O melhor presente do céu_Lição original com textos_1222013

505 visualizações

Publicada em

A lição original com os textos bíblicos tem como finalidade facilitar a leitura ou mesmo o estudo, os versos estão na sequência correta, evitando a necessidade de procurá-los, o que agiliza, para os que tem o tempo limitado, vc pode levá-la no ipad, no pendrive, celular e etc, ler a qualquer momento e em qualquer lugar que desejar, até sem a necessidade de estar conectado na internet.

Também facilita se for imprimir por usar bem menos tinta que a lição convencional.

Que... “Deus tenha misericórdia de nós e nós abençoe; e faça resplandecer o seu rosto sobre nós. Para que se conheça na terra o teu caminho, e em todas as nações a tua salvação”. Sal. 67:1-2.

Bom Estudo!

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
505
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O melhor presente do céu_Lição original com textos_1222013

  1. 1. Lições Adultos Busque ao Senhor e Viva!Lição 12 - O melhor presente do Céu (Zacarias) 15 a 22 de junhoSábado à tarde Ano Bíblico: Sl 1–9VERSO PARA MEMORIZAR:“O Senhor, seu Deus, naquele dia, os salvará, como ao rebanho do Seu povo; porque eles são pedras de uma coroa eresplandecem na terra dEle” (Zc 9:16).Leituras da Semana: Zc 8; 9:9; 12:1-10; 13:7-9, 14; Mt 21:9; Jo 19:37Pensamento-chave: Zacarias tem algumas profecias messiânicas maravilhosas que apontam para Jesus e confirmamnossa fé nEle.No centro da mensagem bíblica está a mais bela história contada, do Deus Criador que, na pessoa de Seu Filho, deixou aglória do Céu para salvar a humanidade do pecado e da morte. Na segunda metade de Zacarias há várias profeciasmessiânicas, promessas proféticas do Antigo Testamento sobre Jesus, Aquele que fez tudo isso por nós.Essas promessas específicas foram dadas primeiramente ao povo de Deus que vivia nos perigosos tempos de Zacarias, afim de mantê-lo concentrado na promessa de redenção. Embora não devamos ignorar o contexto original dessas profecias,a importância delas nunca deve se limitar ao seu cumprimento no passado. Em vez disso, analisaremos de que forma elasforam cumpridas em Jesus, em termos universais, pois elas influenciam o destino final do mundo e não apenas do antigoIsrael e de Judá.Domingo - “O manto de um judeu” Ano Bíblico: Sl 10–17A partir do capítulo 8, o livro de Zacarias dá uma guinada radical. Uma série de mensagens enviadas pelo Senhor anunciamo futuro do mundo e o papel do povo de Deus nesse contexto. Algumas das passagens desses capítulos são difíceis deentender, mas o futuro final é claramente definido.1. Que princípios apresentados em Zacarias 8 são relevantes para nós hoje e para o chamado que recebemos de Deus?O Senhor promete abençoar Jerusalém. Zacarias 81 Depois, veio a mim a palavra do SENHOR dos Exércitos, dizendo: 2 Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Zelei por Siãocom grande zelo e com grande indignação zelei por ela. 3 Assim diz o SENHOR: Voltarei para Sião e habitarei no meio deJerusalém; e Jerusalém chamar-se-á a cidade de verdade, e o monte do SENHOR dos Exércitos, monte de santidade. 4Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Ainda nas praças de Jerusalém habitarão velhos e velhas, levando cada um na mão oseu bordão, por causa da sua muita idade. 5 E as ruas da cidade se encherão de meninos e meninas, que nelas brincarão.6 Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Se isso for maravilhoso aos olhos do resto deste povo, naqueles dias, será tambémmaravilhoso aos meus olhos? - diz o SENHOR dos Exércitos. 7 Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Eis que salvarei o meupovo da terra do Oriente e da terra do Ocidente; 8 e trá-los-ei, e habitarão no meio de Jerusalém; e serão o meu povo, e euserei o seu Deus em verdade e em justiça. 9 Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Esforcem-se as mãos de todos vós quenestes dias ouvistes estas palavras da boca dos profetas que estiveram no dia em que foi posto o fundamento da Casa doSENHOR dos Exércitos, para que o templo fosse edificado. 10 Porque antes destes dias não houve aluguel de homens,nem aluguel de animais; nem havia paz para o que entrava, nem para o que saía, por causa do inimigo, porque eu incitei atodos os homens, cada um contra o seu companheiro. 11 Mas, agora, não serei para com o resto deste povo como nosprimeiros dias, diz o SENHOR dos Exércitos. 12 Porque a semente prosperará, a vide dará o seu fruto, e a terra dará a suanovidade, e os céus darão o seu orvalho; e farei que o resto deste povo herde tudo isto. 13 E há de acontecer, ó casa deJudá e ó casa de Israel, que, assim como fostes uma maldição entre as nações, assim vos salvarei, e sereis uma bênção;não temais, esforcem-se as vossas mãos. 14 Porque assim diz o SENHOR dos Exércitos: Assim como pensei fazer-vosramos@advir.comramos@advir.com
