Dupla 8 doc

245 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
245
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dupla 8 doc

  1. 1. DUPLA 8 REQUISITOS DO TRABALHO PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DEVE SER UTILIZADO O SIMULADOR DE REDES PACKET TRACER COM OS SEGUINTES EQUIPAMENTOS: 10 ROTEADORES 1841 10 SWITCHES 2950 DE 24 PORTAS 40 COMPUTADORES 10 SERVIDORES 1 ROTEADOR WIRELESS LIMKSYS WRT300N 1 NOTEBOOK DISTRIBUIDOS E ORGANIZADOS DA SEGUINTE FORMA: SÃO PAULO 1 ROTEADOR 1841 LIGADO A 1 SWITCH 2950-24 4 COMPUTADORES LIGADOS AO SWITCH E 1 SERVIDOR LIGADO AO SWITCH.
  2. 2. PIAUI 1 ROTEADOR 1841 LIGADO A 1 SWITCH 2950-24 4 COMPUTADORES LIGADOS AO SWITCH E 1 SERVIDOR LIGADO AO SWITCH. FORTALEZA 1 ROTEADOR 1841 LIGADO A 1 SWITCH 2950-24 4 COMPUTADORES LIGADOS AO SWITCH E 1 SERVIDOR LIGADO AO SWITCH. MARANHÃO 1 ROTEADOR 1841 LIGADO A 1 SWITCH 2950-24 4 COMPUTADORES LIGADOS AO SWITCH E 1 SERVIDOR LIGADO AO SWITCH. RIO DE JANEIRO 1 ROTEADOR 1841 LIGADO A 1 SWITCH 2950-24 4 COMPUTADORES LIGADOS AO SWITCH E 1 SERVIDOR LIGADO AO SWITCH. BAHIA 1 ROTEADOR 1841 LIGADO A 1 SWITCH 2950-24 4 COMPUTADORES
  3. 3. LIGADOS AO SWITCH E 1 SERVIDOR LIGADO AO SWITCH. PERNANBUCO 1 ROTEADOR 1841 LIGADO A 1 SWITCH 2950-24 4 COMPUTADORES LIGADOS AO SWITCH E 1 SERVIDOR LIGADO AO SWITCH. PARAIBA 1 ROTEADOR 1841 LIGADO A 1 SWITCH 2950-24 4 COMPUTADORES LIGADOS AO SWITCH E 1 SERVIDOR LIGADO AO SWITCH. MANAUS 1 ROTEADOR 1841 LIGADO A 1 SWITCH 2950-24 4 COMPUTADORES LIGADOS AO SWITCH E 1 SERVIDOR LIGADO AO SWITCH. SERGIPE 1 ROTEADOR 1841 LIGADO A 1 SWITCH 2950-24 4 COMPUTADORES LIGADOS AO SWITCH E 1 SERVIDOR LIGADO AO SWITCH.
  4. 4. ROTEADOR WIRELESS DEVE SER LIGADO AO SWITCH DA REDE DE SERGIPE ATRAVÉS DA PORTA WAN DO ROTEADOR. NOTEBOOK DEVE SER CONECTADO AO ROTEADOR WIRELEES ATRAVÉS DA CONEXÃO SEM FIO PROTEGIDA POR SENHA E COM SSID COM NOME DE UM DOS INTEGRANTES DA DUPLA. PARA ENDEREÇAR OS ROTEADORES DEVE SER UTILIZADO O SEGUINTE ESQUEMA: PARA O ROTEADOR WIRELESS O ROTEADOR SEM FIO DEVE RECEBER IP POR DHCP A LAN DO ROTEADOR SEM FIO DEVE ESTAR NA FAIXA DE IP 192.168.208.X O NOTEBOOK DEVE SER
  5. 5. CONECTADO A ESTA LAN E RECEBER TAMBEM SUAS CONFIGURAÇÕES DE IP DE FORMA AUTOMATICA. PARA INTERLIGAR OS ROTEADORES ATRAVÉS DAS PORTAS SERIAIS DIVIDA A FAIXA 208.208.208.X EM SUBREDE DE FORMA QUE FIQUE APENAS 2 ENDEREÇOS PARA QUE POSSAM ENDEREÇAR HOST S EM CADA SUBREDE, ESSAS SUBREDES DEVEM SER UTILIZADAS PARA INTERLIGAR OS ROTEADORES ATRAVÉS DAS PORTAS SERIAIS. APÓS A DIVISÃO DA FAIXA EM SUBREDE DEVE SER UTILIZADO O SEGUINTE ESQUEMA PARA ATRIBUIÇÃO DOS ENDEREÇOS. A 10º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA INTERLIGAR OS
  6. 6. ROTEADORES DE SÃO PAULO A FORTALEZA. A 11º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA INTERLIGAR OS ROTEADORES DO PIAUI A FORTALEZA A 12º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA INTERLIGAR OS ROTEADORES DE FORTALEZA AO MARANHÃO. A 13º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA INTERLIGAR OS ROTEADORES DE FORTALEZA AO RIO DE JANEIRO. A 14º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA INTERLIGAR OS ROTEADORES DO RIO DE JANEIRO A BAHIA A 15º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA INTERLIGAR OS
