Lição 1 - O chamado profético de Jeremias + textos_GGR

464 visualizações

Publicada em

A lição original com os textos bíblicos tem como finalidade; facilitar a leitura ou mesmo o estudo, os versos estão na sequência correta, evitando a necessidade de procurá-los, o que agiliza, para os que tem o tempo limitado, vc pode levá-la no ipad, no pendrive, celular e etc, ler a qualquer momento e em qualquer lugar que desejar, até sem a necessidade de estar conectado na internet.

Também facilita se for imprimir por usar bem menos tinta que a lição convencional.

Que... “Deus tenha misericórdia de nós e nós abençoe; e faça resplandecer o seu rosto sobre nós. Para que se conheça na terra o teu caminho, e em todas as nações a tua salvação”. Sal. 67:1-2.

Bom Estudo!

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
464
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lição 1 - O chamado profético de Jeremias + textos_GGR

  1. 1. Lições Adultos Jeremias Lição 1 - O chamado profético de Jeremias 26 de setembro a 3 de outubro ❉ Sábado à tarde Ano Bíblico: Habacuque VERSO PARA MEMORIZAR: “Antes que Eu te formasse no ventre materno, Eu te conheci, e, antes que saísses da madre, te consagrei, e te constituí profeta às nações”. Jr 1:5. Leituras da Semana: Is 1:19; Jr 7:5-7; 1Rs 2:26; Jr 1:1-5; Is 6:5; Jr 1:6-19; Mt 28:20 Sabemos mais sobre a vida de Jeremias do que sobre a de qualquer outro profeta do Antigo Testamento. Os dados biográficos de seu livro nos ajudam a entender melhor sua obra profética. Jeremias causou tanto impacto na História que, até no tempo de Jesus, havia grupos de estudo literário e escolas para formação de discípulos com base no ministério profético dele. Ao mesmo tempo, a obra do profeta, se julgada por padrões humanos, mostra pouco sucesso. Apesar de décadas de fervorosas advertências e apelos, a maioria das pessoas não deu ouvidos às mensagens que ele transmitiu da parte do Senhor. Contudo, apesar da oposição, Jeremias não pôde ser comprado nem se vendeu; permaneceu como “uma cidade fortificada, uma coluna de ferro e um muro de bronze” (Jr 1:18, NVI), não em sua própria força, mas no poder do Senhor. Em muitos aspectos, Jeremias não teve facilidades na vida. Seu chamado lhe trouxe sofrimento, infortúnio, rejeição e até prisão. O pior foi o fato de que muitos desses problemas foram causados por pessoas a quem ele estava tentando ajudar e orientar na direção certa. Assim, a seu próprio modo, Jeremias prefigurou o que Jesus enfrentaria centenas de anos mais tarde, naquele mesmo país. No próximo sábado, 3 de outubro, peça que os alunos assinem o compromisso de estudo da Bíblia e da lição durante cada dia do trimestre. No encerramento da Escola Sabatina, faça uma oração especial de consagração dos alunos. ❉ Domingo - Os profetas Ano Bíblico: Sofonias Os profetas, em conformidade com seu chamado, eram resolutos protetores da lei de Deus. Defendiam a aliança e os dez mandamentos (Jr 11:2-6). O texto de Miqueias 3:8 resume a obra do profeta: ele devia “declarar a Jacó a sua transgressão e a Israel, o seu pecado”. Evidentemente, o conceito de pecado não tem sentido à parte da lei (Rm 7:7). Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões:Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões: Gerson G. Ramos.Gerson G. Ramos. e-mail:e-mail: ramos@advir.comramos@advir.com
  2. 2. Jr 11:1-6, (ACF); 1 A palavra que veio a Jeremias, da parte do SENHOR, dizendo: 2 Ouvi as palavras desta aliança, e falai aos homens de Judá, e aos habitantes de Jerusalém. 3 Dize-lhes pois: Assim diz o SENHOR Deus de Israel: Maldito o homem que não escutar as palavras desta aliança, 4 Que ordenei a vossos pais no dia em que os tirei da terra do Egito, da fornalha de ferro, dizendo: Dai ouvidos à minha voz, e fazei conforme a tudo quanto vos mando; e vós sereis o meu povo, e eu serei o vosso Deus. 5 Para que confirme o juramento que fiz a vossos pais de dar-lhes uma terra que manasse leite e mel, como se vê neste dia. Então eu respondi, e disse: Amém, ó SENHOR. 6 E disse-me o SENHOR: Apregoa todas estas palavras nas cidades de Judá, e nas ruas de Jerusalém, dizendo: Ouvi as palavras desta aliança, e cumpri-as. Rm 7:7, (NVI); 7 Que diremos então? A lei é pecado? De maneira nenhuma! De fato, eu não saberia o que é pecado, a não ser por meio da lei. Pois, na realidade, eu não saberia o que é cobiça, se a lei não dissesse: "Não cobiçarás". ● 1. Qual era a mensagem dos profetas para o povo? Essa mensagem continua sendo a mesma para nós, hoje? Is 1:19; Jr 7:5-7; Ez 18:23; Mt 3:7-11 Is 1:19-20, (RC); 19 Se quiserdes, e ouvirdes, comereis o bem desta terra. 20 Mas, se recusardes e fordes rebeldes, sereis devorados à espada, porque a boca do SENHOR o disse. Jr 7:5-7, (ACF); 5 Mas, se deveras melhorardes os vossos caminhos e as vossas obras; se deveras praticardes o juízo entre um homem e o seu próximo; 6 Se não oprimirdes o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, nem derramardes sangue inocente neste lugar, nem andardes após outros deuses para vosso próprio mal, 7 Eu vos farei habitar neste lugar, na terra que dei a vossos pais, desde os tempos antigos e para sempre. Ez 18:23, (RA); 23 Tenho eu algum prazer na morte do ímpio? diz o Senhor Deus. Não desejo antes que se converta dos seus caminhos, e viva? Mt 3:7-11, (NVI); 7 Quando viu que muitos fariseus e saduceus vinham para onde ele estava batizando, disse- lhes: "Raça de víboras! Quem lhes deu a ideia de fugir da ira que se aproxima? 8 Dêem fruto que mostre o arrependimento! 