  2. 2. mal, quando vossos pais me provocaram à ira, diz o SENHOR dos Exércitos, e não me arrependi, 15 assim pensei de novoem fazer bem a Jerusalém e à casa de Judá nestes dias; não temais. 16 Eis as coisas que deveis fazer: falai verdade cadaum com o seu companheiro; executai juízo de verdade e de paz nas vossas portas; 17 e nenhum de vós pense mal no seucoração contra o seu companheiro, nem ame o juramento falso; porque todas estas coisas eu aborreço, diz o SENHOR. 18E a palavra do SENHOR dos Exércitos veio a mim, dizendo: 19 Assim diz o SENHOR dos Exércitos: O jejum do quartomês, e o jejum do quinto, e o jejum do sétimo, e o jejum do décimo mês será para a casa de Judá gozo, e alegria, efestividades solenes; amai, pois, a verdade e a paz. 20 Assim diz o SENHOR dos Exércitos: Ainda sucederá que virãopovos e habitantes de muitas cidades; 21 e os habitantes de uma cidade irão à outra, dizendo: Vamos depressa suplicar ofavor do SENHOR e buscar o SENHOR dos Exércitos; eu também irei. 22 Assim, virão muitos povos e poderosas naçõesbuscar, em Jerusalém, o SENHOR dos Exércitos e suplicar a bênção do SENHOR. 23 Assim diz o SENHOR dos Exércitos:Naquele dia, sucederá que pegarão dez homens, de todas as línguas das nações, pegarão, sim, na orla da veste de umjudeu, dizendo: Iremos convosco, porque temos ouvido que Deus está convosco.Deus planejou que Jerusalém fosse novamente um lugar seguro em que as pessoas idosas pudessem se assentar naspraças repletas de meninos e meninas brincando (Zc 8:4, 5). Para aqueles que habitavam em uma cidade invadida pelosconquistadores, a promessa de ruas seguras para jovens e idosos parecia um sonho.Em vez de permanecer para sempre uma nação pequena, subordinada, o povo de Deus devia ser um ímã para o qual asnações seriam atraídas para adorar o Senhor, o Rei de toda a Terra (Zc 14:9). A expressão “todas as línguas” em Zacarias8:23 indica que a profecia prevê um movimento mundial.Assim como havia mostrado a Isaías (Is 2) e a Miqueias, contemporâneo de Isaías (Mq 4), Deus também mostrou aZacarias que chegaria o dia em que multidões de muitas cidades e nações, iriam a Jerusalém para orar e buscar o Senhor.A presença de Deus em Sião seria largamente reconhecida, assim como Suas bênçãos sobre os que O adoram.Os relatos dos evangelhos dizem que essas promessas messiânicas começaram a se cumprir no ministério de JesusCristo. Em certa ocasião, por exemplo, Jesus disse: “Eu, quando for levantado da Terra, atrairei todos a Mim mesmo” (Jo12:32).A igreja de Cristo em nosso tempo, também chamada de “Israel de Deus” (Gl 6:16), tem o privilégio de participar dessamissão. Devemos levar a luz da salvação até os confins da Terra. Dessa forma, o povo de Deus pode ser uma grandebênção ao mundo.Leia Zacarias 8:16, 17. Enquanto a igreja está buscando reavivamento e reforma, como podemos evitar as coisas quedesagradam a Deus?Segunda - O Rei da paz Ano Bíblico: Sl 18–222. Como o Novo Testamento relaciona a profecia de Zacarias 9:9 a Jesus? Mt 21:9; Mc 11:9, 10; Lc 19:38; Jo 12:13-15Alegra-te muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém; eis que o teu rei virá a ti, justo e Salvador, pobre e montadosobre um jumento, sobre um asninho, filho de jumenta. Zac. 9:9.“E as multidões, tanto as que o precediam como as que o seguiam, clamavam: Hosana ao Filho de Davi! Bendito o que vemem nome do Senhor! Hosana nas maiores alturas!” (Mateus 21:9 RA).“Tanto os que iam adiante dele como os que vinham depois clamavam: Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor!Bendito o reino que vem, o reino de Davi, nosso pai! Hosana, nas maiores alturas!” (Marcos 11:9-10 RA).“dizendo: Bendito é o Rei que vem em nome do Senhor! Paz no céu e glória nas maiores alturas!” (Lucas 19:38 RA).