  7. 7. ROTEADORES DO RIO DE JANEIRO A PERNANBUCO. A 16º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA INTERLIGAR OS ROTEADORES DO RIO DE JANEIRO A PARAIBA. A 17º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA INTERLIGAR OS ROTEADORES DA PARAIBA A MANAUS. A 18º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA INTERLIGAR OS ROTEADORES DA PARAIBA A SERGIPE. A 19º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA INTERLIGAR OS ROTEADORES DA SERGIPE AO PIAUI, CRIANDO UM CAMINHO ALTERNATIVO PARA O CASO DOS LINKS QUE INTERLIGAM OS ROTEADORES DE SERGIPE A PARAIBA OU O DO PIAUI A FORTALEZA FALHAREM.
  8. 8. PARA ENDEREÇAR AS REDES LOCAIS DEVE SER UTILIZADO O SEGUINTE ESQUEMA: A FAIXA 192.168.8.X DEVE SER DIVIDIDA EM 8 SUBREDES E AS SUBREDES DEVEM SER UTILIZADAS DA SEGUINTE FORMA; A 2º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA ENDEREÇAR A REDE LOCAL DE SÃO PAULO A 3º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA ENDEREÇAR A REDE LOCAL DO PIAUI A 4º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA ENDEREÇAR A REDE LOCAL DE FORTALEZA A 5º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA ENDEREÇAR A REDE LOCAL DO MARANHÃO
  9. 9. A FAIXA 172.8.X.X DEVE SER DIVIDIDA EM 8 SUBREDES E AS SUBREDES DEVEM SER UTILIZADAS DA SEGUINTE FORMA; A 2º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA ENDEREÇAR A REDE LOCAL DE RIO DE JANEIRO A 3º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA ENDEREÇAR A REDE LOCAL DA BAHIA A 4º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA ENDEREÇAR A REDE LOCAL DE PERNANBUCO A 5º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA ENDEREÇAR A REDE LOCAL DA PARAIBA A FAIXA 18.X.X.X DEVE SER DIVIDIDA EM 16 SUBREDES E AS SUBREDES DEVEM SER UTILIZADAS DA SEGUINTE FORMA;
  10. 10. A 10º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA ENDEREÇAR A REDE LOCAL DE MANAUS A 13º SUBREDE DEVE SER UTILIZADA PARA ENDEREÇAR A REDE LOCAL DE SERGIPE OBS IMPORTANTES. PARA REALIZAÇÃO DOS TESTES DEVE SER CONFIGURADO UM SERVIDOR WEB NO SERVIDOR DE SÃO PAULO. DEVE SER CONFIGURADO UM SERVIDOR DNS HABILITDO NO SERVIDOR DO PIAUI QUE RESOLVA OS NOMES PARA O SERVIDOR WEB DE SÃO PAULO, QUE TODOS OS COMPUTADORES DO PROJETO DEVEM ACESAR O SITE HOSPEDADO EM SÃO PAULO – (OBS. A URL QUE DEVE SER
  11. 11. CRIADA COM O NOME DE UM DOS INTEGRANTES DA DUPLA) EXEMPLO: gilberto.com.br DEVE SER CONFIGURADO UM SERVIDOR WEB NO SERVIDOR DE MANAUS. DEVE SER CONFIGURADO UM SERVIDOR DNS HABILITDO NO SERVIDOR DE SERGIPE QUE APONTE PARA O SERVIDOR WEB DE MANAUS. DICAS PARA FACILITAR A EXECUÇÃO PRIMEIRO ADICIONE TODOS OS EQUIPAMENTOS E FAÇA A INTERLIGAÇÃO FISICA ENTRE TODOS ELES. EM SEGUIDA CALCULE E DIVIDA AS SUBREDES ANOTE AS NOVAS MASCARAS
  12. 12. ANOTE O ENDEREÇO INICIAL E FINAL DE CADA SUBREDE SEPARE AS SUBREDES QUE SERÃO USADAS E A ANOTE PARA QUAIS ESTADOS SERÃO UTILZADAS. ANOTE O ENDEREÇO DE REDE DE CADA ESTADO OBSERVE OS SALTOS DE CADA ROTEADOR PARA NÃO ERRAR NA HORA DE TRAÇAR AS ROTAS CONFIGURE PRMEIRAMENTE OS LINKS EXTERNOS QUE IRÃO INTERLIGAR OS ROTEADORES DEPOIS CONFIGURE A INTERFACE ETHERNET DE CADA ROTEADOR, DE PREFERENCIA ADICIONE A ESTA O PRIMEIRO IP DA SUBREDE EM QUESTÃO
  13. 13. CONFIGURE OS SERVIDORES DE DHCP DE CADA ESTADO E DOLOQUE AS ESTAÇÕES PARA RECEBER IP AUTOMATICO (DHCP). POR ULTIMO TRAÇE AS ROTAS. ABAIXO MODELO GRÁFICO DO

×