Lições Adultos Provérbios
Lição 7 - Como lidar com as contendas 7 a 14 de fevereiro
Sábado - “Melhor é um bocado seco e tr...
essa influência será determinado pelo grau de intimidade, a constância do convívio, e nosso amor e
respeito para com a pes...
da fraqueza da pecadora, e estendeu-lhe a mão pronta a ajudar. Enquanto os fariseus hipócritas denunciaram,
Jesus lhe reco...
Cristo combina os dois tipos. Ele é a rocha, Ele é a água viva. As mesmas figuras, belas e expressivas,
encontram-se em to...
questione.
► Quem conta uma história criticando outra pessoa sempre parece ter razão, até surgir alguém contando o
outro l...
forma se afaste da linha reta da verdade, está-se entregando a si mesmo ao poder de Satanás. Os que têm
aprendido de Crist...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Como lidar com as contendas_712015_GGR

290 visualizações

Publicada em

O Objetivo deste material e colocar os textos bíblicos diretos em negrito e sublinhado, somados aos escritos de Ellen White que trazem mais luz sobre o assunto, para facilitar o entendimento, e capacitar a responder as questões da lição com maior amplitude.

“Sempre darei a fonte, para que o conteúdo não seja anônimo, e todos tenham a oportunidade de achar, pesquisar e questionar”.

Que... “Deus tenha misericórdia de nós e nos abençoe; e faça resplandecer o seu rosto sobre nós. Para que se conheça na terra o teu caminho, e em todas as nações a tua salvação”. Sal. 67:1-2.

Bom Estudo!

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
290
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Como lidar com as contendas_712015_GGR

  1. 1. Lições Adultos Provérbios Lição 7 - Como lidar com as contendas 7 a 14 de fevereiro Sábado - “Melhor é um bocado seco e tranquilidade do que a casa farta de carnes e contendas”. Pv 17:1. Pv 15:15-17. (ACF); 15 Todos os dias do oprimido são maus, mas o coração alegre é um banquete contínuo. 16 Melhor é o pouco com o temor do SENHOR, do que um grande tesouro onde há inquietação. 17 Melhor é a comida de hortaliça, onde há amor, do que o boi cevado, e com ele o ódio. ❉ Domingo - O pecado e os amigos Ano Bíblico: Lv 20–22 ● 1. Leia Provérbios 17:9; 19:11. Que ideia crucial está sendo apresentada nessas passagens? Como devemos tratar as pessoas que caem? Pv 17:9. (kja); 9 Aquele que perdoa uma ofensa, cobre a transgressão e demonstra amor, mas aquele que a joga no rosto, separa os melhores amigos. Pv 19:11. (GGR); 11 A sabedoria torna o homem capaz de perdoar as ofensas e ser paciente com outras pessoas. Assim ele será respeitado pelos outros!. Tg 5:19-20. (ACF); 19 Irmãos, se algum dentre vós se tem desviado da verdade, e alguém o converter, 20 Saiba que aquele que fizer converter do erro do seu caminho um pecador, salvará da morte uma alma, e cobrirá uma multidão de pecados. 1Tm 4:15-16. (ACF); 15 Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos. 16 Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem. ► Nos textos de (Sl 85:2; Pv 17:9; 19:11; Tg 5:19-20; 1Tm 4:15-16) apreendemos que não se deve divulgar o malfeito, perseverar na repreenção do que é mal, mas tratar os errantes com brandura e consideração, para que reflitam no erro e venham a se arrepender. A resistência do caráter consiste de duas coisas: força de vontade e domínio de si mesmo. Muitos jovens confundem paixões fortes e não controladas com firmeza de caráter. A verdade, porém, é que aquele que é regido por suas paixões é um fraco. A verdadeira grandeza e nobreza do homem medem-se por sua capacidade de vencer os próprios sentimentos, e não pela capacidade desses sentimentos para vencê-lo. O homem mais forte é aquele que, conquanto sensível à ofensa, restringe ainda a paixão e perdoa os inimigos. Orientação da Criança, págs. 161 e 162. ● 2. Leia Provérbios 17:17 e 1 Coríntios 13:5-7. Como o amor ajuda a lidar com o erro de um amigo ou irmão? Pv 17:17. (JFA-RA); 17 O amigo ama em todo o tempo; e para a angústia nasce o irmão. 