“tomou ramos de palmeiras e saiu ao seu encontro, clamando: Hosana! Bendito o que vem em nome do Senhor e que é Reide Israel! E Jesus, tendo conseguido um jumentinho, montou-o, segundo está escrito: Não temas, filha de Sião, eis que oteu Rei aí vem, montado em um filho de jumenta.” (João 12:13-15 RA).A entrada triunfal de Jesus foi a ocasião em que o futuro Rei entrou em Jerusalém montado em um jumento. Na Bíblia,regozijar-se e aclamar com júbilo são ações especialmente associadas à celebração de Deus como Rei (Sl 47; 96; 98).Esse amável governante trará justiça, salvação e paz duradoura e Seu domínio se estenderá até os confins da Terra.Quando Jesus entrou em Jerusalém de modo triunfal, montado em um jumento, apenas alguns dias antes de Sua morte,muitas pessoas aclamaram Sua chegada. Alguns se alegraram, na esperança de que Cristo derrotasse o poder de Roma eestabelecesse o reino de Deus em Jerusalém. Mas, em vez de aceitar ser rei de Israel, Jesus morreu na cruz e depoisressuscitou. Não há dúvida de que Ele decepcionou muitos de Seus seguidores, aqueles que procuravam um líder militar.Mal sabiam eles, porém, que o que eles queriam não era nada em comparação com o que eles alcançariam por meio damorte de Jesus.“Cristo estava seguindo o costume judaico nas entradas reais. O animal que montava era o mesmo cavalgado pelos reis deIsrael e a profecia havia predito que assim viria o Messias a Seu reino. Logo que Ele Se sentou no jumentinho, um granderamos@advir.comramos@advir.com
  3. 3. grito de triunfo ressoou nos ares. A multidão O aclamou como Messias, seu Rei. Jesus aceitou então a homenagem quenunca antes havia permitido e os discípulos consideraram isso uma prova de que suas alegres esperanças se realizariam, eeles O veriam estabelecido no trono. O povo ficou convencido de que a hora de sua emancipação se aproximava” (Ellen G.White, O Desejado de Todas as Nações, p. 570).Muito tem sido escrito acerca do grande entusiasmo da multidão em relação a Jesus quando tudo estava bem. No entanto,quando as coisas não iam bem, muitos daquela mesma multidão se afastaram dEle (e alguns ficaram abertamente contraEle). O que podemos aprender com esse incidente sobre o perigo das falsas expectativas? Por exemplo, você reivindicauma promessa de cura, ou de vitória sobre o pecado, e as coisas não acontecem como você espera. Como podemosdesenvolver uma fé inabalável, mesmo quando as coisas não saem de acordo com nossas esperanças, planos e orações?Terça - Ele foi traspassado Ano Bíblico: Sl 23–30Os capítulos 12 a 14 de Zacarias revelam várias coisas que poderiam ter acontecido se Israel tivesse sido fiel a Deus.Primeiramente, o Senhor teria possibilitado a vitória total sobre os poderes do mal e as nações hostis que haviam tentadose opor ao Seu plano de salvação (Zc 12:1-9). Embora Jerusalém devesse ser o instrumento de Deus para esse triunfo, avitória teria vindo pela intervenção do Senhor. No fim, o inimigo teria sido totalmente derrotado e destruído.Zacarias 12:10 marca a transição do movimento da libertação física, do que teria acontecido se Israel tivesse sido fiel, paraa libertação espiritual do povo fiel de Deus. Após a vitória, o povo de Deus aceitaria seu Senhor. O divino Espírito de graçae de súplicas seria derramado sobre os líderes e o povo. Essa obra de convencer, realizada pelo Espírito, resultaria emamplo arrependimento e reavivamento espiritual, algo que nossa igreja está buscando.Quando Deus derrama Seu Espírito, as pessoas olham para Aquele a quem traspassaram e choram por Ele como alguémchora a morte de um filho único. A palavra hebraica para “traspassaram” (daqar) frequentemente descreve algum tipo deviolência física, geralmente resultando em morte (Nm 25:8; 1Sm 31:4).A intensidade do sofrimento das pessoas é reforçada pela constatação de que seus próprios pecados causaram a morte deJesus Cristo.3. Leia Zacarias 12:10. Como o apóstolo João ligou essa passagem com a crucificação de Cristo e Sua segunda vinda? Jo19:37; Ap 1:7“E sobre a casa de Davi e sobre os habitantes de Jerusalém derramarei o espírito da graça e de súplicas; olharão paraaquele a quem traspassaram; pranteá-lo-ão como quem pranteia por um unigênito e chorarão por ele como se choraamargamente pelo primogênito.” (Zacarias 12:10 RA).“E outra vez diz a Escritura: Eles verão aquele a quem traspassaram.” (João 19:37 RA).“Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até quantos o traspassaram. E todas as tribos da terra se lamentarãosobre ele. Certamente. Amém!” (Apocalipse 1:7 RA).É interessante que uma interpretação tradicional judaica afirma que esse verso aponta para a experiência do Messias.Evidentemente, os judeus estão certos: o verso está falando de Jesus e Sua morte na cruz (Is 53).“As cenas do Calvário requerem a mais profunda emoção. A esse respeito vocês estarão desculpados se manifestarementusiasmo. Nossos pensamentos e imaginação jamais poderão compreender plenamente que Cristo, tão excelente, tãoinocente, devesse sofrer tão dolorosa morte, suportando o peso dos pecados do mundo” (Ellen G. White, Testemunhos paraa Igreja, v. 2, p. 213).Como você pode crescer na apreciação do significado da morte de Cristo e do que ela lhe oferece?Quarta - O Bom Pastor Ano Bíblico: Sl 31–35Durante séculos, judeus e cristãos leitores da Bíblia encontraram no livro de Zacarias numerosas referências ao Messias eaos tempos messiânicos. Os cristãos têm compreendido que essas passagens se aplicam à vida e ministério de JesusCristo: o Rei triunfante e, no entanto, pacífico (Zc 9:9), Aquele que foi traspassado (Zc 12:10), o Pastor que foi ferido (Zc13:7).Em Zacarias 13:7-9, foi revelada ao profeta uma cena em que a espada do juízo do Senhor vai contra o Bom Pastor. Emocasião anterior, o profeta viu a espada sendo levantada contra o “pastor inútil” (Zc 11:17). Mas nesta passagem (Zc 13:7-9), o Bom Pastor é ferido e o rebanho se dispersa. Sua morte resulta em grande aflição e prova para o povo de Deus,durante as quais alguns perecem. No entanto, todos os fiéis são purificados.4. Leia Mateus 26:31 e Marcos 14:27. Como Jesus aplicou essa profecia ao que aconteceria naquela noite? O que a fugados discípulos diante da adversidade (Mt 26:56; Mc 14:50) nos ensina sobre a fidelidade de Deus, em contraste com ainfidelidade humana?ramos@advir.comramos@advir.com
  4. 4. “Então, Jesus lhes disse: Esta noite, todos vós vos escandalizareis comigo; porque está escrito: Ferirei o pastor, e asovelhas do rebanho ficarão dispersas.” (Mateus 26:31 RA).“Então, lhes disse Jesus: Todos vós vos escandalizareis, porque está escrito: Ferirei o pastor, e as ovelhas ficarãodispersas.” (Marcos 14:27 RA).“Tudo isto, porém, aconteceu para que se cumprissem as Escrituras dos profetas. Então, os discípulos todos, deixando-o,fugiram.” (Mateus 26:56 RA).“Então, deixando-o, todos fugiram.” (Marcos 14:50 RA)A imagem de Deus como Pastor é encontrada em muitos lugares na Bíblia. Começa com o livro de Gênesis (Gn 48:15) etermina com o Apocalipse (Ap 7:17). Por meio de Ezequiel, Deus repreendeu os pastores infiéis de Seu povo, prometeuprocurar as ovelhas perdidas e cuidar delas (Ez 34). Aplicando essas palavras a Si mesmo, Jesus declarou que Ele é o bomPastor que dá a vida pelas ovelhas (Jo 10:11).Pense nas vezes em que você foi infiel ao Senhor. Apesar disso, como Ele continua a lhe mostrar misericórdia e graça?Qual deve ser sua resposta a essa misericórdia e graça?Quinta - Rei de toda a Terra Ano Bíblico: Sl 36–395. Leia Zacarias 14. O que aprendemos com essa passagem?O Senhor chega e reina. Zacarias 14.1 Eis que vem o dia do SENHOR, em que os teus despojos se repartirão no meio de ti. 2 Porque eu ajuntarei todas asnações para a peleja contra Jerusalém; e a cidade será tomada, e as casas serão saqueadas, e as mulheres, forçadas; emetade da cidade sairá para o cativeiro, mas o resto do povo não será expulso da cidade. 3 E o SENHOR sairá e pelejarácontra estas nações, como pelejou no dia da batalha. 4 E, naquele dia, estarão os seus pés sobre o monte das Oliveiras,que está defronte de Jerusalém para o oriente; e o monte das Oliveiras será fendido pelo meio, para o oriente e para oocidente, e haverá um vale muito grande; e metade do monte se apartará para o norte, e a outra metade dele, para o sul. 5E fugireis pelo vale dos meus montes (porque o vale dos montes chegará até Azel) e fugireis assim como fugistes doterremoto nos dias de Uzias, rei de Judá; então, virá o SENHOR, meu Deus, e todos os santos contigo, ó Senhor. 6 Eacontecerá, naquele dia, que não haverá preciosa luz, nem espessa escuridão. 