SlideShare uma empresa Scribd logo

Atividade de leitura e interpretação 9º ano

O autor começou a escrever histórias próprias aos 10 anos após inventar um final diferente para uma história lida. Na escola, ele se destacava em português mas não em matemática, o que o levou a acreditar ter jeito para escritor. Com apoio da irmã Berenice, começou a participar de concursos literários aos 12-13 anos, influenciado por autores como Edgar Wallace e Karl May.

1 de 1
Baixar para ler offline
Atividade de leitura e interpretação
Crônica: Como comecei a escrever
Fernando Sabino
Quando eu tinha 10 anos, ao narrar a um amigo uma história que havia lido, inventei
para ela um fim diferente, que me parecia melhor. Resolvi então escrever as minhas
próprias histórias.
Durante o meu curso de ginásio, fui estimulado pelo fato de ser sempre dos melhores
em português e dos piores em matemática — o que, para mim, significava que eu tinha jeito
para escritor.
Naquela época os programas de rádio faziam tanto sucesso quanto os de televisão
hoje em dia, e uma revista semanal do Rio, especializada em rádio, mantinha um concurso
permanente de crônicas sob o titulo "O Que Pensam Os Rádio-Ouvintes". Eu tinha 12, 13
anos, e não pensava grande coisa, mas minha irmã Berenice me animava a concorrer,
passando à máquina as minhas crônicas e mandando-as para o concurso. Mandava várias
por semana, e era natural que volta e meia uma fosse premiada.
Passei a escrever contos policiais, influenciado pelas minhas leituras do gênero. Meu
autor predileto era Edgar Wallace. Pouco depois passaria a viver sob a influência do livro
mais sensacional que já li na minha vida, que foi o Winnetou de Karl May, cujas aventuras
procurava imitar nos meus escritos.
A partir dos 14 anos comecei a escrever histórias "mais sérias", com pretensão
literária. Muito me ajudou, neste início de carreira, ter aprendido datilografia na velha
máquina Remington do escritório de meu pai. E a mania que passei a ter de estudar
gramática e conhecer bem a língua me foi bastante útil.
Mas nada se pode comparar à ajuda que recebi nesta primeira fase dos escritores de
minha terra Guilhermino César, João Etienne filho e Murilo Rubião - e, um pouco mais tarde,
de Marques Rebelo e Mário de Andrade, por ocasião da publicação do meu primeiro livro,
aos 18 anos.
De tudo, o mais precioso à minha formação, todavia, talvez tenha sido a amizade
que me ligou desde então e pela vida afora a Hélio Pellegrino, Otto Lara Resende e Paulo
Mendes Campos, tendo como inspiração comum o culto à Literatura.
Texto extraído do livro "Para Gostar de Ler - Volume 4 - Crônicas", Editora Ática – São Paulo, 1980, pág.
8.
Atividades:
1) O texto “Como comecei a escrever” é narrador em 1ª ou 3ª pessoa? Justifique sua
resposta com um trecho do texto.
__________________________________________________________________________
2) Quando foi que o “eu” do texto “Como comecei a escrever” iniciou suas próprias
produções textuais? E o que motivou essa produção?
__________________________________________________________________________
3) Na escola:
a) Em qual disciplina o “eu” se considerava melhor? E pior?
__________________________________________________________________________
b) E por que ele achou que tinha jeito para escritor?
__________________________________________________________________________
4) Retire do texto elementos que mostram que a história narrada aconteceu há muito tempo.
5) Quem é Berenice? E qual a importância dela na vida do “eu” do texto?
__________________________________________________________________________
6) Qual foi a mudança ocorrida na vida literária do “eu” quando este completou seus 14
anos?
__________________________________________________________________________

Recomendados

Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.docAtividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.docAtividades Diversas Cláudia
 
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANOCOLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANO
COLETÂNEA DE ATIVIDADES DO 5º ANOMara Sueli
 
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da InfânciaCaderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da Infância
Caderno de atividade - 5º ano - Programa Primeiros Saberes da InfânciaJairo Felipe
 
Sugestão de atividades de português
Sugestão de atividades de portuguêsSugestão de atividades de português
Sugestão de atividades de portuguêsRaquel Becker
 
Classes Gramaticais - Revisão
Classes Gramaticais - RevisãoClasses Gramaticais - Revisão
Classes Gramaticais - RevisãoMary Alvarenga
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amareloAtividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amareloMaria de Lourdes Lourenço
 