9 Não pensem que vocês podem dizer a si mesmos: ‘Abraão é nosso pai’. Pois eu lhes digo que destas pedras Deus pode fazer surgir filhos a Abraão. 10 O machado já está posto à raiz das árvores, e toda árvore que não der bom fruto será cortada e lançada ao fogo. 11 "Eu os batizo com água para arrependimento. Mas depois de mim vem alguém mais poderoso do que eu, tanto que não sou digno nem de levar as suas sandálias. Ele os batizará com o Espírito Santo e com fogo. O juízo de Deus poderia ser evitado, mas, se o povo não deixasse seus maus caminhos, ele viria. Contudo, não é tão fácil mudar, especialmente quando as pessoas se habituam a fazer o mal que, no passado, as deixava horrorizadas. A mensagem dos profetas devia fazer com que o povo visse a gravidade de seus pecados, e quais seriam as consequências de não abandoná-los. Essa mensagem, naturalmente, não vinha dos profetas, mas de Deus. Os profetas não mencionam como a Palavra de Deus lhes era revelada, nem como a ouviam. Às vezes, Deus falava com eles diretamente; outras vezes, o Espírito Santo Se comunicava com eles em visões e sonhos ou, talvez, por meio de “uma voz calma e suave” (1Rs 19:12, NTLH). Independentemente da maneira pela qual a mensagem chegasse a eles, a missão dos profetas era transmitir a vontade de Deus, não só às pessoas comuns, mas também, se necessário, aos reis, imperadores e generais. Essa tarefa envolvia grande responsabilidade: se eles dissessem a verdade, as autoridades podiam matá-los; mas se não transmitissem a verdade, o juízo de Deus podia vir também sobre eles. O chamado para ser profeta é difícil e, pelo que a Bíblia mostra, os que receberam esse chamado o levaram a sério. Podemos ficar felizes porque eles tiveram essa atitude, pois a mensagem que transmitiram chegou até nós por meio da Bíblia. Nesse sentido, eles ainda falam. A pergunta para nossos dias é a mesma do tempo de Jeremias: Daremos ouvidos às palavras deles? Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões:Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões: Gerson G. Ramos.Gerson G. Ramos. e-mail:e-mail: ramos@advir.comramos@advir.com
  3. 3. Mesmo depois de todo esse tempo, o que os profetas ainda estão dizendo? Em essência, qual é a mensagem deles para o povo de Deus? Você já leu sua Bíblia hoje? Fortaleça sua vida por meio do estudo da Palavra de Deus. ❉ Segunda - Os antecedentes familiares de Jeremias Ano Bíblico: Ageu ● 2. Leia 1 Reis 1 e 1 Reis 2:26. Que acontecimentos causaram o exílio de Abiatar em sua cidade natal, Anatote? 1Rs 1:1-53, (KJA); 1 O rei Davi havia envelhecido, estando já com idade muito avançada; por mais que lhe agasalhassem com cobertas, seu corpo não se aquecia. 2 Sugeriram-lhe então seus servos: “Procure-se para o senhor nosso rei uma jovem virgem que assista o rei e cuide dele: ela dormirá ao seu lado e assim, o senhor nosso rei se aquecerá!” 3 Procuraram, pois, em todo o território de Israel uma jovem bela e acharam Avishag, Abisague, uma sunamita, e a conduziram ao rei. 4 A jovem era sobremaneira formosa e dedicada, cuidava do rei e o servia, mas o rei não teve relação sexual com ela. 5 Ora, Adonias, cuja mãe se chamava Hagite, começou a divulgar: “Sou eu que vou reinar proximamente!” Arranjou para si carro e cavalos, além de cinquenta guardas que corriam diante dele. 6 Seu pai, enquanto viveu, não o repreendeu, questionando: “Por que fazes isso?” Ele era também um homem extraordinário e belo, e havia nascido depois de Absalão. 7 Adonias, pois, entrou em entendimento com Joabe, filho de Zeruia, e com o sacerdote Abiatar, que tomaram partido de Adonias e o apoiaram. 8 Mas o sacerdote Zadoque, Benaia, filho de Joiada, o profeta Natã, Simel, Reí e a guarda especial de Davi não seguiram a Adonias. 9 Certa vez, quando Adonias imolou ovelhas, bois e bezerros cevados junto à Rocha de Zoelete, nas proximidades de En-Rogel, convidou todos os seus irmãos, os filhos do rei, e todos os homens de Judá que serviam ao rei como conselheiros, 10 mas não convidou o profeta Natã, nem Benaia, nem os valentes, nem seu irmão Salomão. 11 Natã questionou então a Bate-Seba, mãe de Salomão: “Não ficaste sabendo que Adonias, filho de Hagite, proclamou-se rei, sem que o nosso senhor Davi fosse comunicado? 12 Pois então, prestai atenção ao conselho que passo a dar-te, a fim de que salves a tua vida e a de teu filho Salomão: 13 Vai depressa ter com o rei Davi e indaga-lhe: Senhor, meu rei, porventura não juraste à esta tua serva: ‘Salomão, teu filho, reinará depois de mim e é ele que se sentará no meu trono! Com que autoridade Adonias se denominou rei?’ 14 E enquanto ainda estiveres lá, falando com o rei, entrarei depois de ti e apoiarei as tuas reivindicações” . 15 Então Bate-Seba dirigiu-se aos aposentos do rei, já idoso, onde a virgem de Suném, Abisague zelava por ele. 16 Bate-Seba se ajoelhou e se prostrou diante do rei, e o rei lhe indagou: “Que desejas?” 17 Ela prontamente respondeu-lhe: “Meu senhor, juraste à esta tua serva por Yahweh teu Deus: ‘Teu filho Salomão reinará depois de mim e é ele que se sentará no meu trono” . 18 Ora, eis que agora Adonias proclamou-se rei e tu, senhor meu rei, nem ficaste sabendo disso!’ 19 Adonias imolou grande número de bois, bezerros cevados e ovelhas, e convidou todos os filhos do rei, como também o sacerdote Abiatar, e Joabe, general do exército, mas não convidou o teu servo Salomão! 