1Co 13:5-7. (ACF); 5 Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; 6 Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; 7 Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. ► O amigo é sempre leal mas na hora da mair dificuldade ele se torna mais que um amigo; passa a ser um querido irmão. cf. Pv 117:17; 8:24; 27:10; Toda relação que formamos, embora limitada, exerce alguma influência sobre nós. O grau a que cedemos a ramos@advir.comramos@advir.com
  2. 2. essa influência será determinado pelo grau de intimidade, a constância do convívio, e nosso amor e respeito para com a pessoa com quem nos associamos. Signs of the Times, 7 de dezembro de 1882. Vossa boa vontade, vossos atos abnegados, não serão para uns poucos favorecidos, mas para todos com quem vos associardes. Assim formareis amigos e afeições que são queridas e duradouras; vossos próprios atos se refletirão novamente sobre vós mesmos. The Youth's Instructor, 10 de novembro de 1886. Segunda - Seja justo! Ano Bíblico: Lv 23–25 ● 3. Leia Provérbios 17:10; 19:25. O que essas passagens dizem sobre a necessidade de repreensão e confrontação? Pv 17:9-10. (NVI); 9 Aquele que cobre uma ofensa promove amor, mas quem a lança em rosto separa bons amigos. 10 A repreensão faz marca mais profunda no homem de entendimento do que cem açoites no tolo. cf. Pv 10:12; 16:6. Pv 19:25. (NVI); 25 Açoite o zombador, e os inexperientes aprenderão a prudência; repreenda o homem de discernimento, e ele obterá conhecimento. ► A repreensão é indispensável para o ensino, quando um rebelde é castigado, as pessoas indecisas verão as consequências do pecado e se afastarão dele, se tornarão mais sábias; agora quando o sábio é repreendido ele fica ainda mais sábio. cf. Lv 19:17; Pv 1:5; 21:11; 19:25; 17:10; 23:9. Há necessidade hoje da voz de severa repreensão, pois graves pecados têm separado de Deus o povo. A infidelidade está depressa tornando-se moda. "Não queremos que Este reine sobre nós" (Luc. 19:14), é a linguagem de milhares. Profetas e Reis, p. 140. Aqueles que reconhecem sua necessidade de arrependimento para com Deus, e de fé em nosso Senhor Jesus Cristo, terão contrição de alma e se arrependerão de sua resistência ao Espírito do Senhor. Confessarão seu pecado em rejeitar a luz que o Céu lhes enviou tão graciosamente, e abandonarão o pecado que entristeceu e ofendeu o Espírito do Senhor. Eles se humilharão e aceitarão o poder e a graça de Cristo, reconhecendo as mensagens de advertência, repreensão e encorajamento. ... Beberão da água da vida procedente da inexaurível Fonte divina. Em uma nova e bendita experiência, lançar-se-ão sobre Cristo, tornando-se participantes da natureza divina. Review and Herald, 26 de agosto de 1890. ● 4. Leia João 8:1-11. Como Jesus lidou com o pecado aberto? Jo 8:1-11. (NVI); 1 Jesus, porém, foi para o monte das Oliveiras. 2 Ao amanhecer ele apareceu novamente no templo, onde todo o povo se reuniu ao seu redor, e ele se assentou para ensiná-lo. 3 Os mestres da lei e os fariseus trouxeram-lhe uma mulher surpreendida em adultério. Fizeram-na ficar em pé diante de todos 4 e disseram a Jesus: "Mestre, esta mulher foi surpreendida em ato de adultério. 5 Na Lei, Moisés nos ordena apedrejar tais mulheres. E o senhor, que diz? " 6 Eles estavam usando essa pergunta como armadilha, a fim de terem uma base para acusá-lo. Mas Jesus inclinou-se e começou a escrever no chão com o dedo. 7 Visto que continuavam a interrogá-lo, ele se levantou e lhes disse: "Se algum de vocês estiver sem pecado, seja o primeiro a atirar pedra nela". 