T200 O início da Igreja Cristã até Roma

533 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
533
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

T200 O início da Igreja Cristã até Roma

  1. 1. Turma 200 O início da Igreja Cristã até Roma Datas: 18/07/13 25/07/13 01/08/13 Gerson Dieter Prates Ensino Religioso
  2. 2. Conhecimentos • O judaísmo. • O mundo do Novo Testamento. • O princípio da Igreja Cristã. • A origem do papado.
  3. 3. Inspiracional
  4. 4. O judaísmo. • O Judaísmo preparou caminho para o cristianismo. – A diáspora. – Valor da religiosidade. – “Onde houvesse três famílias deveria haver uma sinagoga.” • Duas principais facções entre os judeus – os saduceus, que negavam a ressurreição e a existência de anjos – os fariseus, que aceitavam a ressurreição dos mortos.
  5. 5. O judaísmo. Saduceus e fariseus: Ambas facções tinham um forte pensamento e esperança de que o Messias viria para ser um líder e libertador político. Estabelecendo em Jerusalém a capital do mundo. Pois, os judeus guardavam consigo a Antiga Aliança que Deus fez com seu povo por meio de Moisés no monte Sinai (Gn 19.5). Eles eram o povo da Antiga Aliança, respeitados pelo povo em geral. Os judeus eram, até então, o único povo monoteísta, ou seja, que adorava um único Deus.
  6. 6. Deram origem à palavra hipócrita: O judaísmo.
  7. 7. O mundo do Novo Testamento • Influência da cultura grega: – Sócrates, 470 aC. – Platão, 427 aC. – Aristóteles, 384 aC. • Influência da cultura romana: – Os imperadores eram adorados como ídolos e divindades. Eram considerados deuses. – O foco estava no poder, na fama e na diversão. – Pensamentos político. – “O povo só precisa de pão e circo para ser dominado.” • Culturas que influenciaram o pensamento religioso.
  8. 8. 31 O SENHOR Deus diz: - Está chegando o tempo em que farei uma nova aliança com o povo de Israel e com o povo de Judá. 32 Essa aliança não será como aquela que eu fiz com os antepassados deles no dia em que os peguei pela mão e os tirei da terra do Egito. Embora eu fosse o Deus deles, eles quebraram a minha aliança. Sou eu, o SENHOR, quem está falando. 33 Quando esse tempo chegar, farei com o povo de Israel esta aliança: eu porei a minha lei na mente deles e no coração deles a escreverei; eu serei o Deus deles, e eles serão o meu povo. Sou eu, o SENHOR, quem está falando. 34 Ninguém vai precisar ensinar o seu patrício nem o seu parente, dizendo: “Procure conhecer a Deus, o SENHOR.” Porque todos me conhecerão, tanto as pessoas mais importantes como as mais humildes. Pois eu perdoarei os seus pecados e nunca mais lembrarei das suas maldades. Eu, o SENHOR, estou falando. Jeremias 31.31-34
  9. 9. O princípio da Igreja Cristã • Santa Ceia = Nova Aliança (sangue e corpo de Cristo). • Mundaça interior = espiritual. • Fé na ressurreição dos mortos para a vida eterna. • Orientação à Igreja: batizar e ensinar. “... vão a todos os povos do mundo e façam com que sejam meus seguidores, batizando esses seguidores em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e ensinando-os a obedecer a tudo o que tenho ordenado a vocês.” – Mateus 28.19-20.
  10. 10. O princípio da Igreja Cristã • Dia de Pentecostes – A vinda do Espírito Santo – A pregação de Pedro – + de 3 mil creram e foram batizados (At 4.41) – Visão missionária: de Jerusalém para o mundo • Pais apostólicos – Líderes que tinham contato direto com os doze apóstolos. – Influência do judaísmo: uma tendência um tanto quanto legalista e moralista.
  11. 11. O princípio da Igreja Cristã • Sob o império romano – Culto ao imperador – Calúnias contra os cristãos; tipo: “Colocam um menino dentro de um pão e o comem. Depois, guardam segredo.” (sobre a Santa Ceia) – No ano de 64, o Imperador Romano Nero acusou os cristãos de incendiarem Roma. – Já com Dioclesiano (284-305) foram quatro os editos imperiais para perseguição e destruição dos cristãos. – Mas, como escreveu Tertuliano: “O sangue dos mártires foi a semente da igreja.”