20 No entanto, é para ti, senhor meu rei, que todo o Israel dirige o seu olhar, para que lhe indiques pessoalmente, quem haverá de sentar-se depois de ti sobre o trono que te pertence, ó meu senhor e rei. 21 De outro modo, assim que o rei, meu senhor, descansar na companhia de seus antepassados, eu e o teu filho Salomão seremos julgados e tratados como traidores!” 22 Ela ainda estava argumentando com o rei, quando chegou o profeta Natã. 23 E anunciaram ao rei: “O profeta Natã deseja ver o rei!” Ele se aproximou do rei e se prostrou diante dele, com o rosto em terra. 24 Então declarou Natã: “ Senhor meu rei, acaso afirmaste: ‘Adonias reinará depois de mim e sentar-se-á no meu trono.’? 25 Porquanto ele desceu hoje para imolar grande quantidade de bois, bezerros cevados e ovelhas, tendo convocado todos os filhos do rei, os oficiais do exército, e exclamou: ‘Viva o rei Adonias!’ 26 Mas não convidou a mim, teu servo, nem o sacerdote Zadoque, nem Benaia, filho de Joiada, nem teu servo Salomão. 27 Porventura isto aconteceu por ordem do senhor meu rei, sem que tenhas informado a teus servos mais próximos quem sucederia no trono ao senhor meu rei?” 28 Então prontamente o rei Davi ordenou: “Chamai para mim Bate-Seba!” E ela entrou e postou-se em pé diante dele. 29 Em seguida proferiu o rei um juramento: “Juro por Yahweh, o Nome do SENHOR, o qual me livrou de todas as adversidades, 30 que, certamente, ainda hoje mesmo vou executar o que prometi em o Nome do SENHOR, o Deus de Israel. Eis que o meu filho Salomão me sucederá como rei e ocupará o meu trono em meu lugar!” 31 No mesmo instante Bate-Seba prostrou-se, com o rosto rente ao chão, e, ajoelhando-se perante o rei, exclamou: “Viva para todo o sempre o rei Davi, meu senhor!” 32 Logo depois o rei Davi ordenou: “Chamai para mim o sacerdote Zadoque, o profeta Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões:Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões: Gerson G. Ramos.Gerson G. Ramos. e-mail:e-mail: ramos@advir.comramos@advir.com
  4. 4. Natã e Benaia, filho de Joiada!” Assim que eles se apresentaram ao rei, 33 ele os orientou, dizendo: “Tomai convosco os conselheiros do vosso rei, fazei com que meu filho Salomão monte sobre minha mula e conduzi-o até Giom. 34 Ali o sacerdote Zadoque e o profeta Natã o ungirão rei sobre todo o Israel. Nesse momento tocareis o Shofar, a trombeta e bradareis: ‘Viva o rei Salomão!’ 35 Depois tornareis a subir atrás dele e ele virá a sentar-se no meu trono e passará a reinar em meu lugar, pois foi a ele que instituí governante sobre todo Israel e Judá!” 36 Benaia, filho de Joiada, declarou ao rei: “Amém! Assim seja! E que Yahweh, o Deus do rei, meu senhor, confirme isso. 37 Assim como Yahweh permaneceu com o rei, meu senhor, de igual modo esteja Ele com Salomão a fim de que ele exerça um reinado ainda mais portentoso que o reinado de meu senhor; o rei Davi!” 38 Desceram, portanto, o sacerdote Zadoque, o profeta Natã, Benaia, filho de Joiada, os queretitas e os peletitas e convenceram Salomão a montar a mula particular do rei Davi e o escoltaram até Giom. 39 O sacerdote Zadoque apanhou na Tenda o chifre com óleo sagrado e ungiu Salomão. Logo depois tocaram o Shofar, a trombeta e todo o povo bradou: “Viva o rei Salomão!” 40 Em seguida, todo o povo se organizou e subiu atrás dele, tocando flautas e celebrando, com tanta animação que o chão tremia com o barulho da multidão. 41 Adonias e todos os seus convidados foram informados sobre o que estava acontecendo pouco antes de terminarem o banquete que haviam servido. Assim que Joabe ouviu o toque do Shofar indagou assustado: “O que significam esses brados e esse alvoroço na cidade?” 42 Estava ainda a falar quando chegou Jônatas, filho do sacerdote Abiatar, e Adonias o recebeu com estas palavras: “Entra, pois és homem honesto e certamente trazes boas notícias!” 43 Diante disso Jônatas lhe replicou: “De fato; o rei Davi, nosso senhor, acaba de proclamar Salomão rei! 44 O rei mandou junto com ele o sacerdote Zadoque, o profeta Natã, Benaia, filho de Joiada, os queretitas e os peletitas, e eles o fizeram montar a mula particular do rei. 45 A seguir o sacerdote Zadoque e o profeta Natã o ungiram rei junto à fonte de Giom. De lá eles retornaram celebrando e gritando de alegria, e a cidade está sob grande tumulto e exaltação. É precisamente esse o barulho que acabais de ouvir. 46 Além disso, Salomão já está sentado no trono real, 47 e até mesmo os servos e oficiais do rei já foram saudar e felicitar o rei Davi, nosso senhor, auspiciando: ‘Que teu Deus glorifique o nome de Salomão mais ainda que o teu e que ele engrandeça seu trono mais do que o teu!’ E o rei curvou-se reverentemente sobre seu leito, 48 e exclamou: ‘Bendito seja Yahweh, Deus de Israel, que permitiu que meus olhos vissem hoje um de meus descendentes sentar-se sobre o meu trono!’” 49 Então todos os convidados de Adonias entraram em pânico, levantaram-se depressa e cada qual partiu para um lado. 50 Adonias, temendo Salomão, levantou-se e foi se agarrar aos chifres do altar. 51 O fato foi comunicado a Salomão, com estas palavras: “Eis que Adonias ficou apavorado com o que o rei Salomão poderia lhe fazer e se agarrou às pontas do altar, suplicando: Que o rei Salomão me jure que não mandará acabar com a vida deste seu servo ao fio da espada!” 52 Então Salomão garantiu: “Se ele se portar como uma pessoa leal, nem sequer um de seus cabelos lhe será arrancado; todavia se for surpreendido agindo desonestamente, ele certamente pagará com a própria vida!” 53 E o rei Salomão ordenou que alguns soldados fossem até ele e o fizessem descer do altar. E Adonias foi trazido a presença do rei e curvou-se solenemente diante da majestade de Salomão, que lhe ordenou: “Vai em paz para a tua casa!” 1Rs 2:26, (KJA); 26 Ao sacerdote Abiatar, o rei ordenou: “Vai para Anatote, para a tua propriedade, porque és digno de morte, mas não te farei morrer hoje, porque carregaste a Arca de Yahweh diante do rei Davi, meu pai, e compartilhaste todas as provações de meu pai!”