8 Inclinou-se novamente e continuou escrevendo no chão. 9 Os que o ouviram foram saindo, um de cada vez, começando com os mais velhos. Jesus ficou só, com a mulher em pé diante dele. 10 Então Jesus pôs-se de pé e perguntou-lhe: "Mulher, onde estão eles? Ninguém a condenou? " 11 "Ninguém, Senhor", disse ela. Declarou Jesus: "Eu também não a condeno. Agora vá e abandone sua vida de pecado". ► Jesus não condenou a mulher, por misericórdia à perdoou e orientou-lhe para que abandonasse a vida de pecado. cf. Jo 5:14; Lc 9:56; Jo 3:17; Jo 12:47; 1Jo 4:14. “Em Seu ato de perdoar essa mulher e animá-la a viver vida melhor, resplandece na beleza da perfeita justiça o caráter de Jesus. Conquanto não tivesse usado de paliativos com o pecado, nem diminuído o sentimento da culpa, procurou não condenar, mas salvar. O mundo não tinha senão desprezo e zombaria para essa transviada mulher; mas Jesus proferiu palavras de conforto e esperança. O Inocente Se compadeceu ramos@advir.comramos@advir.com
  3. 3. da fraqueza da pecadora, e estendeu-lhe a mão pronta a ajudar. Enquanto os fariseus hipócritas denunciaram, Jesus lhe recomendou: ‘Vai-te, e não peques mais’” Jo 8:11, ARC; O Desejado de Todas as Nações, p. 462. Terça - Palavras, novamente Ano Bíblico: Lv 26, 27 ● 5. Leia Provérbios 18. Concentre-se no que essa passagem tem a dizer sobre as palavras. Que importantes conceitos são apresentados com respeito ao que dizemos ou ao que não dizemos? Pv 18:1-24. (ACF); 1 Busca satisfazer seu próprio desejo aquele que se isola; ele se insurge contra toda sabedoria. 2 O tolo não tem prazer na sabedoria, mas só em que se manifeste aquilo que agrada o seu coração. 3 Vindo o ímpio, vem também o desprezo, e com a ignomínia a vergonha. 4 Águas profundas são as palavras da boca do homem, e ribeiro transbordante é a fonte da sabedoria. 5 Não é bom favorecer o ímpio, e com isso, fazer o justo perder a questão. 6 Os lábios do tolo entram na contenda, e a sua boca brada por açoites. 7 A boca do tolo é a sua própria destruição, e os seus lábios um laço para a sua alma. 8 As palavras do mexeriqueiro são como doces bocados; elas descem ao íntimo do ventre. 9 O que é negligente na sua obra é também irmão do desperdiçador. 10 Torre forte é o nome do SENHOR; a ela correrá o justo, e estará em alto refúgio. 11 Os bens do rico são a sua cidade forte, e como uma muralha na sua imaginação. 12 O coração do homem se exalta antes de ser abatido e diante da honra vai a humildade. 13 O que responde antes de ouvir comete estultícia que é para vergonha sua. 14 O espírito do homem susterá a sua enfermidade, mas ao espírito abatido, quem o suportará? 15 O coração do entendido adquire o conhecimento, e o ouvido dos sábios busca a sabedoria. 16 Com presentes o homem alarga o seu caminho e o eleva diante dos grandes. 17 O que pleiteia por algo, a princípio parece justo, porém vem o seu próximo e o examina. 18 A sorte faz cessar os pleitos, e faz separação entre os poderosos. 19 O irmão ofendido é mais difícil de conquistar do que uma cidade forte; e as contendas são como os ferrolhos de um palácio. 20 Do fruto da boca de cada um se fartará o seu ventre; dos renovos dos seus lábios ficará satisfeito. 21 A morte e a vida estão no poder da língua; e aquele que a ama comerá do seu fruto. 22 Aquele que encontra uma esposa, acha o bem, e alcança a benevolência do SENHOR. 23 O pobre fala com rogos, mas o rico responde com dureza. 24 O homem de muitos amigos deve mostrar-se amigável, mas há um amigo mais chegado do que um irmão. 