: De toda árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore daciência do bem e do mal, dela não comerás; porque, no dia em que dela comeres, certamente morrerás." Gên. 2:15-17.Adão e Eva tinham permissão de participar de todas as árvores do jardim, salvo uma. Havia uma única e simplesproibição. A árvore proibida era tão atrativa e desejável como qualquer outra do jardim. Era chamada árvore doconhecimento porque participando dessa árvore, da qual Deus disse, "dela não comerás", eles teriam oconhecimento do pecado, experimentariam a desobediência. No Deserto da Tentação, 15.Se Adão tivesse sido obediente, jamais teria conhecido necessidade, tristeza ou morte. Mensagens Escolhidas,v. 1. p. 277.2. Como o salmista expressa nossa dependência de Deus? Que obrigações essa dependência coloca automaticamentesobre nós, especialmente no que diz respeito à maneira pela qual tratamos os outros? Sl 95:6, 7; Sl 100Vinde, adoremos e prostremo-nos; ajoelhemos diante do SENHOR, que nos criou. Ele é o nosso Deus, e nós, povo do seu pastoe ovelhas de sua mão. (Sal. 95:6-7)Celebrai com júbilo ao SENHOR, todas as terras. Servi ao SENHOR com alegria, apresentai-vos diante dele com cântico. Sabei que oSENHOR é Deus; foi ele quem nos fez, e dele somos; somos o seu povo e rebanho do seu pastoreio. Entrai por suas portascom ações de graças e nos seus átrios, com hinos de louvor; rendei-lhe graças e bendizei-lhe o nome. Porque o SENHOR é bom, a suamisericórdia dura para sempre, e, de geração em geração, a sua fidelidade. (Sal. 100)O Salmista expressa que nossa adoração tem como uma de suas bases que o Senhor nos criou, e devemos celebrar poisnos fez ovelhas de Seu rebanho, e Porque o SENHOR é bom, a sua misericórdia dura para sempre, e, de geração emgeração, a sua fidelidade.Aqueles que são constrangidos pelo amor de Cristo serão fiéis à obra e à Palavra de Deus. ... O verdadeiro cristão devesempre sentir que depende de seu Criador. E não se envergonhará de reconhecer sua dependência. Manuscrito 66, 1898.Se nEle pusermos a nossa confiança, não deixará Ele que nos tornemos vítima das tentações de Satanás. Deus quer quecada alma por quem Cristo morreu se torne uma parte da vinha, ligada com o tronco original, e dela extraia a nutrição.Nossa dependência de Deus é absoluta, e nos deve conservar bem humildes; e, por causa de nossadependência dEle, nosso conhecimento dEle será grandemente aumentado. Deus quer que removamos todaespécie de egoísmo, e a Ele nos acheguemos, não como donos de nós mesmos, mas como uma possessão adquirida doSenhor. Testemunhos Para Ministros e Obreiros Evangélicos, págs. 324 e 325. Segunda - À imagem de Deus3. Que atributo especial foi dado apenas aos seres humanos? Gn 1:26-28Também disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio sobre os peixesdo mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos, sobre toda a terra e sobre todos os répteis que rastejampela terra. Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. E Deus os abençoou e ramos@advir.com
  2. 2. lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus esobre todo animal que rasteja pela terra. (Gên. 1:26-28)Os seres humanos foram feitos à imagem de Deus, conforme a sua semelhança; foi lhe dado domínio ilimitado através dadotação da inteligência, sobre toda coisa viva que o Senhor criara. Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagemde Deus o criou; homem e mulher os criou. E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei aterra e sujeitai-a.Adão foi coroado rei no Éden. A ele fora dado domínio sobre toda coisa viva que Deus havia criado. OSenhor abençoou Adão e Eva com inteligência, como não havia dado a qualquer outra criatura . Ele tornouAdão o legítimo soberano de todas as obras de Suas mãos. Testimonies, vol. 1, pág. 1.082.Enquanto permanecessem fiéis a Deus, Adão e sua companheira deveriam exercer governo sobre a Terra.Deu-se-lhes domínio ilimitado sobre toda a coisa vivente. Patriarcas e Profetas, 50.Feito à Imagem e semelhança de Deus significa que Adão era parecido ao seu criador; em natureza física, intelectual eespiritual.Nos concílios do Céu, Deus disse: "Façamos o homem à Nossa imagem, conforme a Nossa semelhança. ... CriouDeus, pois, o homem à Sua imagem, à imagem de Deus o criou." Gên. 1:26 e 27. O Senhor criou as faculdadesmorais do homem e suas faculdades físicas. Tudo era uma reprodução sem pecado de Sua própria Pessoa.Deus dotou o homem de santos atributos e colocou-o num jardim feito especialmente para ele. Só o pecado podiaarruinar os seres criados pela mão do Onipotente. The Youths Instructor, 20 de julho de 1899.O homem foi o ato que coroou a criação de Deus, feito à imagem de Deus e destinado a ser uma réplica deDeus. Conselhos Sobre o Regime Alimentar, pág. 45.A vida de Cristo deve ser revelada na humanidade. O homem foi o ato culminante da criação de Deus, formado àimagem de Deus e destinado a ser Sua similitude; mas Satanás tem procurado obliterar a imagem de Deusno homem e imprimir-lhe sua própria imagem. O homem é muito precioso a Deus porque foi formado à Suaimagem. Este fato deve impressionar-nos com a importância de ensinar, por preceito e exemplo, o pecado decontaminar, pela condescendência com o apetite ou por qualquer outra prática pecaminosa, o corpo que deverepresentar a Deus para o mundo. Review and Herald, 18 de junho de 1895.Quando Adão saiu das mãos do Criador, trazia ele em sua natureza física, intelectual e espiritual, asemelhança de seu Criador. "E criou Deus o homem à Sua imagem" (Gên. 1:27) ... Dotados de formas graciosas esimétricas, de aspecto regular e belo, o rosto resplandecendo com o rubor da saúde e a luz da alegria e esperança,apresentavam eles em sua aparência exterior a semelhança dAquele que os criara. Esta semelhança não semanifestava apenas na natureza física. Todas as faculdades do espírito e da alma refletiam a glória doCriador. Favorecidos com elevados dotes espirituais e mentais, Adão e Eva foram feitos um pouco menores do que osanjos (Heb. 2:7), para que não somente pudessem discernir as maravilhas do universo visível, mas tambémcompreender as responsabilidades e obrigações morais. Educação, 15-16, 20.4. Como a ideia de que os seres humanos foram feitos “à imagem de Deus” está claramente relacionada com o conceitode moralidade? Gn 9:6; Tg 3:9Se alguém derramar o sangue do homem, pelo homem se derramará o seu; porque Deus fez o homem segundo a sua imagem.(Gên. 9:6)Com ela, bendizemos ao Senhor e Pai; também, com ela, amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. (Tia. 3:9)O homem, foi criado à imagem de Deus, semelhante no caráter, portanto não deve derramar sangue de outros sereshumanos, e nem mesmo maldizer porque isso é contrário à semelhança de Seu amoroso e benfeitor criador.Embora a imagem moral de Deus estivesse quase esquecida pelo pecado de Adão, pelos méritos e poder de Cristo elapôde ser renovada. O homem pode permanecer com a imagem moral de Deus em seu caráter, pois Jesus lhoconcederá. Foi coisa maravilhosa para Deus criar o homem, fazer a mente. A glória de Deus deve ser revelada nacriação do homem à imagem de Deus e em sua redenção. Uma pessoa é de mais valor que um mundo. ... O SenhorJesus Cristo é o Autor de nosso ser, e é também o Autor de nossa redenção, e todo o que quiser entrar no reino de Deusadquirirá um caráter que é uma réplica do caráter de Deus. SDA Bible Commentary, vol. 6, págs. 1.087 e 1.105.