. Depois de se ter fortalecido no trono, Salomão, num conflito com Adonias referente à sucessão, removeu Abiatar do sacerdócio e o exilou em sua cidade natal, Anatote, que, segundo se crê, ficava cerca de 5 km a nordeste de Jerusalém. Hilquias, pai de Jeremias, era membro de uma família sacerdotal que morava em Anatote. Alguns têm especulado que a família de Jeremias talvez fosse descendente de Abiatar. Seja como for, sabemos que o jovem profeta vinha de uma linhagem importante (Jr 1:1). Podemos ver que, ao longo da História, o Senhor chamou para o ofício profético todos os tipos de pessoas: pastores, mestres, pescadores, sacerdotes e outros. “Membro do sacerdócio levítico, Jeremias havia sido educado desde a infância para a santa função. Nesses felizes anos de preparação, pouco imaginara ele que havia sido consagrado desde o nascimento para ser ‘profeta às nações’; quando veio o divino chamado, ele se sentiu oprimido com o senso de sua indignidade. ‘Ah Senhor Deus!’, ele exclamou, ‘Eis que não sei falar, porque não passo de uma criança’. Jr 1:5, 6. (Ellen G. White, Profetas e Reis, p. 407). Os sacerdotes deviam ser os líderes morais e espirituais da nação; haviam recebido importantes funções que Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões:Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões: Gerson G. Ramos.Gerson G. Ramos. e-mail:e-mail: ramos@advir.comramos@advir.com
  5. 5. afetavam quase todas as áreas da vida espiritual do país. Alguns haviam sido fiéis à tarefa; outros a haviam desrespeitado e transgredido de maneiras que nem podemos imaginar. Como veremos no livro de Jeremias, o profeta tinha palavras muito fortes a dizer contra esses sacerdotes infiéis, que haviam se demonstrado indignos das responsabilidades e do chamado que lhes haviam sido confiados. Quais são suas responsabilidades espirituais no lar, na igreja e em qualquer outra parte? Se um profeta falasse com você sobre essas responsabilidades, o que ele diria? ❉ Terça - O chamado profético de Jeremias Ano Bíblico: Zc 1–4 ● 3. Leia Jeremias 1:1-5. O que a passagem diz sobre o chamado de Jeremias? Jr 1:1-5, (RA); 1 As palavras de Jeremias, filho de Hilquias, um dos sacerdotes que estavam em Anatote, na terra de Benjamim; 2 ao qual veio a palavra do Senhor, nos dias de Josias, filho de Amom, rei de Judá, no décimo terceiro ano do seu reinado; 3 e lhe veio também nos dias de Jeoiaquim, filho de Josias, rei de Judá, até o fim do ano undécimo de Zedequias, filho de Josias, rei de Judá, até que Jerusalém foi levada em cativeiro no quinto mês. 4 Ora veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: 5 Antes que eu te formasse no ventre te conheci, e antes que saísses da madre te santifiquei; às nações te dei por profeta. Assim como outros profetas do Antigo Testamento (e como Paulo, no Novo; ver Gl 1:1; Rm 1:1), Jeremias foi claro a respeito de quem o havia chamado. Ele foi muito claro nesses versos e, na verdade, em todo o seu livro, quanto ao fato de que a mensagem transmitida era a “palavra do Senhor”, que ele havia recebido. Sem dúvida, foi essa ardente convicção que o capacitou a seguir em frente, apesar da intensa oposição, bem como do trabalho árduo, do sofrimento e das provações. O chamado de Jeremias aconteceu no décimo terceiro ano do reinado de Josias, que é datado aproximadamente entre 627 e 626 a.C. Não sabemos o ano exato em que o profeta nasceu, nem sua idade exata ao iniciar seu ministério. Em sua mente, porém, como veremos, ele se julgava uma criança, alguém jovem demais para a tarefa que lhe fora dada. ● 4. Leia Jeremias 1:4, 5. Que certeza e conforto o profeta deve ter extraído dessas palavras? Jr 1:4-5, (RA); 4 Ora veio a mim a palavra do Senhor, dizendo: 5 Antes que eu te formasse no ventre te conheci, e antes que saísses da madre te santifiquei; às nações te dei por profeta. O chamado profético de Jeremias aconteceu antes de seu nascimento. Deus o separou para ser profeta desde o momento de sua concepção. As palavras “te consagrei” (v. 5) são traduzidas de um verbo que significa, entre outras coisas, “ser santificado”, “ser santo” e “santificar”. Definitivamente, o termo tem uma conotação sagrada e religiosa, ligada também ao próprio serviço do santuário. Na verdade, a palavra para “santuário” vem da mesma raiz. A ideia contida nela é que algo ou alguém é “separado para um propósito santo”. Isso é o que Deus havia planejado para Jeremias, mesmo antes de seu nascimento. Esses textos não ensinam a preexistência humana nem a predestinação, mas a presciência divina. Deus conhece o fim desde o princípio. Que conforto encontramos nessa verdade, em meio às provações que enfrentamos? ❉ Quarta - Profetas relutantes Ano Bíblico: Zc 5–8 Apesar da certeza dada pelo Senhor de que Jeremias havia sido divinamente escolhido para aquela tarefa, o jovem ficou assustado e não se considerou à altura dela. Talvez por conhecer a má condição espiritual da época, e por saber o que precisava ser feito, Jeremias não queria aquele trabalho. ● 5. Compare Jeremias 1:6 com Isaías 6:5 e Êxodo 4:10-15. Que pontos esses incidentes têm em comum? Jr 1:6, (RA); 6 Então disse eu: Ah, Senhor Deus! Eis que não sei falar; porque sou um menino. 7 Mas o Senhor Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões:Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões: Gerson G. Ramos.Gerson G. Ramos. e-mail:e-mail: ramos@advir.comramos@advir.com