1Pe 3:8-12. (ACF); 8 E, finalmente, sede todos de um mesmo sentimento, compassivos, amando os irmãos, entranhavelmente misericordiosos e afáveis. 9 Não tornando mal por mal, ou injúria por injúria; antes, pelo contrário, bendizendo; sabendo que para isto fostes chamados, para que por herança alcanceis a bênção. 10 Porque Quem quer amar a vida, E ver os dias bons, Refreie a sua língua do mal, E os seus lábios não falem engano. 11 Aparte-se do mal, e faça o bem; Busque a paz, e siga-a. 12 Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, E os seus ouvidos atentos às suas orações; Mas o rosto do Senhor é contra os que fazem o mal. ► A língua tem poder sobre a vida e sobre a morte. Quem usa bem suas palavras desfrutará benefícios, o contrário também e verdadeiro. cf. Pv 13:3; 18:21; Mt 12:37. Se os lábios estiverem constantemente guardados de maneira que malícia alguma os corrompa, quanta miséria, sofrimento e degradação serão evitados. Se não dissermos nada que ofenda ou agrave, exceto em necessária reprovação ao pecado, que não desonre a Deus, quanta desinteligência, amargura e angústia serão evitadas. Se falarmos palavras de prazer, de esperança e fé em Deus, quanta luz poderemos fazer incidir sobre o caminho dos outros, e que se refletirá mais brilhante ainda em nossa própria vida! ... O plano de salvação, conforme está revelado nas Escrituras Sagradas, abre um caminho pelo qual o homem pode manter a felicidade e prolongar seus dias na Terra e ainda desfrutar o Céu e garantir a vida futura, que se equipara à vida de Deus. Review and Herald, 16 de outubro de 1883. ● 6. Leia Provérbios 18:4. Por que as palavras do sábio são como águas profundas? Pv 18:4. (ACF); 4 Águas profundas são as palavras da boca do homem, e ribeiro transbordante é a fonte da sabedoria. cf. Pv 20:5; Sl18:15-18. ► Águas profundas tem como sinônimos; abismo, caos, envolvimento com grande transgressão, sepultura, morte. cf. Gn 1:1-2; Sl 68:22; 69:13-15; Mq 7:19; Rm 10:7. Como símbolo profético; Ex 15:3-7; Ap 18:20-21; 9:11. A sabedoria do homem é comparada a um poço bem fundo, em contraste com a divina. ramos@advir.comramos@advir.com
  4. 4. Cristo combina os dois tipos. Ele é a rocha, Ele é a água viva. As mesmas figuras, belas e expressivas, encontram-se em toda a Bíblia. Séculos antes do advento de Cristo, Moisés O indicou como a rocha da salvação de Israel (Deut. 32:15); o salmista dEle cantou como sendo "Libertador meu" (Sal. 19:14), "Rocha da minha fortaleza" (Sal. 62:7), "Rocha que é mais alta do que eu" (Sal. 61:2), "Rocha de habitação" (Sal. 71:3), "Rocha do meu coração" (Sal. 73:26), "Rocha em que me refugiei" (Sal. 94:22). No cântico de Davi Sua graça é também descrita como águas frescas, "tranquilas" (Sal. 23:2), entre verdes pastos, ao lado das quais o Pastor celestial guia Seu rebanho. Outra vez: Tu "os farás beber da corrente das Tuas delícias; porque em Ti está o manancial da vida" (Sal. 36:8 e 9). E o sábio declara: "Ribeiro transbordante é a fonte da sabedoria." Prov. 18:4. Para Jeremias Cristo é "manancial de águas vivas" (Jer. 2:13); para Zacarias "fonte aberta... contra o pecado, e contra a impureza". Zac. 13:1. Isaías descreve-O como "uma Rocha eterna" (Isa. 26:4), "sombra de uma grande rocha em terra sedenta". Isa. 32:2. E ele recorda a preciosa promessa, trazendo vividamente à lembrança a torrente viva que flui para Israel: "Os aflitos e necessitados buscam águas, e não as há, e a sua língua se seca de sede; mas Eu, o Senhor os ouvirei, Eu o Deus de Israel os não desampararei." Isa. 41:17. "Derramarei água sobre o sedento e rios, sobre a terra seca" (Isa. 44:3); "águas arrebentarão no deserto, e ribeiros, no ermo". Isa. 35:6. Faz-se o convite: "Ó vós, todos os que tendes sede, vinde