7 Mas será um dia conhecido do SENHOR;nem dia nem noite será; e acontecerá que, no tempo da tarde, haverá luz. 8 Naquele dia, também acontecerá que correrãode Jerusalém águas vivas, metade delas para o mar oriental, e metade delas até ao mar ocidental; no estio e no inverno,sucederá isso. 9 E o SENHOR será rei sobre toda a terra; naquele dia, um será o SENHOR, e um será o seu nome. 10 Todaa terra em redor se tornará em planície, desde Geba até Rimom, ao sul de Jerusalém; ela será exalçada e habitada no seulugar, desde a Porta de Benjamim até ao lugar da primeira porta, até à Porta da Esquina, e desde a Torre de Hananel atéaos lagares do rei. 11 E habitarão nela, e não haverá mais anátema, porque Jerusalém habitará segura. 12 E esta será apraga com que o SENHOR ferirá todos os povos que guerrearam contra Jerusalém: a sua carne será consumida, estandoeles de pé, e lhes apodrecerão os olhos nas suas órbitas, e lhes apodrecerá a língua na sua boca. 13 Naquele dia, tambémacontecerá que haverá uma grande perturbação do SENHOR entre eles; porque pegará cada um na mão do seucompanheiro, e alçar-se-á a mão de cada um contra a mão do seu companheiro. 14 E também Judá pelejará em Jerusalém,e se ajuntarão em redor as riquezas de todas as nações, ouro, e prata, e vestes em grande abundância. 15 E será a pragados cavalos, dos mulos, dos camelos e dos jumentos e de todos os animais que estiverem naqueles exércitos, como foi apraga deles. 16 E acontecerá que todos os que restarem de todas as nações que vieram contra Jerusalém subirão de anoem ano para adorarem o Rei, o SENHOR dos Exércitos, e para celebrarem a Festa das Cabanas. 17 E acontecerá que, sealguma das famílias da terra não subir a Jerusalém, para adorar o Rei, o SENHOR dos Exércitos, não virá sobre ela achuva. 18 E, se a família dos egípcios não subir, nem vier, virá sobre eles a praga com que o SENHOR ferirá as nações quenão subirem a celebrar a Festa das Cabanas. 19 Este será o castigo dos egípcios e o castigo de todas as nações que nãosubirem a celebrar a Festa das Cabanas. 20 Naquele dia, se gravará sobre as campainhas dos cavalos: SANTIDADE AOSENHOR; e as panelas na Casa do SENHOR serão como as bacias diante do altar. 21 E todas as panelas em Jerusalém eJudá serão consagradas ao SENHOR dos Exércitos, e todos os que sacrificarem virão, e delas tomarão, e nelas cozerão; enão haverá mais cananeu na Casa do SENHOR dos Exércitos, naquele dia.No último capítulo de seu livro, Zacarias descreveu um dia em que todas as nações impenitentes se unirão contraJerusalém. Mas no último momento, o Senhor intervirá, libertando Seu povo e estabelecendo Seu reino eterno na Terra.Depois que todos os Seus oponentes forem destruídos, todas as nações adorarão o único Deus verdadeiro. O Senhor seráRei sobre toda a Terra. Ele será o único Senhor e Seu nome será exaltado acima de todos os nomes. O grande “EU SOU”expressa tudo o que Deus é e sempre será. Embora essas coisas devessem ter acontecido se Israel tivesse permanecidofiel, elas ainda se cumprirão em escala maior, durante a redenção final do povo de Deus.Quando Zacarias anunciou a vinda do Messias, não traçou uma linha de separação entre a primeira e a segunda vinda.Como foi o caso com outros profetas, ele viu o futuro reino do Messias como glorioso. Somente à luz da primeira vindapodemos distinguir entre as duas vindas de Cristo. Podemos também sentir gratidão por tudo o que Ele realizou para nossasalvação no Calvário. Assim, podemos aguardar com alegria, na esperança do reino eterno de Deus (Dn 7:14).ramos@advir.comramos@advir.com
  5. 5. A seção final desse livro profético descreve Jerusalém em toda a sua glória, exaltada, habitada e segura. Os salvos detodas as nações participarão da adoração ao Rei eterno. Toda a cidade de Jerusalém se encherá com a santidade dotemplo.Quando essas promessas gloriosas são estudadas juntamente com o ensino geral da Bíblia, chegamos à conclusão de queo cumprimento final dessas previsões terá lugar na Nova Jerusalém, onde o povo de Deus se reunirá e O adorará parasempre. Isso tudo acontecerá somente após a segunda vinda de Jesus. Os temas dos seus eternos louvores serão a divinasalvação, Sua bondade e poder, como vemos na conclusão do famoso cântico de Moisés: “O Senhor reinará por todo osempre” (Êx 15:18). Os antigos profetas e o povo fiel do passado olhavam com grande expectativa para esse eventoculminante.Pense na redenção final que nos foi prometida: um novo céu e uma nova Terra sem pecado, morte, sofrimento, nem