  6. 6. me respondeu: Não digas: Eu sou um menino; porque a todos a quem eu te enviar, irás; e tudo quanto te mandar dirás. Is 6:5, (RA); 5 Então disse eu: Ai de mim! pois estou perdido; porque sou homem de lábios impuros, e habito no meio dum povo de impuros lábios; e os meus olhos viram o rei, o Senhor dos exércitos! Ex 4:10-15, (RA); 10 Então disse Moisés ao Senhor: Ah, Senhor! eu não sou eloqüente, nem o fui dantes, nem ainda depois que falaste ao teu servo; porque sou pesado de boca e pesado de língua. 11 Ao que lhe replicou o Senhor: Quem faz a boca do homem? ou quem faz o mudo, ou o surdo, ou o que vê, ou o cego?. Não sou eu, o Senhor? 12 Vai, pois, agora, e eu serei com a tua boca e te ensinarei o que hás de falar. 13 Ele, porém, respondeu: Ah, Senhor! envia, peço-te, por mão daquele a quem tu hás de enviar. 14 Então se acendeu contra Moisés a ira do Senhor, e disse ele: Não é Arão, o levita, teu irmão? eu sei que ele pode falar bem. Eis que ele também te sai ao encontro, e vendo-te, se alegrará em seu coração. 15 Tu, pois, lhe falarás, e porás as palavras na sua boca; e eu serei com a tua boca e com a dele, e vos ensinarei o que haveis de fazer. Independentemente das razões que tinham, nenhum desses homens se sentiu à altura da tarefa. Talvez este fosse um pré-requisito essencial para a função de profeta: o senso da própria indignidade e incapacidade diante de uma tarefa tão crucial e importante. Um porta-voz do Criador? Não é de admirar que eles recuassem diante da tarefa, pelo menos no princípio. Note, igualmente, a primeira resposta de Jeremias após ser chamado. Ele falou imediatamente sobre sua incapacidade de falar bem, como fez Moisés. Isaías também, em sua resposta, mencionou sua boca e seus lábios. Em todos os casos, eles sabiam que, ainda que seu chamado envolvesse outras coisas, envolveria também a fala e a comunicação. Eles receberiam mensagens de Deus e, portanto, teriam a responsabilidade de proclamá-las a outros. Diferentemente de hoje, quando poderiam fazer um site na internet ou enviar uma mensagem de texto, frequentemente a comunicação teria que ser face a face. Imagine ter que se colocar diante de líderes hostis ou de pessoas rebeldes e dizer-lhes palavras incisivas de repreensão e advertência! É compreensível a relutância desses homens que em breve se tornariam profetas. ● 6. Leia Jeremias 1:7-10. Qual foi a resposta de Deus a Jeremias? Por que essa resposta traz esperança e uma promessa com relação ao que cremos que Deus nos chamou para fazer? Jr 1:7-10, (RC); 7 Mas o SENHOR me disse: Não digas: Eu sou uma criança; porque, aonde quer que eu te enviar, irás; e tudo quanto te mandar dirás. 8 Não temas diante deles, porque eu sou contigo para te livrar, diz o SENHOR. 9 E estendeu o SENHOR a mão, tocou-me na boca e disse-me o SENHOR: Eis que ponho as minhas palavras na tua boca. 10 Olha, ponho-te neste dia sobre as nações e sobre os reinos, para arrancares, e para derribares, e para destruíres, e para arruinares; e também para edificares e para plantares. ❉ Quinta - A vara de amendoeira Ano Bíblico: Zc 9–11 O profeta é uma testemunha de Deus; sua tarefa é falar, não em seu próprio nome, mas unicamente como representante de Deus. Jeremias não foi chamado com a finalidade de encontrar soluções para os problemas da nação, nem para se tornar um grande personagem ou líder carismático a quem o povo seguisse. Jeremias teve a missão singular de transmitir as palavras de Deus ao povo e aos líderes. A ênfase não estava no ser humano nem em seu potencial, mas na soberania e no poder de Deus. O profeta devia levar as pessoas ao Senhor, em quem, unicamente, estava a solução de todos os seus problemas. E não é diferente para nós. ● 7. Qual foi o assunto das primeiras visões de Jeremias? Jr 1:11-19 Jr 1:11-19, (JFA-RC); 11 Ainda veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: Que é que vês, Jeremias? E eu disse: Vejo uma vara de amendoeira. 12 E disse-me o SENHOR: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para a cumprir. 13 E veio a mim a palavra do SENHOR, segunda vez, dizendo: Que é que, vês? E eu disse: Vejo uma panela a ferver, cuja face está para a banda do Norte. 14 E disse-me o SENHOR: Do Norte se descobrirá o mal sobre todos os habitantes da terra. 15 Porque eis que eu convoco todas as famílias dos reinos do Norte, diz o SENHOR; e virão, e cada um porá o seu trono à entrada das portas de Jerusalém, e contra Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões:Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões: Gerson G. Ramos.Gerson G. Ramos. e-mail:e-mail: ramos@advir.comramos@advir.com