às águas." Isa. 55:1. E nas páginas finais do Volume Sagrado este convite soa de novo. O rio da água da vida, "claro como cristal", provém do trono de Deus e do Cordeiro; e o convite cheio de graça repercute através dos séculos: "Quem quiser tome de graça da água da vida." Apoc. 22:17. Patriarcas e Profetas, pág. 413. ● 7. Leia Provérbios 18:21. O que essa passagem significa? Pv 18:21. (ACF); 21 A morte e a vida estão no poder da língua; e aquele que a ama comerá do seu fruto. ► O que você diz pode salvar ou destruir vidas (inclusive a sua); portanto, use bem as suas palavras e você será recompensado. cf. 2Sm 1:16; Pv 13:3; Mt 12:37. Unicamente Aquele que conhece o coração sabe a maneira de levar o homem ao arrependimento. Só a Sua sabedoria nos pode dar êxito em alcançar os perdidos. Podeis erguer-vos inflexivelmente, pensando: "Sou mais santo do que tu", e não importa quão correto seja o vosso raciocínio ou quão verdadeiras as vossas palavras; elas jamais tocarão corações. O amor de Cristo, manifestado em palavras e atos, encontrará caminho à alma, quando a reiteração do preceito ou do argumento nada conseguiria. A Ciência do Bom Viver, págs. 163 e 164. Quarta - Dois lados de uma história Ano Bíblico: Nm 1–3 ● 8. Leia Provérbios 18:2. Por que os insensatos não precisam de tempo para formar suas opiniões? Pv 18:2. (ACF); 2 O tolo não tem prazer na sabedoria, mas só em que se manifeste aquilo que agrada o seu coração. ► Porque o homem que não tem bom senso não quer aprender das realidades da vida; quer apenas viver e expressar a base de suas emoções. cf. Pv 1:22; 18:2. Diz Salomão: "O que confia no seu próprio coração é insensato", (Prov. 28:26) e há centenas deles que se encontram entre os que professam a piedade. Diz o apóstolo: "Não ignoramos os seus ardis." II Cor. 2:11. Oh, que arte, que habilidade, que astúcia é exercida para levar os professos seguidores de Cristo a uma união com o mundo, buscando a felicidade em divertimentos mundanos, sob a ilusão de que se obtém algum bem! E desta forma os descuidados vão direto para a armadilha, lisonjeando-se de que não há mal no caminho. Testimonies, vol. 2, p. 143. ● 9. Leia Provérbios 18:17. Que ideia importante é apresentada? Pv 18:17. (NVI); 17 O primeiro a apresentar a sua causa parece ter razão, até que outro venha à frente e o ramos@advir.comramos@advir.com
  5. 5. questione. ► Quem conta uma história criticando outra pessoa sempre parece ter razão, até surgir alguém contando o outro lado da história. cf. Pv 25:8; Lc 6:42. Jesus disse: "Por que reparas tu no argueiro que está no olho de teu irmão e não vês a trave que está no teu olho?" Mat. 7:3. Suas palavras se aplicam à pessoa que é pronta em discernir um defeito nos outros. Quando pensa que descobriu uma imperfeição no caráter ou na vida, é extremamente zelosa em buscar apontá-la; mas Jesus declara que o próprio traço de caráter desenvolvido pelo fazer esta obra anticristã é, em comparação com a falta criticada, como uma trave em comparação com um argueiro. É a própria falta do espírito de paciência e amor que o leva a fazer um mundo de um simples átomo. Aqueles que nunca experimentaram a contrição de uma completa entrega a Cristo, não manifestam em sua vida a suavizadora influência do amor do Salvador. Representam mal o brando, cortês espírito do evangelho, e ferem almas preciosas, por quem Cristo morreu. Segundo a figura empregada por nosso Salvador, aquele que condescende com o espírito de censura é culpado de um pecado maior do que aquele a quem acusa; pois não somente comete o mesmo pecado, como acrescenta ao mesmo presunção e espírito de crítica. O Maior Discurso de Cristo, 125. Quinta - Seja verdadeiro Ano Bíblico: Nm 4–6 ● 10. Leia Provérbios 19. Embora muitos temas sejam apresentados, o que o capítulo diz sobre a mentira? Pv 19:1-29. (ACF); 1 Melhor é o pobre que anda na sua integridade do que o perverso de lábios e tolo. ... 