perdas.Que razões você tem para essa esperança, e como você pode mantê-las diante de você a cada dia, especialmente emtempos de angústia, medo e dor?Sexta - Estudo adicional Ano Bíblico: Sl 40–45Nos dias mais sombrios de seu longo conflito com o mal, à igreja de Deus têm sido dadas revelações do eterno propósitode Jeová. A Seu povo tem sido permitido olhar para além das provas do presente aos triunfos do futuro quando, findo oconflito, os redimidos entrarão na posse da Terra prometida. Essas visões de glória futura, cenas pintadas pela mão deDeus, devem ser estimadas por Sua igreja hoje, quando o conflito dos séculos está chegando rapidamente ao fim, e asbênçãos prometidas devem ser logo experimentadas em toda a sua plenitude [...]“As nações dos remidos não conhecerão outra lei senão a lei do Céu. Todos serão uma família unida e feliz, revestida comas vestes de louvor e ações de graças. Sobre essa cena, as estrelas da manhã cantarão juntas e os filhos de Deusexultarão de alegria, enquanto Deus e Cristo Se unirão proclamando: ‘Não haverá mais pecado nem morte’” (Ap 21:4; EllenG . White, Profetas e Reis, p. 722, 732, 733).Perguntas para reflexão1. Por mais que os seres humanos tenham se esforçado para melhorar as coisas em nosso mundo, elas continuampiorando. Segundo a Bíblia, somente quando Cristo voltar, o planeta será transformado no paraíso que tanto almejamos.Embora conheçamos essa verdade, por que ainda somos chamados a trazer todo o conforto, cura e consolo possíveis aeste mundo?2. A lição de quinta-feira apontou o fato de que muitas profecias do Antigo Testamento falam sobre as duas vindas de Jesusde uma forma que parecem se referir a um evento apenas. O que isso nos diz sobre o íntimo relacionamento entre aprimeira e a segunda vinda de Jesus, em termos do plano da salvação? Por que sem a primeira vinda de Cristo não poderiahaver a segunda, e por que sem a segunda vinda, a primeira não teria sido proveitosa?3. O que podemos aprender com o estudo de Zacarias, a fim de nos prepararmos para o derramamento do Espírito Santo,que é vital para o reavivamento e reforma de que tanto necessitamos?Respostas sugestivas: 1. Deus tem promessas de salvação e restauração para Seu povo. Se confiarmos nessaspromessas, viveremos para agradar o Senhor, falando a verdade com nosso semelhante e julgando retamente nossasquestões, segundo a verdade, em favor da paz; não pensaremos mal no nosso coração contra o próximo, nem amaremos ojuramento falso. Assim, nosso testemunho atrairá o mundo inteiro para o Senhor. 2. Os evangelhos confirmaram que Elecumpriu a profecia de Zacarias, porque entrou em Jerusalém como Rei e Salvador, descendente de Davi, sentando em umjumentinho. 3. Mostrou que a profecia se cumpriu quando Jesus foi traspassado por um soldado e se cumprirá novamentena Sua segunda vinda, quando os inimigos contemplarão Sua glória. 4. Jesus disse que Ele seria ferido e os discípulosseriam dispersos, cumprindo assim o simbolismo de Zacarias. Jesus foi ferido, mas continuou firmemente em Sua obra desalvação, enquanto os discípulos ficaram com medo e fugiram. 5. Deus punirá Seu povo e salvará o remanescente fiel; asnações serão julgadas e castigadas; Jerusalém e a terra dos judeus serão restauradas; no fim, todas as nações Oadorarão. Os povos que não adorarem o Senhor, serão destruídos.Auxiliar - ResumoTexto-chave: Zacarias 3:10Naquele dia, diz o SENHOR dos Exércitos, cada um de vós convidará o seu companheiro para debaixo da videira e paradebaixo da figueira. Zac. 3:10.O aluno deverá...Saber: Que o dom supremo de Deus à humanidade foi enviar à Terra o Messias, Jesus Cristo.Sentir: Que as profecias messiânicas demonstram a preocupação de Deus com nossa situação e a solução divina para oramos@advir.comramos@advir.com