  7. 7. todos os seus muros em redor, e contra todas as cidades de Judá. 16 E eu pronunciarei contra eles os meus juízos, por causa de toda a sua malícia; pois me deixaram a mim, e queimaram incenso a deuses estranhos, e se encurvaram diante das obras das suas mãos. 17 Tu, pois, cinge os teus lombos, e levanta-te, e dize-lhes tudo quanto eu te mandar; não desanimes diante deles, porque eu farei com que não temas na sua presença. 18 Porque eis que te ponho hoje por cidade forte, e por coluna de ferro, e por muros de bronze, contra toda a terra, e contra os reis de Judá, e contra os seus príncipes, e contra os seus sacerdotes, e contra o povo da terra. 19 E pelejarão contra ti, mas não prevalecerão contra ti; porque eu sou contigo, diz o SENHOR, para te livrar. As versões bíblicas, em sua maioria, traduzem a expressão hebraica no verso 11 como “vara de amendoeira”. Essa tradução, porém, deixa de refletir o jogo de palavras que há no hebraico. A palavra traduzida como “amendoeira” vem da mesma raiz do verbo “vigiar” ou “velar”, que aparece no verso 12, quando o Senhor diz que velará sobre Sua palavra para cumpri-la. Alguém poderia argumentar que a mensagem central de todo o livro de Jeremias se encontra nos versos 11 e 12. Deus é o Senhor da graça e do perdão. Se Seu povo abandonar o pecado, Ele é fiel para perdoá-lo e restaurá-lo; mas, se não abandonar o pecado, Ele é igualmente fiel para cumprir Suas palavras de juízo e punição. Como podemos ver, as palavras de Deus não foram apenas para o povo. O Senhor estava falando diretamente ao próprio Jeremias, admoestando-o a se preparar para a oposição que enfrentaria. Não importando o que acontecesse, Jeremias podia acreditar nestas palavras de Deus: “Eu Sou contigo” (Jr 1:8). Como veremos, ele precisaria dessa certeza. Será que todos precisamos dela? Leia Mateus 28:20. Mt 28:19-20, (RC); 19 Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; 20 ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos. Amém! Que certeza podemos encontrar nessas palavras? ❉ Sexta - Estudo adicional Ano Bíblico: Naum Martinho Lutero escreveu a respeito do profeta na introdução de seu comentário sobre o livro de Jeremias: “Jeremias foi um profeta triste, que viveu num período difícil e deplorável e, o que é pior, seu ofício profético foi extremamente difícil, pois ele estava trabalhando e lutando com um povo perverso e teimoso. Aparentemente, ele não alcançou muito sucesso, porque viu seus inimigos se tornarem cada vez mais ímpios. Eles tentaram matar o profeta várias vezes. Perseguiram-no severamente, açoitando-o diversas vezes. Contudo, ele viveu para ver pessoalmente seu país ser devastado e seu povo ser levado para o exílio.” Ellen G. White escreveu: “Por quarenta anos, Jeremias devia estar diante da nação como testemunha da verdade e da justiça. Num tempo de apostasia sem paralelo, ele devia exemplificar na vida e no caráter a adoração ao verdadeiro Deus. Durante os terríveis cercos de Jerusalém, ele seria o porta-voz do Senhor. Prediria a queda da casa de Davi, e a destruição do belo templo construído por Salomão. Quando aprisionado por causa de suas corajosas afirmações, devia ainda falar contra o pecado nos lugares altos. Desprezado, odiado, rejeitado pelos homens, ele haveria de testemunhar finalmente o cumprimento literal de suas profecias de iminente condenação e partilhar da tristeza e dor que se seguiriam à destruição da cidade condenada” (Profetas e Reis, p. 408). Perguntas para reflexão Como adventistas do sétimo dia, uma das coisas mais tristes, mas que deve nos fazer pensar, é o fato de Deus ter advertido Jeremias de que ele enfrentaria grande oposição por parte de seu próprio povo. Leia novamente Jeremias 1:17-19. Quais pessoas lutariam contra ele? Que terrível lição devemos aprender com isso? Isto é, Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões:Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões: Gerson G. Ramos.Gerson G. Ramos. e-mail:e-mail: ramos@advir.comramos@advir.com
  8. 8. qual é nossa atitude para com a palavra profética dirigida a nós, especialmente quando ouvimos coisas das quais não gostamos? Como a citação acima, de Ellen White, expressa a terrível verdade de que as próprias pessoas que deviam revelar o verdadeiro Deus ao mundo estavam lutando contra Ele, ao insultar e atacar Seu porta-voz? (Ver também Ec 1:9.) Respostas sugestivas: 1. Se abandonasse seus maus caminhos, o povo viveria e seria abençoado; se não abandonasse o pecado, o juízo viria e traria destruição. 2. Abiatar apoiou Adonias em sua conspiração contra Salomão. 3. Veio a ele a palavra do Senhor. Foi o Senhor que o chamou; isso aconteceu no 13o ano do reinado de Josias. 4. A certeza e o conforto de saber que Deus o havia escolhido antes de seu nascimento, e o havia separado para essa santa tarefa. 5. As pessoas chamadas se sentiram incapazes e indignas diante do chamado profético. 6. Ele não devia dizer que era incapaz para a tarefa, mas que devia fazer tudo o que Deus lhe ordenasse. O Senhor estaria com ele para livrá-lo e colocaria Suas palavras na boca do profeta. Se isso foi verdade com relação a Jeremias, também é verdade em relação a nós, quando Deus nos chama a fazer algo para Ele. 7. A vara de amendoeira, simbolizando que Deus vigia sobre Sua palavra para a cumprir, e a panela ao fogo, com a boca voltada para o norte, simbolizando o juízo que viria, caso o povo não se arrependesse. Auxiliar - Resumo Missionários Texto-chave: Jeremias 1:1-12 O aluno deverá: Conhecer: A experiência do chamado de Jeremias, reconhecendo que possivelmente sua relutância em aceitar o chamado de Deus foi o que mais o tornou qualificado para a tarefa. Sentir: Que Deus lida ternamente com os sentimentos de incapacidade das pessoas diante das tarefas que Ele apresenta a elas. Fazer: Prestar mais atenção ao chamado de Deus e deixar que Ele o capacite para fazer Sua vontade. Esboço I. Conhecer: O chamado de Jeremias A. Por que o chamado de Deus para que Jeremias fosse um profeta foi tão difícil de ser aceito? B. Quais são os critérios que Deus usa ao escolher pessoas para fazer Sua vontade, e como eles se aplicam ao chamado de Jeremias (e de outros profetas)? II. Sentir: A