9 A falsa testemunha não ficará impune; e o que profere mentiras perecerá. 10 Ao tolo não é certo gozar de deleites; quanto menos ao servo dominar sobre os príncipes! 11 A prudência do homem faz reter a sua ira, e é glória sua o passar por cima da transgressão. ... 16 O que guardar o mandamento guardará a sua alma; porém o que desprezar os seus caminhos morrerá. ... 22 O que o homem mais deseja é o que lhe faz bem; porém é melhor ser pobre do que mentiroso. 23 O temor do SENHOR encaminha para a vida; aquele que o tem ficará satisfeito, e não o visitará mal nenhum. 24 O preguiçoso esconde a sua mão ao seio; e não tem disposição nem de torná-la à sua boca. 25 Açoita o escarnecedor, e o simples tomará aviso; repreende ao entendido, e aprenderá conhecimento. 26 O que aflige o seu pai, ou manda embora sua mãe, é filho que traz vergonha e desonra. 27 Filho meu, ouvindo a instrução, cessa de te desviares das palavras do conhecimento. 28 O ímpio escarnece do juízo, e a boca dos perversos devora a iniquidade. 29 Preparados estão os juízos para os escarnecedores, e os açoites para as costas dos tolos. ► É melhor ser pobre e honesto do que ser um rico mentiroso e tolo. cf. Pv 19:1; 28:6. A sinceridade no trato e a integridade moral assegurarão o favor de Deus, e tornarão o homem uma bênção para si mesmo e para a sociedade; mas em meio da variedade de tentações que assaltam uma pessoa em qualquer parte para onde se vire, impossível é manter uma consciência limpa e a aprovação do Céu sem auxílio divino e o princípio de amar o que é reto por amor da própria justiça. Um caráter aprovado por Deus e pelo homem é preferível à riqueza. É preciso pôr-se um fundamento amplo e profundo, assentado na rocha - Cristo Jesus. Signs of the Times, 7 de fevereiro de 1884. ● 11. Leia Provérbios 19:9. Qual é a responsabilidade de uma testemunha? Pv 19:9. (ACF); 9 A falsa testemunha não ficará impune; e o que profere mentiras perecerá. ► A responsabilidade da testemunha é dizer a verdade. cf. Pv 14:5. "A falsa testemunha não ficará inocente, e o que profere mentiras não escapará". Prov. 19:5. Os homens podem pensar esconder suas más práticas aos olhos humanos; mas não podem enganar a Deus. "Todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos dAquele com quem temos de tratar." Heb. 4:13. Geazi pensava enganar Eliseu, mas Deus revelou a Seu profeta as palavras que Geazi havia dito a Naamã, bem como todo o pormenor da cena que tivera lugar entre os dois homens. A verdade é de Deus; o engano em suas variadas formas é de Satanás; e quem quer que de qualquer ramos@advir.comramos@advir.com
  6. 6. forma se afaste da linha reta da verdade, está-se entregando a si mesmo ao poder de Satanás. Os que têm aprendido de Cristo não se comunicarão "com as obras infrutuosas das trevas". Efés. 5:11. No falar, como no viver, serão simples, retos e verdadeiros; pois estão-se preparando para o companheirismo com os santos em cuja boca não se achou engano. Apoc. 14:5. Profetas e Reis, 252. ● 12. Leia Deuteronômio 24:10-22. Que importante princípio é visto, e como devemos aplicá-lo a nós mesmos e à nossa maneira de tratar os necessitados? Dt 24:10-22. (ACF); 10 Quando emprestares alguma coisa ao teu próximo, não entrarás em sua casa, para lhe tirar o penhor. 11 Fora ficarás; e o homem, a quem emprestaste, te trará fora o penhor. 12 Porém, se for homem pobre, não te deitarás com o seu penhor. 