Missa 26.10.2014

262 visualizações

Publicada em

Missa do dia 26/10/2014

Publicada em: Design
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
262
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Missa 26.10.2014

  1. 1. O grande mandamento do amor
  2. 2. Eu quero vê, eu quero vê, eu quero vê a juventude acordar Eu quero vê, eu quero vê todo jovem ocupando seu lugar! Hoje tudo está difícil, não da nem pra acreditar Muito jovem ainda tem medo, até mesmo de esperar Mais se a gente der as mãos pra fazer um mutirão Este mundo vai mudar.
  3. 3. Eu quero vê, eu quero vê, eu quero vê a juventude acordar Eu quero vê, eu quero vê todo jovem ocupando seu lugar! Vir da roça ou da cidade, não importa o lugar Interessa é o coração, que jamais desanimar Realizando a união, os jovens darão as mãos E terão o seu lugar.
  4. 4. Eu quero vê, eu quero vê, eu quero vê a juventude acordar Eu quero vê, eu quero vê todo jovem ocupando seu lugar! Nas veredas dessa vida, há um Deus que nos conduz Nos da força e alegria, Ele é a nossa luz Ilumina o caminho a gente não está sozinho O Companheiro é Jesus!
  5. 5. 1. Senhor, tende piedade de nós. (bis) Pelo irmão que não amei, pelo mal que lhe causei, piedade. (bis) 2. Ó Cristo, tende piedade de nós. (bis) Pelo bem que eu não fiz, pela paz que eu não quis, piedade! (bis) 3. Senhor, tende piedade de nós. (bis) Pelo amor que sufoquei, pela vida que matei, piedade! (bis)
  6. 6. 1. Glória a Deus nos altos céus, paz na terra aos seus amados, a vós louvam, Rei celeste, os que foram libertados. Glória a Deus lá nos céus e paz aos seus. Amém! 2. Deus e Pai nós vos louvamos, adoramos, bendizemos; damos glória ao vosso nome, vossos dons agradecemos.
  7. 7. 3. Senhor nosso, Jesus Cristo, Unigênito do Pai, vós de Deus Cordeiro Santo, nossas culpas perdoai! Glória a Deus lá nos céus e paz aos seus. Amém! 4. Vós, que estais junto do Pai, como nosso intercessor, acolhei, nossos pedidos, atendei nosso clamor!
  8. 8. 5. Vós somente sois o Santo, o Altíssimo, o Senhor, com o Espírito Divino, de Deus Pai no esplendor. Glória a Deus lá nos céus e paz aos seus. Amém!
  9. 9. Eu vos amo, ó Senhor, Sois minha força e salvação!
  10. 10. Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia! Se alguém me ama, guardará minha palavra E o Pai o amará E a Ele nós iremos!
  11. 11. 1. A fé é compromisso que é preciso repartir Em terras bem distantes ou em nosso próprio lar. Nós somos missionários; Eis a nossa vocação. Jesus convida a todos, ai de mim se eu me calar. Nesta mesa, ó Senhor, apresentamos Pão e vinho, dons da terra e do trabalho. Pela Igreja missionária vos louvamos. Vede a messe que precisa de operários. (bis)
  12. 12. 2. Há muitos consagrados anunciando sem temer, E tantos perseguidos dando a vida pela fé. Mas quem faz de sua vida um sinal de comunhão Também dá testemunho, nos convida à conversão. Nesta mesa, ó Senhor, apresentamos Pão e vinho, dons da terra e do trabalho. Pela Igreja missionária vos louvamos. Vede a messe que precisa de operários. (bis)
  13. 13. Santo, Santo, Santo Senhor Deus do universo O céu e a terra proclamam a vossa glória! Hosana nas alturas, hosana Hosana nas alturas, hosana! Bendito aquele que vem em nome do Senhor Bendito aquele que vem em nome do Senhor!
  14. 14. O pão da vida, a comunhão, nos une a Cristo e aos irmãos. E nos ensina a abrir as mãos, para partir, repartir o pão. 1. Lá no deserto, a multidão, com fome segue o Bom Pastor. Com sede busca a nova palavra: Jesus tem pena e reparte o pão.
  15. 15. 2. Na Páscoa nova da nova lei, Jesus amou-nos até ao fim. Partiu o pão, disse: “Isto é meu corpo, por vós entregue: tomai, e comei! O pão da vida, a comunhão, nos une a Cristo e aos irmãos. E nos ensina a abrir as mãos, para partir, repartir o pão. 3. Se neste pão, nesta comunhão, Jesus, por nós, dá a própria a vida, vamos também repartir os dons, doar a vida por nosso irmão.
  16. 16. 4. Onde houver fome, reparte o pão, e tuas trevas hão de ser luz: Encontrarás Cristo no irmão, serás bendito do eterno Pai. O pão da vida, a comunhão, nos une a Cristo e aos irmãos. E nos ensina a abrir as mãos, para partir, repartir o pão. 5. Não é feliz quem não sabe dar. Quem não aprende a lição do altar, de abrir a mão e o coração, para doar-se no próprio dar.
  17. 17. 6. Abri, Senhor, estas minhas mãos, que, para tudo guardar, se fecham! Abri minh’alma, meu coração para doar-me no eterno dom! O pão da vida, a comunhão, nos une a Cristo e aos irmãos. E nos ensina a abrir as mãos, para partir, repartir o pão.
  18. 18. Santa mãe Maria, nessa travessia, cubra-nos, teu manto cor anil. Guarda nossa vida, Mãe Aparecida, Santa Padroeira do Brasil. Ave Maria! Ave Maria! Com amor divino, guarda os peregrinos nesta caminhada para o além. Dá-lhes compania pois também um dia Foste peregrina de Belém.
  19. 19. Mulher peregrina, força feminina, a mais importante que existiu. Com justiça queres que nossas mulheres sejam construtoras do Brasil. Ave Maria! Ave Maria! Com seus passos lentos, enfrentando os ventos, quando sopram noutra direção. Toda a Mãe Igreja pede que tu sejas companheira de libertação.

×