Conto de suspense e atividade.
Conto  de suspense e  atividade.Conto  de suspense e  atividade.
Conto de suspense e atividade.Mary Alvarenga
 
Interpretação de tirinhas menino maluquinho
Interpretação de tirinhas menino maluquinhoInterpretação de tirinhas menino maluquinho
Interpretação de tirinhas menino maluquinhoRose Tavares
 
Atividade-de-L.P-6º-ano..docx-figuras-de-linguagem-GABARITO-1.pdf
Atividade-de-L.P-6º-ano..docx-figuras-de-linguagem-GABARITO-1.pdfAtividade-de-L.P-6º-ano..docx-figuras-de-linguagem-GABARITO-1.pdf
Atividade-de-L.P-6º-ano..docx-figuras-de-linguagem-GABARITO-1.pdfSaraCristinaDamsio
 
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdfAtividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdfAndré Moraes
 
7 ano atividades complementares 4 semana
7 ano atividades complementares 4 semana7 ano atividades complementares 4 semana
7 ano atividades complementares 4 semanaWashington Rocha
 
Avaliação frase oração periodo oitavo ano
Avaliação frase oração periodo  oitavo anoAvaliação frase oração periodo  oitavo ano
Avaliação frase oração periodo oitavo anoCris Hoffmann
 
III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdfIII Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdfAndré Moraes
 
Ficha de trabalho as conjunções
Ficha de trabalho   as conjunçõesFicha de trabalho   as conjunções
Ficha de trabalho as conjunçõesTeresa Rocha
 

Mais procurados (20)

Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amareloAtividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
Atividades para as turmas 6 ao 9 anos setembro amarelo
 
Conto de suspense e atividade.
Conto  de suspense e  atividade.Conto  de suspense e  atividade.
Conto de suspense e atividade.
 
Interpretação de tirinha
Interpretação de tirinhaInterpretação de tirinha
Interpretação de tirinha
 
Interpretação de tirinhas menino maluquinho
Interpretação de tirinhas menino maluquinhoInterpretação de tirinhas menino maluquinho
Interpretação de tirinhas menino maluquinho
 
Atividade-de-L.P-6º-ano..docx-figuras-de-linguagem-GABARITO-1.pdf
Atividade-de-L.P-6º-ano..docx-figuras-de-linguagem-GABARITO-1.pdfAtividade-de-L.P-6º-ano..docx-figuras-de-linguagem-GABARITO-1.pdf
Atividade-de-L.P-6º-ano..docx-figuras-de-linguagem-GABARITO-1.pdf
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE LÍNGUA PORUGUESA
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE LÍNGUA PORUGUESAAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE LÍNGUA PORUGUESA
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE LÍNGUA PORUGUESA
 
VERBOS 6 ANO !!!!
VERBOS 6 ANO !!!!VERBOS 6 ANO !!!!
VERBOS 6 ANO !!!!
 
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdfAtividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
Atividade avaliatíva de hist 4º e 5º ano pdf
 
7 ano atividades complementares 4 semana
7 ano atividades complementares 4 semana7 ano atividades complementares 4 semana
7 ano atividades complementares 4 semana
 
Avaliação frase oração periodo oitavo ano
Avaliação frase oração periodo  oitavo anoAvaliação frase oração periodo  oitavo ano
Avaliação frase oração periodo oitavo ano
 
D13 (5º ano l.p.)
D13 (5º ano   l.p.)D13 (5º ano   l.p.)
D13 (5º ano l.p.)
 
III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdfIII Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdf
III Atividade Avaliativa de História 4º e 5º ano pdf
 
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 3...
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 3...AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 3...
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 3...
 
Word: Interpretação de texto: Jorge, o gato – 4º ou 5º ano – Modelo editável
Word: Interpretação de texto: Jorge, o gato – 4º ou 5º ano – Modelo editávelWord: Interpretação de texto: Jorge, o gato – 4º ou 5º ano – Modelo editável
Word: Interpretação de texto: Jorge, o gato – 4º ou 5º ano – Modelo editável
 
Avaliação de Língua Portuguesa - 4º bimestre - 4º ano
Avaliação de Língua Portuguesa - 4º bimestre - 4º anoAvaliação de Língua Portuguesa - 4º bimestre - 4º ano
Avaliação de Língua Portuguesa - 4º bimestre - 4º ano
 
