O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

A importância do planejamento carga x suporte

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio

Confira estes a seguir

1 de 2 Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (16)

Quem viu também gostou (18)

Anúncio

Semelhante a A importância do planejamento carga x suporte (20)

Anúncio

A importância do planejamento carga x suporte

  1. 1. A Importância do Planejamento Carga x Suporte Marcelo Pimenta Consultor Sênior Exagro – Excelência em Agronegócios marcelopimenta@exagro.com.br É incontestável o papel das pastagens na produção pecuária brasileira, e que elas são a nossa grande vantagem estratégica frente aos outros produtores mundiais. São a base da nossa pecuária, estando presente em 170 milhões de hectares. É incontestável também como a pecuária, como qualquer outra atividade econômica, tem suas margens diminuídas ao longo dos anos, obrigando positivamente o produtor a abandonar os conceitos tradicionais e adotar tecnologias que levem a aumento de produtividade e lucratividade. O manejo correto e planejado das pastagens implica em vários procedimentos simples, mas de extrema importância na manutenção e melhoria do maior patrimônio da fazenda, que é o pasto, e simplesmente determinam os limites dos índices produtivos da atividade. O planejamento carga x suporte é o mais básico deles, e por isso mesmo, talvez o mais importante. Ainda é muito comum na grande maioria das fazendas brasileiras dois tipos de conceito de carga animal: Um deles trabalha com muita sobra de capim nas águas e grande volume ao longo de toda a seca, normalmente em sistemas de carga fixa. O outro parte do princípio que a fazenda “tem que caber” uma quantidade determinada de animais, normalmente baseada no histórico de suporte desde os anos de sua formação, e o pasto sofre um excesso de carga constante. Os dois sistemas apresentam perdas de eficiência, em graus diferentes de gravidade. O primeiro mostra o máximo desempenho animal, e é muito eficiente em relação a preservação do capim e do solo. Porém, boa parte do capim que é produzido não é consumida, desperdiçando o potencial em se aumentar a produção por área sem aumento de custos, o que elevaria a lucratividade do sistema. No segundo, com excesso de gado constantemente, as conseqüências são devastadoras, pois além do desempenho animal ser prejudicado, o pasto se degrada, elevando os custos de manutenção e reforma. O equilíbrio entre manutenção e melhoria da condição das pastagens, respeitando a sua fisiologia e a cobertura de solo, e a obtenção da máxima produção por área, só é possível com o planejamento da carga animal x suporte dos pastos. Basicamente é composto pela
  2. 2. avaliação dos dados reais da fazenda, e de uma estimativa futura para os próximos períodos. Os seus principais pontos são: • Determinar, através de estudo de viabilidade econômica de longo prazo da propriedade, qual o sistema de produção e o nível de intensificação mais adequado para a sua realidade. • Efetuar pesagens periódicas no rebanho, criando um banco de dados de peso médio por lote e de ganhos de peso por categoria e por época do ano. • Adotar um sistema de avaliação da área efetivamente empastada, massa disponível de forragem e da taxa de acúmulo ao longo dos meses. • Adequar o sistema de produção de modo a permitir as alterações de carga necessárias para os períodos de safra e entressafra, com concentração de vendas no final da safra e/ou suplementação à pasto e confinamento na seca. • Criar e atualizar constantemente uma previsão de vendas mensais, servindo de base para o planejamento de carga e de fluxo de caixa. • Adotar disciplina nas compras, respeitando as épocas e os pesos de compra de acordo com o planejamento de carga, além do fluxo de caixa. Obviamente esse tema tem correlação com todas as outras práticas adotadas no manejo de pastagem, e vários pontos merecem ser abordados com mais detalhes, correlacionando-os ao desempenho econômico do sistema. Talvez possamos fazê-lo em outra oportunidade.

×