própria incapacidade A. Como Deus lidou com a relutância de Jeremias em aceitar o chamado? B. Como lidamos com sentimentos de incapacidade quando nos sentimos esmagados diante das tarefas que temos pela frente? III. Fazer: Ouvir o chamado de Deus A. Como você pode desenvolver a disciplina espiritual de ouvir a Deus diariamente? B. Quais são as coisas que o impedem de atender ao chamado de Deus? Resumo: A reação inicial de Jeremias ao chamado de Deus não foi positiva porque ele sabia (1) das dificuldades que encontraria e (2) que não estava à altura do desafio. Contudo, Deus agiu ternamente para com ele, acalmando seus temores e capacitando-o a transmitir Suas palavras ao povo de Judá. Ciclo do Aprendizado Motivação Focalizando as Escrituras: Jeremias 1:4-9 Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões:Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões: Gerson G. Ramos.Gerson G. Ramos. e-mail:e-mail: ramos@advir.comramos@advir.com
  9. 9. Conceito-chave para o crescimento espiritual: Muitas vezes, reagimos como Jeremias, isto é, procuramos “boas” desculpas para recusar o chamado divino. Talvez nosso chamado não seja para o ministério profético, mas cada um de nós tem uma obra a fazer. Devemos crer que Deus sabe o que somos e o que não somos capazes de fazer. Ele nos capacitará e preparará para fazer Sua vontade. Para o professor: Iniciamos o estudo sobre o livro de Jeremias concentrando-nos em seu chamado. Os profetas do Antigo Testamento começavam seu ministério depois de receber o chamado de Deus. Esta lição apresenta a oportunidade para que o professor discuta como podemos vencer os sentimentos de inadequação que experimentamos ao olhar para a tarefa que Deus coloca diante de nós. A lição retrata um Deus que lida amorosamente com nossos medos, mas que também nos encoraja e nos capacita a seguir em frente. É importante que a classe entenda que todos recebemos o chamado de Deus, mesmo que seja “apenas” para começar um pequeno grupo de estudos bíblicos em nossa casa. Parábola de abertura Certo homem estava esperando o chamado de Deus para ir ao campo missionário. Uma amiga foi visitá-lo e o encontrou sentado em frente ao telefone. Ela lhe perguntou o que ele estava fazendo. Ele disse que estava esperando um chamado para ir ao campo missionário. Ela ficou impressionada com a importância do chamado. Ao mesmo tempo, quando olhou pela janela, viu uma senhora idosa com dificuldade para carregar algumas sacolas pesadas enquanto atravessava a rua. Saiu correndo para ajudar a senhora e, quando voltou, seu amigo ainda estava sentado em frente ao telefone. Quando ia se sentar, ouviu um vizinho pedindo ajuda e saiu correndo para ver o que podia fazer. Aconteceu mais umas duas ou três vezes aquele mesmo tipo de situação em que ela saía para ajudar as pessoas enquanto o amigo ficava olhando fixamente para o telefone. Finalmente, o telefone tocou e ele o atendeu entusiasticamente, mas depois seu semblante se abateu e ele passou à amiga o telefone, dizendo que era para ela a ligação. Ela estava sendo chamada para o campo missionário. Pergunte aos alunos de sua classe onde é o campo missionário deles e peça que eles sugiram o que Deus poderia chamá-los a fazer. Compreensão Para o professor: Jeremias tem sido chamado de “o profeta chorão”, o que está relacionado à mensagem de tristeza que ele teve que proclamar ao longo do seu ministério profético. Seu ministério ocorreu antes do início do exílio babilônico e durante o exílio. Como Jesus, Jeremias foi um homem de dores, e sua fidelidade a Deus, bem como suas lutas, podem nos encorajar ao enfrentarmos os momentos turbulentos do fim da história terrestre. Comentário Bíblico O capítulo 1 de Jeremias é o foco do estudo desta semana. Pode ser dividido em três seções principais que estão relacionadas ao chamado profético de Jeremias. I. Jeremias em sua época (Recapitule com a classe Jeremias 1:1-3.) Os versos 1 a 3 servem como introdução ao livro de Jeremias, apresentando o contexto do chamado e do ministério do profeta. Eles também estabelecem as credenciais do profeta, mencionando sua genealogia sacerdotal e a maneira pela qual Deus falou com Seu servo: “A ele veio a palavra do Senhor” (Jr 1:2). A frase poderia ser literalmente traduzida como: “A ele aconteceu/ocorreu/sucedeu a palavra do Senhor.” Ela é encontrada repetidamente nas experiências que envolveram o chamado de profetas do Antigo Testamento (por exemplo, Jn 1:1, Mq 1:1), e aponta para o fato de que, quando Deus chama, isso não é apenas um fenômeno audível, mas um evento dinâmico que reflete o poder de Deus como Criador, poder que transforma aquilo em que Ele toca (ver Is 55:11). Quando Deus fala, as coisas começam a acontecer. Pense nisto: De que maneira a Palavra de Deus ainda está “acontecendo” hoje em nossa vida? Como podemos experimentar o poder transformador dessa Palavra? Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões:Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões: Gerson G. Ramos.Gerson G. Ramos. e-mail:e-mail: ramos@advir.comramos@advir.com