É o Espírito Santo, o Confortador, que Jesus disse enviaria ao mundo, que muda o nosso caráter à imagemde Cristo; e quando isto é realizado, refletimos, como num espelho, a glória do Senhor. SDA Bible Commentary, vol. 6,pág. 1.097.Pela transformadora influência de Sua graça, a imagem de Deus se reproduz no discípulo; torna-se umanova criatura. O Desejado de Todas as Nações, pág. 391.Deus ordenou a Seus instrumentos humanos o dever de comunicar o caráter de Deus, testificando de Suagraça, sabedoria, e beneficência mediante a manifestação de Seu elevado, terno e clemente amor. … Nossaobra é restaurar a imagem moral de Deus no homem mediante a abundante graça dada por Ele porintermédio de Jesus Cristo. ... Oh, quanto necessitamos conhecer a Jesus e a nosso Pai celeste, para que Orepresentemos no caráter! Carta 1a, 1894. ramos@advir.com
  3. 3. Terça - Feitos do mesmo sangue5. Como Paulo vincula a fraternidade de toda a humanidade com a criação? At 17:26; Mt 23:9de um só fez toda a raça humana para habitar sobre toda a face da terra , havendo fixado os tempos previamente estabelecidose os limites da sua habitação; (Atos 17:26)A ninguém sobre a terra chameis vosso pai; porque só um é vosso Pai, aquele que está nos céus. (Mat. 23:9)O Vínculo à fraternidade de toda a humanidade está no fato de que Deus é nosso pai Mat. 6:9, de um só fez toda a raçahumana Gên. 2; 5:1-2; Jó 31:15, portanto pela criação somos todos irmãos.“E chamou Adão o nome de sua mulher Eva (doadora de vida), porquanto ela era a mãe de todos os viventes”. (Gên.3:20).É importante destacar que é cientificamente comprovado que todos os seres humanos descendem de uma única mulher;Através do DNA Mitocondrial escrito por Rebecca Cann da Universidade do Havaí, juntamente com Mark Stoneking eAllan Wilson, de Berkeley e publicado em dia primeiro de janeiro de 1987, no periódico cientifico britânico Nature, Vol.325. pags. 31 a 36.O Senhor considera com compaixão as criaturas por Ele criadas, não importa a que raça pertençam. Deus "deum só fez toda raça humana para habitar sobre toda a face da Terra". ... Falando a Seus discípulos, disse o Salvador: "Vóstodos sois irmãos." Deus é nosso Pai comum, e cada um de nós é guarda de seu irmão. Review and Herald, 21 dejaneiro de 1896.6. De que maneira o livro de Provérbios nos ajuda a entender a ligação entre a moralidade e o fato de que fomos criadospor Deus? Pv 14:31; 22:2O que oprime ao pobre insulta aquele que o criou, mas a este honra o que se compadece do necessitado. (Prov. 14:31)O rico e o pobre se encontram; a um e a outro faz o SENHOR. (Prov. 22:2)A grandeza de um homem no pensamento divino está revelada em seu caráter restaurado Gên. 6:9; 17:1-2; Jó 1:1, 8;2:1-3; Efé. 5:9, e sua força nos sentimentos que domina. Prov. 16:32; 25:28; “Mas o fruto do Espírito é … domínio próprio”Gal. 5: 21, portanto não façamos acepção de pessoas. Deut. 10:17; 16:19; Jó 34:19; Atos 10:34; Gal. 2:6; Col. 3:25, eimitemos a humildade de cristo. Fil. 2:1-17.O ignorante e o sábio, o rico e o pobre, o gentio e o escravo, brancos ou negros - Jesus pagou o resgate de sua alma. Secrerem nEle, é-lhes aplicado o Seu sangue purificador. O nome do homem de cor é escrito no livro da vida ao lado donome do homem branco. Todos são um em Cristo. A origem, a posição, a nacionalidade ou a cor não podemelevar ou degradar os homens. O caráter faz o homem. … Os homens poderão ter preconceitos hereditáriose cultivados, mas quando o amor de Jesus