  12. 12. O princípio da Igreja Cristã • Sob o império romano – O Imperador Galério (292-311) mandou mutilar os cristãos. Depois, quando este ficou doente dum câncer terminal, pediu que os cristãos que oravam por ele fossem tolerados. – O Imperador Constantino, em 313, pelo “Edito de Milão”, tornou o cristianismo uma religião legalizada. – E, em 391, começa a mudar radicalmente as coisas, o Imperador Romano Teodósio proíbe o culto a outros deuses e torna o cristianismo religião oficial no Império Romano. Mas, aí a igreja cresceu por conveniência. Ser cristão começou a ser motivo para se ganhar um emprego e muitos entrevam nela sem receber instrução.
  13. 13. O princípio da Igreja Cristã • Novo momento da igreja – A igreja começou a ter uma hierarquia. – Os presbíteros obedeciam a bispos, por região. – Os da cidade tinham maior valorização e prestígios. – Começaram a existir bispos em Roma, Alexandria, Éfeso, Antioquia e Cartago. – O alto clero, formado por bispos, presbíteros e diáconos, exercia o ministério em tempo integral. – Mas, existiam bispos que mantinham negócios do mundo. Com isso, vieram os abusos. – É aí que começou a ideia do celibato para os presbíteros e bispos. Para que, sem família, eles pudessem se dedicar somente à igreja. (304 d.C.)
  14. 14. A origem do papado 25/07/13
  15. 15. Inspiracional
  16. 16. • Papa é uma expressão de carinho que significa pai. • No início, os bispos de Alexandria e Antioquia, cidades da atual Grécia, tinham mais prestigio que os bispos de Roma. • Mas, Roma sempre puxou a atenção para si própria. A origem do papado
  17. 17. A história do papado – visão 1
  18. 18. • Leão, o Grande (440-461) foi o primeiro papa. • Ele era muito ortodoxo e moderado. Se tornou herói quando enfrentou o temido Átila. • Uma das coisas que mais contribuíram para a valorização de Roma foi quando no ano de 476 o Imperador Rômulo Augusto caiu e, então, o bispo de Roma, o líder religioso, começou a governar politicamente a cidade. A origem do papado
  19. 19. • Roma que, de início perseguia o cristianismo, agora, tem como governante um líder religioso. • Foi então o bispo Leão que conseguiu, em 445, que o imperador do Vaticano II, assinasse um decreto que todos os demais bispos deveriam obedecer ao bispo de Roma. Pois, considerava- se sucessor do apóstolo Pedro. A origem do papado
  20. 20. • Em 502, o bispo Enódio de Pádua declarou que o papa pode “julgar a todos, mesmo os reis, mas ele, só pode ser julgado por Deus.” A origem do papado
  21. 21. • Foi com o papa Gregório, o Grande (590-604), que surgiu a doutrina do purgatório. • Local intermediário entre a terra e o céu segundo o qual ficam os que não eram tão bons ou tão ruins. • E, para libertá-los existe a necessidade que familiares mandem rezar missas, ascender velas e coisas do gênero. • Defendeu firmemente o celibato. • Tinha um exército e se tornou o homem mais forte da Itália. A origem do papado
  22. 22. Por causa de disputas e discordâncias, o império Grego também institui o seu próprio papa. Então, um em Roma e outro em Constantinopla. Mas, o de Constantinopla sempre teve menos força. Houve uma discussão teológica muito grande entre as partes na época porque Roma estava abusando na veneração e culto às imagens. Pois, diziam os do oriente que elas tinham sido introduzidas do culto pagão. A origem do papado
  23. 23. Qual é a natureza do papado? - visão 2
  24. 24. Vamos debater sobre o assunto?
  25. 25. Valeu à pena! “Se você não sabe onde está indo, qualquer caminho o levará lá.” – Lewis Carroll

×