Notícias 5º ano
Notícias 5º anoNotícias 5º ano
Notícias 5º ano
 
Ficha de trabalho as conjunções
Ficha de trabalho   as conjunçõesFicha de trabalho   as conjunções
Ficha de trabalho as conjunções
 
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA - 5º ANO - PROCESSO DE REAVALIAÇAO 2017
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA - 5º ANO - PROCESSO DE REAVALIAÇAO  2017AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA - 5º ANO - PROCESSO DE REAVALIAÇAO  2017
AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA - 5º ANO - PROCESSO DE REAVALIAÇAO 2017
 
AVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLOAVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE ENSINO RELIGIOSO: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
 
D15 (5º ano l.p.)
D15 (5º ano   l.p.)D15 (5º ano   l.p.)
D15 (5º ano l.p.)
 

Destaque

Amizade - Ensino Religioso
Amizade - Ensino ReligiosoAmizade - Ensino Religioso
Amizade - Ensino Religiosoteresavalse
 
Atividades de interpretação de texto dissertativo 3º ano
Atividades de interpretação de texto dissertativo 3º anoAtividades de interpretação de texto dissertativo 3º ano
Atividades de interpretação de texto dissertativo 3º anoMarina Alessandra
 
6º-ano-avaliação ensino religioso
 6º-ano-avaliação ensino religioso 6º-ano-avaliação ensino religioso
6º-ano-avaliação ensino religiosoDora Módolo
 

Destaque (6)

Amizade - Ensino Religioso
Amizade - Ensino ReligiosoAmizade - Ensino Religioso
Amizade - Ensino Religioso
 
Atividades lei maria da penha (1)
Atividades lei maria da penha (1)Atividades lei maria da penha (1)
Atividades lei maria da penha (1)
 
Atividades de interpretação de texto dissertativo 3º ano
Atividades de interpretação de texto dissertativo 3º anoAtividades de interpretação de texto dissertativo 3º ano
Atividades de interpretação de texto dissertativo 3º ano
 
Aval 6ºano_LP_CRUZ_CE
Aval 6ºano_LP_CRUZ_CEAval 6ºano_LP_CRUZ_CE
Aval 6ºano_LP_CRUZ_CE
 
6º-ano-avaliação ensino religioso
 6º-ano-avaliação ensino religioso 6º-ano-avaliação ensino religioso
6º-ano-avaliação ensino religioso
 
Situações-Problema - Matemática
Situações-Problema - MatemáticaSituações-Problema - Matemática
Situações-Problema - Matemática
 

Semelhante a Atividade de leitura e interpretação 9º ano

Vo entr alex_honrado_c
Vo entr alex_honrado_cVo entr alex_honrado_c
Vo entr alex_honrado_cacaciocarreira
 
Notícias Clube de Leitura
Notícias Clube de LeituraNotícias Clube de Leitura
Notícias Clube de Leituraarcbeantero
 
Notícias clube de leitura
Notícias clube de leituraNotícias clube de leitura
Notícias clube de leituraarcbeantero
 
Os sonhadores lourenço
Os sonhadores   lourençoOs sonhadores   lourenço
Os sonhadores lourençofantas45
 
O pequeno livro das grandes emoções
O pequeno livro das grandes emoçõesO pequeno livro das grandes emoções
O pequeno livro das grandes emoçõesProf. Sonia Santana
 
Manguel, a. uma história da leitura
Manguel, a. uma história da leituraManguel, a. uma história da leitura
Manguel, a. uma história da leituraNeilton Farias Lins
 
A criatividade com a literatura infanto juvenil - jose eduardo gallo
A criatividade com a literatura infanto juvenil - jose eduardo galloA criatividade com a literatura infanto juvenil - jose eduardo gallo
A criatividade com a literatura infanto juvenil - jose eduardo galloAndrezza Belota Lopes Machado
 
Biografia de Fernando Sabino
Biografia de Fernando SabinoBiografia de Fernando Sabino
Biografia de Fernando SabinoFernandabiiiia
 
Contacto junho 2015 (2)
Contacto junho 2015 (2)Contacto junho 2015 (2)
Contacto junho 2015 (2)Isabel Martins
 
Memorial - Flávia
Memorial - FláviaMemorial - Flávia
Memorial - FláviaFelipe Rosa
 
Ficha de Leitura - "Gaivotas em Terra"
Ficha de Leitura - "Gaivotas em Terra"Ficha de Leitura - "Gaivotas em Terra"
Ficha de Leitura - "Gaivotas em Terra"patricia_cunha
 