inunda o coração, e eles tornam-se um com Cristo, terão omesmo espírito que Ele tinha. Mensagens Escolhidas, V. 2, p. 488.A religião de Cristo eleva o que a recebe a um plano mais alto de pensamento e ação, ao mesmo tempo que apresentatoda a família humana como sendo, semelhantemente, objeto do amor de Deus, sendo comprados pelo sacrifício de SeuFilho. Obreiros Evangélicos, 330. Quarta - O caráter do nosso Criador7. O que Jesus ensinou sobre o caráter de Deus e também sobre o modo pelo qual devemos refletir esse caráter emnossa vida? Mt 5:44-48Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vossoPai celeste, porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos . Porque, seamardes os que vos amam, que recompensa tendes? Não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes somente osvossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os gentios também o mesmo? Portanto, sede vós perfeitos como perfeito éo vosso Pai celeste. (Mat. 5:44-48)Deus concede oportunidade de forma imparcial Jo. 3:16 e “ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobrejustos e injustos”, nos amou quando ainda eramos seus inimigos Rom. 5:8; 8:7; Tig. 4:1-4; 1 Jo. 2:15, nos atraiu com esseamor Jer. 31: 3; Osé. 11:4; Jo. 12: 32-33, e desfez toda inimizade Efé. 2:13-22 como prometido em Gên. 3:15, e assim nosdeixou o princípio e o exemplo “Portanto, sejam perfeitos em amor, assim como é perfeito o Pai de vocês, que está nocéu”."Amai os vossos inimigos, fazei o bem aos que vos odeiam." Luc. 6:27. Devemos amar os nossos inimigos com omesmo amor que Cristo mostrou para com os Seus inimigos, ao dar Sua vida para salvá-los. Muitos podemdizer: "Este é um mandamento difícil, pois eu quero ficar o mais longe possível de meus inimigos." Mas agir de acordocom vossa natural inclinação não seria praticar os princípios que nosso Salvador nos deu . "Fazei o bem aosque vos odeiam" (Luc. 6:27), Ele diz, "e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai celeste,porque Ele faz nascer o Seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos." Mat. 5:44 e 45. Essa passagembíblica ilustra uma fase da perfeição cristã. Enquanto ainda éramos inimigos de Deus, Cristo deu Sua vidapor nós. Devemos seguir o Seu exemplo. Medicina e Salvação, 253-254. ramos@advir.com
  4. 4. 8. O que a parábola do bom samaritano ensina sobre o caráter de Deus e como ele deve ser refletido na humanidade? Lc10:29-37; Fp 2:1-8Ele, porém, querendo justificar-se, perguntou a Jesus: Quem é o meu próximo? Jesus prosseguiu, dizendo: Certo homem descia deJerusalém para Jericó e veio a cair em mãos de salteadores, os quais, depois de tudo lhe roubarem e lhe causarem muitos ferimentos,retiraram-se, deixando-o semimorto. Casualmente, descia um sacerdote por aquele mesmo caminho e, vendo-o, passou de largo.Semelhantemente, um levita descia por aquele lugar e, vendo-o, também passou de largo. Certo samaritano, que seguia o seucaminho, passou-lhe perto e, vendo-o, compadeceu-se dele. E, chegando-se, pensou-lhe os ferimentos, aplicando-lhesóleo e vinho; e, colocando-o sobre o seu próprio animal, levou-o para uma hospedaria e tratou dele. No dia seguinte,tirou dois denários e os entregou ao hospedeiro, dizendo: Cuida deste homem, e, se alguma coisa gastares a mais, eu toindenizarei quando voltar. Qual destes três te parece ter sido o próximo do homem que caiu nas mãos dos salteadores? Respondeu-lhe o intérprete da Lei: O que usou de misericórdia para com ele. Então, lhe disse: Vai e procede tu de igual modo. (Luc.10:29-37)Se há, pois, alguma exortação em Cristo, alguma consolação de amor, alguma comunhão do Espírito, se