  10. 10. II. O chamado e as visões de Jeremias (Recapitule com a classe Jeremias 1:4-16.) A expressão “a palavra do Senhor” ocorre mais três vezes no capítulo 1 (v. 4, 11, 13), introduzindo o chamado de Jeremias e suas duas outras visões subsequentes. A designação de Jeremias como “profeta às nações” (v. 5) é descrita na terminologia da criação, sendo mencionado o fato de Deus “formá-lo” (NVI; este é o mesmo verbo usado em Gênesis 2:7), com o plano de chamá-lo para ser profeta. A relutância de Jeremias em aceitar o chamado de Deus teve por base o sentimento de que ele era incapaz de falar e ao fato de ser muito novo. A palavra hebraica traduzida como “criança” indica um jovem, possivelmente com cerca de 18 a 20 anos; mas também pode ser usada para se referir a uma pessoa ainda mais nova (por exemplo, 1Sm 1:24). Com tão pouca idade, ter que falar para reis e líderes deve ter intimidado Jeremias. Sua relutância ecoa as preocupações de Moisés quando recebeu o chamado (Êx 3, 4), demonstrando que essa foi uma reação que Jeremias teve em comum com vários profetas bíblicos (bem como com Ellen G. White). Tal reação não os desqualificou para a tarefa; em vez disso, permitiu que Deus mostrasse Sua força através das fraquezas deles. Deus reagiu amorosamente à relutância de Jeremias, quando não o repreendeu e ao proporcionar-lhe a certeza de Sua divina presença e livramento (Jr 1:7, 8). Deus realizou então um ato simbólico, tocando a boca de Jeremias com “a mão” (v. 9), o que representa não só purificação (ver Is 6:6, 7) como capacitação. Ele delineou a tarefa do profeta com seis verbos (Jr 1:10), quatro dos quais são negativos e dois, positivos, refletindo a ênfase da mensagem divina não só no juízo mas também nos elementos de esperança e restauração. Duas visões reforçam o cuidado de Deus para com Jeremias: a da vara de amendoeira e a da panela ao fogo. O termo para “amendoeira” no hebraico cria um trocadilho com o verbo “velar” ou “vigiar”. Assim como no antigo Israel as pessoas ficavam vigiando a chegada das flores da amendoeira quando estavam aguardando a primavera (v. 11, 12), Deus ainda estava velando por Jeremias e por Judá. A “panela ao fogo” (v. 13-16) que estava inclinada do norte para o sul se refere ao inimigo de Israel, que habitualmente vinha do norte. Embora Babilônia estivesse geograficamente a leste de Judá, os exércitos babilônicos não atravessavam o deserto, mas viajavam ao longo do rio Eufrates. Dali passavam por dentro da Síria, seguindo em direção ao sul; eles poriam seu trono à entrada das portas de Jerusalém, para vencê-la e executar os juízos de Deus contra Judá devido aos seus pecados (v. 15, 16). Pense nisto: Como você reagiria se estivesse no lugar de Jeremias? Você já experimentou o fato de que Deus “vela” pelos planos que Ele tem para sua vida? III. A promessa de Deus (Recapitule com a classe Jeremias 1:17-19.) O verso 17 chama Jeremias à ação (“cinge os lombos”, como alguém que se prepara para uma tarefa séria, ou mesmo para a batalha, prendendo na cintura as vestes longas). Mas aqueles que Deus chama, Ele também capacita. O Senhor prometeu a Jeremias que ele, como uma “cidade fortificada”, permaneceria firme contra todas as pessoas, inclusive reis, príncipes e sacerdotes (v. 18). Jeremias seria capaz de resistir ao ridículo e à hostilidade que certamente enfrentaria. A promessa final é um “oráculo” do Senhor: “Eu sou contigo” (v. 19). Pense nisto: De que forma as metáforas da cidade fortificada e da coluna de ferro são aplicáveis à nossa vida? Como podemos deixar de ser exageradamente sensíveis devido ao medo de ser ridicularizados por causa de nossa fé? Por outro lado, que perigo há em nos tornarmos insensíveis às críticas com as quais venhamos a nos deparar? Aplicação Para o professor: Pergunte à classe: Como a experiência do chamado de Jeremias pode se tornar tangível em nossa vida? É importante compreender que, embora Deus talvez não nos tenha chamado para o ministério profético, somos chamados a exercer nosso ministério específico. Talvez passemos, também, pelo mesmo Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões:Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões: Gerson G. Ramos.Gerson G. Ramos. e-mail:e-mail: ramos@advir.comramos@advir.com
  11. 11. processo de relutância e de sentimentos de inadequação pelos quais Jeremias passou. Perguntas para reflexão e aplicação 1. De que maneira é possível aplicar a experiência de Jeremias à nossa vida, embora não sejamos chamados para ser profetas? 2. Como posso vencer sentimentos de inadequação a respeito do que Deus deseja que eu faça? Criatividade e atividades práticas Para o professor: O capítulo 1 de Jeremias é fundamental para a compreensão de todo o livro e resume sua mensagem: Deus vela por Sua Palavra tanto quanto por Seu mensageiro. Ajude os membros da classe a responder positivamente quando Deus chamá-los para qualquer ministério que Ele tiver em mente para eles. Atividades individuais 1. Aprender a ouvir a voz de Deus é uma habilidade que precisa ser desenvolvida, especialmente em relação às coisas que não desejamos ouvir. Decida tirar tempo para ouvir mais a voz de Deus (por exemplo, passando alguns momentos em silêncio depois de orar). 2. Procure um parceiro de oração e conte a ele as áreas de sua vida em que você se sente incapacitado. Então, orem a Deus sobre o que vocês dois conversaram, pedindo-Lhe que remova de vocês os sentimentos de incapacidade e substitua-os por Sua força. 3. Pense sobre os planos de Deus para sua vida e conte a seu companheiro de oração como Ele tem cumprido Sua vontade em você. Planejando atividades: O que sua classe pode fazer na próxima semana como resposta ao estudo da lição? É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo sem prévia autorização da Casa Publicadora Brasileira. Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões:Pedidos, Dúvidas, Críticas, Sugestões: Gerson G. Ramos.Gerson G. Ramos. e-mail:e-mail: ramos@advir.comramos@advir.com

×