Ler e escrever%2c muito prazer.pptx
Ler e escrever%2c muito prazer.pptxLer e escrever%2c muito prazer.pptx
Ler e escrever%2c muito prazer.pptxMariaJose293956
 
Anote o título do livro que você está analisando.pdf
Anote o título do livro que você está analisando.pdfAnote o título do livro que você está analisando.pdf
Anote o título do livro que você está analisando.pdfJulio Cesar Trevisan Reis
 

Semelhante a Atividade de leitura e interpretação 9º ano (20)

Vo entr alex_honrado_c
Vo entr alex_honrado_cVo entr alex_honrado_c
Vo entr alex_honrado_c
 
Notícias Clube de Leitura
Notícias Clube de LeituraNotícias Clube de Leitura
Notícias Clube de Leitura
 
Notícias clube de leitura
Notícias clube de leituraNotícias clube de leitura
Notícias clube de leitura
 
Contacto março 2015
Contacto março 2015Contacto março 2015
Contacto março 2015
 
Contacto março 2015
Contacto março 2015Contacto março 2015
Contacto março 2015
 
Páginas amarelas
Páginas amarelas Páginas amarelas
Páginas amarelas
 
Os sonhadores lourenço
Os sonhadores   lourençoOs sonhadores   lourenço
Os sonhadores lourenço
 
O pequeno livro das grandes emoções
O pequeno livro das grandes emoçõesO pequeno livro das grandes emoções
O pequeno livro das grandes emoções
 
Como comecei a escrever
Como comecei a escreverComo comecei a escrever
Como comecei a escrever
 
Contacto abril 2017
Contacto abril   2017Contacto abril   2017
Contacto abril 2017
 
Manguel, a. uma história da leitura
Manguel, a. uma história da leituraManguel, a. uma história da leitura
Manguel, a. uma história da leitura
 
Atos de Leitura
Atos de Leitura Atos de Leitura
Atos de Leitura
 
A criatividade com a literatura infanto juvenil - jose eduardo gallo
A criatividade com a literatura infanto juvenil - jose eduardo galloA criatividade com a literatura infanto juvenil - jose eduardo gallo
A criatividade com a literatura infanto juvenil - jose eduardo gallo
 
Biografia de Fernando Sabino
Biografia de Fernando SabinoBiografia de Fernando Sabino
Biografia de Fernando Sabino
 
Contacto junho 2015 (2)
Contacto junho 2015 (2)Contacto junho 2015 (2)
Contacto junho 2015 (2)
 
Contacto dezembro 2015
Contacto dezembro 2015Contacto dezembro 2015
Contacto dezembro 2015
 
Memorial - Flávia
Memorial - FláviaMemorial - Flávia
Memorial - Flávia
 
Ficha de Leitura - "Gaivotas em Terra"
Ficha de Leitura - "Gaivotas em Terra"Ficha de Leitura - "Gaivotas em Terra"
Ficha de Leitura - "Gaivotas em Terra"
 
Ler e escrever%2c muito prazer.pptx
Ler e escrever%2c muito prazer.pptxLer e escrever%2c muito prazer.pptx
Ler e escrever%2c muito prazer.pptx
 
Anote o título do livro que você está analisando.pdf
Anote o título do livro que você está analisando.pdfAnote o título do livro que você está analisando.pdf
Anote o título do livro que você está analisando.pdf
 

Mais de Geija Fortunato

Conotacaoedenotacao 130517142755-phpapp01
Conotacaoedenotacao 130517142755-phpapp01Conotacaoedenotacao 130517142755-phpapp01
Conotacaoedenotacao 130517142755-phpapp01Geija Fortunato
 
Caderno de questoes exame de selecao 2013 subsequente
Caderno de questoes exame de selecao 2013 subsequenteCaderno de questoes exame de selecao 2013 subsequente
Caderno de questoes exame de selecao 2013 subsequenteGeija Fortunato
 
Atividades que podem ser usadas no primeiro dia de aula
Atividades que podem ser usadas no primeiro dia de aulaAtividades que podem ser usadas no primeiro dia de aula
Atividades que podem ser usadas no primeiro dia de aulaGeija Fortunato
 
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01Geija Fortunato
 
Governo lança reforma do ensino médio
Governo lança reforma do ensino médioGoverno lança reforma do ensino médio
Governo lança reforma do ensino médioGeija Fortunato
 