há entranhados afetos emisericórdias, completai a minha alegria, de modo que penseis a mesma coisa, tenhais o mesmo amor, sejais unidos de alma, tendo omesmo sentimento. Nada façais por partidarismo ou vanglória, mas por humildade, considerando cada um os outros superiores a simesmo. Não tenha cada um em vista o que é propriamente seu, senão também cada qual o que é dos outros. Tende em vós o mesmosentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o serigual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e,reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz. (Filip. 2:1-8)A parábola do bom samaritano ensina sobre o caráter do pai, e sobre à verdadeira religião ensinada por cristo, que temcomo base o amor a Deus e ao próximo de forma prática.Na história do bom samaritano, ilustra Cristo a natureza da verdadeira religião. Mostra que consiste, nãoem sistemas, credos ou ritos, mas no cumprimento de atos de amor, no proporcionar aos outros o maiorbem, na genuína bondade. ... Essa lição não é menos necessária hoje no mundo, do que ao ser proferida pelos lábiosde Jesus. Egoísmo e fria formalidade têm quase extinguido o fogo do amor, dissipando as graças que seriam por assimdizer a fragrância do caráter. Muitos dos que professam Seu nome, deixaram de considerar o fato de que os cristãos têmde representar a Cristo. A menos que haja sacrifício prático em bem de outros, no círculo da família, navizinhança, na igreja e onde quer que estejamos, não seremos cristãos, seja qual for a nossa profissão. ODesejado de Todas as Nações, págs. 497 e 504. Quinta - Moralidade e responsabilidade9. Examine o sermão de Paulo em Atenas (At 17:16-31). Siga a linha de raciocínio que ele usou, observando não somente oinício, mas o fim do sermão. O que é tão importante na conclusão dessa mensagem, especialmente com relação àquestão das origens e da moralidade?O sermão de Paulo aos atenienses começou com a apresentação do Deus criador “O Deus que fez o mundo e tudo o quenele existe, sendo ele Senhor do céu e da terra... pois nele vivemos, e nos movemos, e existimos, como alguns dosvossos poetas têm dito: Porque dele também somos geração” ensinou também sobre Sua graça “Ora, não levou Deus emconta os tempos da ignorância; agora, porém, notifica aos homens que todos, em toda parte, se arrependam” e terminouapresentado o juízo “porquanto estabeleceu um dia em que há de julgar o mundo com justiça, por meio de um varão quedestinou e acreditou diante de todos, ressuscitando-o dentre os mortos”. Confirmar vendo Atos 17:16-31.Muitos supõem que, para se aproximar das classes mais altas, é preciso adotar uma maneira de vida e um método detrabalho que se harmonizem com seus fastidiosos gostos. Uma aparência de riqueza, custosos edifícios, caros vestidos,equipamentos e ambiente, conformidade com os costumes do mundo, o artificial polimento da sociedade da moda,cultura clássica, as graças da oratória, são considerados essenciais.Isso é um erro. O caminho dos métodos do mundo não é o caminho de Deus para alcançar as classes maiselevadas. O que na verdade os tocará é uma apresentação do evangelho de Cristo feita de modo coerente eisento de egoísmo.A experiência do apóstolo Paulo ao defrontar-se com os filósofos de Atenas encerra uma lição para nós. Ao apresentar oevangelho no Areópago, Paulo enfrentou a lógica com a lógica, ciência com ciência, filosofia com filosofia. Os mais sábiosde seus ouvintes ficaram atônitos e emudecidos. Suas palavras não podiam ser controvertidas. Pouco fruto, porém,produziu seu esforço. Poucos foram levados a aceitar o evangelho. Daí em diante Paulo adotou uma diversamaneira