  6. 6. problema do pecado.Fazer: Cultivar fé no Messias que veio voluntariamente à Terra para salvar a humanidade, embora isso tenha causado Seusofrimento e morte.EsboçoI. Saber: A certeza das profecias messiânicasA. O que os diferentes títulos dados ao Messias e as cenas de Sua vida falam sobre Suas realizações?B. O que as predições sobre a primeira vinda do Messias têm em comum com nossa preparação para Sua segunda vinda?C. O que significa a ideia de que o povo de Deus resplandecerá na Sua terra como as joias de uma coroa?II. Sentir: Traspassado por vocêA. Que emoções enchem seu coração quando você percebe que Alguém sofreu e morreu por você, para que você pudesseviver?B. O que aconteceria se nosso Redentor, o Messias, não tivesse vindo?III. Fazer: Cultivar fé em Jesus CristoA. Na prática, como você pode ajudar os outros a desenvolver emoções profundas por Cristo ao estudar as cenas doCalvário?B. Como você pode crescer na fé em Jesus?Resumo: Jesus Cristo veio ao mundo no momento exato, a fim de salvar os que nEle cressem. Essa é a maior história e omais decisivo evento ocorrido no mundo. Nosso destino futuro depende de nosso relacionamento com o Messias que veio evoltará novamente.Ciclo do AprendizadoMotivaçãoFocalizando a Palavra: Zacarias 12:10Conceito-chave para o crescimento espiritual: Conhecer Cristo pessoalmente é vital para a nossa vida espiritual. Ocumprimento das profecias messiânicas relacionadas com a primeira vinda de Jesus nos dá a certeza de que Ele virá outravez. Sem essa esperança da segunda vinda de Jesus Cristo, a vida não teria sentido. Fé e confiança em Jesus resultam emvida eterna (Jo 17:3).Só para o professor: A última parte do livro de Zacarias (capítulos 9–14) é geralmente classificada como escatológica ouapocalíptica, o que significa que essas profecias se concentram no tempo do fim. Os últimos dias tiveram início com aprimeira vinda de Jesus (Hb 1:1, 2; At 2:17; 1Pe 1:20; 4:7; 2Pe 3:3), mas culminam com Sua segunda vinda. O profetaZacarias apresenta profundas predições messiânicas, e os escritores dos evangelhos aplicam algumas delas diretamente àvida de Jesus Cristo.Discussão de aberturaReflita com sua classe sobre o significado do seguinte pensamento: Esperança é vital em uma situação que parece semesperança.1. Por que é importante que as pessoas tenham esperança? Compartilhe exemplos reais de como a esperança ajudoualguém a sobreviver em um momento de crise.2. O que acontece quando pessoas doentes ou prisioneiros de guerra perdem a esperança? Por que os cristãos sãovoltados para a esperança?CompreensãoSó para o professor: O apóstolo Paulo falou sobre três conceitos fundamentais: fé, esperança e amor (1Co 13:13). Estalição enfatiza a esperança. Focalize o conceito de esperança e explique-o a partir de diferentes ângulos.Comentário BíblicoI. Sete profecias messiânicas no livro de ZacariasAinda que as profecias messiânicas de Zacarias sejam desafiadoras e às vezes enigmáticas, a ideia principal fica clara:Cristo está vindo. É interessante que os profetas Isaías e Zacarias tiveram mais a dizer sobre o Messias vindouro do quequalquer outro profeta do Antigo Testamento.1. A primeira profecia messiânica (Recapitule com a classe Zc 3:8, 9.)ramos@advir.comramos@advir.com
  7. 7. Três títulos maravilhosos para o Messias aparecem nessa passagem (o profeta Isaías já os havia mencionado). O Messiasé chamado de “Meu Servo” (v. 8; leia também Is 42; 49; 50; 52; 53), “Renovo” (v. 8; Is 4:2) e “Pedra” (v. 9; Is 28:16), masdessa vez uma descrição específica é adicionada: a Pedra tem sete olhos e sobre ela está gravada uma inscrição [ou umaescultura lavrada, RA] (v. 9). Mais tarde, o Messias também remove o pecado e purifica as pessoas. A visão termina comuma imagem de segurança, paz, felicidade, em que as pessoas desfrutam de companheirismo porque o Messias reina (v.10).2. A segunda profecia messiânica (Recapitule com a classe Zc 6:12, 13.)A coroação do sumo sacerdote Josué (Zc 6:11) é retratada como um tipo para o Messias. Jesus Cristo, o Renovo,finalmente será coroado como Rei e ao mesmo tempo será o Sacerdote. Em Israel, esses dois ofícios eram separados, maso Messias iria combiná-los em Sua Pessoa. Ele mesmo seria o Rei-Sacerdote e reinaria em Seu trono. Somente JesusCristo tem essa posição. Ele é o Sumo Sacerdote que Se assenta no trono como Rei (Sl 110; Hb 7).3. A terceira profecia messiânica (Recapitule com a classe Zc 9:9, 10.)Zacarias descreve o Messias como Rei justo e humilde, montado em um jumento. O cumprimento dessa profecia é descritoem Mateus 21:5 e João 12:15, e é aplicado à entrada triunfal de Jesus em Jerusalém no domingo de Sua última semanaantes da crucificação.4. A quarta profecia messiânica (Recapitule com a classe Zc 10:4.)Zacarias 10:4 começa com a expressão “Dele”, o que levanta a questão acerca de quem é “ele”. O antecedente maisadequado é o Senhor (leia o v. 3). Isso significa que o