Exercícios classes gramaticais
Exercícios classes gramaticaisExercícios classes gramaticais
Exercícios classes gramaticaisGeija Fortunato
 
Guia semana saude_escola_2014
Guia semana saude_escola_2014Guia semana saude_escola_2014
Guia semana saude_escola_2014Geija Fortunato
 
82428046 exercicios-denotacao-e-conotacao
82428046 exercicios-denotacao-e-conotacao82428046 exercicios-denotacao-e-conotacao
82428046 exercicios-denotacao-e-conotacaoGeija Fortunato
 
63020665 vozes-verbais-exercicios-com-gabarito
63020665 vozes-verbais-exercicios-com-gabarito63020665 vozes-verbais-exercicios-com-gabarito
63020665 vozes-verbais-exercicios-com-gabaritoGeija Fortunato
 
Unidade 3 aula_powerpoint_geija
Unidade 3 aula_powerpoint_geijaUnidade 3 aula_powerpoint_geija
Unidade 3 aula_powerpoint_geijaGeija Fortunato
 
Aula com vídeo da TV Escola
Aula com vídeo da TV EscolaAula com vídeo da TV Escola
Aula com vídeo da TV EscolaGeija Fortunato
 

Mais de Geija Fortunato (11)

Conotacaoedenotacao 130517142755-phpapp01
Conotacaoedenotacao 130517142755-phpapp01Conotacaoedenotacao 130517142755-phpapp01
Conotacaoedenotacao 130517142755-phpapp01
 
Caderno de questoes exame de selecao 2013 subsequente
Caderno de questoes exame de selecao 2013 subsequenteCaderno de questoes exame de selecao 2013 subsequente
Caderno de questoes exame de selecao 2013 subsequente
 
Atividades que podem ser usadas no primeiro dia de aula
Atividades que podem ser usadas no primeiro dia de aulaAtividades que podem ser usadas no primeiro dia de aula
Atividades que podem ser usadas no primeiro dia de aula
 
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
Apresentaogeralplanejarleiva 110224062602-phpapp01
 
Governo lança reforma do ensino médio
Governo lança reforma do ensino médioGoverno lança reforma do ensino médio
Governo lança reforma do ensino médio
 
Exercícios classes gramaticais
Exercícios classes gramaticaisExercícios classes gramaticais
Exercícios classes gramaticais
 
Guia semana saude_escola_2014
Guia semana saude_escola_2014Guia semana saude_escola_2014
Guia semana saude_escola_2014
 
82428046 exercicios-denotacao-e-conotacao
82428046 exercicios-denotacao-e-conotacao82428046 exercicios-denotacao-e-conotacao
82428046 exercicios-denotacao-e-conotacao
 
63020665 vozes-verbais-exercicios-com-gabarito
63020665 vozes-verbais-exercicios-com-gabarito63020665 vozes-verbais-exercicios-com-gabarito
63020665 vozes-verbais-exercicios-com-gabarito
 
Unidade 3 aula_powerpoint_geija
Unidade 3 aula_powerpoint_geijaUnidade 3 aula_powerpoint_geija
Unidade 3 aula_powerpoint_geija
 
Aula com vídeo da TV Escola
Aula com vídeo da TV EscolaAula com vídeo da TV Escola
Aula com vídeo da TV Escola
 

Último

Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...azulassessoriaacadem3
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdfCludiaFrancklim
 
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMSOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMHisrelBlog
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...excellenceeducaciona
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...azulassessoriaacadem3
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;azulassessoriaacadem3
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...azulassessoriaacadem3
 
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...azulassessoriaacadem3
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...azulassessoriaacadem3
 
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024excellenceeducaciona
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...excellenceeducaciona
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...azulassessoriaacadem3
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...excellenceeducaciona
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...azulassessoriaacadem3
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;azulassessoriaacadem3
 
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...apoioacademicoead
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...azulassessoriaacadem3
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Mary Alvarenga
 

Último (20)

Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...Considere a imagem abaixo:  Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
Considere a imagem abaixo: Fonte: ROSA, Tomás Amado. No âmbito do Direito, a...
 
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdfPlanejamento Anual Matemática para o ENEM -  1º ano 1, 2 e 3  anos-.pdf
Planejamento Anual Matemática para o ENEM - 1º ano 1, 2 e 3 anos-.pdf
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIMSOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
SOCIOLOGIA: O PENSAMENTO DE ÉMILE DURKHEIM
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
Depois de refletir sobre essas etapas, o planejamento será registrado por mei...
 