de trabalhar. Evitava os argumentos elaborados e as discussões de teorias e, em simplicidade,encaminhava homens e mulheres a Cristo como o Salvador dos pecadores. Ciência do Bom Viver, 213-214.10. Que ensinos bíblicos estão claramente ligados à moralidade? Ap 20:11-13; Mt 25:31-40Vi um grande trono branco e aquele que nele se assenta, de cuja presença fugiram a terra e o céu, e não se achou lugar para eles. Vitambém os mortos, os grandes e os pequenos, postos em pé diante do trono. Então, se abriram livros. Ainda outro livro, o Livro da Vida,foi aberto. E os mortos foram julgados, segundo as suas obras, conforme o que se achava escrito nos livros. Deu o mar osmortos que nele estavam. A morte e o além entregaram os mortos que neles havia. E foram julgados, um por um, segundo as suasobras. (Apoc. 20:11-13)Quando vier o Filho do Homem na sua majestade e todos os anjos com ele, então, se assentará no trono da sua glória; etodas as nações serão reunidas em sua presença, e ele separará uns dos outros, como o pastor separa dos cabritos asovelhas; e porá as ovelhas à sua direita, mas os cabritos, à esquerda; ... (Mat. 25:31-40)Deus estabeleceu um padrão de moral, revelado na sua santa lei, para a proteção e felicidade da humanidade. Êxo. 20:6;Sal. 119:1, 24, 45; Isa. 58:13-14, e isso nos torna responsáveis pelo que praticamos ou “semeamos”, sendo o bem, ou omal, tendo por base esse princípio, cada um será avaliado no juízo pelo caráter que decidiu desenvolver, “E foramjulgados, um por um, segundo as suas obras”. Apoc. 20:13; Sal. 62:12; Jer. 67:10; Apoc. 3:5; 21:27. ramos@advir.com
  5. 5. João diz: "E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante do trono, e abriram-se os livros. E abriu-se outro livro,que é o da vida. E os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras." Apoc.20:12. Que cada um que professa o nome de Cristo considere o fato de que deve enfrentar cada ato de injustiça, darcontas de cada palavra áspera, ante o tribunal de Cristo. Não será agradável recapitular as palavras pronunciadas quetêm magoado e ferido almas; recapitular as decisões que têm atuado contra as almas por quem Cristo morreu. Cadaação virá a juízo, tornando-se manifesto o espírito que a determinou. O fruto de cada cobrança egoísta earbitrária tornar-se-á claro, e os homens verão os resultados de seus feitos como Deus mesmo os vê. Verãoque desviaram almas preciosas do caminho certo ao lidarem com elas de maneira impiedosa. Vivemos no grande diada expiação, e agora é tempo de que cada um se arrependa diante de Deus, confesse seus pecados, e poruma fé viva, descanse nos méritos de um crucificado e vivo Salvador. Testemunhos para Ministros e Obreirosevangélicos, 224-225. Sexta - Estudo adicional Conclusão: Em “Criação e moralidade” aprendi que …Domingo - A regra estabelecida por Deus de não adquirir do conhecimento do bem misturado com o mal, era sinônimode Nossa dependência do Criador, da aceitação de Sua vida, proteção, relacionamento íntimo e felicidade plena, masa quebra da regra era o contrário disso; “Porque o salário do pecado (Transgressão, Desobediência) é a morte”. Rom. 6:23. Tig.4:1-4; 1 jo. 2:15. Por isso Deus foi incisivo para que Adão não fizesse isso, e trouxesse as consequências do mal para esteplaneta, e seus habitantes.O Salmista (no Sal. 95:6-7 e 100) expressa que nossa adoração tem como uma de suas bases que o Senhor nos criou, edevemos celebrar pois nos fez ovelhas de Seu rebanho, e Porque o SENHOR é bom, a sua misericórdia dura para sempre,e, de geração em geração, a sua fidelidade.Segunda - Os seres humanos foram feitos À imagem de Deus, conforme a sua