Banner jpv

281 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
281
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Banner jpv

  1. 1. Jornal PONCHE VERde 1 80 ANOS DE HISTÓRIAA história da imprensa em Dom Pedrito inicia com o primeirojornal, Gazeta Pedritense, em 1º de janeiro de 1880 .Fundado por Francisco José Ferreira Camboim Filho ,como jornal liberal e abolicionista relatou a vida de Dom Pedritoquando Vila e Cidade , pois circulou, com alguns intervalos , até 1922. Exemplar da Gazeta Pedritense - 1884 Do primeiro jornal , até o aparecimento do Ponche Verde, quase uma centena de jornais foram produzidos em Dom Pedrito , entre noticiosos, critico-literários, estudantis, infantis , carnavalescos e ainda os dedicados ao belo sexo. Em muitos deles o escritor João de Deus D´Mutti figura ,ora como fundador , ora como diretor ou colaborador . Logotipos de jornais de vários períodos Em 21 de fevereiro de 1932 , João de Deus D´Mutti funda o Ponche Verde e o apresenta como o agente do povo, para dizer de suas queixas , anseios e necessidades e coordenar ações populares úteis ao povo e a seu país . João de Deus D´Mutti Ponche Verde -1932 nº 1 Acervo da Biblioteca Rio-grandense
  2. 2. Jornal Ponche verde 2 80 anos de história Com uma impressora comprada de de antigo jornal de Pelotas, inicialmente a Gráfica do Ponche Verde estava localizada na Av. Barão do Upacarahy, e depois transferiu-se para a Rua Bernardino Ângelo , 42 -- atual número 692 Com a morte do fundador ,em 1936, então sua viúva , Castorina da Cruz D’Mutti (dona Dadá ), assume o jornal, tendo como colaboradores Antenor Paixão de Castihos. , tipógrafo e chefe de pessoal ; Celestino Moreira , tipógrafo- auxiliar; Lucidoro Brito, redator - colaborador e Torquato Portilho, como entregador. Durante a Ditadura Vargas o jornal foi suspenso em função de questionar/reclamar justiça no caso de Waldemar Ripol, político santanense , cujo assassinato era atribuído ao pessoal de Getúlio . O jornal Ponche Verde teve então grande repercussão no Estado e, tendo suspensa sua publicação , surge o Boletim Comercial , a fim deGráfica do Ponche Verde - 3ª casa - Rua Bernardino Ângelo , atender os anunciantes.692Carteira de Castorina D’Mutti, da ARICastorina da Cruz D’Mutti – Dona Dadá Em 1944, dona Dadá filia - se à Associação Rio- Grandense de Imprensa e registra o jornal. O Ponche Verde saia então duas vezes por semana.
  3. 3. JORNAL PONCHE VERDE 3 80 ANOS DE HISTÓRIA1953 – Dona Dadá vende o Jornal para uma “Sociedade em Organização”, tendo como Diretor responsável Dr.Bernardo de Miranda Munhoz , gerente Cornélio Santos e vários cotistas. Na década de 60, João Bosco Dihl assume como diretor de redação; sendo Torquato Portilho – gerente – e Dr. Bernardo Munhoz, responsável pelo jornal.1962 – Após breve interrupção , a jornalista Ione Garcez Vieira, com Luiz Mário e Rute Gonçalves ,dão novo impulso ao jornal. A gráfica estava nos fundos do antigo cinema . Os funcionários Torquato Portilho , Carlos Madruga Sobrinho e Alceu Fontoura Santana compõem a equipe de trabalho. A compra de nova impressora e de novos tipos traz nova vida ao Ponche Verde . 1964 – Bernardo Munhoz é o proprietário do Jornal, passando depois a propriedade do Jornal Ponche Verde para o Escritório Rural Farrapo – 1967. Gráfica do Ponche Verde - Av. Borges Torquato Portilho de Medeiros esquina Rui Barbosa Dr .Bernardo de Miranda Munhoz Gráfica nos fundos do antigo cinema - rua Andrade Neves
  4. 4. JORNAL PONCHE VERDE 4 80 ANOS DE HISTÓRIA O Jornal Ponche Verde sempre contou com articulistas e colunistas. Dentre muitos , destacam-se , em diferentes períodos :• Dr. Márcio Bazan – direito e política• Severo dos Santos Pacielo – obituário• Kleber Jardim - sociedade Colunistas• Marília Maia – Notícias do Ensino• Francisco Ferrer Neto – Revendo o passado• João Freitas -- Miscelânia O corpo redatorial estava composto por: Cláudio Gonçalves Munhoz – diretor Bernardo Munhoz – proprietário e responsável. Torquato Portilho – chefe de redação, tipógrafo e revisor. Em 1980 o Jornal Ponche Verde tem uma a tiragem de 1000 exemplares. Gráfica do Ponche Verde – rua Rui Barbosa – Gráfica do Ponche Verde – rua Duque de Caxias,1048 - casa branca casa bege
  5. 5. Jornal ponche verde 5 80 anos de história Atualmente o Jornal é propriedade do Dr. Cláudio Gonçalves Munhoz e Dra .Maria Helena Gonçalves. • Diretor de Redação: Sérgio Gonçalves Munhoz • Jornalista responsável : Dr. Bernardo de Miranda Munhoz • Repórteres: Sérgio G. Munhoz, Silvana Antunes e Claudenir Munhoz • Diagramadora: Taiane Machado Kussler • Tiragem: 2000 exemplares • Periodicidade: 2 vezes por semana : quarta-feira - com 12 páginas , e sábado - com 20 páginas . • Impressão : uso da tecnologia da informática.Dr. Cláudio Munhoz e Drª. Maria Helena Gráfica do Ponche Verde – rua Andrade Neves, 1076 -Gonçalves , co - proprietários do Ponche Verde sede atual
  6. 6. JORNAL PONCHE VERDE 6 80 ANOS DE HISTÓRIA Subsídio significativo para o conhecimento da História de Dom Pedrito.Narra os fatos à medida em que acontecem.Emite opinião.Forma opinião.Transmite valores e crenças – nos alegra, nos entristece, nos congrega em solidariedade . Créditos:Equipe 2012, do Jornal Ponche Verde Pesquisa e Textos – Adilson Nunes de Oliveira Imagens – Gabriel Bueno e Jeferson Rodrigues Imagens de época – acervo Museu Paulo Firpo Produção – Museu Paulo Firpo

×