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
2 – A data de implantação de cada tendência pedagógica no Brasil;
 
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
3. Como você (aluno) relaciona as informações coletadas na entrevista com o c...
 
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
CASO: Um determinado perito contábil, especialista em pericias trabalhistas e...
 
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
Desenvolva um texto dissertativo sobre como a experiência de Deus pode ser re...
 
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
ATIVIDADE 1 - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
 
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
A hermenêutica jurídica envolve diversos métodos e técnicas interpretativas, ...
 
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
Tendo em vista estes aspectos, a proposta dessa atividade é a elaboração de u...
 
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
Com base no exposto, sua ação nessa atividade consiste em elaborar um texto d...
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
 
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
1 – O nome de cada uma das tendências pedagógicas, em ordem cronológica;
 
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
4. Descreva como a empresa funciona e de que maneira a teoria da ORT é observ...
 
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
A partir desse panorama, suponha, então, que você foi contratado(a) pela Natu...
 
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
Letra da música Maria, Maria de Milton Nascimento
 

Atividade de leitura e interpretação 9º ano

  • 1. Atividade de leitura e interpretação Crônica: Como comecei a escrever Fernando Sabino Quando eu tinha 10 anos, ao narrar a um amigo uma história que havia lido, inventei para ela um fim diferente, que me parecia melhor. Resolvi então escrever as minhas próprias histórias. Durante o meu curso de ginásio, fui estimulado pelo fato de ser sempre dos melhores em português e dos piores em matemática — o que, para mim, significava que eu tinha jeito para escritor. Naquela época os programas de rádio faziam tanto sucesso quanto os de televisão hoje em dia, e uma revista semanal do Rio, especializada em rádio, mantinha um concurso permanente de crônicas sob o titulo "O Que Pensam Os Rádio-Ouvintes". Eu tinha 12, 13 anos, e não pensava grande coisa, mas minha irmã Berenice me animava a concorrer, passando à máquina as minhas crônicas e mandando-as para o concurso. Mandava várias por semana, e era natural que volta e meia uma fosse premiada. Passei a escrever contos policiais, influenciado pelas minhas leituras do gênero. Meu autor predileto era Edgar Wallace. Pouco depois passaria a viver sob a influência do livro mais sensacional que já li na minha vida, que foi o Winnetou de Karl May, cujas aventuras procurava imitar nos meus escritos. A partir dos 14 anos comecei a escrever histórias "mais sérias", com pretensão literária. Muito me ajudou, neste início de carreira, ter aprendido datilografia na velha máquina Remington do escritório de meu pai. E a mania que passei a ter de estudar gramática e conhecer bem a língua me foi bastante útil. Mas nada se pode comparar à ajuda que recebi nesta primeira fase dos escritores de minha terra Guilhermino César, João Etienne filho e Murilo Rubião - e, um pouco mais tarde, de Marques Rebelo e Mário de Andrade, por ocasião da publicação do meu primeiro livro, aos 18 anos. De tudo, o mais precioso à minha formação, todavia, talvez tenha sido a amizade que me ligou desde então e pela vida afora a Hélio Pellegrino, Otto Lara Resende e Paulo Mendes Campos, tendo como inspiração comum o culto à Literatura. Texto extraído do livro "Para Gostar de Ler - Volume 4 - Crônicas", Editora Ática – São Paulo, 1980, pág. 8. Atividades: 1) O texto “Como comecei a escrever” é narrador em 1ª ou 3ª pessoa? Justifique sua resposta com um trecho do texto. __________________________________________________________________________ 2) Quando foi que o “eu” do texto “Como comecei a escrever” iniciou suas próprias produções textuais? E o que motivou essa produção? __________________________________________________________________________ 3) Na escola: a) Em qual disciplina o “eu” se considerava melhor? E pior? __________________________________________________________________________ b) E por que ele achou que tinha jeito para escritor? __________________________________________________________________________ 4) Retire do texto elementos que mostram que a história narrada aconteceu há muito tempo. 5) Quem é Berenice? E qual a importância dela na vida do “eu” do texto? __________________________________________________________________________ 6) Qual foi a mudança ocorrida na vida literária do “eu” quando este completou seus 14 anos? __________________________________________________________________________