semelhança; foi lhe dado domínioilimitado através da dotação da inteligência, sobre toda coisa viva que o Senhor criara. Criou Deus, pois, o homem à suaimagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. E Deus os abençoou e lhes disse: Sede fecundos,multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a.Feito à Imagem e semelhança de Deus significa que Adão era parecido ao seu criador; em natureza física, intelectual eespiritual.O homem, foi criado à imagem de Deus, semelhante no caráter, portanto não deve derramar sangue de outros sereshumanos, e nem mesmo maldizer porque isso é contrário à semelhança de Seu amoroso e benfeitor criador.Terça - O Vínculo à fraternidade de toda a humanidade está no fato de que fomos Feitos do mesmo sangue, Deusmesmo é nosso pai Mat. 6:9, de um só fez toda a raça humana Gên. 2; 5:1-2; Jó 31:15, portanto pela criação somos todosirmãos.“E chamou Adão o nome de sua mulher Eva (doadora de vida), porquanto ela era a mãe de todos os viventes”. (Gên. 3:20).É importante destacar que é cientificamente comprovado que todos os seres humanos descendem de uma única mulher;Através do DNA Mitocondrial escrito por Rebecca Cann da Universidade do Havaí, juntamente com Mark Stoneking eAllan Wilson, de Berkeley e publicado em dia primeiro de janeiro de 1987, no periódico cientifico britânico Nature, Vol.325. pags. 31 a 36.A grandeza de um homem no pensamento divino está revelada em seu caráter restaurado Gên. 6:9; 17:1-2; Jó 1:1, 8;2:1-3; Efé. 5:9, e sua força nos sentimentos que domina. Prov. 16:32; 25:28; “Mas o fruto do Espírito é … domínio próprio”Gal. 5: 21, portanto não façamos acepção de pessoas. Deut. 10:17; 16:19; Jó 34:19; Atos 10:34; Gal. 2:6; Col. 3:25, eimitemos a humildade de cristo. Fil. 2:1-17.Quarta - O caráter do nosso Criador é revelado ao conceder oportunidade de forma imparcial Jo. 3:16 e “ele faz nascero seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos”, nos amou quando ainda eramos seus inimigos Rom.5:8; 8:7; Tig. 4:1-4; 1 Jo. 2:15, nos atraiu com esse amor Jer. 31: 3; Osé. 11:4; Jo. 12: 32-33, e desfez toda inimizade Efé.2:13-22 como prometido em Gên. 3:15, e assim nos deixou o princípio e o exemplo “ Portanto, sejam perfeitos em amor,assim como é perfeito o Pai de vocês, que está no céu”.A parábola do bom samaritano ensina sobre o caráter do pai, e sobre à verdadeira religião ensinada por cristo, que temcomo base o amor a Deus e ao próximo de forma prática.Quinta - Moralidade e responsabilidade: Deus estabeleceu um padrão de moral, revelado na sua santa lei, para aproteção e felicidade da humanidade. Êxo. 20:6; Sal. 119:1, 24, 45; Isa. 58:13-14, e isso nos torna responsáveis pelo quepraticamos ou “semeamos”, sendo o bem, ou o mal, tendo por base esse princípio, cada um será avaliado no juízo pelocaráter que decidiu desenvolver, “E foram julgados, um por um, segundo as suas obras”. Apoc. 20:13; Sal. 62:12; Jer.67:10; Apoc. 3:5; 21:27.O sermão de Paulo aos atenienses começou com a apresentação do Deus criador “O Deus que fez o mundo e tudo o quenele existe, sendo ele Senhor do céu e da terra... pois nele vivemos, e nos movemos, e existimos, como alguns dosvossos poetas têm dito: Porque dele também somos geração” ensinou também sobre Sua graça “Ora, não levou Deus emconta os tempos da ignorância; agora, porém, notifica aos homens que todos, em toda parte, se arrependam” e terminouapresentado o juízo “porquanto estabeleceu um dia em que há de julgar o mundo com justiça, por meio de um varão quedestinou e acreditou diante de todos, ressuscitando-o dentre os mortos”. Confirmar vendo Atos 17:16-31. ramos@advir.com

×