Messias viria do Senhor, isto é, do Pai celestial. Esse versomessiânico muito curto apresenta quatro títulos maravilhosos para Jesus Cristo. Ele é a “pedra angular”, ou seja, ofundamento de todas as coisas (Sl 118:22; Is 28:16; compare com Mt 21:42); Ele é a “estaca da tenda”, que nos liga a Eleem justiça e sobre quem as pessoas podem lançar todas as suas preocupações, medos, ansiedades e fardos (Is 22:22, 23);Ele é o “arco de guerra”, ou seja, sendo o Guerreiro divino, Jesus é o símbolo da força (Êx 15:2, 3; Sl 7:1; 27:1); e Ele é o(absoluto ou soberano) “Governante”. NEle você pode confiar totalmente.5. A quinta profecia messiânica (Recapitule com a classe Zc 11:4-14.)Nessa passagem mais difícil, o Messias é descrito como o bom Pastor rejeitado a quem o Senhor pediu para cuidar dorebanho. Sem entrar em detalhes sobre as complexas figuras dessa seção bíblica, o verso 12 menciona a expressão “elesme pagaram trinta moedas de prata” (NIV) e o verso 13, a frase “Por isso tomei as trinta moedas de prata e as atirei notemplo do Senhor, para o oleiro” (NVI). As expressões desses versos são aplicadas ao episódio em que Judas traiu JesusCristo por trinta moedas de prata e ao que os chefes dos sacerdotes fizeram com o dinheiro depois que Judas o devolveu(Mt 27:3, 6-9).6. A sexta profecia messiânica (Recapitule com a classe Zc 12:10-14.)Zacarias apresentou uma profecia sobre a reação da casa de Davi e dos habitantes de Jerusalém quando Jesus fossecrucificado: “Olharão para Mim, Aquele a quem traspassaram, e chorarão por Ele como quem chora a perda de um filhoúnico” (v. 10, NVI). O quadro é sombrio: as pessoas olham para o Messias e choram amargamente por Ele, porque Otraspassaram. Essa imagem da morte do Messias é usada em João 19:37 (compare com Sl 22:16; Is 53:5). Nossanecessidade de olhar para Jesus com fé é ressaltada em João 3:14, 15 (compare com Nm 21:9; Is 45:22; Hb 12:2).7. A sétima profecia messiânica (Recapitule com a classe Zc 13:6-9.)Nessa última passagem messiânica, o Messias é visto como Pastor, companheiro íntimo do Senhor, ferido pela espada.Quando o pastor fosse ferido, as ovelhas seriam espalhadas. Essa situação foi aplicada à dispersão dos apóstolos de Jesusnos evangelhos (Mt 26:31, 56; Mc 14:27, 49, 50).A profecia sobre a maneira com que os pés do Messias estariam “sobre o Monte das Oliveiras” (Zc 14:4, 5) vai além doalcance da primeira vinda de Jesus Cristo. Ainda que Jesus Cristo tivesse andado sobre o Monte das Oliveiras durante Suaprimeira vinda, essa predição proclama que o Monte das Oliveiras será dividido em dois. O cumprimento dessa profeciaultrapassa até mesmo a segunda vinda de Jesus porque, no momento da segunda vinda Ele não tocará o chão, maspermanecerá a certa altura (1Ts 4:16, 17). Todo o cenário se encaixa melhor com Sua terceira vinda depois do milênio,quando a Nova Jerusalém descerá “e todos os santos, com Ele” (Zc 14:5). Zacarias 14:6-9 descreve as condições da NovaTerra (Ap 21; 22).Pense nisto: Peça que os alunos definam, em suas próprias palavras, os diferentes títulos de Jesus Cristo, expressos nolivro de Zacarias. O que esses títulos revelam sobre Jesus?ramos@advir.comramos@advir.com
  8. 8. II. Esperança que não o deixa envergonhado (Recapitule com a classe Fp 1:20.)O profeta Zacarias usou uma expressão muito original: “presos de esperança” (Zc 9:12). Temos esperança, mas, ao mesmotempo, não somos livres. Somos prisioneiros, e esperamos a libertação futura. Esperamos um mundo melhor, que somenteJesus Cristo pode estabelecer. A esperança no Messias, o Rei, traz a solução definitiva para o profundo problema dopecado e do sofrimento, porque Ele agora estabelece o reino da graça e, posteriormente, estabelecerá o reino da glória.Perguntas para reflexão1. Como você se sente sendo “preso de esperança”? O que essa expressão especial significa para você?2. Que textos bíblicos dão certeza da segunda vinda de Jesus Cristo? Quais deles você conhece de memória? Compartilhecom a classe seu texto favorito.3. A primeira parte do nosso nome, adventistas do sétimo dia, se refere à bem-aventurada esperança. Como podemos sermensageiros e portadores dessa esperança para os outros?AplicaçãoSó para o professor: Peça que os alunos memorizem as sete profecias messiânicas do livro de Zacarias e respondam àsperguntas abaixo.ramos@advir.comramos@advir.com

×