13 Em se pondo o sol, sem falta lhe restituirás o penhor; para que durma na sua roupa, e te abençoe; e isto te será justiça diante do SENHOR teu Deus. 14 Não oprimirás o diarista pobre e necessitado de teus irmãos, ou de teus estrangeiros, que está na tua terra e nas tuas portas. 15 No seu dia lhe pagarás a sua diária, e o sol não se porá sobre isso; porquanto pobre é, e sua vida depende disso; para que não clame contra ti ao SENHOR, e haja em ti pecado. 16 Os pais não morrerão pelos filhos, nem os filhos pelos pais; cada um morrerá pelo seu pecado. 17 Não perverterás o direito do estrangeiro e do órfão; nem tomarás em penhor a roupa da viúva. 18 Mas lembrar-te-ás de que foste servo no Egito, e de que o SENHOR teu Deus te livrou dali; pelo que te ordeno que faças isso. 19 Quando no teu campo colheres a tua colheita, e esqueceres um molho no campo, não tornarás a tomá-lo; para o estrangeiro, para o órfão, e para a viúva será; para que o SENHOR teu Deus te abençoe em toda a obra das tuas mãos. 20 Quando sacudires a tua oliveira, não voltarás para colher o fruto dos ramos; para o estrangeiro, para o órfão, e para a viúva será. 21 Quando vindimares a tua vinha, não voltarás para rebuscá-la; para o estrangeiro, para o órfão, e para a viúva será. 22 E lembrar-te-ás de que foste servo na terra do Egito; portanto te ordeno que faças isso. ► Não podemos entrar em contato com a divindade, sem primeiro nos aproximarmos da humanidade. O amor é o fundamento da piedade. Qualquer que seja a fé, ninguém tem verdadeiro amor a Deus se não manifestar amor desinteressado pelo seu irmão. … Não é possível que o coração em que Cristo habita seja destituído de amor. Se amarmos a Deus, porque primeiro nos amou, amaremos a todos por quem Cristo morreu. Não podemos entrar em contato com a divindade, sem primeiro nos aproximarmos da humanidade; porque nAquele que Se assenta no trono do Universo a divindade e a humanidade estão combinadas. Unidos com Cristo, estamos unidos aos nossos semelhantes pelos áureos elos da cadeia do amor. Então a piedade e compaixão de Cristo serão manifestas em nossa vida. Não ficaremos esperando os pedidos dos necessitados e infortunados. Não será necessário ouvir clamores para sentir as aflições dos outros. Atender o indigente e o sofredor será tão natural para nós como o foi para Cristo fazer o bem. Onde quer que haja um impulso de amor e simpatia, onde quer que o coração se comova para abençoar e amparar os outros, é revelada a operação do Santo Espírito de Deus. Parábolas de Jesus, págs. 384-386. Sexta - Estudo adicional Ano Bíblico: Nm 7, 8 “O espírito de tagarelice e maledicência é um dos instrumentos especiais de Satanás para semear discórdia e luta, para separar amigos e minar a fé de muitos na veracidade de nossas crenças. Os irmãos e as irmãs estão demasiadamente prontos para falar das faltas e erros que julgam existir em outros, especialmente nos que têm apresentado firmemente as mensagens de repreensão e advertência que o Senhor lhes confiou” (Ellen G. White, Testemunhos Para a Igreja, v. 4, p. 194). “Os filhos desses queixosos escutam de ouvidos abertos e recebem o veneno da desafeição. Os pais fecham assim, cegamente, os meios pelos quais poderia ser alcançado o coração dos filhos. Quantas famílias temperam suas refeições diárias com dúvidas e críticas! Dissecam o caráter de seus amigos e o servem como delicada sobremesa. Um precioso bocado de maledicência é passado ao redor da mesa, para ser comentado, não só pelos adultos, mas também pelas crianças. Nisso Deus é desonrado. Disse Jesus: ‘Quando o fizestes a um destes Meus pequeninos irmãos, a Mim o fizestes’ (Mt 25:40). Portanto, Cristo é menosprezado e profanado pelos que difamam Seus servos” (Ibid., p. 195). ramos@advir.comramos@advir.com

×